A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 SÓCRATES - O INGENHERO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Mar 19, 2010 6:02 pm

É necessário uma Força Emergente - Portugal tem de mudar

Portugal está numa encruzilhada.
A corrupção, o esquemismo, o tráfico de influências, minam Portugal e afundam todas as esperanças dos portugueses.
O Primeiro Ministro cada vez mais é uma figura nociva para Portugal e para os portugueses.
Sócrates não é sequer bem vindo nos outros países da União Europeia.
É assim como que um presidente da "Liga dos Últimos"..
Cavaco Silva vive noutro Mundo e quando fala é pior que quando está calado.
A entrevista que deu a Judite de Sousa mais parecia um tempo de antena do Partido Socialista, ou a dissertação de um qualquer extra-terrestre.
Cavaco Silva decididamente não conhece a Constituição Portuguesa e não sabe o buraco negro onde Portugal gravita.
Cavaco Silva disse apenas que devemos estar calados, como carneiros, enviando para o Estrangeiro uma mensagem de situacionismo político, que em nada se diferencia das mensagens dos políticos do Século XIX.
Com o país a arder, Cavaco Silva o que veio dizer é que está tudo bem, calma, calminha, estabilidade!
Só que Portugal ou dá um valente abanão, muda toda esta trampa, ou morre.
Mas Cavaco Silva o que quer e o que fez foi lançar a sua recandidatura.
O PS e Sócrates podem estar descansados que de Belém não vem vento forte.
O que interessa é que Cavaco seja reeleito!
Pois bem, Cavaco Silva ou está doente , como nas entrelinhas disse o candidato Fernando Nobre, ou então perdeu o sentido de Estado e da gravidade da situação que vivemos.
O que faz falta é um choque político, de forma a mudar este estado miserável de coisas.
Para os mercados internacionais era mil vezes mais eficaz Cavaco Silva apostar na mudança, mesmo drástica, dos procedimentos em Portugal, que dar a mensagem que vai ficar tudo na mesma - défice, desemprego, desinvestimento, pobreza, justiça paupérrima, subdesenvolvimento, corrupção fortissima - porque está a cavar a sepultura para Portugal.
Cavaco Silva ou tem algum amigo que cria galinhas ou então só come produtos estrangeiros, porque nada se cria em Portugal.
Há uma chusma de vígaros, de corruptos, de malandros a dominar Portugal.
O que os portugueses esperavam era que Cavaco Silva desse um abanão, mas viram um homem derrotado, que o que quer é "estabilidade", que só pode ser entendido como imobilismo, favorecimento dos que criaram este estado de coisas.
Por isso é necessário uma Força Emergente, uma força cívica e política que aposte na mudança, na mkdança radical, de forma a que esta gentalha que destruiu Portugal vá bater com os costados na grelha, na prisão.
Por isso, passarei a fazer parte da associação Força Emergente, com o blogue http://forcemergente.blogspot.com/.

Publicada por josé maria martins
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Mar 19, 2010 6:06 pm

Os Tribunais Portugueses têm de ter coragem para investigar José Sócrates - A PGR e o STJ devem olhar para a lei e não para o suspeito

Os portugueses comuns estão estupefactos.
Os casos contra José Sócrates sucedem-se.
Todavia, o PS parece que domina o Poder Judicial e a verdade é que enquanto em França há processos contra o ex-PM, contra o ex-Prsidente da República; em Itália o Mº Pº e os juízes investigam e julgam Barlusconi,;em Israel o PM e o ex-Presidente da República foram investigados; no Brasil há um governador de Estado, do de Brasília, preso, o ex-Presidente da República Color de Mello foi julgado; nos EUA Bill Clinton foi julgado
, em Espanha há um Poder Judicial muito forte, em Portugal José Sócrates passa por entre a chuva!!!
Parece que o PS através da Maçonaria e de algumas prebendas, manobra o Poder Judicial.
A quem aproveita isto?
Hoje o site Portugal Diário dá conta que o Mº Pº quer ir ao Reino Unido por ter suspeitas sobre José Sócrates - o tal que aparece no video chamado de corrupto - mas nada funciona.
Veja-se a notícia aqui: http://diario.iol.pt/sociedade/freeport-socrates-investigacao-tvi24----/1147275-4071.html.
Esta situação não é boa para Sócrates, e muito menos para os portugueses.
Todos sabemos que o PS usa a Maçonaria - o GOL - para dominar o Poder Judicial e outros poderes , o que é intolerável.
Basta de Portugal contginuar a fazer o papel de Zimbabwe na Europa, ou da União Soviética.
Que se passa no País mais pobre da União Europeia?
Nós quermos uma Justiça forte, com magistrados competentes e sem medo do Poder Judicial, onde todos sejam iguais perante a lei.


Por Portugal.

POSTSCRIPTUM: Veja-se o blogue: http://forcemergente.blogspot.com/

Publicada por josé maria martins
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Dom Mar 21, 2010 12:50 am

Relatório do TC arrasa contas dos últimos três governos...

Executivo de José Sócrates baixou despesas de funcionamento dos gabinetes ministeriais, mas aumentou número de admissões.

Uma trapalhada.

A primeira auditoria realizada pelo Tribunal de Contas (TC) aos gabinetes ministeriais e dos primeiros-ministros dos últimos três governos revela falta de transparência nos processos de admissão, total discricionaridade na tabela salarial e mesmo situações ilegais.

Todos diferentes, todos iguais.

Ilegalidades a rodos.

Discricionariedades incontáveis.

Ao que se junta “falta de rigor”, “reduzida fiabilidade” dos dados, etc., etc.

E ninguém escapa: nem Sócrates, nem Santana, nem Durão.

As palavras “corrupção”, “ilegalidades”, “falta de transparência” chegam-nos todos os dias aos ouvidos.

E no entretanto o ditador Salazar é considerado o “maior português de sempre” (seguido de Cunhal, o tal outro que desejava sê-lo).

E parece que há por Lisboa um cartaz a mandar os imigrantes embora (curiosamente um cartaz colocado por um filho de emigrantes e ex-emigrante ele próprio).

Eles (os políticos actuais) admiram-se, e mostram-se chocados.

Mas nem têm razão para isso – é que isto anda tudo ligado, portanto não se percebe o espanto.

(In Público, Secção Nacional)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Dom Mar 21, 2010 12:54 am

Recordando uma entrevista de José Sócrates, transmitida em directo, na SIC...

O cordeiro
”Eu fiquei tão chocado com os casos das juntas médicas como a opinião pública“

O salazarista
”Estamos a fazer um trabalho sério de consolidação orçamental“

O cómico
”Não quero dar esse sinal de facilidade. Veremos. É cedo para falar nisso. Nunca baixarei os impostos por motivos eleitorais“

O aprendiz
”A despesa de investimento é muito importante para fazer crescer a economia“

O publicitário
”O nosso programa é rigor, crescimento e qualificação“

O habilidoso
”A criação de 150 mil postos de trabalho é uma meta. Não foi uma promessa“

O dinamarquês
”Não queremos um modelo pronto-a-vestir“

O demagogo
”A decisão de construir um novo aeroporto não se faz com leviandade“

O cineasta
”A Saúde é um dos casos exemplares da diferença entre a percepção e a realidade“

O estatístico
”Há mais 100 mil portugueses com médico de família“

O porta-estandarte
”A Governo Regional da Madeira tem de aplicar a lei do aborto“

O educador
”Não é o Governo que faz os exames. Todos os exames têm erros“

O ingénuo
”Fiquei espantado. Não me passava pela cabeça. Não foi o Governo que contratou as crianças para participar na apresentação do Plano Tecnológico“

O sinaleiro
”O estatuto dos jornalistas não é importante só para os jornalistas. Também é para a sociedade“

O clássico
”Há três anos, Manuel Alegra já dizia que havia medo no PS“

O descarado
”Não percebo como jornalistas, que têm uma consciência histórica, dizem que este é o maior ataque à liberdade de imprensa“

O leitor
”O caso do professor Charrua foi daqueles com que convivi com maior dificuldade. Soube pelos Jornais“

O deslize
”Não me sinto insultado por quem me insulta“

O pragmático
”Quem confunde vaias com estados de popularidade comete um erro“

O licenciado
”Foi uma tentativa de me diminuir“

O verdadeiro
”Isto não é para os fracos de espírito. É para quem tem ânimo, vontade e determinação“

(posted by RCP)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Ter Mar 23, 2010 2:16 pm

Guerra Junqueiro continua actual...

Escrito em 1896 este texto de Guerra Junqueiro não perde actualidade ao caracterizar a sociedade portuguesa....

Leiam e vejam se não é verdade:

"Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta.

Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não descriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados na vida íntima, descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira a falsificação, violência ao roubo, donde provem que na política portuguesa sucedam, entre a indiferença geral, escândalos monstruosos, absolutamente inverosímeis.

Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo; este criado de quarto do moderador; e este,finalmente, tornado absoluto pela abdicação unânime do País.

A justiça ao arbítrio da Política, torcendo-lhe a vara ao ponto de fazer dela saca-rolhas; Dois partidos sem ideias, sem planos, sem convicções, incapazes, vivendo ambos do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero, e não se malgando e fundindo, apesar disso, pela razão que alguém deu no parlamento, de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar."

(Guerra Junqueiro, "Pátria", 1896)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Ter Mar 23, 2010 3:02 pm

Sócrates gasta 63 mil € em flores

O Estado vai gastar 63 mil euros em flores para o Palácio de São Bento, residência oficial do primeiro-ministro, durante os próximos três anos, o que perfaz uma despesa de 57,5 euros por dia, isto numa altura em que se pede aos portugueses que apertem o cinto devido à crise.

A Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros celebrou um contrato por ajuste directo de fornecimento e manutenção de arranjos de flores para São Bento no passado dia 22 de Janeiro, com a Nada Mais Nada Menos, em Lisboa. Contactada pelo CM, a proprietária da empresa de arranjos florais, Maria de Brito Subtil, recusou falar sobre este contrato. 'Não estou autorizada nem interessada', afirmou. Uma florista do centro de Lisboa garantiu ao CM, porém, que, com 57 euros por dia, 'já é possível comprar um arranjo floral bem composto'. Uma outra lojista especificou: 'Dá, por exemplo, para comprar cinco molhos de vinte rosas cada e ainda sobra algum dinheiro'.

Fonte do gabinete do primeiro--ministro adiantou ao CM que este serviço é contratado, em grande parte, para fazer face a eventos protocolares. 'Diz respeito a visitas de Estado que exigem esse tipo de preocupação, aqui e em qualquer país do Mundo', afirmou, sem querer entrar em mais pormenores, sustentando que o responsável do gabinete de José Sócrates para este tipo de questões se encontrava fora do País.

Os jardins da residência oficial do primeiro-ministro também obrigam a cuidados, com uma factura anual de 33 950 euros, num contrato adjudicado à Teleflora.

(Público)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Qua Mar 24, 2010 4:38 pm

Fitch não mexia no 'rating' português desde 1998

O corte no "rating" da dívida de longo prazo de Portugal, o primeiro da Fitch em 12 anos, fez disparar o custo da dívida pública.

O mercado está a reagir vivamente ao corte do "rating" da dívida de longo prazo, em euros e em moeda estrangeira, de "AA" para "AA-" da República Portuguesa pela Fitch.

Foi o primeiro 'downgrade' da Fitch para Portugal desde 1998 e surge na véspera do PEC ir a votos no Parlamento português.

De acordo com os especialistas da agência de notação norte-americana "apesar de Portugal não ter sido desproporcionadamente afectado pela crise global, as perspectivas para a recuperação económica são mais fracas que os membros da União Europeia a 15, o que irá pressionar as suas finanças públicas no médio prazo."

A tensão junto dos investidores de obrigações não se fez por esperar. Rapidamente as "yield" das obrigações da República Portuguesa disparam, com principal foco para os títulos de dívida de longo prazo. O mesmo sucedeu no universo dos CDS, com os investidores a voltaram a mostrar alguma tensão face à possibilidade de Portugal entrar em incumprimento: depois de a 15 de Março os CDS sob as obrigações do tesouro a 10 anos estarem a cotar nos 114,87 pontos base, hoje estão a cotar nos 145,33 pontos base.

Significa que, no espaço de 9 dias, o risco da dívida nacional escalou 26,5% (instrumentos em dólares), com os investidores dispostos a cobrir o risco da dívida portuguesa a exigirem agora 1,45% de juros face aos 1,15% em meados do mês acima do cobrado pelos CDS das obrigações alemãs (‘bunds').

S&P avisou em Fevereiro

Não se pode dizer que o mercado tenha sido apanhado desprevenido. Em Fevereiro, a Standard & Poor's, outra agência de notação de risco, revelava a possibilidade de vir a reduzir o ‘outlook' para a dívida nacional, apontando que Portugal estava no lote dos países que, nos próximos 24 meses, poderia ver o seu ‘rating' revisto.

O mesmo se pode dizer do IGCP, a entidade pública a quem compete, nos termos da lei, assegurar o financiamento e efectuar a gestão da dívida pública directa do Estado Português, que, nos últimos três meses já executou mais de um terço dos 22,5 mil milhões de euros de dívida que fazem parte do programa de financiamento de Portugal para 2010.

Para os agentes económicos não deverá também passar incólume a possibilidade da Fitch reduzir novamente a classificação da dívida lusitana. Os "desequilíbrios adicionais nas contas públicas poderão conduzir, em 2010 e 2011, a um novo ‘downgrade'", lê-se no documento. No entanto, os especialistas Fitch ressalvam que o recente Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC) apresentado pelo Governo trata-se de um documento credível e que "incorpora um elevado nível de detalhe com uma grande parte da despesa sustentada em suposições e ajustamentos macroeconómicos razoáveis".

Porém, Douglas Renwick, director da Fitch, ressalva que "o ajustamento do défice planeado é adiado e o risco de ocorrer uma decepção macroeconómica com repercussões para o défice) é significativo, particularmente nos últimos anos (2012 e 2013) das projecções do Governo.

Esta linha de preocupações já tinha sido defendida por outros economistas da praça. Foi o caso de Álvaro Santos Pereira, professor de Economia na Simon Frasier University, no Canadá, e um dos cerca dos 30 economistas que assinaram um manifesto a apelar à reavaliação dos grandes investimentos públicos. Em entrevista ao Diário Económico de segunda-feira, o docente revelava que "este PEC preconiza a consolidação das contas públicas através de um aumento de receitas e da carga fiscal efectiva, e não se reduzem de forma significativa as principais causas do despesismo do Estado. Este PEC adia, mais uma vez, a consolidação das contas públicas portuguesas."

Assim, para o Estado, empresas e famílias portuguesas, o "corte" do ‘rating' da dívida pública foi uma machadada na gestão das suas contas pois este cenário deverá traduzir-se, brevemente, numa maior dificuldade no acesso ao crédito e num encarecimento do financiamento bancário pelo aumento dos ‘spreads'.

(Diário Económico)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Mar 26, 2010 12:44 am

Descodificação do nome SOCRATES:

S alazar
O utrora
C aiu ;
R egressou
A gora
T ransformado
E m
S ocialista !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 1:07 pm

Sócrates acusado de assinar projectos quando era deputado em exclusividade

José Sócrates terá assinado mais de 21 projectos, entre final de 1988 e 1990, altura em que assumiu o lugar de deputado da Assembleia da República, em regime de dedicação exclusiva.

Em causa, estarão um conjunto de projectos que José Sócrates terá assinado, na qualidade de engenheiro técnico da Câmara Municipal da Guarda, violadando, assim, o regime de exclusividade da Assembleia da Rapública.

O primeiro-ministro “subscreveu pelo menos 21 projectos”, em relação aos quais se responsabilizou pela correcta execução das obras, quando era já deputado à Assembleia da República em regime de exclusividade, escreve, hoje, segunda-feira, o jornal “Público”, entre Outubro de 1988 e o final de 1990.

Ainda de acordo com aquele diário, José Sócrates terá sido advertido “por várias vezes” devido à falta de qualidade e de acompanhamento dos seus projectos, chegando a ser afastado pela autarquia da direcção técnica de obras particulares.

O “Jornal de Notícias” já contactou o gabinete do primeiro-ministro e aguarda reposta às questões já endereçadas por correio electrónico.

(Jornal de Notícias)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 1:09 pm

Sócrates não recebeu remuneração por projectos

O gabinete do primeiro-ministro explicou esta segunda-feira que José Sócrates terá elaborado os projectos camarários «a pedido de amigos» e «sem qualquer tipo de remuneração», enquanto trabalhava, em regime de dedicação exclusiva, para a Assembleia da República.

A edição do jornal Público de hoje revelou que o então deputado socialista teria assinado 21 projectos de engenharia, enquanto recebia o subsídio de exclusividade no Parlamento, mas o gabinete do chefe do Governo português garante que não houve nenhuma violação da lei, já que Sócrates não recebeu dinheiro pelos trabalhos.

O gabinete do primeiro-ministro, em declarações à Rádio Renascença, esclarece ainda que José Sócrates sempre cumpriu todos os seus deveres e exigências profissionais, mesmo em caso de divergências ou discordâncias com as entidades administrativas encarregues de apreciar e aprovar os projectos.

Contudo, o Público garante que, para a questão da exclusividade, é indiferente haver ou não pagamento.

(Diário Digital)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 2:05 pm

Sócrates foi afastado de projectos pela Câmara da Guarda após repreensões

José Sócrates terá sido afastado de projectos que dirigia na Guarda, há cerca de duas décadas, noticia o Público de hoje. Segundo o diário, o então engenheiro técnico terá sido advertido por várias vezes e, antes disso, terá assinado projectos quando deveria ser deputado em exclusividade

Repreensões unânimes, ameaças de sanções legais e críticas dos serviços da Câmara da Guarda.

Os últimos anos de José Sócrates enquanto engenheiro técnico foram criticados, entre 1987 e 1991, pela autarquia guardense devido à falta de qualidade desses projectos e por não acompanhar devidamente as obras.

Em três dos projectos consultados pelo Público, Sócrates terá sido substituído sem que essas substituições tenham sido solicitadas pelo agora primeiro-ministro ou pelo dono da obra.

Em dois dos casos, a alteração deu-se após repreensões de Abílio Curto, então presidente da edilidade.

Ainda segundo o jornal diário, pelo menos 21 dos projectos assinados por Sócrates naquele município realizaram-se entre Outubro de 1988 e o final de 1990, quando era deputado em regime de exclusividade.

(SOL)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 4:05 pm

Sócrates ataca ‘Público’

Em nota enviada à comunicação social respondendo à manchete do Público de hoje, José Sócrates reitera ser o autor dos projectos na Guarda e não ter recebido qualquer remuneração por isso, quando era deputado em exclusividade. Num tom irónico, ataca ainda o diário e aquilo a que chama «a sua interessantíssima agenda jornalística» (actualizada)

«Os projectos que refere na edição de hoje são da minha responsabilidade, foram elaborados a pedido de amigos e sem que eu tenha auferido qualquer tipo de remuneração. Repito: sem auferir qualquer remuneração, em conformidade, portanto, com as normas legais de exclusividade em vigor».

É com estas palavras que o primeiro-ministro, José Sócrates, responde à manchete do Público, segundo o qual terá sido responsável por vários projectos na Guarda enquanto era deputado na Assembleia da República em regime de exclusividade.

Na notícia de hoje é ainda dito que o então engenheiro técnico havia sido afastado de algumas obras por não as acompanhar devidamente e devido à falta de qualidade desses projectos, mas Sócrates responde também a esse assunto.

«Sempre cumpri todos os meus deveres e exigências profissionais, mesmo em caso de divergências ou discordâncias, que são próprias desta actividade, com as entidades administrativas competentes na apreciação e aprovação de projectos», lê-se em nota enviada à comunicação social.

Num tom irónico, o primeiro-ministro critica o Público, jornal que já tinha abordado o assunto: «Reitero o convite que já há dois anos fiz ao Público: este é talvez o momento para revisitarem as décadas de 70 e 60, período da minha juventude, onde não deixarão de encontrar uma qualquer história que, à luz dos vossos exigentíssimos critérios, vos permita continuar a fazer manchetes como a de hoje, que só confirma a opção do Público por uma linha editorial que desistiu da ambição de um jornalismo de referência».

(SOL)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 4:07 pm

Afirmar que factos e comportamentos tidos por reprováveis e condenáveis são uma cabala contra o seu autor, José Sócrates, só pode partir de gente tola, imbecil, ceguinha, ou então desonesta e maquiavélica, que pretende apenas confundir a mente do pé descalço ignorante para continuar através do seu voto no poder e dele continuar a usufruir as vantagens ilícitas de tais comportamentos.

Sócrates e Berlusconi, Portugal e Itália. Dois países latinos, cujas populações vivem e convivem com grupos mafiosos, por quem são explorados e a quem lhes dá o seu apoio.

Esta é a triste realidade da nação portuguesa que a tem tolhido ao longo da sua História e que a continuará a tolher nos anos vindouros.

(Sol - meccc, em 2010-04-05)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 4:11 pm

Vivemos em paises diferentes. No meu ainda se acredita na honra, no merito, no caracter, na competencia. Parece que no vosso ja nao. O vosso Portugal e um pais rasca, de esquemas, de improvisos e trafulhices. gerido por qualquer borrabotas. Uma especie de Madagascar com um presidente ex-dj ou uma Venezuela gerida por um dancarino de fandango....

(Sol - Platao, em 2010-04-05)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 4:13 pm

Se este nosso País, e o nosso povo, não estivessem tão doentes, este Sócrates nunca poderia sequer sonhar em ser 1.ª Ministro.
Não tem habilitações académicas sérias ou relevantes, nunca exerceu sequer uma profissão, etc. Vingou no aparelho partidário do PS a fazer lobbies, a construir a sua rede de contactos à conta de favores feitos e/ou recebidos, a pisar os que eram um obstáculo para a sua ambição, etc. Mais nada.
Ou seja, trata-se de um homem vulgaríssimo de quem pouco ou nada se sabe (de que comida gosta? gosta de vinhos? qual a música que aprecia? gosta de mulheres, ou tem gostos invertidos? etc.). Não se lhe conhecem quais os seus valores ou referências. É um robot, que apenas se rege por estratégias e por eficácia.
No fundo, uma criatura mais do que vulgar, que se calhar era chumbada de caras no processo de recrutamento para um trabalho temporário num balcão de um banco...
Em conclusão: é ele e a sua clique que têm tudo a ganhar, não o País, com a sua presença no País.

(Sol - agentePIDE, em 2010-04-05)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 4:16 pm

Não serve para engenheiro dos tais projectos na Guarda ... mas já serve para Primeiro-Ministro de Portugal (!)
E já serve para impor sacrifícios aos Portugueses, e dar-lhes o enorme benefício do casamento gay (!)
Este nosso País, e o nosso povo, estão muito DOENTES, para permitir que gente medíocre e desonesta como esta esteja à frante dos nossos destinos ...
Até pela nota enviada á comunicação social se vê o nível baixíssimo de um bandalho destes...
Calem mas é a vossa boca suja, quando falem do Doutor Salazar e do Estado Novo!

(Sol - agentePIDE, em 2010-04-05)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Seg Abr 05, 2010 4:26 pm

Para Sócrates o Povinho é muito estúpido...

Diz ele que fez projectos de prédios à borla...

"Para além de os factos apurados não confirmarem a redução e o carácter "muito residual" da sua actividade na Guarda, a natureza de alguns projectos e a identidade dos donos das obras também não apontam para a sua gratuitidade: em três casos trata-se de prédios de três pisos e seis fogos pertencentes a importantes industriais da construção civil; num outro são dois blocos geminados de quatro pisos, de uma cooperativa de habitação; e um último é um pavilhão industrial de grandes dimensões." (Público)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Qui Abr 08, 2010 5:55 pm

Bandeiras Espanholas em Valença - Uma vergonha para Portugal

Que vergonha a conduta do Governo de José Sócrates!
Encerrou serviços de saúde, maternidades, escolas.
Cavaco Silva ou não tem conhecimento ou então não tem condições para ver a miséria que se vive em Portugal.
Eu acredito que Cavaco Silva está feliz.
Tem razões para isso! Os filhos estão criados. Ele tem as reformas que quer.
Mas e o Povo?
O Povo que não tem emprego? O Povo que não tem médicos?
O Povo que recebe miséria para comer?
O Povo que tem de ir a Espanha ao médico?
Em Valença o Povo protesta com bandeiras espanholas!
Não entendo que seja uma ofensa, porque é uma arma de protesto. O Povo de Valença é valoroso e ama Portugal.
Mas é triste ver que Cavaco Silva não dá sinais de si quando em solo Português se põem bandeiras espanholas nas casas!
Uma vergonha esta política portuguesa.
Creio que em Poço de Boliqueime, terra natal de Cavaco Silva, não há falta de médicos. Mas se não tivessem médicos e colocassem bandeiras espanholas lá?
Sim, se os conterrâneos de Cavaco Silva colocassem nas janelas bandeiras espanholas nas casas?
Uma vergonha isto!
Em Espanha batem palmas.
Sócrates está a destruir Portugal, os nossos valores , a nossa honra.
Cavaco Silva o que faz?
D. Afronso Henriques está envergonhado!
O PS tem interesse em que os portugueses olhem para Espanha e se submetam a Espanha!
A Maçonaria do GOL está felicissima. Esse é o objectivo dos traidores, entregar Portugal a Espanha.
Merdosos!
Mas sem um Presidente da República como deveria ser tudo está uma vergonha!
Em boa verdade as Forças Armadas deveriam intervir e mandar Cavaco Silva descansar. Mandar José Sócrates para prisão domiciliária até os casos Freeport, Face Oculta, Universidade Independente serem decididos.
Portugal não precisa de Cavaco Silva nem de José Sócrates.
Portugal precisa apenas do Povo Português.
Portugal está no abismo! Não podemos permitir isto!
Tenho toda a legitimidade para opinar, para me expressar. Porque sou português, porque fiz o juramento sagrado pela minha Pátria, porque eu sou Português , mas há aí muito cão que é espanhol e traidor!
Às Armas, Nobre Povo!

(José Maria Martins)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Abr 16, 2010 4:34 pm

O jornal norte-americano NY Times dedica um extenso artigo ao país que considera ser o próximo problema a resolver na zona euro: Portugal.

No texto, intitulado ‘Debt Worries Shift to Portugal" e assinado por Landon Thomas, correspondente do jornal em Londres, recupera-se a recuperação entre Portugal e Grécia que tanto tem indignado o Governo português e Cavaco Silva.

O NY Times fala ainda numa "combinação tóxica" partilhada pelos dois países: "baixas reservas de capital numa altura em que o custo de dívida se agrava, ao mesmo tempo que a sua capacidade de aumentar impostos se torna escassa devido às medidas de austeridade adoptadas".

Segundo o artigo, Portugal e Grécia partilham ainda taxas de poupança reduzidas, défices persistentes, baixa competitividade e fraco crescimento económico. Mas com uma diferença nesta altura: à Grécia está prometido um pacote de ajudas de Bruxelas e do FMI e o Governo de Atenas já deu o primeiro passo para que esse auxílio seja activado, ao pedir uma reunião com a Comissão, o Fundo e também com o BCE.

Neste cenário, escreve o NY Times, "em vez de tranquilizar os mercados, o plano de ajuda à Grécia pode levar os investidores a testarem a tolerância europeia - e especialmente da Alemanha - para resgatar Portugal".

Por isso, continua o jornal, esse possível ‘bailout' "incentiva o governo português, que já tomou algumas medidas difíceis, a adoptar políticas mais ligeiras, sabendo que um resgate europeu e do FMI está mesmo ali ao lado".

Para sustentar o artigo, o NY Times cita um especialista da consultora pi Economics e também um economista do Deutsche Bank. Ambos sublinham que Portugal enfrenta sérios problemas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Abr 16, 2010 6:29 pm

A Fuga de José Sócrates

Hoje José Sócrates foi vaiado nas comemorações do Dia de Portugal.

Quando foi anunciada a chegada do Primeiro Ministro, em Setúbal, José Sócrates foi vaiado.

O Primeiro Ministro fugiu depois às perguntas dos jornalistas. Qual menina virgem amudada ,o Primeiro Ministro de Portugal fugiu ao confronto. Não quis dizer nem uma palavra sobre os motivos da vaia.

Já quando estalou o escândalo da licenciatura de José Sócrates este nunca se dispôs a responder aos jornalistas, a responder abertamente, a todos sobre tudo o que envolve essa licenciatura domingueira.

José Sócrates escolheu o conforto da RTP, para "ditar" o que queria "ditar".Nao foi sequer uma enterevista, mas uma paródia e uma ofensa aos portugueses.

Em que outro Pais da União Europeia um Primeiro Ministro teria podido agir assim? Em nenhum!

Aí temos o Primeiro Ministro em toda a sua "coragem", esmagado pelos factos que tem extremas dificuldades em esclarecer e pela contestação popular às trapalhadas dos seus ministros e ao ostracismo a que votou os nossos emigrantes, fechando consulados, dificultando a vida a quem o sustenta e sustenta Portugal.

José Sócrates está preso por arames ao Poder.

A queda vai ser estrondosa!

Os portugueses têm de abrir os olhos e deixarem de ser pouco exigentes.


Por Portugal que merece melhor.

(José Maria Martins)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Abr 16, 2010 11:42 pm

«Manso é a tua tia, pá», responde Sócrates a Louçã

Louçã diz que o primeiro-ministro está mais manso a cada intervenção. Sócrates não deixa a expressão 'passar em branco' e desabafa: «Manso é a tua tia, pá!». A ‘troca de galhardetes’ deu-se hoje no debate quinzenal, no Parlamento. As palavras não foram ditas ao microfone, mas as imagens não deixam dúvidas

«De intervenção em intervenção vai ficando um pouco mais manso», afirmou o líder do Bloco de Esquerda. Com microfone desligado, o primeiro-ministro respondeu: «Manso é a tua tia, pá!»

As palavras não se ouvem mas as imagens são claras. Sócrates ainda acrescenta mais algumas palavras a acompanhar uma cara visivelmente irritada, mas só os ministros ao seu lado ouviram.

(Sol)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Abr 16, 2010 11:43 pm

Manso, não é a tia do Louçã...

Manso é este povo que aguenta um palhaço de nome Sócrates, e não reclama a demissão de Pinto Monteiro e do Sr. Nascimento.

Mansos são todos os palhaços dos portugueses que lhe falta o tesão e orgulho de o serem...que sentem as questões basicas da honra Sem Eira Nem Beira!!!

Maldito povo este...que merece os outros palhaços que ocupam as cadeiras de S. Bento.

FDP.

(Sol - DPedrooJusticeiro, em 2010-04-16)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sab Abr 17, 2010 5:18 pm

Portugueses voltam a recorrer ao prego...

O recurso aos penhores em Portugal está longe de desaparecer.

Libras, colares, brincos ou gargantilhas - as peças de decoração feminina são a principal moeda de troca para um crédito que não é anunciado nas televisões.

Milhares de portugueses continuam assim a recorrer ao prego para se financiarem.

O sector, dizem os agentes, está em crescimento, impulsionado também pela crise económica.

Depois de um período em que várias casas encerraram, há quem fale agora em "ressurgimento", com algumas sociedades a começarem a abrir novos pontos de atendimento.

Os penhores são uma solução para todas as classes sociais.

Não há, dizem, apenas clientes de classes mais baixas.

"Vem toda a gente: rico, pobre ou remediado, desde que tenha uma moeda de troca", explica Jaime Ruão, da Prestamistas Sociedade, que actua na Grande Lisboa.

Também o responsável de uma instituição financeira do Porto adianta que "tipicamente, os clientes seriam pessoas de classe social baixa, para questões do dia-a-dia e uma rápida necessidade de verbas".

Mas, garante, esse perfil "tem vindo a mudar ultimamente".

Há agora clientes de profissões mais conceituadas e mesmo empresários que necessitam de "alguma liquidez para o espaço de um mês".

Manuel Aleixo, da Companhia União de Crédito Popular, do Porto, explica que à sua casa vão também "médicos, engenheiros ou advogados".

A sua área de influência cobre a área metropolitana e tem ainda clientes que vêm de Espanha, nomeadamente, de etnia cigana.

Há pessoas, diz, "que chegam a ter 20 ou 30 cautelas".

Actualmente, tem registado ainda um aumento dos penhores mais valiosos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Qua Abr 21, 2010 4:45 pm

Prof. António Balbino Caldeira,

Estou a seguir atentamente as "vaias" dos portugueses a Sua Excelência o Primeiro Ministro de Portugal. Agora foi em Abrantes, antes em Setúbal.

Para além dos correligionários, José Sócrates já não tem o peso político que as eleições lhe deram.

José Sócrates está gasto na sua função de Primeiro Ministro.

É um dever de cidadania lutar contra a linha política que José Sócrates seguiu.

É patética a "perfomance" do Ministro Lino , na Ordem dos Engenheiros.

É patético o fecho de Centros de Saúde, de Maternidades. É um desaforo a nossa situação
económica.São violados os direitos à saúde efectiva dos mais velhos, dos mais novos, das mulheres portuguesas.Até já têm de nascer portugueses em Badajoz!

Os portugueses estão a ser tratados abaixo de cão.

José Sócrates perdeu legitimidade democrática. Deveria haver eleições de imediato.

Parece que o Prof. Caldeira será arguido num processo conexo com a denúncia que fez quanto à legalidade da licenciatura de José Sócrates.

Isto só no Burkina Fasso ou no Burundi!

José Sócrates não regenera Portugal. É o coveiro de Portugal. Com a linha política que seguiu afunda Portugal.

Vamos lutar no estrangeiro, também.

Cada Português que se quiser solidarizar com o Prof. Caldeira deve enviar um e-mail para o Presidente da República e outro do mesmo teor, para o Presidente do Parlamento Europeu.

Sugiro que façam constar a seguinte introdução:

"Há meses que na comunicação social se vem questionando a licitude da obtenção da licenciatura em engenharia civil do actual Primeiro Ministro de Portugal. Licenciatura teminada , surpreendentemente, num Domingo, numa Universidade cujo reitor está em liberdade provisória, mandada encerrar pelo Governo, com dois membros presos preventivamente. José Sócrates até no site oficial do Govermo Português se intitulava "Engenheiro Civil", título a que sabia não ter direito face a lei portuguesa ,o que o levou a alterar para "Licenciado en Engenharia Civi.l".

Os e-mail devem ser enviados para o Parlamento Europeu pois é importante hoje que os portugueses, como "cidadãos da União Europeia", façam chegar as suas reclamações e queixas ao Parlamento Europeu.

Se tudo ficar em Portugal não há qualquer consequência.

É preciso desmacarar o clima de intimidação e de medo que nos querem impor.

Um abraço de solidariedade para o Prof. Caldeira.

(José Maria Martins)
Voltar ao Topo Ir em baixo
REGINALDO

avatar

Mensagens : 666
Data de inscrição : 15/12/2009

MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   Sex Abr 23, 2010 8:53 pm

MAS a NACAO tem GOVERNO ou desGOVERNO?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: SÓCRATES - O INGENHERO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
SÓCRATES - O INGENHERO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: GRANDES PORTUGUESES-
Ir para: