A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Sex Jun 12, 2009 11:08 pm

Pedro Namora é o candidato do PPM à Câmara de Setúbal

O ex-aluno da Casa Pia demitiu-se do PCP e será o candidato dos monárquicos à presidência da Câmara de Setúbal. No seu blog tece críticas à actual presidente Maria das Dores Meira.

Pedro Namora é o candidato do Partido Popular Monárquico (PPM) à Câmara de Setúbal nas eleições autárquicas deste Outono.

O ex-aluno da Casa Pia, que foi militante do PCP no início da juventude, foi director dos Recursos Humanos do município setubalense. No entanto, acabaria por sair em conflito com a presidente Maria das Dores Meira depois de se ter colocado publicamente ao lado dos trabalhadores num processo de contestação à presidência.

Recentemente numa conferência de imprensa promovida pela Comissão de Trabalhadores da câmara, o ex-aluno casapiano acusou Dores Meira de “prepotente, ditatorial e pidesco”. Namora insurgiu-se contra alguns procedimentos da presidência, que alegadamente mandaria mudar de cargo e local os trabalhadores que criticavam a sua governação, e que queria vigiar, por exemplo, os e-mails dos trabalhadores. A autarca vai processá-lo por aquelas declarações.

Pedro Namora, no seu blog, explica a sua demissão do partido. “Fui militante do PCP durante 26 anos” adiantando que “tudo quanto sou, como homem e cidadão, devo-o ao meu querido partido” e “para mim, a existência do PCP é um dos motivos mais fortes que alicerça o profundo orgulho que tenho em ser português”.

O candidato salienta que entregou pedido de demissão do Partido, na passada terça-feira, constituindo “a decisão mais dolorosa da minha vida” mas “fi-lo por dever de consciência: sempre protestei contra os que, violando os estatutos do partido, pretenderam descaracterizá-lo. E não podia agora incorrer na violação da disciplina partidária”.

Pedro Namora sublinha que “a organização do meu partido em Setúbal escolheu para candidata à respectiva câmara municipal Maria das Dores Meira, que para mim representa tudo quanto de mais negativo existe na política portuguesa”.

Para o candidato do PPM “não podia pois deixar de lhe dar combate político, ciente de que o bom povo de Setúbal não merece sofrer mais quatro anos de gestão autárquica despótica por parte de uma anticomunista dissimulada”.

Pedro Namora pede desculpas militantes do PCP, que “sei desiludir profundamente com esta atitude” mas “deixo-lhes uma garantia pessoal: procurarei no futuro ser digno de reaver o meu estimado cartão de militante”. E garante que “no resto do território nacional, apelarei ao voto na CDU”.

(O Setubalense)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Sab Jun 13, 2009 4:33 pm

A mama ainda vai continuar...

"A Nova lei autárquica não chegou a ser aprovada.

O PS e PSD não se entenderem à última da hora.

A limitação de mandatos que já tinha sido aprovada é que entrou em vigor no dia 1 de Janeiro de 2006.

A nova legislação terá então consequências práticas – proibindo pela primeira vez presidentes de câmara e de junta de freguesia com mais de três mandatos exercidos de se candidatar a mais um mandato – nas eleições autárquicas de 2013.

Tudo isto se até lá não se entenderem, para de novo alterar a lei que não é do agrado de muita gente."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Sab Jun 13, 2009 4:46 pm

Ex-eurodeputado PS mandatário do CDS/PP em Angra

O ex-eurodeputado socialista Artur Cunha de Oliveira é o mandatário da candidatura de Artur Lima, do CDS/PP, à Câmara de Angra do Heroísmo, opção que afirmou ter sido tomada porque a candidatura socialista «não tem peso».

«Toda a gente sabe que sou socialista, que sou filiado no PS, mas não concordo com tudo, nem concordo com todos», afirmou, em declarações aos jornalistas, na cerimónia de apresentação como mandatário.

Artur Cunha de Oliveira afirmou apoiar a candidatura de Artur Lima, que também é o líder do PP/Açores, por considerar que Angra do Heroísmo «precisa de uma revolução» mas também porque considera o candidato popular «um dos mais credíveis, senão o mais credível, político da actual geração açoriana».

Diário Digital / Lusa


PS: Os ratos começam a abandonar o navio...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Sab Jun 27, 2009 12:22 pm

Campanha eleitoral vai decorrer entre 28 de Setembro e 9 de Outubro.

A campanha eleitoral para as autarquias locais irá decorrer entre 28 de Setembro e 9 de Outubro, com as eleições a realizarem-se a 11 de Outubro para a escolha dos órgãos municipais dos 308 concelhos portugueses.



Espero que o Cavaco marque as Legislativas para a mesma data...

Era a primeira coisa de jeito que ele fazia...

Como vou marcar férias para bem longe durante toda a tourada, calhava mesmo bem...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qua Jul 08, 2009 5:32 pm

"Só desisto de Bruxelas se for eleita em Sintra"

Ana Gomes, Eurodeputada do PS, falou ao CM sobre a questão das duplas candidaturas.

CM – A proibição de duplas candidaturas pelo PS está a agitar o partido, nomeadamente porque Ana Gomes e Elisa Ferreira, enquanto eleitas para o Parlamento Europeu, mantêm candidaturas a câmaras municipais. Como reage?

AG – Estou perfeitamente tranquila com a minha consciência. Para além disso, não reconheço, por exemplo, em Manuel Alegre autoridade política para sugerir que abdique de uma candidatura. Entrou nas presidenciais contra o candidato socialista e não renunciou ao cargo de deputado.

CM – A mudança de regras a meio do jogo é correcta?

AG – A minha situação foi discutida com o secretário-geral e objecto de endosso pelo PS. Mas compreendo o sentimento de injustiça dos meus camaradas socialistas.

CM – O correcto não seria a regra aplicar-se a todos os casos?

AG – Esta não é uma questão ética. O assunto foi suscitado por conveniências políticas de Manuela Ferreira Leite que criou artificialmente essa incompatibilidade para se ver livre de Santana Lopes, acabando por contaminar o discurso político.

CM – As novas regras não alteram em nada o seu percurso?

AG – Vou cumprir o mandato no Parlamento Europeu e só desisto se for eleita em Sintra. Não acumularei funções.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Ter Jul 14, 2009 5:51 pm

Nada para Lisboa, tudo para a campanha do PS!

É uma vergonha o que se passa na Câmara Municipal de Lisboa. O Saramago anuncia que apoia a candidatura do António Costa, quando este senhor que é o actual presidente da Câmara Municipal de Lisboa paga 30 mil euros para a realização de um documentário da relação do escritor português com a sua actual mulher espanhola, com o título: "União ibérica".

E com isto, pagam os portugueses e os lisboetas... Para que um lacaio do Governo do Sócrates tenha o apoio do Nobel!

(Braganza Mothers)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qua Jul 15, 2009 4:31 pm

António Costa quer novas linhas de Metro

Criação de rede de eléctricos rápidos, ligação da linha vermelha do metro a Alcântara, Ajuda e Restelo e ligar o metro dos Olivais à Alta de Lisboa, Lumiar, Telheiras, Carnide e Benfica foram a novidades anunciadas por António Costa, na sua recandidatura à CML.

O candidato do PS não apresentou plano de governo, mas cinco desígnios: mobilidade e limpeza, repovoar Lisboa, construir escolas e infra-estruturas de apoio e tornar a capital sustentável do ponto de vista ambiental e económico, atraindo investimento e reforma administrativa com descentralização de competências do estado para a CML, e da CML para as juntas de freguesia.

"Fizemos com que em Lisboa houvesse mais vida para além do défice", diz António Costa referindo o tema das contas deixadas por Pedro Santana Lopes "que paralisaram a CML", ao que acrescem os processos judiciais, e o "caos urbanístico".

António Costa diz ainda que "Lisboa precisa de uma câmara capaz de governar e de uma câmara capaz de governar, e de uma liderança que garanta a estabilidade", sublinhando o facto da maioria autárquica ser do PSD.
(DE - Alexandra Almeida Ferreira)


PS: O “Chamuça” está cheio de ideias...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Sex Jul 24, 2009 2:25 pm

Um título noticia:

Filmes de terror portugueses precisam-se.

Outro título mais adiante responde:

"Quase dez pontos percentuais separam as duas principais candidaturas à Câmara Municipal de Lisboa, numa projecção realizada a três meses das eleições autárquicas. Assim, se as eleições fossem hoje, António Costa teria 46,4 por cento e 37,8 para Santana Lopes."

Já começa a velha técnica gasta das sondagens mafiadas.

A Cosa Nostra não desiste,apesar de já ninguém acreditar na vigarice.

(Portugal Profundo - José António Badameco)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qua Jul 29, 2009 1:30 pm

Santana acusa Costa de não ter obra, e Costa acusa Santana de ter endividado a câmara

Vestidos de forma muito semelhante, blazer azul-escuro e camisa clara, com gravata também em tom azulado, os candidatos à Câmara de Lisboa Santana Lopes e António Costa protagonizaram ontem o primeiro debate televisivo da campanha eleitoral autárquica. Foi na SIC, e quem queria ficar a conhecer as propostas dos socialistas e dos sociais-democratas para melhorar a vida na cidade ficou mais ou menos na mesma.

Parte significativa dos cerca de três quartos de hora do debate foi passada a discutir a responsabilidade do endividamento da autarquia. Para António Costa, o "pai do monstro" é claramente Santana - e daí que, embora tenha acusado o seu adversário de estar preso ao passado, tenha sido ele a insistir em manter o assunto na berlinda durante tanto tempo de antena.

Sem conseguir desviar o debate para outras temáticas que lhe fossem mais favoráveis, Santana recordou que na altura em que governou Lisboa as autarquias não tinham as possibilidades de endividamento junto da banca com que contam hoje os municípios. E contra-atacou o seu adversário no seu próprio campo: "O senhor não tem obra. Não fez nada. Não tem currículo para mostrar."

Do lado de lá da barricada, António Costa repetia frases que já usou vezes sem conta: "Arrumámos a casa. Pusemos em dia as contas" deixadas pelo PSD no mandato anterior. O social-democrata contestou: as dívidas da autarquia aos fornecedores foram transformadas em empréstimos à banca, e não realmente pagas.

Onde o candidato social-democrata conseguiu marcar pontos foi na composição da lista de Costa às autárquicas, que integra personalidades com sensibilidades tão diferentes como Manuel Salgado, Helena Roseta e José Sá Fernandes. Primeiro de uma forma menos elegante - "É uma caldeirada" -, depois com maior consistência, ao recordar que Roseta, por exemplo, tem uma opinião muito diferente do presidente da câmara em temas tão fulcrais como a terceira travessia do Tejo.

Quando finalmente se ia falar do futuro, e do Terreiro do Paço, Santana deixou escapar a oportunidade de recordar a forma como o arquitecto responsável pelo projecto de reabilitação da praça foi nomeado pelo Governo, em vez de ter sido escolhido por concurso. Uma questão que, não podendo ser totalmente assacada à autarquia, também não é escamoteável no quadro do relacionamento da câmara da capital com a administração central. Acabou por se ficar pela ameaça de encerramento do café Martinho da Arcada por via das alterações ao trânsito na Baixa e pouco mais. "O que me choca é mexer-se à última hora em território sagrado por causa da febre da falta de obra", observou.

Crispação a acabar

O momento de maior crispação aconteceu a dez minutos do final do debate, com os candidatos a atropelarem-se. A moderadora, Clara de Sousa, foi obrigada a mandar calar os dois: "Ou um ou outro, senão ninguém se entende." Já pouco tempo havia para promessas eleitorais.

O socialista ainda conseguiu falar na criação de uma rede de eléctricos rápidos e noutra de transportes escolares, para que os pais não andem a entupir a cidade com carros para deixar os filhos na sala de aula. Santana, que já havia garantido que, com ele à frente dos destinos da autarquia, Lisboa não perderá o seu aeroporto, desperdiçou os últimos minutos a explicar-se sobre o antigo projecto de Frank Gehry para o Parque Mayer, defendendo-se de acusações de gastos sumptuários que nem sequer lhe tinham sido feitas por Costa nesta conversa.

Não se deixou irritar com insistentes apelos do socialista para se acalmar: "De onde é que me conhece para dizer que estou nervoso?" "O senhor nunca há-de mudar a minha maneira de ser."

(Público)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qua Jul 29, 2009 4:59 pm

O António Costa mostrou hoje uma confrangedora falta de ideias, de projectos, de visao estratégica para Lisboa.
Confesou que não fez obra.
Porque os fornecedores não forneciam!!!
Esta é de risos.
Os fornecedores da Câmara sabem que tudo lhes é pago.
A Câmara de Lisboa e Estado e paga, mais dia menos dia.
O que aconteceu foi que o António Costa nunca na vida tivera de liderar uma equipa e apresentar projectos, concretizá-los.O António Costa sempre andou nas beiras de um Primeiro Ministro.
Os programas nunca foram dele, mas de outros.
Na Câmara de Lisboa, onde quis singrar na grande política nacional, o António Costa fez a figura do burro e do ferrari na Calçada de Carriche.
Foi uma conversa boa para burros.
Na Câmara de Lisboa o António Costa tinha e tem como missão não fazer ondas para a Liscont do Jorge Coelho dar uns milhões ao PS.Servir de almofada para o aeroporto em Alcochete e para as oras da 3ª travessia do Tejo e para o TGV.
Tudo coisas que em nada interessam aos lisboetas.
Como não tem ideias, nem capacidade, disse que não podia fazer obra por causa das dívidas!?
Ora, quantas Câmaras Municipais estão endividadas e os autarcas realizam obras?

O Costa hoje na SIC fez-nos lembrar o dia em que estava a ser inquirido no Tribunal da Boa Hora, no Proc, do Paulo Pedroso contra o Prof. caldeira e clmeçou a ser mal educado e a bater com as mãos nas pernas, tendo a juiz de o meter no sitio... e o Dr. JMM a rir que nem um perdido com o disparate do seu antigo colega da JS e do PS...

Uns montes de ... mera propaganda.

(Portugal Profundo - Amilcar)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Dom Ago 02, 2009 1:11 pm

Companhias

Uma pergunta clara para resposta indeclinável: a campanha eleitoral do Dr. António Costa à Câmara Municipal de Lisboa recebeu, em 2007 ou 2009, algum financiamento, empresarial ou em nome pessoal, da Liscont ou de empresa do Grupo Mota-Engil?

(Portugal Profundo - António Balbino Caldeira)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qui Ago 13, 2009 1:16 pm

Pancadaria entre candidatos

As Festas do Barrete Verde em Alcochete acabaram mal para dois candidatos autárquicos do PSD e da CDU que se envolveram numa cena de pancadaria por volta das 02h00 de ontem. O social-democrata Luís Proença e o comunista Jorge Giro acusam-se mutuamente das agressões.

Tudo aconteceu na rua Ruy Sousa Vinagre. Luís Proença, candidato do PSD à Assembleia Municipal de Alcochete, levou seis pontos no sobrolho, na sequência de uma agressão de Jorge Giro, da CDU, candidato a vereador em quinto lugar nas Autárquicas.

Na versão de Jorge Giro, a provocação partiu de Luís Proença com "um piropo maldoso".

Já Luís Proença escreve no seu blogue que foi empurrado e atingido com "um soco na face", garantindo que não teve reacção.

Mais uma vez as versões divergem. "Deu-me um safanão no ombro esquerdo", recorda Jorge Giro. Por isso, reagiu "defensivamente". Ao CM acrescentou que tem a face esquerda inchada e uns óculos partidos, tendo sido assistido no Hospital do Montijo. E vai apresentar queixa.

Para Proença foi uma "violência política". Porém, o autarca da CDU resume o caso ao "foro pessoal" e não político.

O candidato do PSD também foi ao Hospital do Montijo e ao final da tarde deslocou-se à GNR de Alcochete para dar queixa. O PSD local reuniu-se de emergência.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Seg Ago 17, 2009 12:30 pm

Requerimento:

Exmo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses,

Joaquim Manuel Coutinho Ribeiro, eleitor nº6 da freguesia de Soalhães, vem expor e requerer a V.Excia o seguinte:

Na reunião da Assembleia Municipal do passado dia 29, ouvi V.Excia afirmar que, a partir desta semana, iria passar a dispor de um Audi A6.
E percebi, das suas palavras, que não se tratava de um acto de vaidade pessoal, mas uma forma de melhorar a imagem do município, pois a viatura estaria ao serviço do município e não do seu presidente.
Reflectindo sobre o assunto, lembrei-me de que o Audi do município poderá resolver-me um problema logístico que tenho em mãos.
No próximo dia 13, é o casamento da minha prima Ester (jovem médica) com o David (jovem médico).
Pediu-me a minha prima que a transportasse à Igreja, ao que eu anuí.
Lembrei-me, depois, que o meu carro só tem duas portas o que, convenhámos, não é muito operacional para o efeito, sobretudo para entradas e saídas, já que o vestido poderá ficar agarrado e eventualmente rasgar-se.
Foi desta forma que me lembrei que, sendo eu munícipe do Marco, e estando o Audi ao serviço do município, seria um acto da maior justiça que eu pudesse transportar a minha prima ao casamento no Audi A6.
Ainda pensei que talvez pudesse requerer a utilização do Jeep Toyota, mas temo que os convidados possam gozar a noiva por se deslocar em tal veículo.
Opto, pois, pelo Audi, com a promessa de que o entregarei lavado e com o combustível reposto.
Dispenso o motorista.

Face ao exposto, requiro a V.Excia que se digne emprestar o Audi A6 para utilização deste modesto munícipe no próximo dia 13, durante todo o dia.

Pede deferimento

Joaquim Manuel Coutinho Ribeiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Seg Ago 17, 2009 12:43 pm

Lista de Santana causa polémica

Pedro Santana Lopes deu instruções claras para que a lista de candidatos à Câmara de Lisboa não seja revelada, mas a polémica está instalada. O ex-líder do PSD não quer que a sua lista seja votada pela distrital de Lisboa e abriu ontem à noite ao início da reunião um braço-de-ferro com Carlos Carreiras. O mesmo acontece com Sintra.

Segundo apurou o CM, Santana Lopes exigiu carta branca para a constituição da sua lista de candidatos, por isso, ao início da reunião com a distrital de Lisboa, terá deixado claro que não queria que a lista fosse votada. Uma posição que não terá agradado ao líder da distrital, Carlos Carreiras.

Mas Santana Lopes não foi o único a exigir que a sua lista não fosse escrutinada. Fernando Seara também não quis colocar a sua lista para a Câmara de Sintra à consideração da distrital. À hora de fecho desta edição, a reunião ainda não tinha terminado.

Os nomes que integram a lista da coligação PSD/CDS serão anunciados hoje por Santana Lopes, através do seu portal e, segundo apurou o CM, várias personalidades vão ficar de fora, como é o caso de Pedro Pinto, o que causou uma surpresa geral. O ex-braço-direito de Santana não integra assim nem a lista de candidatos a vereadores nem a lista de candidatos a deputados.

Já o terceiro lugar da lista encabeçada pelo ex-primeiro-ministro deverá ser ocupado por Dina Vieira , directora dos serviços de urbanismo na Câmara de Santarém. O número dois de Santana mantém-se no ‘segredo dos deuses’.

CDS COM DOIS LUGARES ELEGÍVEIS

O CDS conseguiu obter dois lugares elegíveis nas listas de candidatos para a Câmara de Lisboa, à qual concorre em coligação com o PSD. António Carlos Monteiro ocupa o quarto lugar da lista encabeçada por Santana Lopes, enquanto Maria Orísia Roque, líder da concelhia de Lisboa do CDS, ficou em oitavo lugar, avançou ao CM o próprio deputado.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qui Ago 27, 2009 12:42 pm

Jardim acusa Moita Flores de deslealdade

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, acusou esta quarta-feira o autarca de Santarém, Moita Flores, de "enorme deslealdade", exigindo a sua substituição nas listas de candidatos do PSD às eleições autárquicas.

Jardim referia-se à atribuição da medalha de ouro da cidade ao primeiro-ministro José Sócrates, atitude que o madeirense classificou de provocatória para os sociais-democratas.

Recorde-se igualmente que, em declarações recentes, Moita Flores admitiu que nas próximas eleições legislativas não votará na líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, o que tem gerado um mal-estar no interior do partido.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Dom Set 06, 2009 10:31 am

Recordar é viver...

Relatório secreto do dia das eleições autárquicas de 9 de Outubro de 2005:

8h00 - Abrem as urnas

8h01 - Santana Lopes vota vindo directamente da noite

8h15 - Soares acorda e não sabe que dia é

8h16 - Soares vai à casa de banho e perde-se no corredor

8h30 - Sócrates vota e comenta para o "amigo" que hoje vai ser um grande dia

8h32 - Maria Barroso descobre Soares na cozinha e leva-o para a cama

8h45 - Carrilho acorda e telefona à Bárbara para se juntarem para irem votar

9h00 - Zezinha entra na missa antes de ir votar

9h35 - Santana Lopes deita-se

11h00 - Foi colocado um banco à frente da mesa de voto nº 2 da secção de voto 54.

11h01 - Marques Mendes vota na mesa 2 da secção 54.

11h02 - Foi retirado o banco

11h30 - Jerónimo de Sousa chega à sede do PCP onde começa a ouvir cassetes de tempos antigos e músicas revolucionárias

11h45 - Louça fuma o segundo charro do dia e já se está a borrifar para os resultados

12h00 - Soares consegue finalmente levantar-se e veste-se para ir votar

12h05 - Maria Barroso volta a vestir Soares depois de lhe virar as calças para o direito

12h30 - Soares Júnior vota e telefona ao pai a pedir ajuda

13h00 - Seara vai votar aproveitando o intervalo do jogo da manha na Sport TV

13h00 - Soares chega ao local de voto

13h05 - Soares adormece na fila para votar

13h06 - Soares acorda e não sabe onde está

13h10 - Soares vota mas não sabe onde pôs a cruzinha

13h15 - A caminho de casa Maria Barroso vê uma cruz desenhada na mão de Soares

15h00 - Carrilho vota mas não cumprimenta o presidente da mesa

15h30 - Carmona vota e mostra-se confiante perante os outros dois candidatos homens e as duas mulheres.

15h31 - Sá Fernandes vota e re-afirma-se homem

15h32 - Ruben de Carvalho mostra com orgulho a sua masculinidade num voto poderoso

15h33 - Zezinha sai da missa e vai votar e diz não conhecer nenhum Carmona

15h34 - Carrilho não se pronuncia e fecha-se no quarto a brincar com uma Barbie já antiga

17h00 - Louçã vota e manda uma marrada na porta de tão charrado que está. Embora com aparato no impacto o incidente é levado a rir.

17h15 - Soares adormece

19h00 - Carmona ganha Lisboa

19h01 - Seara arrasa em Sintra

19h02 - Rio esmaga no Porto

19h30 - Soares acorda e telefona ao filho a dar-lhe os parabéns

19h31 - Maria Barroso mete Soares na cama e pede-lhe para dormir

20h00 - Carrilho discursa não assumindo a derrota e acusando Carmona de ser mau

20h30 - Sócrates esconde-se numa sala no largo do Rato e faz beicinho

20h45 - Jorge Coelho culpa a direita fascista

21h30 - Mudam as pilhas ao Jerónimo de Sousa

21h31 - Jerónimo de Sousa faz um discurso de vitória e exulta frases de 1917

22h00 - Carmona abre uma garrafa de whisky mas esconde-a de Sá Fernandes e de Miguel Portas

22h30 - Avelino Ferreira Torres foge para o Marco mas como não conhece a cidade perde-se e acaba aos pontapés aos caixotes do lixo

22h45 - Em Gondomar o Major explode com a vitória e quer bater em tudo e todos

23h00 - Fátima Felgueiras distribui pelouros por alguns presos e mete uma
muda de roupa num saco azul em caso de ter de sair, só cabe uma muda de roupa porque o saco está cheio

23h10 - Soares acorda e comemora a vitória como Presidente. Maria Barroso mete-o na cama e dá-lhe dois comprimidos

23h15 - Barbara manda Carrilho para a cama sem jantar e tira-lhe o Ken durante uma semana por castigo

23h30 - João Soares chora em Sintra e prepara candidatura a uma Junta na margem sul

00h00 - Zezinha é eleita e comemora com um chá e umas torradas

00h01 - Soares adormece sem perceber o que aconteceu

00h02 - Santana Lopes acorda e vai para a noite

PS - Não contem isto a ninguém, porque pode ser verdade...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qui Out 01, 2009 4:28 pm

Câmara: EPUL pagou 2,2 milhões de euros ao arquitecto canadiano

Pagamentos a Gehry sob investigação

O Departamento de Investigação e Acção Penal, (DIAP) coordenado pela procuradora Maria José Morgado , tem em curso uma averiguação preventiva aos pagamentos da EPUL – Empresa Pública de Urbanização de Lisboa, a Frank Gehry, o arquitecto canadiano contratado pelo então presidente da Câmara, Pedro Santana Lopes, para elaborar o projecto de requalificação do Parque Mayer, em 2003. Por este projecto a EPUL pagou a Frank Gehry 2,2 milhões de euros, dos quais cerca de 300 mil euros dizem respeito a despesas. Os investigadores estão a avaliar se através destes pagamentos foram atribuídas comissões ilegais.

Ao que o CM apurou, a averiguação preventiva do DIAP resultou de uma certidão retirada da investigação ao negócio da permuta dos terrenos entre o Parque Mayer e a Feira Popular, celebrado durante a presidência camarária de Carmona Rodrigues. No essencial, 'existem despesas anexadas aos pagamentos e está a ser avaliado se esses pagamentos incluem comissões', precisa fonte conhecedora do processo. Pedro Santana Lopes não comenta este caso, porque, 'por princípio', não faz comentários sobre assuntos de Justiça.

Para já, a auditoria da Pricehaterhouse Coopers às contas da EPUL, solicitada pela nova administração da EPUL, apurou que o projecto de requalificação do Parque Mayer custou àquela empresa municipal um total de 2,9 milhões de euros, dos quais 2,2 milhões (com IVA) foram pagos a Frank Gehry. A restante despesa diz respeito a 300 mil euros de outros estudos e a 400 mil euros do custo financeiro associado ao investimento neste projecto.

Sem IVA, segundo precisa a auditoria, o valor total facturado pelo arquitecto Frank Gehry ascendeu a 1,9 milhões de euros, dos quais cerca de 300 mil euros são relativos a despesas.

O contrato da EPUL com a Gehry Partners, empresa de Frank Gehry, estabelecia o custo máximo do projecto de arquitectura em 1,4 milhões de euros, acrescido das despesas incorridas.

Como o projecto acabou por exigir mais horas do que as previstas, os trabalhos extras implicaram custos acrescidos de 400 mil euros. Por isso, o projecto de Frank Gehry acabou por ter um acréscimo de custos de 35 por cento.

A auditoria refere que 'não foi disponibilizado nenhum adicional ao contrato pelos trabalhos a mais nem evidências de análise e aprovação dos mesmos'.

(Correio da Manhã)


PS: É a máquina Socialista a funcionar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Ter Out 06, 2009 5:22 pm

Santana diz que Lisboa está em «estado de balbúrdia»

Se for eleito, Santana Lopes irá rever o contrato da Liscont. Numa visita ao terminal de contentores de Alcântara, acusou António Costa de subserviência ao Governo

Santana Lopes visitou esta manhã o terminal de contentores de Alcântara e disse que, ser for eleito, o contrato que prolonga a concessão à Mota-Engil será, no mínimo, reavaliado. «Exigiremos que o processo seja reaberto para saber se – como parece mais aconselhável – deveria ter havido concurso público», afirmou. Questionado se está ciente das consequências de quebrar o contrato, o candidato da lista Lisboa Com Sentido sugeriu várias possibilidades.

«Há cláusulas abusivas que podem traduzir-se num enriquecimento sem causa», considerou. «Mesmo que o contrato continue serão reduzidos os termos da concessão», defendeu ainda. «Sei que há cláusulas indemnizatórias e não entrarei por uma via que resultasse numa indemnização sem sentido», afirmou. «Não sou um radical, tem de haver bom senso», concluiu.

Os contentores estariam melhor na Trafaria, localização que para o candidato é «uma questão em aberto». Em Alcântara, o aumento da capacidade poderá não ter um impacto na altura, mas Santana sublinhou que «Costa se esquece de dizer que o número de filas será o dobro das actuais».

António Costa está a conduzir Lisboa a um «estado de balbúrdia», em que os interesses da cidade cedem perante outros interesses, acusou. Costa é «subserviente» ao Governo no caso da Liscont, mas não só.

A extensão do terminal de contentores é apenas uma das barreiras que contrariam os «desígnios estratégicos e naturais» de Lisboa. Outra barreira é a terceira travessia do Tejo, projectada para o vale de Chelas. Santana diz que a nova ponte «só serve para trazer mais carros para Lisboa». A haver nova travessia, Santana quer que seja construída ente Algés e Trafaria, «obrigando o trânsito a circular fora da cidade».

Acusado pelo actual presidente da câmara de apostar apenas nos transportes rodoviários, Santana riposta: «Qual a congruência de trazer mais milhares de carros por dia com o discurso do metro, do eléctrico, da bicicleta e do Porsche?». O adversário tem um modelo de «cidades utópicas», diz Santana, que insiste «em trabalhar com base na realidade». Por isso, aposta em mais «cruzamentos desnivelados» (leia-se túneis).

Santana voltou ainda a atacar António Costa por ter oferecido bicicletas a quem o acompanhou num passeio pela ciclovia do Tejo. «Não se podem censurar uns que são maus porque dão electrodomésticos e a quem dá bicicletas é passada indulgência», disse o candidato da coligação Lisboa Com Sentido. Santana disse que a doação de bicicletas uma «manobra de desespero», numa campanha que começa a perder fôlego.

Os ataques ao adversário continuaram. «Cruzei-me ontem com António Costa. Perguntou-me ‘Então foi fazer campanha para o distrito de Setúbal?» (uma referência ao percurso que Santana fez entre Alcochete e Lisboa). «Fui para onde vai o novo aeroporto. Se calhar também tenho de ir a Loures para onde irá o comando da PSP», respondeu.

Santana, que defende a continuidade do actual aeroporto, diz que este é mais um caso em que António Costa «está colado ao Governo». Medindo as palavras, disse: «Não vou dizer que está tudo a saque. Diria que está tudo em bolandas». Referiu que o candidato da CDU, Ruben de Carvalho, defende, como ele, a continuidade do aeroporto de Lisboa e concluiu: «é um que consenso que se forma contra a lista de Costa».

A campanha da coligação de direita que quer voltar a colocar Santana à frente da câmara de Lisboa continua ao final da tarde, com uma acção virada para a solidariedade social, no Auditório da CERCIS, na zona da Bela Vista.

(Sol)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Ter Out 06, 2009 10:22 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Qui Out 08, 2009 4:36 pm

Receita do Mês...

Como se faz um autarca:

- 1 dose de falta de carácter
- 1 dose de ganância
- 1 dose de mentira
- Euros qb
- 1 pitada de merda

Obs.: Não exagerar na merda, senão sai um ministro!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Sab Out 10, 2009 11:44 am

“Vivemos num clima de bananas governado por sacanas”

João de Carvalho, candidato independente nas listas do PSD à Câmara de Vila Franca de Xira, critica a actuação do Governo e garante que não fará promessas que não possa cumprir.

Correio da Manhã – Ficou surpreendido com o convite do PSD para ser candidato à Câmara de Vila Franca de Xira?

João de Carvalho – Não, o vereador Rui Reis já me tinha feito várias vezes estas ameaças e aguçado o apetite para este trabalho. Nas anteriores autárquicas integrei as listas, mas em zona não elegível.

– Foi uma decisão difícil de tomar?

– Minha não, mas da minha mulher sim. Ela gosta pouco de dispensar o marido (risos).

– Como reagiu o seu pai [actor Ruy de Carvalho]?

– O meu pai vive muito orgulhoso. Claro que me fez aquela pergunta: ‘filho sabes onde te vais meter?’. Mas é o presidente da minha comissão de honra, só não é meu mandatário porque a legislação não permite.

– Tem simpatia pelo PSD?

– Fui militante do PSD até à morte de Sá Carneiro e sai porque achei que estavam a ser desvirtuadas todas as estruturas partidárias. Deixou de ser uma ideologia para ser uma luta pelo poder.

– Como vê a liderança de Manuela Ferreira Leite?

– Acho que está no bom caminho, mas estou perfeitamente desligado do partido. Interessa-me pessoas para trabalhar, sejam do PSD ou do CDS...

–Concorda com a exclusão de candidatos arguidos das listas?

– Quando existem comprovadamente problemas legais com pessoas, esses têm de ser resolvidos nas instâncias próprias, que são os tribunais, e não no sistema democrático.

–Mas a presença de candidatos arguidos não poderá agravar a imagem que os portugueses têm dos políticos, muitas vezes apontados como corruptos?

–Um presidente da Câmara, um ministro, serão sempre responsáveis por aquilo que gerem. Não acredito que ninguém de boa fé se deixe envolver em casos que podem suscitar dúvidas de corrupção ou dúvidas de compadrio. Falo sempre de uma pessoa por quem tenho muito respeito, Fátima Felgueiras. Nunca vi nela uma pessoa que quisesse ter um favorecimento pessoal até porque vinha de uma família abastada. Por vezes tendemos a facilitar as coisas para que sejam executadas rapidamente e depois deixamo-nos ultrapassar.

–Teme que isso possa acontecer consigo?

– É sempre uma das coisas que temo, aflige-me brutalmente. Vou fazer os possíveis para me rodear das pessoas que penso serem certas para me chamarem a atenção sempre quando houver alguma armadilha.

–Manuela Ferreira Leite pediu aos candidatos que não fizessem promessas que não podem cumprir...

– Não fiz nenhuma. Mas antes da dr. Manuela Ferreira Leite o ter pedido já o meu pai dizia: ‘Promessas leva-as o vento’.

–Como vê a actuação do Governo de José Sócrates?

– Desgovernou. Os portugueses vivem há muitos anos, com poucos intervalos, num clima de ‘bananas governado por sacanas’. A política está errada quando se deixa de pensar nos cidadãos.

–Sócrates é classificado, muitas vezes, pela oposição de arrogante. Concorda?

– Pega-se a todo o PS. O PS tem um defeito: torna-se dono do poder.

“Quero um cluster televisivo”

CM – Quais são as principais bandeiras do seu programa eleitoral?

J. C. –O meu programa está baseado em seis factores: saúde, educação, coesão social, segurança, cultura e desenvolvimento económico. Mas há coisas que gostaria de ver no concelho, como uma Escola de Artes e Ofícios, com as valências locais, como a serralharia e a soldadura. Em Vialonga, estão sedeados todos os estúdios da NBP e é mais uma coisa que está para sair. Vou fazer os possíveis para criar um cluster televisivo para manter os estúdios e atrair outros.

– Está preparado para três mandatos na Câmara?

– Estou preparado para enfrentar dois mandatos. No terceiro, gostava que alguém da minha direcção continuasse com ideias novas.

– Pretende regressar à sua carreira de actor?

– Não sei como é que ao fim de oito anos vou regressar... vou ter de reaprender tudo, mas a política é um pouco de teatro, por isso não vou largar por completo (risos). Pretendo regressar... sou um homem do teatro e serei até morrer.

(Ana Patrícia Dias)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Seg Out 12, 2009 2:27 pm

António Costa consegue maioria absoluta em Lisboa

«Quero dizer-vos que esta candidatura do PS, mas que não é só do PS, teve hoje um resultado histórico na cidade de Lisboa, ao alcançarmos a maioria absoluta», disse António Costa no discurso proferido no Hotel Altis.

(Sol)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Seg Out 12, 2009 2:28 pm

Uma brilhante vitória da Mota-Engil. Brevemente será anunciado o grande plano Costa-Coelhone: vão fazer esplanadas em cima dos contentores.

Os lisboetas vão assim recuperar a sua relação com o rio! O único contra, é que se tiverem azar no contentor, podem ir parar a África ou ao Dubai.

(Sol - joseduarte)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Seg Out 12, 2009 2:30 pm

A vitoria do Costa foi a vitoria dos monhes que proliferam como cogumelos na capital, sustentados pelo rendimento minimo devidamente estropiado aos portugueses que trabalham e pagam impostos. Este verao inundavam as praias algarvias vendendo tudo quanto e contrabando chines num frances aportuguesado. Quando se perguntava onde moravam... NOS ANJOS, EM LISBOA, porque a camara ajuda. E vao ser mais 4 anos de "Cover-up" entre a camara e o governo para desbaratar dinheiro em dividas que ninguem sabe se existem ou existiram e em obras que ninguem ve. Daqui por 4 anos, veremos qual foi a obra deixada por este sapo, se nao vai ser so um paredao de contentores a comprimir o rio fazendo da sua margem uma gigante arrecadacao.

(Sol - emirates)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Ter Out 13, 2009 3:37 pm

“Ainda não consigo perceber a derrota”

Fátima Felgueiras ainda não digeriu a estrondosa derrota. "Não consigo perceber. Para mim foi uma surpresa muito grande", disse ao CM a autarca ontem, à entrada da Câmara que presidiu durante doze anos, oito eleita pelo PS e os últimos quatro como independente.

No primeiro dia, após serem conhecidos os resultados, a ainda presidente da autarquia só foi trabalhar à tarde. Pelas 14h30 subiu a escadaria dos Paços do Concelho, sozinha e visivelmente agastada. Ontem, não atravessou a praça a pé, como habitualmente, já que mora perto da Câmara. Chegou de carro com um motorista, mas teve de passar pelo último cartaz de Inácio Ribeiro, o presidente eleito com maioria absoluta pela coligação PSD-CDS. O outdor já anunciava a vitória com a seguinte frase: "O Novo Presidente." Na praça, o iglu da sede de campanha de Fátima Felgueiras estava já a ser desmontado. "Obviamente não serei vereadora", disse.

Fátima Felgueiras evitou mencionar o processo do ‘saco azul’ e a fuga para o Brasil. "Um dia vou falar tudo sobre o que aconteceu", deixou no ar a autarca. Na rua, o silêncio acompanhou o semblante desolado da autarca.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...   Hoje à(s) 6:53 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Conhecendo o Arminianismo (parte 1-2-3) – Eleição condicional
» Mitologia Grega , mais heróis
» panfletar em época de eleição compensa?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: POLÍTICA-
Ir para: