A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 O LIVRO DE SÃO CIPRIANO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Dom Jun 06, 2010 10:32 pm

PARA QUE O ANO LHE SEJA FAVORÁVEL

Para que tenha bom êxito durante todo o ano, deve observar o seguinte, em todo o 1º dia do Ano:

1. Ao se levantar, deve fazer o possível para encontrar primeiramente uma pessoa do mesmo sexo e idade diferente.

2. Se sair à rua deve-se dar somente com pessoas com idade maior que a sua.

3. No primeiro negócio ou contrato que fizer, deve evitar que seja fiado, ou realizado com uma pessoa pobre.

4. Deve evitar toda e qualquer questão nesse dia.

5. Um negociante deve entrar em sua loja com o pé direito, para que os seus 18 negócios corram bem.

6. Casamento efectuado no ano bom é de muito bons auspícios assim como os batizados e outras festas.

7. Regressar de alguma viagem nesse dia é de bom sinal.

8. Quem se confessa nesse dia, tem indulgência plena.

9. A meia-noite do dia 31 de dezembro, para o 1º de janeiro, os cadáveres dos justos saem da sepultura para passearem pelo campo santo de braço dado com as pessoas mortas, que se acham no mesmo cemitério.

10. Essa mesma hora é de muito perigo para os grandes pecadores, cuja maior parte morre sem ver o novo dia.

11. Tantas felicitações que se recebem nesse dia, e tantos inimigos sinceros e dedicados se podem contar.

12. Não joguem nesse dia, nem que tenha convicção de ganho.

13. Procure não sofrer nenhum ferimento nesse dia.

Tudo o que aqui foi dito deve ser levado as últimas conseqüências, sim, porque "tudo que começa bem, termina bem, mas tudo que começa mal, termina mal".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qui Jun 10, 2010 1:46 pm

CUIDADO COM AS FERRADURAS - ELAS LHE PODERÃO TRAZER DESGRAÇAS

Muitas pessoas têm o hábito de trazer por trás das portas da sua casa, uma pequena ferradura dependurada.

Dizem que dão sorte e a maioria dependura "uma ferradura qualquer" sem observar atentamente o tipo de ferradura que é, e julgam que qualquer uma faz o mesmo efeito, sem saber que tem que ser uma pequena ferradura de asno, caso contrário, ela apenas servirá como adorno e não ajudará o seu proprietário em nada.

Mas, para que o leitor se ilustre e fique sabendo o verdadeiro significado da ferradura relataremos uma pequena história.

Quando o bárbaro rei Herodes mandou degolar todos os meninos de até 2 anos, que se encontrassem em Belém e nos seus arredores, pois estava convencido que entre eles se encontrava o menino Jesus.

Mas eis que o anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse:

"Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito, e fica ali até que eu te avise, porque Herodes anda em busca do menino para mandar matar".

José obedeceu à ordem do anjo, com prontidão, partindo mesmo de noite, com o menino e sua mãe para o Egito.

Mas, como a Virgem estivesse na impossibilidade de empreender ama tão longa e escabrosa viagem, José, seu esposo, foi procurar uma mula e Maria e o Menino montaram nela, encetando assim a jornada.

Em certo lugar, porém a mula, espantando-se derrubou-os. José, aflitíssimo, procurou um jumento e ordenou que Maria Santíssima e o Menino Jesus montassem no mesmo. Chegaram até o Egito e José abençoou aquele pequeno animal.

Eis porque quando encontrarem uma ferradura pequena, deve pegá-la, e guardá-la, pois elas são abençoadas.

Por isso que a ferradura passou a ser uma espécie de talismã da sorte, mas como puderam ver não é uma ferradura qualquer, deve ser uma pequena ferradura que tenha pertencido a um jumento.

Para completar darei um pequeno glossário sobre as superstições que giram em torno da ferradura.

1. Achar uma ferradura pequena é sinal de sorte para o resto da vida.

2. Encontrando uma ferradura na rua, e que esteja virada para você, deverá, primeiramente, virá-la do lado oposto e depois erguê-la.

3. Uma ferradura é também remédio para enxaquecas e cólicas; para isso deve colocá-la, em brasa, no leite que for bebido, quando sofrer de algum desses dois males.

4. Se encontrar uma ferradura pequena deve erguê-la, pois é sinal de sorte para quem a acha:
- se tiver cinco furos pregue-a atrás da porta da rua;
- se tiver seis furos, pregue-a atrás da porta da cozinha;
- se tiver sete furos, pregue-a atrás da porta do quarto;
- se tiver mais de sete furos, pregue-a atrás da porta do seu estabelecimento.

5. Uma ferradura presa atrás da janela evita a entrada de ladrões.

- Se a ferradura encontrada foi de um cavalo, não apanhe, trará desgraça e infelicidade, porque derrubou Nossa Senhora e o menino Jesus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qua Jun 30, 2010 12:57 am

VIRTUDE DO AZEVINHO

A meia-noite, do dia 23 para o 24 de junho, (noite de São João), cortai o azevinho com faca de aço, e depois que o tiverdes cortado, abençoai-o em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; depois de tudo isto levai-o junto do mar e passai-o pelas sete ondas do mar; e enquanto estais fazendo sempre cruzes com a mão direita sobre as ondas e o azevinho.

O azevinho poderá trazer muitos benefícios para quem o levar sempre consigo, conforme passamos enumerar:

I — Quem trouxer na sua companhia o azevinho, tem fortuna em todos os negócios que fizer e em tudo que diz respeito à felicidade do homem.

II — Quem trouxer consigo o azevinho e tocar com ele uma pessoa com a fé viva de que o há de seguir imediatamente, a dita pessoa segue para toda à parte a pessoa que o tocou. Este segredo tem sido experimentado por milhares de pessoas e sempre se saíram vitoriosas.

III — O azevinho tem virtude para tudo que o possuidor desejar. Qualquer pessoa que possuir o azevinho e o tenha pendurado na loja, isto é, se for pessoa estabelecida, deve todos os dias de manhã, quando chegar à loja, proferir as seguintes palavras:
"Deus te salve azevinho, criado por Deus".
Desta forma a dita loja será muito afortunada. Tem sido por este sistema que muitos negociantes portugueses se têm enriquecido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qui Jul 01, 2010 9:47 pm

PARA SE ENRIQUECER

Para voltar à terra natal, rico e feliz, deve-se mandar fazer uma figa de azeviche exatamente como foi indicado na receita anterior, somente com a diferença de que o indivíduo deve conservar-se casto o máximo tempo que puder, ou no último extremo, só se ajuntara à mulher no fim de seis meses ou de três em três meses, se a sua saúde não permitir que deve levar mais longe o sacrifício.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Dom Jul 04, 2010 2:54 pm

PARA SER FELIZ NO JOGO

Manda-se fazer uma figa de azeviche, recomendando especialmente que a faça com uma faca nova e de aço fino.
Leva-se logo em seguida a figa ao mar, suspensa por uma fita de Santa Luzia e passa-se com ela três vezes, sete vezes ou vinte e uma vezes pelas espumas das ondas.
Enquanto assim está se procedendo reza-se três vezes o Credo, muito baixinho, quase imperceptível, e se oferece a Santa Luzia uma vela de quarta.
O jogador deverá trazê-la ao pescoço, quando jogar, tendo porém, o cuidado de não se deixar cegar pela ambição, nem tampouco arrastar pela cobiça, a fim de tirar desta receita um resultado satisfatório.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qua Jul 07, 2010 11:45 pm

PARA VER PESSOAS AUSENTES
Deve-se tomar um pouco de água de mar. Água azul de nove ondas, quando a lua estiver em quarto crescente. Coloca-se a água em uma bacia e chama-se a pessoa que se pretende ver. Faz-se isto à meia-noite, com duas velas de sebo acesas.

Pronuncia-se nove vezes o nome da pessoa que se deseja ver e mais as seguintes palavras:

"Eu te conjuro (aqui pronuncia-se o nome da pessoa), para que apareças aqui, de corpo e alma, nesta bacia, pelo poder dos nove gênios que sem cessar navegam nas águas do oceano. Rogo, em nome de Adoanes, que te faça visível nesta água".

A pessoa retira-se de perto da bacia onde está a água, voltando cinco minutos bem contados, e verá quem deseja.


Última edição por Anarca em Qui Jul 15, 2010 9:52 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qui Jul 15, 2010 9:51 pm

O OVO CLARIVIDENTE
Esta prática deve ser feita na noite de São João, ou seja, de 23 para 24 de junho.

A pessoa que quiser conhecer sua sorte, deverá, durante a fria noite de São João, deixar um Ovo de galinha dentro de um copo d'água, que deverá apanhar todo o sereno da noite.

Pela manhã, quando a pessoa que o colocou for vê-lo, a sorte estará claramente descrita no interior do copo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Dom Jul 25, 2010 3:07 pm

IV PARTE

O FIM DO MUNDO

2268 - O ANO DA DESGRAÇA

"O homem irá em decadência, até se reduzir ao nada. Assim é que se acabará no mundo o gênero humano, no dia 30 de maio do ano 2268".
S. CIPRIANO

Ai está a lúgubre profecia do celebrado S. Cipriano! Segundo esse mártir, a humanidade desaparecerá da face da terra, no ano da desgraça 2268: faltando, portanto, 298 anos, e o motivo disso será a decadência orgânica que mina os seres, desde a mais velha antigüidade.

Não será pois um cataclismo cósmico que pereceremos, como o profetizou o dr. Falb, no ano de 1899.
Não será também por inundação do mar no interior dos continentes, como disse Schweber.
Nem pela fome, nem pelo frio, nem pela guerra etc., como tiveram muitos o capricho de imaginar o modo como o mundo se findará.
É preciso não acreditar em fábulas, mas só no que for provado; pois, os "quidans" super-citados tiveram o desfatio de predizer, sem nada provarem aos olhos do público, como nós o provaremos, nos capítulos que se seguem :


Última edição por Anarca em Qui Jul 29, 2010 2:54 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qui Jul 29, 2010 2:53 pm

Primeira Fase

MATUSALÉM

Certo é mais do que provado e comprovado, de que, de geração em geração, o mundo vai vivendo menos.

Abra a Bíblia Sagrada e verás que no começo do mundo, Deus, o Criador de todas as coisas, criou Adão imorredouro, no qual a vida se extinguiu, antes dos 100.000 anos!

Após o tempo que viveu o primeiro homem e seus contemporâneos, Caim, Enoch, Matusalém etc., foi quase uma eternidade.

Matusalém alcançou 969 anos, Adão 955, Enoch 933, Caim foi morto por Enoch, na idade de 831 anos.

Abel estava com 131 anos, quando foi assassinado pelo seu irmão Caim.

Todos os personagens da primeira fase viveram de 4713 a 3444 antes de Nosso Senhor Jesus Cristo, data da morte de Matusalém.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Sab Jul 31, 2010 1:38 pm

Segunda Fase

NOE

A segunda fase vai dos anos 344 a 1830 anos antes de Jesus Cristo. Nela viveram os grandes patriarcas da antigüidade:

Noé, que viveu 758 anos;
Nemrod, o fundador da Babilônia, com 737 anos;
Abraão, que viveu 675 anos e
Isaac e Jacob que viveram menos anos que os precedentes, mas cujas idades se ignoram.

Nesta segunda fase podem verificar que a vida do homem encurtou, de Matusalém a Abraão, 300 anos, tendo Abraão falecido 1614 anos depois de Matusalém.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Ter Ago 03, 2010 11:50 pm

Terceira Fase

ENEAS

Esta fase se estende por 1850 anos, até a boa vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Pouco de notável temos nela a apresentar, por nos falhar a história, contudo apresentamos este algarismos:

Enéas, o precursor da fundação de Roma, morreu 820 anos antes da Éra Cristã, com 560 anos; Ka-ho, o fundador do império chinês e da cidade de Pekin, morreu com 460 anos, no ano 183 antes de Cristo.

Sem aprofundados cálculos, podemos verificar que a vida humana vai decrescendo à medida que os séculos avançam e vai decrescendo justamente em uma proporção, quase automática de um século por 612 anos!

Mais adiante retomaremos estas considerações.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Seg Ago 09, 2010 3:07 pm

Quarta Fase

OS MACRÓBIOS

Esta vai até ao ano de 1970, fase atual da humanidade. Que grande mudança se operou no organismo da Idade Humana!

Na primeira fase, a vida era de 9 a 8 séculos; na segunda, de 7 a 8 séculos; na terceira fase de 5 a 4 séculos.

Na fase de que tratamos agora, a longevidade se reduziu a 300 anos, nos 6 primeiros séculos da nossa Éra, e até o século XVI aparecem freqüentes exemplos (não na história mas em documentos testamentários, que se acham arquivados na biblioteca do Museu do Louvre em Paris), exemplos de certos homens que viveram, e morreram entre 270 a 170 anos!

Do século XVI para cá, a vida tem baixado sensivelmente; hoje, 1970, pouco freqüente é encontrar indivíduos que cheguem a 98 ou que toquem os 100 anos.

Há quem diga que fulana morreu com 110, 120 e mesmo 130 anos; há sim, e até a própria imprensa o registra.

Mas estes são casos tão esporádicos, que é digno de registro pela própria imprensa, se ela anuncia com estardalhaço que alguém morreu aos 110 anos é porque isso significa uma coisa tão rara, como uma mãe dar à luz a quíntuplos.

O que é certo e verdadeiro é que uma pessoa de pouca cultura (quando não analfabeta) nem sabe direito a sua idade, ocasionando muitas confusões para não dizer fraude nas próprias notícias que atestam longevidade de muitas pessoas.

Há também um sério problema do passado: muitas pessoas eram registradas com datas erradas, enfim, a maioria dos casos de pessoas que atingem um século na nossa Éra, não passa de uma burla ou um engano.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Ter Ago 17, 2010 8:04 pm

Quinta Fase

O ANO DE 2268

Eis-nos chegado à última fase da longevidade da espécie humana; a fase terrível que vai do ano de 1907 ao de 2268, prolongando-se por 346 anos.

Vamos, agora, saber por que modo chegou São Cipriano a profetizar o fim do mundo, com tanta precisão e clareza, que até chegou a iludir a matemática.

Como disse, "a vida da humanidade vai decrescendo, na razão de um século em cada seiscentos e doze anos".

Fazendo este cálculo vemos:

No ano 4713 antes de Jesus Cristo, segundo o período Juliano, criou Deus o mundo. Então vivia o homem perpetuamente; sua idade não tinha limites.
Por toda a primeira fase da Idade Humana se avizinhou do milenário.
Vamos começar da data da morte de Matusalém o nosso século:

TABELA DE LONGEVIDADE

Ano A.C./Longevidade

3444 - 969
2832 - 870
2219 - 770
1607 - 670
994 - 570
381 - 470

Ano D.C./Longevidade

232 - 370
844 - 270
1457 - 170
1907 - 90
2268 - 10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qui Ago 19, 2010 10:46 pm

PRECOCIDADE - A MORTE

"Maior o desenvolvimento, menor é a vida".
(S. Cipriano)

Eis a verdade. O mundo se desenvolveu muito ràpidamente neste século da imagem e do movimento, e diminuiu consideravelmente a existência do homem.

O que não se fez em 65 séculos, que o mundo é habitado, foi-se fazer em apenas 1 da Éra Cristã!

Só no começo deste século Stephenson e Benjamin Franklin chegaram aos 80 anos, isso está se rareando, e muitos sábios mais contemporâneos como Einsten não chegaram.

E a decrepitude, parece, chega somente os boçais e ignorantes. Quanto mais inteligente, vive menos. Vamos ver este problema, pelo lado da precocidade.

Um menino muito inteligente raramente chega aos 50 anos, e quando for prodigiosamente inteligente só alcança os 30 anos; isto é o que estamos vendo constantemente com homens de letras, ciências, sábios etc.

Um menino que cresce muito rapidamente é, aos 20 ou 30 anos atacado de um mal do coração ou outra doença cardíaca, que o leva ao túmulo.

A mulher precoce em regras, cedo se esteriliza. O mesmo acontece com as plantas que crescem com mais rapidez que a natural: em breve secam, porque lhes falta a seiva e o tronco ficou oco. Os terrenos férteis após alguns anos de nutrir plantações de forte vida acabam por esterilizar-se. É demais!

A população, nervosa, não se satisfaz com o que está feito, quer novas invenções do talento, que os emocionem, então recorrem a toda a sorte de estupefacientes. E esse "cada vez viver mais e mais" está dizimando a humanidade.

É pois pelo grande desenvolvimento que está a humanidade condenada a morrer prematuramente : e quando o mais velho dos homens só tiver 10 anos de vida, a ciência for positiva, é o auge da precocidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qua Ago 25, 2010 8:59 pm

O ANO DA CATÁSTROFE

O que se pode esperar de "homens de 10 anos?" Que vivam os de menor idade até a de 5 anos e daí para menos.

Mas, como São Cipriano predisse, tão acertadamente, que no ano 2268, o mais velho indivíduo terá 10 anos, poderia dar-se que não sendo mais possível a propagação da espécie, vivessem os homens novos alguns anos ainda.

Mas, não! Ele predisse que nesse ano não só o homem, mas também o nosso globo e todo o sistema planetário acabarão.

Mas de que modo? Eis o que o sábio escreveu em seus manuscritos, a respeito:

"No mesmo ano, o nosso planeta deve encontrar-se com a estrela M. da constelação de Hércules, mas somente hão de se chocar massas gazeiformes e não outras quaisquer”.
(S. CIPRIANO)

Este curto período é o eixo em que giram todas as conclusões que vamos tirar. Neste período devemos lembrar-nos do problema de física seguinte:

"Se desfecharmos, um tiro com uma arma de fogo, e a seguir tocarmos o ponto em que a bala bateu, notaremos que esse ponto está quente.

Por quê? Porque a bala era possuída de certa velocidade, e foi comprimir contra o citado ponto uma certa e determinada quantidade de ar, que se pôs em combustão".

Todos sabem que a Terra gira, mas o que muitos desconhecem é que o Sol também se move, sobre si mesmo, caminhando na direção da constelação de Hércules.

Ora, São Cipriano fixou a data do inevitável encontro.

Cabe-nos a tarefa de explicar como é que dois astros não se encontram, nem chocam, em suas massas, compostas de água e terra, mas uma forma de gazes.

É ponto importante de física o seguinte:

"Dois corpos, que correm com muito grande velocidade, ao encontrarem-se, entram em combustão, pelo grande deslocamento de ar (oxigenado) que provocam".
Ora, a Terra, é sabido, com tal velocidade se move no espaço.
Se no espaço fosse destinada a chocar com um astro muito maior que ela, cairia nele como cai um aerólito na superfície terrestre, sem causar dano ao astro com quem choca.
Mas, o caso é que a estrela M. da constelação de Hércules regula pelo tamanho e peso a esfera terrestre.
Por isso, seis meses antes do choque, já ambos os astros sentirão esse efeito.
Antes, um grande calor, devido à pressão do ar, depois tudo entra em combustão, a ponto de se encontrarem os referidos corpos em completa massa gazeiforme.

Logo no primeiro mês, o gênero humano, os animais e as plantas deixam de existir.
No segundo mês a água dos oceanos já estará evaporada.
No terceiro mês, as pedras se desagregam em pequenas partículas.
No quarto, continuam as pedras e os metais a se diluírem, como se fossem água, pelo calor intensíssimo.
No quinto já tudo está aprestado para o choque, e no sexto este se realizará, em iguais condições para os dois astros, que se fundirão em uma só massa gazosa.
Assim, voltará a Terra ao que foi há 100 000 anos, isto é, voltará ao estado gazeiforme de que partiu.
O homem volta ao pó.
A Terra volta ao seu estado primitivo, é o que São Cipriano predisse.
E assim se completa o ciclo de todas as coisas: voltando ao seu estado inicial.
Esta é a Lei. E contra ela, ninguém, nem mesmo o homem com toda a sua inteligência e capacidade inventiva, poderá evitar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Dom Ago 29, 2010 2:04 pm

V PARTE

QUEM FOI SÃO CIPRIANO

Desde o princípio do mundo, o homem teve o pressentimento das forças ocultas que o cercam. E sempre tentou usá-las, dominando-as completamente. O próprio demônio, arquitecto audaz e ousado, já foi por várias vezes subjugado e colocado ao serviço dos homens. Mas é preciso muito cuidado e cautela para que essas forças não se voltem contra quem as invoca.

Cipriano foi um poderoso mago e feiticeiro, nascido na Antióquia, na Fenícia (não se deve azer confusão com o célebre Cipriano, bispo de Cartago).

Os pais de Cipriano eram idolatras e percebendo nele poderes que o diferenciavam dos outros homens, destinaram-no para servir as falsas divindades que exigiam sacrifícios e Cipriano foi iniciado nos profanos conhecimentos e mistérios daquele tempo.

Com trinta anos, foi para a Babilônia onde deveria aprender a astrologia e os mais profundos mistérios dos caldeus, ao mesmo tempo em que se entregava a uma vida impura e escandalosa. Para poder estar mais ligado aos demônios estudou magia e chegou a associar-se à velha Bruxa Évora, conhecida como a mais poderosa cartomante e interpretadora de sonhos.

Quando a Bruxa morreu, já com bastante idade, deixou-lhe todos os seus segredos e descobertas, cuidadosamente compilados em seus manuscritos, material que seria de grande utilidade para Cipriano.

Imediatamente Cipriano foi se tornando o mais famoso feiticeiro, e cada vez mais ávido por conhecimentos, passava os dias e as noites debruçado sobre os manuscritos estudando alquimia e todos as suas novas descobertas eram anotadas nos mais diferentes lugares (mesas, cadeiras, paredes etc.) isso para não correr o risco de esquecê-los e também para que se tornasse mais fácil qualquer consulta.

Cipriano tinha um companheiro chamado Euzébio, conhecera-o nos bancos escolares. Euzébio era cristão e não cansava de censurá-lo sobre a sua má vida, e fazia todos os esforços para arrancá-lo daquele abismo. Mas Cipriano ridicularizava-o bem como os virtuosos professores da lei cristã, e seu ódio chegou a tal ponto que se uniu aos bárbaros perseguidores, a fim de obrigar os cristãos renunciarem o evangelho e renegarem a Nosso Senhor Jesus Cristo.

Mas quis a infinita misericórdia Divina que vivesse em Antióquia, uma bela e rica donzela de nome Justina, educada pelos pais ao paganismo e suas superstições.

Justina era dotada de qualidades excepcionais e não podia aceitar aquele modo de vida e certa vez, vendo Praialo, diácono de Antióquia, pregar, imediatamente renunciou ao paganismo, convertendo-se ao catolicismo, chegando mesmo a converter seus próprios pais.

Justina passou a consagrar sua virgindade e virtudes, entregando-se a orações e ao retiro. Aglaide, um jovem que vendo-a tomou-se imediatamente de amores pela donzela, que embora tendo os consentimentos dos pais para namorá-lo, ela o repudiou.

Aglaide procurou Cipriano, solicitando-lhe que empregasse todos os seus conhecimentos para dar-lhe Justina. Os mais terríveis e abomináveis sacrifícios foram oferecidos aos demônios e estes logo prometeram satisfazer os caprichos do jovem enamorado e passaram a perseguir Justina com terríveis visões fantasmagóricas.

Porém ela não se intimidou - estava por demais fortalecida em Deus para sucumbir e sobretudo com seu fervor a Santíssima Virgem Maria (a quem ela chamava sua mãe amantíssima), conseguiu sair-se sempre vitoriosa.

Cipriano ficou indignado, afinal havia encontrado uma frágil e jovem criatura que o havia derrotado. E assim falou Cipriano ao demônio:

"Tu que tanto te jactas do teu poder e de obrar prodigiosas maravilhas, nada podeis fazer contra uma simples donzela. Falai-me: de onde provém as armas daquela jovem virgem que inutiliza todos os meus esforços?”.

E o demônio explicou que a arma de Justina era uma cruz da qual não se separava. Por isso não chegava nem se a aproximar da jovem e a cruz obrigava-o afastar-se.

“Se assim é - replicou Cipriano, - seria eu um louco em não estar servindo a um Senhor mais poderoso que tu”. Se a cruz, em que morreu o Deus dos cristãos, tem o poder de fazer-te fugir, não quero mais estar a serviço de ti e renuncio
inteiramente os teus sortilégios, esperando da bondade do Deus de Justina para me redimir de todo o meu mal e ter-me como seu humilde servo''.

Daí em diante, Cipriano teve seu corpo tomado dos mais terríveis demônios, mas saiu-se completamente vitorioso, seu coração já estava habitado pelo Deus de Justina e este Deus deu-lhe a suprema vitória. O demônio era mais urna vez
derrotado e derrotado por um dos seus mais fervorosos adeptos.

Neste transe terrível, Cipriano foi muito ajudado pelo seu amigo Euzébio, que sempre o encorajava dizendo que Deus Todo Poderoso não desampara seus filhos, e ele, Cipriano, não devia jamais deixar de invocar o nome de Jesus, fazer o sinal da cruz e pedir a assistência da Santíssima Virgem Maria.

Já convertido, Cipriano apressou-se em distribuir os seus bens aos necessitados e seus manuscritos, bem como os apontamentos da Bruxa Évora, ele os guardou no fundo de uma grande arca, trancando-a com poderoso cadeado.

Muito embora Cipriano reconhecia que os mesmos não tinham nenhum valor contra o Deus Todo Poderoso, adorado por Justina e Euzébio, ele reconhecia que aqueles documentos poderiam, no futuro emancipar muitas dúvidas e elucidar certos mistérios.

Daí por diante, a vida de Cipriano mudou por completo, passou a dedicar-se ao estudo da medicina e religião, e pelos sentimentos humanitários, começou a proteger os pobres e praticando curas milagrosas.

Cipriano também conseguiu converter Aglaide, o apaixonado de Justina e ambos foram batizados pelo bispo.

Justina vendo aquele maravilhoso milagre operar-se diante dos seus olhos, comovida com a misericórdia de Deus, não titubeou em cortar os cabelos em sinal do sacrifício que fazia a Deus da sua virgindade e repartiu com os pobres todos os seus bens.

A fim de redimir dos seus pecados, Cipriano passava horas a fio, no interior da igreja, prostrado e rogando a todos os fiéis que implorassem a Deus a absolvição de todos os seus pecados. Sua humildade chegou a tal ponto de pleitear para si o serviço de varredor da igreja.

Ele residia com o presbítero Euzébio, a quem venerou sempre como seu pai espiritual. E o Divino Senhor, que se digna ostentar tesouros da sua demência sobre as almas humildes sobre os grandes pecadores verdadeiramente convertidos, lhe concedeu a graça de obrar milagres. Isto, aliado à sua natural eloqüência, contribuiu para que o número de fiéis aumentassem de uma maneira impressionante e jamais vista.

Seu trabalho foi se agigantando de uma maneira tal que Cipriano não podia passar desapercebido dos imperadores que viam seus fiéis adorando outro deus.

Imediatamente, Deocleciano foi informado em Nicodemia, a respeito das maravilhas operadas por Cipriano e da santidade da virgem Justina.

Deocleciano expediu ordem para o juiz Eutholmo, governador da Fenícia, que prendessem ambos sem mais demora. Ambos foram conduzidos à presença do juiz, mas tal foi a convicção e a firmeza da fé que confessaram em Jesus Cristo, que condenou Justina a ser açoitada em praça pública e que Cipriano tivesse suas carnes despedaçadas por um pente de ferro.

Vendo que tal suplício não abalava a fé daqueles religiosos, o bárbaro, ímpio, mandou que eles fossem jogados numa caldeira cheia de breu, banha e cera, a ferver.

Ainda assim não conseguiram arrancar um só gemido dos mártires, pelo contrário, seus rostos eram iluminados por um sorriso de prazer e satisfação. E até se percebia que o fogo sob a caldeira não tinha o mínimo calor.

O feiticeiro Athanasio (que durante certo tempo foi discípulo de Cipriano), julgou que aquilo se tratava de um novo sortilégio do seu antigo mestre e querendo ganhar fama e reputação perante o povo e os soberanos, invocou os demônios com suas falsas teorias e atirou-se no interior da caldeira onde se achavam Cipriano e Justina.

Porém, estes saíram ilesos, enquanto Athanasio teve morte horrível.

O povo esteve a ponto de se levantar a favor dos mártires, e vendo o risco que corria, o juiz achou conveniente mandá-los a Deocleciano que estava em Nicodemia, ao mesmo tempo que informava, por escrito, ao soberano, tudo quanto havia ocorrido.

A carta foi lida e sem mais nenhum julgamento ou consideração Deocleciano condenou Cipriano e Justina à morte por degolamento.

A execução estava marcada para o dia 26 de Setembro, quando apareceu um cristão de nome Theotisfo para falar em segredo com Cipriano. Isto bastou-lhe para que também fosse condenado à morte nas mesmas circunstâncias.

Durante a noite, seus corpos foram recolhidos pelos cristãos que os transportaram a Roma, onde estiveram ocultos em casa de uma pia senhora, até que, no tempo de Constantino o magno, foram transladados para a Basílica de São João de Latrão.

Muito tempo depois, os manuscritos de São Cipriano e os apontamentos da Bruxa Évora, - foram encontrados na sua velha arca, e levados para a Biblioteca do Vaticano em Roma.

Os documentos estão redigidos em língua hebraica. Muitas foram as suas traduções e elas tem servido como base de muitos livros e estudos sobre o ocultismo, que tanto pode servir para o bem como o mal.

Mas aqui vai novamente a advertência que fizemos no início deste preâmbulo:

É preciso muito cuidado para que essas forças não se voltem contra quem as invoca. Portanto, amigo leitor, atente bem e procure usar o que aqui for aprender somente para o bem, porque muito embora tenhamos evoluído num mundo material, desconhecemos os poderes ocultos e cremos nós que o futuro, previsto por São Cipriano, ao guardar no fundo da arca, seus manuscritos e os da Bruxa Évora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Ter Ago 31, 2010 9:15 pm

VI PARTE

QUIROMANCIA

TEU DESTINO NA PALMA DA TUA MÃO

O estudo das linhas das mãos existe desde a mais remota antiguidade. Sempre baseado na observação dos fatos, em experiências. Nasceu na Ásia, como ciência. Chamava-se então quiromancia. Era mais uma adivinhação do que futuro pelo exame da palma da mão do que uma filosofia.

De concreto, só se sabia que as papilas digitais diferiam de pessoa para pessoa. Por isso, aqueles que assinar não sabiam, firmavam seus documentos com o polegar.

E a datiloscopia é usada até hoje por todos os povos. Da mesma forma, as linhas da mão são dispostas de maneira diferente, não havendo coincidência, nem sequer, nas duas mãos de uma mesma pessoa.

De posse destas descobertas, a quiromancia saiu pelo mundo em busca de novas teorias. Viajou bastante. Esteve na Grécia, conheceu Roma e seu esplendor.

Cresceu em sabedoria, deixou de ser uma simples adivinhação.

Mudou de nome, passou a ser quirosofia, estudo sério das linhas da mão. Para um quirósofo a leitura é como um filme, já revelado. O passado e o futuro deixam de ser um segredo.

Os sulcos da mão são os negativos da alma, do caráter, dos sentimentos mais íntimos de cada um. O quirósofo apenas revela o filme.

As suas mãos, com seus milhões de sinais, sabem tudo sobre você. Seus pensamentos, tristezas e alegrias, as esperanças. Todos os sonhos e frustrações. O seu caráter. Dele depende o seu futuro e é ele que forma, aos poucos, as suas mãos.

Assim como os traços fisionômicos, os sinais mudam com a idade, as emoções, os sofrimentos. Alguns deixam marcas indeléveis, outros parecem desaparecer com o tempo. Vão sendo substituídos por outros, diferentes. Tornam-se invisíveis, ficam escondidos nas dobras pequeninas dos que os sucedem.

E de repente, você cerra o punho, contrai a.ponta do dedo, estica um músculo qualquer. Tudo inconscientemente. São gestos pequenos, sem muita importância, que se multiplicam. Acentuam e alteram as linhas da sua mão.

O cérebro pensa, as mãos vão agindo. O pensamento se oculta nas palavras mas se trai na ação. A mão registra este mesmo pensamento, sem disfarce, como ele é.

Estudos pormenorizados revelaram que cada emoção ou pensamentos produz contrações musculares na palma da mão.

Esqueceu o nome de um livro? Sim, aquele mesmo que terminou de ler ontem. E enquanto tenta se lembrar, bate com a palma da mão na testa, como se pudesse escutar ou receber alguma comunicação interior. Este gesto inconsciente e aparentemente isolado, sem maiores conseqüências, indica a grande atuação das mãos sobre o seu cérebro. E, ao mesmo tempo, modifica, acentua ou faz surgir um novo sinal. Diferente, especial.

Todas as mãos possuem três tipos de sinais. As linhas básicas, de lentas transformações, percebidas apenas ao fim de cada sete anos, na mulher e de nove, no homem.

Outros, entretanto, aparecem e desaparecem de sete em sete meses, na mulher e de nove em nove, no homem.

E, finalmente, o terceiro tipo. Aparecem e desaparecem em uma, sete, nove semanas ou meses. Por exemplo, as manchas brancas e pretas da sua mão ou os pontos fundos e côncavos das suas unhas.

Assim, cada vez que você muda seu modo de pensar e de sentir, sua vida profissional e afetiva, mudam também as suas mãos.

Os sinais podem ser de três tipos: comuns, simples ou positivos.

Comuns - são os mais conhecidos. - Aparecem em quase Vicias as mãos. Não tem mais segredos para ninguém.

Simples - sempre estão sozinhos. - Não se misturam com ninguém, são fáceis de reconhecer.

Positivos - de vários sentidos, ao mesmo tempo. - Um sempre, importante e de valor fixo, e o valor dos restantes dependendo dos outros, à sua volta.

Todos eles oferecem numerosas variantes. De acordo com a zona em que se encontram, cor, ligação ou vizinhança com outros sinais, podem também mudar o seu sentido.

Portanto, não se arrisque, não tire conclusões precipitadas. Estude bem antes, todos os pormenores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Sab Set 18, 2010 3:23 pm

DIVISÃO ASTROLÓGICA DA MÃO

A mão é dividida astrologicamente em várias partes e cada uma delas tem um astro patrono. Assim, o dedo mínimo é de Mercúrio, o anular do Sol, o médio de Saturno, o indicador de Júpiter e o polegar de Urano.

Os tipos de mão são correspondentes aos astros dos signos do Zodíaco.

Mão redonda, branca, gorda e mole, com polegar curto, é característica do signo de Câncer, regido pela Lua.

Mão redonda, branca, húmida, com dedos pontudos, marca o signo de Peixes, regido por Netuno.

Uma mão retangular, firme e forte com os dedos retos, indica o signo de Sagitário, comandado por Júpiter.

Mão raciosamente ovalada, 'rosada, com covinhas e os dedos muito lisos, evidencia a marca de Vênus e os signos de Touro e Libra.

Escorpião tem mãos retangulares, arredondadas e dedos firmes, o astro regente é Plutão.

A mão de Marte é quadrada, vermelha e seca, os dedos são carnudos, o signo é Aries.

Capricórnio tem mão seca, comprida, com dedos nodosos e longos. O regente é Saturno.

A mão do Aquário é longa, maleável e amarela, os dedos são nodosos, o regente é Urano.

A mão do Sol é estreita, comprida, com dedos lisos, o signo é Leão.

Mercúrio tem a mão triangular, maleável e amarela, os dedos nodosos, os signos são Gêmeos e Virgem.


Última edição por Anarca em Sab Set 25, 2010 3:15 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Seg Set 20, 2010 9:14 pm

PLANETAS REGENTES

Os planetas regentes dos sigilos têm valores especiais, conforme se segue:

MARTE - Força, conquista e domínio. Guerra e violência.
VÊNUS - Harmonia, atração, fusão. Amor e beleza.
MERCÚRIO - Estudos, viagens e negócios. Comércio, movimento.
LUA - Fecundidade, reprodução e crescimento. Vida interior.
SOL - Vida, calor, luz. Nobreza, poder e heroísmo.
PLUTÃO - Transmutação, morte, trevas. Grandes realizações.
JÚPITER - Fortuna, expansão, vitalidade e família.
SATURNO - Inércia, proibição. Trabalho e realismo.
URANO - Agitação, inadaptação, rebeldia. Visões.
NEPTUNO - Irracionalismo, demagogia, revolução, Idealismo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Sab Set 25, 2010 3:14 pm

AS LINHAS DO DESTINO

Veja as linhas de sua mão e vá verificando no gráfico. Uma estréia no monte da Lua significa fascínio irresistível e sucesso pessoal.
Um triângulo entre o monte de Vênus e o monte da Lua é sinal de inspiração e misticismo.
Uma cruz no monte de Júpiter significa sucesso na vida social.
Cruzes e barras na região de Mercúrio ou na linha da vida indicam desordem no campo profissional.
Uma cruz na região Marciana marca uma inteligência fora do comum.
Estrela no monte de Júpiter é o sinal de sucesso na política.
O anel de Vênus partido significa inteligência prática.
Linha da cabeça, entrando bem embaixo do monte da Lua, é sinal de ociosidade.
Uma cruz no monte de Saturno pressagia sucesso em toda e qualquer atividade.
Riscos transversais debaixo do dedo do Sol significam destino contrário.
Cruz no monte de Mercúrio quer dizer falta de moral.
O dedo anular muito longo e fino: inveja.
Monte de Vênus vermelho e pronunciado, instintos sexuais exagerados.
O dedo e o monte de Júpiter muito imponentes significam liderança na atividade política, ou religiosa.
Dedo mínimo gordo, quer dizer sucesso na carreira de funcionário.
Triângulo no monte de Júpiter, sinal de qualidades diplomáticas.
Um triângulo no monte do Sol é sucesso na carreira artística ou literária.
Não se assuste com as linhas interrompidas, elas não representam geralmente uma quebra fatal na vida da pessoa.
Uma linha da vida cortada, pode retomar novamente o seu curso, depois de vencido o obstáculo ou passagem difícil que se apresenta.
As mãos se modificam com o tempo.
Uma linha de casamentos sem marcas de filhos pode vir a ser vincada durante a vida da pessoa.
Uma linha do coração acidentado - cortada por linhas menores - significa instabilidade afetiva, marcada por muitos amores.
A linha da cabeça, quando muito unida à da longevidade, significa indecisão diante da vida e submissão à vontade de outro.
A linha da cabeça muito próxima a do coração sinaliza uma ambição sem limites - ganância.
A linha Netuniana rege a intuição, a magia e o misticismo.
A linha Mercuriana comanda o espírito científico.
A linha Lunar é da imaginação criadora.
Quanto mais a linha do casamento se aproxima da linha do coração, tanto mais chances de felicidades.
Quanto mais a linha da vida esteja separada da linha da cabeça, tanto mais possibilidades de adaptação às circunstâncias.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Sex Out 01, 2010 12:30 am

CARTOMANCIA

O SIGNIFICADO DAS CARTAS

Tão importante como a quiromancia é a cartomancia (leitura do destino pelas cartas). A cartomancia revela o passado, o presente e o futuro. Foi uma arte profun damente estudada pelos ciganos, que a foram transmitindo. Nas cartas de um baralho, instrumento de jogo, de azar ou de sorte, muita coisa se pode saber.

Para se ler o destino pelas cartas pega-se um baralho que em geral tem 40 cartas, divididas do seguinte modo:

1ª - COPAS
2ª - ESPADAS
3ª - OUROS
4ª - PAUS

Todas contendo 10 cartas com diversos significados, assim distribuídos:

COPAS

REI - Um senhor idoso se opõe ao seu casamento, mas para o seu próprio bem. Pode ser seu pai ou mesmo um parente meio afastado, mas honesto. Tome cuidado. Não facilite com o seu actual namorado que pretende pedir sua mão e sabe que você está de acordo com isso. Chegou o momento de você agir com o cérebro e não com o coração. Dentro de pouco tempo você verá que esse parente tinha razão.

VALETE - Um moço pobre almeja sua mão. Você o despreza porque ele é pobre, mas no fundo o ama. Não sabe distinguir se é o amor ou compaixão. Mas é simplesmente amor, porque esse moço é digno de amor. Muito breve, ele estimulado por você, começará a ganhar dinheiro e será rico. É esse o futuro previsto para esse modesto rapaz.

DAMA - Jovem loira e inimiga deseja conquistar esse senhor idoso que anda de olho em você. Deixe que ela o leve, mesmo porque a fortuna desse homem é temporária. Não faça tanto caso do dinheiro. Deixe que a felicidade venha em primeiro lugar. É mais importante.

SETE - Sem que você espere vai receber dinheiro em quantidade. Talvez uma herança de algum parente que você mal se lembra que exista. No entanto não fique preocupada quanto aos seus. Não será herança provinda da morte de seu pai ou de sua mãe.

SEIS - Morte na família.

CINCO - Doença de um parente bem próximo, mas sem perigo de morte.

QUATRO - Grave acidente em viagem, com você. Procure evitar viagens durante dez dias. Permaneça em sua casa, sossegadamente, que nada lhe acontecerá.

TRÊS - Casamento próximo, mas infeliz. Você escolheu mal. Não seguiu a voz do seu coração.

DOIS - Uma inimiga lhe roubará o seu amor e você ficará despeitada. Evite permitir que esse despeito a leve à calúnia e maledicência.

ÁS - Um grande presente virá de alguém que você já se esqueceu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Dom Out 03, 2010 10:04 pm

ESPADAS

REI - Homem de muito dinheiro vai passar pela sua vida. Não se iluda. Você não o amará, apesar de toda sua fortuna.

VALETE - Um moço pobre, moreno e inteligente também passará. Ele também a ama.

DAMA - Amiga invejosa tentará destruir sua felicidade. É morena, de estatura mediana, maliciosa e perversa. Tudo fará para ver você infeliz. Você deve tê-la prejudicado indiretamente em algum dia de sua vida passada, porque ela, apesar de fingir grande amizade, a odeia.

SETE - Uma paixão forte dominará seu coração.

SEIS - Seus esforços serão inúteis no próximo negócio, que está destinado ao fracasso.

CINCO - Casamento à vista. Tome cuidado porque há pessoas interessadas em desmanchá-lo. Não acredite em cartas anônimas.

QUATRO - Muito brevemente o correio trará uma grande notícia.

TRÊS - Uma deliciosa surpresa o espera. No entanto, não fique muito contente. Após essa surpresa, um terrível aborrecimento cairá sobre sua vida.

DOIS - Um homem rico está pensando em você. Não o troque pelo seu verdadeiro amor, mesmo porque a fortuna desse homem não vai durar muito.

ÁS - Moço de fortuna a deseja para esposa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Qua Out 06, 2010 3:46 pm

OURO

REI - Seu pai, ou o parente mais próximo, está prestes a ganhar muitodinheiro. No entanto, isso não é razão para abandonar o trabalho ou deixá-lo de lado. Talvez nisso consista a chave de fortuna. No próprio trabalho.

VALETE - Um moço rico, mas feio, pretende casar-se com você. Tudo que esse moço tem é dinheiro. Quanto ao resto, nada mais. Nem beleza, nem inteligência. Desista porque você jamais será feliz com ele.

DAMA - A pessoa que você ama corre perigo. Está prestes a ser atraída por outra, que é muito rica. Essa rival é perigosa, porque a fascinação do ouro é grande, e é bem capaz de atrair qualquer pessoa.

SETE - Talvez você faça uma viagem brevemente.

SEIS - Procure trabalhar com cuidado. Você pode perder seu emprego logo. E não será fácil encontrar nova colocação, tão boa quanto essa que tem atualmente. Esta carta prenuncia transtornos no seu trabalho. Cautela.

CINCO - Dentro de alguns dias virá uma carta com boas notícias. Pense em quem poderá escrever a você e espere contente. Não serão más notícias.

QUATRO - Ele ia voltar para você, mas resolveu o contrário. Encontrou uma outra que o deseja muito mais. E essa outra, além de dinheiro, tem beleza. Não tente fazer nada. Você já o perdeu para sempre.

TRÊS - Prepare-se para receber má notícia. Doença na família, mas em parente distante. Não faça nenhuma viagem nem deixe sua casa por muito tempo. É perigoso.

DOIS - Grande carta, trazendo boas notícias. Não sobre assuntos de amor, mas em negócios. Um sucesso em negócios. Dinheiro. Mas isso não quer dizer que haja felicidade.

ÁS - Um presente valioso e inesperado de alguém que você se esqueceu há muito tempo. É uma pessoa loira que você conheceu no passado, e que agora deseja voltar para você.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Sab Out 09, 2010 2:04 pm

PAUS

REI - Um homem já idoso e rico, deseja se casar com você. Ele a admira há muito tempo e você nunca suspeitou desse amor. No entanto, ele deve ser correspondido, porque é sincero em seu amor e honesto em suas aspirações.

VALETE - Um homem moreno pode arruinar sua vida. Ele a está iludindo com falsas promessas de amor, e depois de conseguir o que deseja, vai abandoná-la. Tome cuidado.

DAMA - Há uma jovem morena perturbando o seu amor. É pessoa muito sua amiga e que sempre está ao seu lado, sorrindo e dizendo coisas boas. No fundo é uma traidora que se prepara para dar um grande golpe em você.

SETE - Morte na família. Morte de parente muito próximo.

SEIS - Carta trazendo más notícias.

CINCO - Desgosto profundo, mas de curta duração. No entanto, não deixa de ser uma grande dor.

QUATRO - Alguém escreveu a você, e você zangada não quer responder. Deve fazê-lo com maior brevidade, mesmo sendo para desiludir essa pessoa que levada pelo desespero poderá se suicidar. Depois você terá um grande desgosto pesando sobre sua consciência.

TRÊS - Cuidado com os negócios. Um grande contratempo está para vir. Uma queda financeira que o perturbará seriamente.

DOIS - Briga em família. Você deverá agir como conciliador para que o lar não se desmanche.

ÁS - Grande viagem que não será feliz. Se puder, evite viajar dentro destes dez dias. A influência maléfica deixará de existir dentro desse espaço de tempo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   Seg Out 11, 2010 2:56 pm

COMO TIRAR A SORTE

Agora que o leitor já tomou conhecimento do significado das cartas deverá ler atentamente o que se segue, que constitui o modo de deitar as cartas, segundo os sábios ensinamentos de São Cipriano, deixados em seus manuscritos.

Procuraremos, numa linguagem simples e sintética explicar de modo a não deixar nenhuma dúvida, sabendo, sem nenhum erro, ler a sorte de quem quiser conhecê-la. Mas, deixamos aqui uma advertência importante: a sorte deve ser brada apenas uma vez por mês, a cada pessoa.

A pessoa que quer saber qualquer notícia, toma o baralho todo, e depois, parte-o em cinco porções e deita-o em forma de cruz, de modo que não veja nenhuma carta, como está indicado na figura número 1.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O LIVRO DE SÃO CIPRIANO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O LIVRO DE SÃO CIPRIANO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Livro 2009] Questionário da Troca do Livro
» Marcelo Ferreira com o Ministério da CCB.livro "Por Trás do Véu"
» Área de Relacionamento [Livro 5]
» Área de Relacionamento [Livro 6]
» Área de Relacionamento [Livro 4]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: 5ª DIMENSÃO-
Ir para: