A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Fev 07, 2011 10:26 pm

Ela deixou-o por mim, mas voltou depois para ele…

Caro Dr. Coração:

Eu conheci uma rapariga que namorava há 2 anos, nós nos sentimos atraídos e foi tudo muito rápido, ela terminou o namoro e curtimos, mas nao durou muito tempo e ela voltou pro namorado.Mas ainda acho que ela gosta de mim, mas como o namoro dela ja era de muito tempo, acho que ela prefere continuar em uma coisa mais segura do que arriscar comigo. Não sei o que fazer, não sei se deixo o tempo mostrar pra ela realmente como que tem que ser, ou se tenho que fazer algo…

Anónimo


Caro Anónimo:

Tu ainda mantens esperança de ela voltar para ti. Mas parece-me que ela já tomou a sua decisão. O facto dela te ter trocado pelo ex dela é um sinal de que ela o ama muito. Tu queres acreditar que é pelo facto dela querer algo mais seguro. Mas os teus sentimentos não te conseguem fazer ver que ela gosta muito dele e que está a fazer um esforço para conseguir resolver os problemas do passado. Tu tens de aceitar esta situação e seguir em frente. Se tu ainda gostas dela, então terás de ter paciência e deixa-la seguir a vida dela.
Se as coisas não resultarem entre eles, como tu pensas que irás acontecer, então poderás estar disponível lá para ela quando as coisas acabarem e voltar a estarem juntos. Mas acho que insistires nesta altura com ela, não iria ter resultados e iria acabar por prejudicar uma eventual relação futura com ela. Mas a decisão é toda tua. Só te peço que penses bem no que te disse.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Fev 14, 2011 12:47 pm

A ex do meu marido não o esqueceu...

Caro Dr. Coração:


O meu marido separou-se da ex. Vivemos em harmonia até que ela descobriu e começou a perseguir-nos como uma ex desiquilibrada. O que faço para afastá-la?

Anónima


Cara Anónima:

Infelizmente, não me parece que possas fazer nada para afastar a ex do teu marido. Ela parece-me obcecada com os dois, pois ainda não esqueceu o passado. Parece-me que única forma dela vos deixar em paz, será o teu marido falar com ela, e explicar-lhe que as coisas estão terminadas entre eles os dois, pelo que ela terá de sair das vossas vidas. Mas isso será uma decisão dela, e não haverá nada que possas fazer para a convencer do contrário.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Ter Fev 15, 2011 2:29 pm

Sara : “Não tenho lubrificação”

“Sou casada há cinco anos e ultimamente tenho tido problemas no trabalho que se estão a reflectir em casa. Chego cansada e quando tentamos fazer amor não tenho lubrificação suficiente.”

Cara leitora, como descreve que tem problemas sérios no trabalho, é natural que estes se reflictam no seu estado de humor e na sua maneira de viver as relações sexuais. Se forem passageiros, tente ter paciência e dar tempo ao tempo. Se previr que se manterão por muito tempo, então deve encontrar modos saudáveis de lidar com eles, de os aceitar e de conseguir abstrair-se deles. A lubrificação vaginal é um sinal de excitação, mas pode sofrer influências do modo como se sente, pelo que pode experimentar utilizar lubrificantes líquidos, em pomadas, comprados em sex shops, farmácias ou mesmo supermercados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Fev 25, 2011 2:31 am

Jorge : “ A minha namorada não tem orgasmos”

“Tenho uma vida sexual muito activa. No entanto, a minha namorada queixa-se de que nunca conseguiu atingir o orgasmo. O que posso fazer? Ouvi dizer que existe um sítio na vagina que se chama ponto G e que, se eu lá tocar, ela tem orgasmos. Onde fica o ponto G?”

Caro leitor, o ponto G é uma pequena aglomeração de terminações nervosas e glândulas, situado nas paredes da vagina. Sendo uma zona sensível, pode fazer uma mulher atingir um grau de excitação intenso. A localização exacta não é conhecida, afirmando alguns especialistas que só é perceptível quando estimulado. A melhor maneira de o descobrir é colocar por baixo do traseiro da sua companheira uma almofada, estando ela deitada de barriga para baixo, ou deixando a parceira ficar por cima. Para que a sua namorada atinja o orgasmo, converse com ela sobre o que lhe dá mais prazer. Descontraiam e surgirá naturalmente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Fev 28, 2011 5:16 pm

Não consigo escolher entre os dois...

Caro Dr. Coração:

Estou completamente apaixonada por dois homens... Não consigo escolher com qual dos dois devo me comprometer.
Pra mim os dois são perfeitos e daria para ter um relacionamento sem complições. Está cada vez mas dificil lidar com a situação para que um não descubra o outro.
Qual criterio devo usar pra decidir com qual ficar?

Anónima


Cara Anónima:

É muito complicado quando o nosso coração se divide entre duas pessoas. Ainda por cima, as duas pessoas parece que te completam de forma igual. Mas não é sustentável continuares a estar com os os dois, pois corres o risco da situação ser descoberta por um dos dois. Tens por isso de fazer uma escolha. Não vai ser fácil, mas tens de pensar em qual dos dois tu sentirias mais falta no futuro. As coisas podem estar a correr bem com os dois, mas tens de pensar em qual tu acharias que irias sofrer mais por estar sem ele. Pois muitas vezes, apenas sentimos muito a falta de alguém, quando a não temos.
A escolha não será fácil, e vais sempre sofrer. Mas continuar a adiar o inadiável, apenas trará mais incertezas e angústia.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Mar 09, 2011 12:27 pm

Hugo : “Não consegui fazer nada na primeira vez”

“Tenho 18 anos e namoro há dois meses. Eu e a minha namorada tentámos ter relações sexuais pela primeira vez, na casa dela. Não consegui fazer nada, sentia-me nervoso e agora tenho medo que ela conte aos nossos amigos.”

Caro leitor, o que lhe aconteceu é muito normal: ficou ansioso por ser a primeira vez, por querer agradar à sua parceira, por não estar seguro de que vá correr bem, por possivelmente ter também medo de engravidar a sua parceira cedo demais na vossa vida... Fale com ela sobre o que o preocupa e vai ver que também ela pode ter preocupações. Aconselho-o a masturbar-se e a colocar o preservativo masculino para que se habitue e se sinta à vontade. É importante que comuniquem e preparem a vossa relação. Não se apressem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sab Mar 26, 2011 1:49 pm

Eu não lhe sou fiel…

Caro Dr. Coração:

Sou casada há quase 5 anos, nunca tive certeza dos meus sentimentos, mas agora ficou pior ainda, casei com 21 anos, e agora sinto necessidades de fazer coisas que não fiz, por ser casada, ele é muito "bom prá mim", mas não é só bondade que eu procuro num relacionamento. Por outro lado não gostaría de faze-lo sofrer, poís sei q ele gosta muito de mim, e ainda tem mais um agravante eu não sou fiel, por favor me ajude, não aguento mais ficar nessa indecisão... estou sofrendo muito não sei o que é melhor fazer...

Anónima, 25 anos


Cara Anónima:

Parece-me que tu irás continuar a sofrer enquanto não te decidires a ser honesta com o teu marido. Não é justo para ele, tu continuares com esta mentira e continuar a enganá-lo apenas irá fazê-lo sofrer quando descobrir. O teu casamento não está a correr bem, e talvez o melhor seriam vocês separarem-se por algum tempo, para ver como as coisas correm. Se tu chegares à conclusão que já não gostas dele e sentes que falta algo na tua vida, então o melhor será tentar encontrar alguém que te dê aquilo que precisas. Isso vai fazer sofrer muito o teu marido, mas se tu não és feliz, então mais cedo ou mais tarde o casamento iria acabar. Deves por isso ser honesta e falar com o teu marido. Os dois vão sofrer com a situação, mas irão chegar à conclusão que talvez os dois consigam ser mais felizes se não estiverem juntos. Prolongar este mentira apenas irá fazer com que o teu sofrimente nunca acabe.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Dom Mar 27, 2011 1:28 pm

Sara : “O meu clítoris é enorme”

“Tenho um clítoris fora do normal. Quando me excito parece que cresce e tenho medo de experimentar ter relações com alguém e assustar a pessoa. O que posso fazer?”

Cara leitora, o que descreve pede uma avaliação médica cuidada. Marque uma consulta com um ginecologista ou no seu médico de família, para ser observada por profissionais que lhe dirão se tem razoes para tal preocupação. Pode ser que as suas expectativas estejam a influenciar a sua imagem mental do clítoris e esteja a sentir preocupações sem razões para tal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Ter Jun 21, 2011 12:08 am

Maria : “Preservativo não funciona”

“Quando tenho relações com o meu namorado o preservativo tem sempre problemas: já rebentou, ficou dentro de mim e rasgou de lado. Assim fico com medo de engravidar.”

Cara leitora, antes de pensar em problemas sexuais ou fisiológicos deve pensar na colocação correcta do preservativo. Não é fácil e há muitas regras em que pensar, pelo que deve falar com o seu namorado sobre como o têm feito. O preservativo tem uma eficácia de 90 a 95%, quando é bem colocado e retirado, o que significa que ambos devem ter alguns cuidados: verificar o estado da embalagem, ver a data de validade, o certificado de qualidade, ter cuidado com unhas compridas ou com os dentes ao abrir a embalagem. E devem colocar o preservativo apenas quando o pénis está em erecção.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Jun 22, 2011 11:31 pm

Porque é que não consigo gostar de ninguém?

Caro Dr. Coração:

Sinto-me mal porque não consigo arranjar uma companheira e todas aquelas por quem eu me apaixono já namoram e não querem saber de mim para nada. (…) Não quero passar o resto da minha vida sozinho.

Anão, 18 anos


Caro Anão:

Tu sentes-te desesperado pois ainda não conseguiste encontrar a pessoa certa para ti. Todas as raparigas por quem te sentes interessado já estão comprometidas, e isso faz-te pensar que tu nunca irás encontrar ninguém… Mas tens de ter maior confiança em ti e acima de tudo, nunca desistir. Deves manter sempre o teu coração aberto, pois um dia quando menos esperares irás encontrar alguém que te completa e que te faça feliz. Tu ainda és novo e tens a vida toda pela frente. Tens apenas de ser tu próprio e irás encontrar alguém que goste de ti como tu és. Tenho a certeza disso… Tens é de ter paciência, pois o amor não é fácil, e não deverás desistir à primeira tentativa. Mas espero que tudo corra bem contigo.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Fev 01, 2012 12:50 pm

José : “Masturbo-me em público”

“Sou casado e tenho 46 anos. Tenho uma boa vida, mas sempre me atraiu masturbar-me em público. Consegui controlar isto toda a vida, mas agora gosto de sair do trabalho e ir para lugares públicos arriscar ser visto. Tenho vergonha de mim próprio mas o prazer é forte.”

Caro leitor, a masturbação é um comportamento normal e que pode mesmo aliviar do stress em algumas situações. Do que conta o problema não é fazê-lo, mas os sítios e situações em que faz. Saiba que é um crime e pode trazer-lhe complicações sérias. Esse seu comportamento é chamado de exibicionismo e envolve a exposição dos seus genitais a estranhos, por vezes com a intenção clara de chocar ou surpreender o espectador. Procure ajuda com um especialista em sexologia (o nosso Blog pode dar-lhe mais informações sobre consultas: www.consultoriosexologia.blogs.sapo.pt) com ajuda verá que pode sentir-se melhor consigo mesmo e com a sua sexualidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qui Fev 02, 2012 10:00 pm

Ela não quer deixar o namorado…

Caro Dr. Coração:

Amo uma pessoa, mas ela tem namorado, so que a gente curte algumas vezes, mas eu queria que ela terminasse com o nmorado para ficarmos juntos, so que ela aparentemente não quer isso. O que faço: desisto dela ou tento mais…

Anónimo


Caro Anónimo:

Acho que ela não gosta tanto de ti como tu gostas dela. Parece-me que ela apenas se quer divertir contigo, pois não mostra a mínima intenção de deixar o namorado dela. Mais cedo ou mais tarde, ela vai acabar contigo e irás sair muito magoado da situação. Por isso, deverás terminar tudo agora antes que tu sofras ainda mais. A decisão é tua, mas parece-me evidente que ela não te ama. E tu mereces encontrar alguém que queira mais do que curtir apenas contigo.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Fev 03, 2012 12:25 am

Ana : “Nunca chego ao orgasmo. Porquê?”

“Tenho 29 anos e namoro há seis com um rapaz por quem estou apaixonada. Tenho muito prazer ao fazer amor com o meu namorado, fico muito excitada e lubrificada, mas nunca atinjo o orgasmo. Porque será que isto acontece?”

Cara leitora, Existem mulheres que têm uma chamada disfunção orgásmica, ou seja, sentem a excitação e lubrificação durante o acto sexual, mas não chegam a conseguir atingir o orgasmo. Em certos casos, esta situação é causada pelo facto de estarem a tomar medicamentos para a depressão ou ansiedade e se assim for devem pedir ao médico que lhes receite um medicamento que não seja um inibidor selectivo da recaptação da serotonina. Aconselho, também, que pratique regularmente a masturbação, pois, dessa forma, vai poder explorar melhor o seu corpo, o que lhe permitirá descobrir o que mais gosta. Pode também experimentar a utilização de um vibrador na zona do clítoris, o que ajuda a levar ao orgasmo em poucos minutos. Boa sorte e divirta-se.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Fev 03, 2012 1:19 pm

Apaixonei-me por um colega, mas as coisas não correram bem…

Caro Dr. Coração:

Apaixonei-me por um amigo do trabalho,que na época era casado, por isso fiquei na minha,mas passado 1 mes,ele veio a separar dessa relação que durou 4,com uma mulher de vida boa e eles tiveram um filho, que hj tem 2 anos. Ele foi morar na casa de uns amigos,mas estava difícil para pagar,ja que além desse filho,ele tem mais dois no norte, e só de pensão vai todo salário. Ele pediu para morar comigo e eu abri as portas da minha casa para ele. Enfim,foram 3 meses bons, eu ajudei ele a sair da depressão,cuidei, dei amor e fui amada. Só que depois que ele se reergueu,começou a sair,a ter telefonemas de mulheres,e isso acabou comigo, pegando ele com outra. Hoje ele ainda esta na minha casa pois não tem para onde ir ainda,e eu continuo amando,e não consigo esquece-lo. Estou sofrendo,pois ele não me dá mais a mínima atenção,e ainda repudia o meu sentimento. Não sei o que faço… Ajude-me….

Anónima


Cara Anónima:

Acho que tu tens apenas uma solução. Tens de expulsá-lo da tua casa e seguir em frente com a tua vida. É perfeitamente claro que ele já não sente o mesmo por ti, e que nunca serás feliz com ele. Tu encontraste-o num momento difícil da vida dele, em que ele precisava de alguém que lhe desse apoio. Mas passado algum tempo, ele percebeu que tu não eras a mulher da vida dele. È assim a vida, e não existe nada que possas fazer para mudar essa situação. Tens por isso de fazer com que ele saia da tua vida. Deves dar-lhe um tempo para encontrar outro sítio.. Caso ele não o faça, ele está apenas a aproveitar-se de ti e tu mereces melhor. Tu nunca será feliz enquanto tiveres esperança de que ele volte para ti. Mas isso nunca irá acontecer. Cabe a ti pensar no futuro e em encontrar alguém que nunca te irá magoar e que te dê toda a atenção que mereces.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sab Fev 04, 2012 4:48 pm

Joana : “Gostava de fazer um filme porno”

“Comecei a ver filmes pornográficos com o meu namorado e desde aí que me apetece fazer um de nós os dois, mas tenho vergonha de lhe pedir e que ele fique a pensar que sou tarada sexual. Acha que posso fazê-lo? E ele não mostra a ninguém?”

Cara leitora, ver em conjunto filmes pornográficos e encená-los vocês mesmos é saudável para a vossa sexualidade, se concordarem e gostarem os dois de o fazer. Desde ver nos outros até encenarem na vossa privacidade, a distância é pequena, pelo que não me parece que deva ter problemas em mostrar essa sua vontade e essa fantasia ao seu namorado. Até porque depois terão novos filmes para ver em conjunto e feitos mesmo à vossa medida! Exprimir os nossos desejos e fantasias, partilhá-los e comunicar é muito importante para uma relação a dois ser saudável!A questão da confiança e do risco de que ele mostre o vídeo a alguém tem de ser avaliada por si – o risco de serem expostos (vocês os dois) compensa o prazer que sentirá? Ele não terá também o mesmo receio que a leitora de que o mostre a alguém? Será que não o podem apagar depois de alguns visionamentos, para que se sinta mais segura?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sab Fev 04, 2012 9:38 pm

Maria José : “Apaixonada pela minha colega”

“Sou casada há 16 anos e até há pouco tempo eu era feliz. Mas apaixonei-me por uma colega de trabalho. Tenho medo de mim. O que posso fazer? Serei lésbica?”

Cara leitora, a sua certeza na paixão que sente parece estar a indicar-lhe o seu caminho. É normal que sinta medo de descobrir uma nova dimensão da sua sexualidade, principalmente quando não esperava senti-la por uma pessoa do mesmo sexo, mas parece que sentir tais emoções está a deixá-la feliz. Não se preocupe com o que é, com nomes e adjectivos sobre a sua orientação sexual. Não se culpabilize nem se sinta mal – afinal de contas, quem controla os seus sentimentos e por quem bate o coração? Oiça o seu coração e expresse os seus sentimentos a alguém em quem confie, de modo a perceber que decisões deve tomar neste momento da sua vida. Muitas pessoas mudam o rumo do seu casamento, pois este não as satisfaz toda a vida; não se deve penitenciar por isso. E tenha confiança em que o seu filho preferirá vê-la feliz do que infeliz. Boa sorte!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Dom Fev 05, 2012 3:22 pm

Ele não se liberta da mãe…

Caro Dr. Coração:

Tenho 40 anos e relaciono-me com um rapaz de 33 anos. Ele tem dois irmãos que são casados e hoje mora com a mãe, que é viúva e sozinha, pois seus outros dois filhos não se interessam muito por ela. Ele trabalha com conserto de carros, mas não como empregado e sim em casa, como autônomo. Seu relacionamento com a mãe é um pouco conturbado, pois vivem discutindo. No ano passado ele veio morar comigo, na minha casa. Neste período ele deixou de trabalhar na casa da mãe e não conseguiu se estabelecer sozinho. Este ano voltou a morar com a mãe, mas continuamos namorando.
Os dois vivem sem dinheiro, pois seu serviço é esporádico. Estão sem dinheiro. Incentivo e me ofereço para ajudá-lo a conseguir um emprego, pois é muito bom no que faz, e ele diz que fico pressionando-o e isso me deixa muito triste. Sinto que ele não tem iniciativa. Eu o amo muito e quero vê-lo feliz e liberto da mãe. Não sei o que fazer.

Anónima, 40 anos


Cara Anónima:

È perceptível que ele é um homem muito ligado â mãe e que ela irá fazer sempre parte da vida dele. Por isso, qualquer futuro que tenhas com ele irá sempre incluir a mãe, por mais que tu o queiras liberto da mãe. Se gostas muito dele, terás de aceitar a situação. Mas tens tanbém de lhe fazer ver que também ele terá de fazer algumas concessões por ti. Qualquer relação exige um compromisso de ambas as partes. Por isso, se achas que não consegues aguentar a relação dele com a mãe, mais vale acabar com o namoro. Por outro lado, se sentes que tu o amas e que ele te ama de verdade, deves-te a ti fazer um esforço para aceitar a relação dele com a mãe, mas ao mesmo tempo fazer com que ele se torne progressivamente mais independente dela. Mas o maior erro que poderás cometer será obrigá-lo a escolher entre as duas. Espero que te tenha ajudado.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Fev 06, 2012 10:44 pm

Jorge : “Não me apetece fazer amor com ela!”

“Sempre amei a minha esposa, mas, com o tempo, ela foi-se desleixando com o seu aspecto físico e engordou 15 quilos. Não sei o que devo fazer”

Caro leitor, essa é uma situação complicada, pois não se pode mudar o corpo de uma pessoa de um momento para o outro, principalmente depois de uma certa idade… Mas também não se pode obrigar ninguém a sentir desejo sexual quando ele não existe. Os metabolismos do homem e da mulher sofrem alterações com a idade, o que faz as pessoas engordarem. Lembre-se de que a sua esposa está, certamente, tão aborrecida com essa situação como você. É frustrante tentar emagrecer e não conseguir, o que afecta bastante a auto-estima de uma pessoa. Tente conversar com ela de forma carinhosa. Passem a caminhar juntos de manhã ou a fazer exercício no ginásio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Ter Fev 07, 2012 10:12 pm

Ana Sofia : “Apaixonada por outro!”

“Estou noiva de um rapaz com quem já namoro há 6 anos. No entanto, há dois meses comecei a ter um caso com um colega de trabalho. Agora estou bastante confusa.”

Cara leitora, o casamento é um passo sério e representa um compromisso para a vida inteira. A leitora diz que há dois meses que mantém um caso com um colega de trabalho e, por isso, não sabe se deve casar com o seu noivo. Parece-me que se a leitora tem estado a trair o seu noivo com outro homem é porque alguma coisa não está bem no seu relacionamento. Pense bem antes de decidir levar por diante os seus planos para casar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Fev 08, 2012 10:06 pm

Quero ter algo com o meu colega, mas não quero perder o meu marido…

Caro Dr. Coração:

Sou casada há quatro anos e tenho uma filha de dois anos,não casei por amor mas porque ele e uma pessoa maravilhosa e daria um óptimo marido e eu não estava errada. Mas ultimamente ele anda distante com problemas no trabalho,não me dá mais atenção anda depressivo e eu também. Apareceu um colega de trabalho interessado em mim,temos muita atração um pelo outro e já trocamos beijos embora no outro dia ele fingiu ter esquecido o facto e não me falou mais nada,sei que ele sente atração por mim e penso em apostar nisso e pelo menos viver um instante com ele já que ele também é casado e parece ser bastante comprometido com a família. Talvez se eu saísse com ele me sentiria melhor.ou será o contrário? Está difícil conter-me pois sinto que não tenho nada a perder. Preciso me sentir desejada e ter emoção mas acho que no meu casamento isto está impossível. o gelo entre eu e o meu marido é total,tenho medo de me separar e depois me arrepender. Ajude-me, por favor.

Anónima, 28 anos


Cara Anónima:

Tu não sentes-te feliz no teu casamento e procuras por esse motivo encontrar o que te falta junto do tu colega. Mas acho que por mais que te sintas atraída por ele, não te deverás envolver com ele, pois ele é casado e nunca teria qualquer relação contigo. Tu apenas irás sair magoada, pois um dia irias querer mais dele, e ele iria rejeitar-te pois ele ama a família dele e poria a mulher dele sempre em primeiro lugar, antes de ti. Irias ainda sofrer mais do que estás a sofrer agora. Só vejo uma solução para o teu caso. Tens de dizer ao teu marido o que sentes e que estás disposta a lutar para salvar o vosso casamento. Se os dois ainda sentem algo um pelo outro, então estarão dispostos a mudar, para que as coisas corram melhor. Ambos sabem que o vosso casamento está complicado. Mas têm de fazer algo para tentar resolver essa situação. Caso cheguem à conclusão que isso não seja possível, então o melhor será mesmo separarem-se por algum tempo. Aí terás a oportunidade de tentar encontrar outro homem, que goste mesmo de ti, e que te faça sentir-te desejada como há muito. Um homem que te ame a sério e que te dê toda a prioridade e que queria ter algo sério contigo. Mas a decisão cabe apenas a ti. Apenas te peço que penses no que te disse e que não faças algo irreflectidamente, que possa afectar o teu futuro.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qui Fev 09, 2012 11:29 pm

Carla : “Gostava de usar afrodisíacos”

“Sou casada há 11 anos e a minha relação caiu na rotina. Amo o meu marido e gostava de apimentar a nossa relação. Uma amiga sugeriu-me que preparasse uma refeição com comidas afrodisíacas. Gostava que me aconselhasse.”

Cara leitora, os afrodisíacos são agentes químicos ou naturais que têm por objectivo estimular o apetite sexual e aumentar a excitação. Existem alimentos e cheiros com poderes afrodisíacos. A aparência, o gosto e as cores dos alimentos são essenciais para produzir o efeito desejado. Alguns dos afrodisíacos alimentares mais conhecidos são o chocolate, as ostras, a pimenta e a canela. Certos aromas provocados por perfumes, loções, velas ou incensos, tais como o cheiro de abóbora ou mentol, também exercem influência no estímulo do apetite sexual. Também existem agentes químicos prescritos por especialistas que despertam a vida sexual, estimulando a erecção. Porém, neste último caso, é importante ter em conta os efeitos secundários.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Fev 10, 2012 4:42 pm

João Pedro : “O que se passa comigo?”

“Tenho 28 anos e sou sexualmente activo há dez. Mas agora ejaculo rapidamente e depois não consigo ter nova erecção. O que se passa comigo?”

Caro leitor, os problemas sexuais podem surgir repentinamente, depois de uma experiência que correu mal e fica marcada na sua memória. Por outro lado, outros factores podem influenciar a sua capacidade de ter relações sexuais e a penetração: ter um problema, estar cansado, ter bebido muito álcool. Um médico de família ou um urologista podem ainda pesquisar melhor se haverá causas fisiológicas, através de exames.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sab Fev 11, 2012 8:07 pm

Não sei se amo o meu namorado…

Caro Dr. Coração:

Olá meu nome é Helena tenho 27 anos e estou numa luta constante para descobrir se amo de verdade meu namorado.
Nomoramos 2 anos e eu terminei com ele pq achava que o sentimento tinha acabado, passamos 4 anos afastados e vivemos a nossa vida de forma que conhecemos outras pessoas. Quando soube que ele estava noivo e que ia se casar senti um sentimento de perda e desepero. Então marcamos um encontro e conversamos sobre nós, ele disse que me amava e que ia terminar com a noiva e assim ele fez. Voltamos a namorar e estamos com 1 ano de namoro, e agora ele quer casar comigo, mas não sei se o amo de verdade ou se voltei com ele por desespero por medo de perde-lo pra sempre ou medo da solidão. Não sei se devo me casar , pois tenho medo de descobrir que não o amo tarde demais e viver um casamento infeliz. ( sonhei com meu casamento a vida inteira) Ajude-me a descobri o que é amor. Quando descobrimos que amamos alguem e quando estamos prontas para casar?

Helena, 27 anos


Cara Helena:

Parece-me que apesar das tuas dúvidas interiores, tu amas de verdade o teu namorado. Acho que tu nunca farias o que farias, se não o amasses de verdade e sentisses que sem ele tu nunca serias feliz. Tu não querias perdê-lo pois sabias que ele te completava e que fazia feliz. Porém, passado algum tempo estás a sentir dúvidas, pois ele quer casar contigo e tu não sabes se queres passar o resto da tua vida com ele. Acho que tu tens algum receio de casar com a pessoa errada. Mas se tu o amas e és feliz com ele, então não deverás ter medo de ter um futuro com ele como um casal. Porém, se tu não és feliz com ele e achas que estás com ele apenas porque não queres estar só, então mais vale acabar com o namoro agora. Quanto mais prolongares essa situação, maiores serão as probabilidade de o fazeres sofrer. Tudo depende da seguinte questão: És feliz com ele? Ouve o teu coração e toma a tua decisão de acordo com o que ele te diz. Espero que consigas sair deste estado de incerteza e encontrar a felicidade.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Fev 13, 2012 12:07 pm

Mariana : “Ejaculação retardada”

“Namoro há dez meses e o meu namorado tem ejaculação retardada. Ele contou-me que nunca tinha sentido prazer, mas comigo ele atinge o orgasmo, apesar de demorar. Sempre nos demos muito bem sexualmente e para mim a ejaculação retardada não é um problema, mas sinto que o incomoda. Como posso ajudá-lo.”

Cara leitora, a ejaculação retardada é considerada uma perturbação sexual masculina da fase do orgasmo, que pode causar sofrimento, pois pode fazer o homem sentir-se frustrado com a sua sexualidade, a satisfação sexual e mesmo com outros aspectos da relação. Os conselhos que posso dar são de adicionar formas de estimular o orgasmo, não necessariamente pela penetração vaginal, mas depois desta. Pode deixá-lo masturbar-se a ele mesmo, até ele lhe permitir masturbá-lo. Procure brinquedos eróticos que a ajudem a aumentar a fricção peniana. Além disto, é importante que comunique
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Ter Fev 14, 2012 10:29 pm

Lídia : “O meu marido masturba-se”

“Tenho uma relação sexual satisfatória com o meu marido. No entanto, sinto-me apreensiva porque há uns dias o surpreendi a masturbar-se. Será que já não me deseja?”

Cara leitora, a masturbação é uma actividade de busca de prazer com o próprio corpo e órgãos genitais, que pode ser feita solitariamente ou numa relação sexual. O prazer que o seu marido sente ao fazê-lo sozinho não significa que não goste de si, que não goste da vossa relação ou que precise de mais qualquer coisa sexualmente. Há, efectivamente, pessoas que utilizam a masturbação para aliviar o stress (quanto mais nervosas, mais o fazem) e, se isso não significar falta de controlo, inadequação dos sítios e situações onde o fazem, ou seja, se não houver um carácter compulsivo no comportamento, não há problema nem é disfuncional. Como reagiu negativamente ao perceber que ele o fazia na sua ausência, ele sentiu-se pressionado a dizer que não sentia prazer. Pode ser que o sinta ou não, mas tal não põe em causa o que sente por si e as relações sexuais que tem consigo. Não se afaste do seu marido nem o trate mal por ter descoberto isto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 10 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 9, 10, 11  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Joquebede mãe de Moisés e Maria mãe de Jesus
» Jardim santa maria - zona leste de são paulo - capital
» Revista CTA - Volume 2 - para todos
» Revista 103 dicas e macetes em eletrônica
» As irmãs já podem tocar na Orquestra da CCB Vitória das mulheres! Gloria Deus!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: E O VERBO SE FEZ PALAVRA...-
Ir para: