A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 VOTAR PARA QUÊ?...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Paulina



Mensagens : 7
Data de inscrição : 05/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sex Jun 05, 2009 12:43 pm

Rui Aguiar escreveu:
Mary Lou escreveu:
Atchim!!

Santinha.....

Mas isso é suposto ser um insulto?

Oh! Desculpe. Não percebi que era problema de pau carunchoso.

Peço imensas desculpas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Paulina



Mensagens : 7
Data de inscrição : 05/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sex Jun 05, 2009 12:44 pm

Vitor mango escreveu:
Rui Aguiar escreveu:
Mary Lou escreveu:
Atchim!!

Santinha.....

Rui as gajas adoram-no

E lá estou eu a meter-me nas conversas alheias.

SENHORA GAJA! Se não se importa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steven Spielberg



Mensagens : 27
Data de inscrição : 06/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sab Jun 06, 2009 4:56 pm

Rui Aguiar escreveu:
RONALDO ALMEIDA escreveu:
NAO PERCAM TEMPO COM ELEICOES EUROPEIAS. NAO FAZEM DIFERENCA!!! Sao que, 8 deputados em 700?

Devia documentar-se antes de falar. Não são 8. São 22. Sabe o que é a proporcionalidade?? Veja no Google.

Christie Darling!

Observa e aprende com o mestre dos mestres!

Ainda não sei se vai haver um novo eighty-six ou não, mas este fella é o ideal, não precisa nem de makeup.

Note to Myself: Falar ao Francis Ford no 86.5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steven Spielberg



Mensagens : 27
Data de inscrição : 06/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sab Jun 06, 2009 5:00 pm

RONALDO ALMEIDA escreveu:
Vitor mango escreveu:
RONALDO ALMEIDA escreveu:
NAO PERCAM TEMPO COM ELEICOES EUROPEIAS. NAO FAZEM DIFERENCA!!! Sao que, 8 deputados em 700?

Completamente engando mano Ronaldo
Somos tao importantes e validos que ate o Presidente e dono dos 700 é um Durao Portugues

Durao nao manda nada!!!! Esta la para satisfazer os PATROES FRANCO-ALEMAES!!! E porque os XUXAS , a comecar por MARIO SOARES, nao o querem la?

Bad Boy, não penses que lá por seres afilhado do Georgie L. és indespensável.

Eu embirro com essa tua mania de escreveres tudo em maiúsculas e lembra-te sempre que "GANDAS BESTAS" é o mais fácil de arranjar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sex Jun 12, 2009 10:27 pm

O eterno candidato António Costa...

Quando deflagrou o pesadelo da Casa Pia e o arguido Carlos Silvino foi detido, o País reagiu em uníssono, exigindo a punição exemplar, não apenas do arguido, mas de todos os envolvidos, por se tratar de “uma vergonha, um escândalo sem precedentes”.

Nos diversos meios de comunicação social, os comentadores denunciavam a cumplicidade com a pedofilia, “através do silêncio” e da “vista grossa dos poderes diversos”, e garantiam que as respectivas consciências não consentiriam, “num caso onde as vítimas são crianças indefesas”, que os culpados deixassem de ser punidos.

António Costa surgiu como guardião indómito do templo que antes tutelara: declarando confiar no “funcionamento normal das instituições”, defendeu que se deve “confiar” na acção da Justiça, “independentemente de quem está em causa” e verberou os que antes se queixavam da inacção da Justiça e agora se queixam “quando as instituições estão a actuar.”

Contudo, depois da detenção de Pedroso, o PS tudo fez para conferir ao caso um cariz político. Os seus principais dirigentes rasgaram subitamente os princípios que durante décadas juraram defender, manifestaram-se incrédulos, impuseram a inocência do correligionário político e iniciaram um vendaval de intrigas, estratagemas e mistificações que os há-de tingir de vergonha para toda a vida.

Relembremos: no dia 21 de Maio de 2003, Ferro Rodrigues e António Costa, líder do grupo parlamentar socialista, acompanharam Paulo Pedroso na conferência de imprensa convocada pelo PS e que decorreu nas instalações da Assembleia da República. "Tenho a certeza absoluta da sua inocência", afirmou Ferro e manifestou-se "indignado e totalmente solidário com Paulo Pedroso", informando que o PS iria reunir durante essa tarde o secretariado nacional.

No dia seguinte, António Costa viria a falar de “cabala”, atribuindo-lhe a prisão preventiva de Pedroso, em cuja inocência se afirmou também absolutamente crente. Segundo defendeu, a “cabala” fora criada contra o Partido Socialista e a credibilidade do processo em investigação.

No dia em que Paulo Pedroso foi conduzido ao DIAP, António Costa nem do então bastonário da Ordem dos Advogados e actual mandatário se esqueceu, e apressou-se a comunicar a Ferro que estava a chegar a “casa do Júdice” e, coisa espantosa, transmite ao líder partidário que “uma testemunha da judiciária” não é “fiável”, mostrando assim saber quem são as testemunhas do processo.

Como adquiriu este conhecimento?

Mais tarde, pelas 20h30, António Costa confidencia a Ferro Rodrigues que conversou com “o Júdice” sobre um documento, e os dois rejubilam com as “excelentes declarações” que o bastonário transmitiu à SIC, nesse mesmo dia.

Considero que as declarações que, ao longo de todo o processo da Casa Pia, Júdice foi proferindo, tomando sempre o partido dos arguidos influentes, devem ser lidas à luz desta visita que António Costa oportunamente lhe fez.

(Pedro Namora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nirvana



Mensagens : 48
Data de inscrição : 10/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sex Jun 19, 2009 9:06 pm

Eu nao voto neste pais porque em 35 anos deixou de haver povo analfabeto mas faz aflição ouvir o povo falar de politica. Antes das eleições nas entrevistas de rua há gente a dizer que vota no de barbas e outros disparates abismais. Para votar devia ser como para conduzir: tirar a carta, por isso só voto quando o povo souber o que vai fazer ou for obrigado a fazer um exame para obter carta de eleitor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Qui Jul 16, 2009 5:08 pm

Sozinhos no palco

Ninguém precisa de despertador para assistir horas a fio ao triste desmontar da feira do PS do senhor presidente so Conselho.

Os socialistas estão decididamente a animar o Verão e a fazer uma enorme concorrência aos tristes e pirosos espectáculos que as várias televisões organizam nas praias do sítio, com muitas meninas cheias de celulite e muitos meninos parvos, sempre a rirem com graçolas estúpidas e música pimba à mistura para animar a malta que adora filas de trânsito, calor, areia, sardinhas assadas, uns bons copos de vinho ou cerveja e não perde um regresso a casa recheado de incidentes, crianças aos berros e zangas domésticas que duram até à próxima saída em família.

Enfim, desta vez o PS do senhor presidente do Conselho achou que era altura de tomar conta do palco e mostrar aos indígenas o que andou a esconder bem escondidinho nestes quatro anos e meio de governação. Vale a pena ocupar um bom lugar no sofá, ligar o ar condicionado, agarrar num copo bem gelado e fumar um bom cigarro. O espectáculo vai começar. O primeiro actor é recorrente e já não diz nada de novo, mas tem sempre audiência garantida, seja pela voz ou pelo ar imponente com que repete lugares comuns sobre a esquerda.

Chama-se Manuel Alegre e decidiu agora acordar os seus camaradas de um imenso sono cheio de mordomias, prebendas e tachos oferecidos a torto e a direito pelo senhor presidente do Conselho. É evidente que este apelo ao despertador só acontece porque o poder está por um fio e a vidinha pode ficar dura para a imensa legião que andou neste anos a comer à conta do Orçamento. Logo a seguir aparece António Costa, que olhou à volta, viu a desgraça em que está metido em Lisboa e, qual Rambo, dispara tiros de morteiro contra os ministros do senhor presidente do Conselho para mostrar que é um homem de esquerda, tão de esquerda que até paga fitas a Saramago, convida amigos de Alegre e faz acordos com o Zezinho que não faz falta alguma a Lisboa.

Para completar este festival de zangas, traições e facadas nas costas, os socialistas do Porto decidiram entrar em cena, tarde e a más horas, com uns obuses contra a sua candidata à Câmara que já garantiu um bom lugarzinho em Bruxelas. O espectáculo, como se vê, é aliciante e ninguém precisa, neste sítio manhoso, pobre, cheio de larápios e cada vez mais mal frequentado, de despertador para assistir durante horas a fio ao triste desmontar da feira do PS do senhor presidente do Conselho. Um espectáculo de terceira categoria, com personagens lamentáveis. São os socialistas democráticos no seu melhor.

(António Ribeiro Ferreira, Jornalista)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Ter Set 08, 2009 11:08 am

VOTAR PARA QUÊ?...

Segundo o Correio da Manhã, 83 dos 230 deputados eleitos em Fevereiro de 2005 já mandaram bugiar o hemiciclo, trocando-o por actividades presumivelmente de maior prestígio e mais rendosas.

Aqui ficam os nomes de alguns dos deputados, acrescidos das funções que os levaram a dizer adeuzinho a São Bento:

FERNANDO GOMES.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora administrador da GALP.

JOSÉ MANUEL RIBEIRO.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora presidente do Instituto do Consumidor.

HENRIQUE TRONCHO.
Eleito pelo PS (Évora).
É agora presidente da EDIA - Alqueva.

JOÃO CRAVINHO.
Eleito pelo PS (Faro).
É agora administrador do Banco Europeu de Desenvolvimento.

DIAS LOUREIRO.
Eleito pelo PSD (Lisboa).
É agora presidente não-executivo da Sony Ericsson para a Península Ibérica.

PINA MOURA.
Eleito pelo PS (Guarda).
É agora presidente da Iberdrola e administrador da Media Capital.

PIRES DE LIMA.
Eleito pelo CDS (Porto).
É agora presidente do conselho de administração da Unicer.

LUÍS BRAGA DA CRUZ.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora administrador do grupo italiano ENI.

GUILHERME D'OLIVEIRA MARTINS.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora presidente do Tribunal de Contas.

NUNO MORAIS SARMENTO.
Eleito pelo PSD (Castelo Branco).
Dedica-se à advocacia.

CARLOS LAGE.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional da Região Norte.

VÍTOR CRUZ.
Eleito pelo PSD (Açores).
É agora gestor do grupo açoriano Bem Saúde.

ÁLVARO CASTELO-BRANCO.
Eleito pelo CDS (Porto).
É agora vice-presidente da Câmara Municipal do Porto.

JORGE COELHO.
Eleito pelo PS (Lisboa).
Dedica-se a actividades empresariais.

CRISTINA GRANADA.
Eleita pelo PS (Castelo Branco).
É agora vereadora da Câmara de Castelo Branco.

EUGÉNIO MARINHO.
Eleito pelo PSD (Braga).
É agora vice-presidente da Câmara Municipal de Fafe.

MARCO ANTÓNIO COSTA.
Eleito pelo PSD (Porto).
É agora vice-presidente da Câmara Municipal de Gaia.

LUÍS CARITO.
Eleito pelo PS (Faro).
É agora vereador da Câmara Municipal de Portimão.

RUI CUNHA.
Eleito pelo PS (Lisboa).
É agora presidente da Santa Casa da Misericórdia.

PS - Querem mais?...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sex Set 11, 2009 2:22 pm

"(...) os Ministros tornaram-se exclusivamente "técnicos" (inclusive de propaganda, entregue a agências de marketing), pessoas impolutamente legais, mas eticamente pessoas más, desprovidas de sentimentos de solidariedade e piedade"

Real, M. (2007). A Morte de Portugal (1 ed.). Porto: Campo das Letras, p. 23
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Qui Out 15, 2009 10:50 pm

Esta gente vota e anda por aí...

Um amigo meu comprou um frigorífico novo e para se livrar do velho, colocou-o em frente do prédio, no passeio, com o aviso:
'Grátis e a funcionar. Se quiser, pode levar'.
O frigorífico ficou três dias no passeio sem receber um olhar das pessoas.
Ele chegou à conclusão que as pessoas não acreditavam na oferta.
Parecia bom de mais para ser verdade e mudou o aviso:
'Frigorífico à venda por 50,00 €.
No dia seguinte, tinha sido roubado!
Cuidado! Este tipo de gente vota!

Ao visitar uma casa para alugar, o meu irmão perguntou à agente imobiliária para que lado era o Norte, porque não queria que o Sol o acordasse todas as manhãs.
A agente perguntou: 'O sol nasce no Norte?'
Quando o meu irmão lhe explicou que o sol nasce a Leste (há muito tempo que isso acontece!) ela disse:
'Eu não estou actualizada a respeito destes assuntos'.
Ela também vota!

Trabalhei uns anos num centro de atendimento a clientes em Ponta Delgada - Açores.
Um dia, recebi um telefonema de um sujeito que perguntou em que horário o centro de atendimento estava aberto.
Eu respondi: 'O número que o senhor discou está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.'
Ele então perguntou: 'Pelo horário de Lisboa ou pelo horário de Ponta Delgada?'
Para acabar logo com o assunto, respondi: 'Horário do Brasil.'
Ele vota!

Um colega e eu estávamos a almoçar no self-service da empresa, quando ouvimos uma das assistentes administrativas falar a respeito das queimaduras de sol que ela tinha, por ter ido de carro para a beira mar.
Estava num descapotável, por isso, 'não pensou que ficasse queimada, pois o carro estava em movimento.'
Ela também vota!

A minha cunhada tem uma ferramenta salva-vidas no carro, para cortar o cinto de segurança, se ela ficar presa nele. Ela guarda a ferramenta no porta-bagagens!
A minha cunhada também vota!

Uns amigos e eu fomos comprar cerveja para uma festa e notámos que as grades tinham desconto de 10%. Como era uma festa grande, comprámos 2 grades. O caixa multiplicou 10% por 2 e fez-nos um desconto de 20%.
Ele também vota!

Saí com um amigo e vimos uma mulher com uma argola no nariz, ligada a um brinco, por meio de uma corrente.
O meu amigo disse:
'Será que a corrente não dá um puxão cada vez que ela vira a cabeça?'
Expliquei-lhe que o nariz e a orelha de uma pessoa permanecem à mesma distância, independentemente da pessoa virar a cabeça ou não.
O meu amigo também vota!

Ao chegar de avião, as minhas malas nunca mais apareciam na área de recolha da bagagem. Fui então ao sector da bagagem extraviada e disse à mulher que as minhas malas não tinham aparecido. Ela sorriu e disse-me para não me preocupar, porque ela era uma profissional treinada e eu estava em boas mãos.
'Agora diga-me, - perguntou ela - o seu avião já chegou?'
Ela também vota!

À espera de ser atendido numa pizzaria observei um homem a pedir uma pizza para levar. Ele estava sozinho e o empregado perguntou se ele preferia que a pizza fosse cortada em 4 pedaços ou em 6. Ele pensou algum tempo, antes de responder: 'Corte em 4 pedaços; acho que não estou com fome suficiente para comer 6 pedaços.'
Isso mesmo, ele também vota!

PS: E depois dizem que não sou democrata por defender que os votos não devem ter todos o mesmo valor...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sab Out 24, 2009 2:37 pm

Os dias de eleições são assim:

(Exemplo: Eleições Autárquicas de 9 de Outubro de 2005)

08h00 - Abrem as urnas
08h01 - Santana Lopes vota vindo directamente da noite
08h15 - Soares acorda e não sabe que dia é
08h16 - Soares vai à casa de banho e perde-se no corredor
08h30 - Sócrates vota e comenta para o "amigo" que hoje vai ser um grande dia
08h32 - Maria Barroso descobre Soares na cozinha e leva-o para a cama
08h45 - Carrilho acorda e telefona à Barbara para se juntarem para irem votar
09h00 - Zezinha entra na missa antes de ir votar
09h35 - Santana Lopes deita-se
11h00 - É colocado um banco à frente da mesa de voto nº 2 da secção de voto 54
11h01 - Marques Mendes vota na mesa 2 da secção 54
11h02 - É retirado o banco
11h30 - Jerónimo de Sousa chega à sede do PCP onde começa a ouvir cassetes de tempos antigos e músicas revolucionárias
11h45 - Louçã fuma o segundo charro do dia e já se está a borrifar para os resultados
12h00 - Soares consegue finalmente levantar-se e veste-se para ir votar
12h05 - Maria Barroso volta a vestir Soares depois de lhe virar as calças para o lado certo
12h30 - Soares Júnior vota e telefona ao pai a pedir ajuda
13h00 - Seara vai votar aproveitando o intervalo do jogo da manhã na Sportv
13h01 - Soares chega ao local de voto
13h05 - Soares adormece na fila para votar
13h06 - Soares acorda e não sabe onde está
13h10 - Soares vota mas não sabe onde pôs a cruzinha
13h15 - A caminho de casa Maria Barroso vê uma cruz desenhada na mão de Soares
15h00 - Carrilho vota mas não cumprimenta o presidente da mesa
15h30 - Carmona vota e mostra-se confiante perante os outros dois candidatos homens e as duas mulheres
15h31 - Sá Fernandes vota e reafirma-se homem
15h32 - Ruben de Carvalho mostra com orgulho a sua masculinidade num voto poderoso
15h33 - Zezinha sai da missa e vai votar e diz não conhecer nenhum Carmona
15h34 - Carrilho não se pronuncia e fecha-se no quarto a brincar com uma Barbie já antiga
17h00 - Louçã vota e manda uma marrada na porta de tão charrado que está. Embora com aparato no impacto o incidente é levado a rir
17h15 - Soares adormece
19h00 - Carmona ganha Lisboa
19h01 - Seara arrasa em Sintra
19h02 - Rio esmaga no Porto
19h30 - Soares acorda e telefona ao filho a dar-lhe os parabéns
19h31 - Maria Barroso mete Soares na cama e pede-lhe para dormir
20h00 - Carrilho discursa não assumindo a derrota e acusando Carmona de ser mau
20h30 - Sócrates esconde-se numa sala no largo do Rato e faz beicinho
20h45 - Jorge Coelho culpa a direita fascista
21h30 - Mudam as pilhas ao Jerónimo de Sousa
21h31 - Jerónimo de Sousa faz um discurso de vitória e exulta frases de 1917
22h00 - Carmona abre uma garrafa de whisky mas esconde-a de Sá Fernandes e de Miguel Portas
22h30 - Avelino Ferreira Torres foge para o Marco mas como não conhece a cidade perde-se e acaba aos pontapés aos caixotes do lixo
22h45 - Em Gondomar o Major explode com a vitória e quer bater em tudo e todos
23h00 - Fátima Felgueiras distribui pelouros por alguns presos e mete uma muda de roupa num saco azul em caso de ter de sair, só cabe uma muda de roupa porque o saco está cheio
23h10 - Soares acorda e comemora a vitória como Presidente. Maria Barroso mete-o na cama e dá-lhe dois comprimidos
23h15 - Barbara manda Carrilho para a cama sem jantar e tira-lhe o Ken durante uma semana por castigo
23h30 - João Soares chora em Sintra e prepara candidatura a uma Junta na margem sul
00h00 - Zezinha é eleita e comemora com um chá e umas torradas
00h01 - Soares adormece sem perceber o que aconteceu
00h02 - Santana Lopes acorda e vai para a noite
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sab Nov 14, 2009 12:14 am

"MAIS DO MESMO

por Vasco Graça Moura - 30 Setembro 2009

O povo português acaba de demonstrar a sua fatal propensão para viver num mundo às avessas. Não há nada a fazer senão respeitá-la. Mas nenhum respeito do quadro legal, institucional e político me impede de considerar absolutamente vergonhosa e delirante a opção que o eleitorado acaba de tomar e ainda menos me impede de falar dos resultados com o mais total desprezo.

Só o mais profundo analfabetismo político, de braço dado com a mais torpe cobardia, explica esta vitória do Partido Socialista.

Não se diga que tomo assim uma atitude de mau perdedor, ou que há falta de fair play da minha parte. É timbre das boas maneiras felicitar o vencedor, mas aqui eu encontro-me perante um conflito de deveres: esse, das felicitações na hora do acontecimento, que é um dever de cortesia, e o de dizer o que penso numa situação como aquela que atravessamos, que é um dever de cidadania.

Opto pelo segundo. Por isso, quando profiro estas e outras afirmações, faço-o obedecendo ao imperativo cívico e político de denunciar também neste momento uma situação de catástrofe agravada que vai continuar a fazer-nos resvalar para um abismo irrecuperável.

Entendo que o Governo que sair destes resultados não pode ter tréguas e tenciono combatê-lo em tudo quanto puder. Sabe-se de antemão que o próximo Governo não vai prestar para nada!

É de prever que, dentro de pouco tempo, sejamos arrastados para uma situação de miséria nacional irreversível, repito, de miséria nacional irreversível, e por isso deve ser desde já responsabilizado um eleitorado que, de qualquer maneira, há-de levar a sua impudência e a sua amorfia ao ponto de recomeçar com a mais séria conflitualidade social dentro de muito pouco tempo em relação a esta mesma gente inepta a quem deu a maioria.

O voto nas legislativas revelou-se acomodatício e complacente com o status quo. Talvez por se tratar, na sua grande maioria, de um voto de dependentes directos ou indirectos do Estado, da expressão de criaturas invertebradas que não querem nenhuma espécie de mudança da vidinha que levam e que se estão marimbando para o futuro e para as hipotecas que as hostes socialistas têm vindo a agendar ao longo do tempo. O que essa malta quer é o rendimento mínimo, o subsídio por tudo e por nada, a lei do menor esforço.

Mas as empresas continuarão a falir, os desempregados continuarão a aumentar, os jovens continuarão sem ter um rumo profissional para a sua vida. Pelos vistos a maioria não só gosta disso, como embarcou nas manipulações grosseiras, nas publicidades enganosas, nas aldrabices mediáticas, na venda das ilusões mais fraudulentamente vazias de conteúdo.

A vitória foi dada à força política que governou pior, ao elenco de responsáveis que mais incompetentemente contribuiu para o agravamento da crise e para o esboroar da sustentabilidade, ao clube de luminárias pacóvias que não soube prevenir o desemprego, nem resolver os problemas do trabalho, nem os da educação, nem os da justiça, nem os da segurança, nem os do mundo rural, nem nenhuma das demais questões relevantes e relativas a todos os aspectos políticos, sociais, culturais, económicos e cívicos de que se faz a vida de um país.

Este prémio dado à incompetência mais clamorosa vai ter consequências desastrosas. A vida dos portugueses é, e vai continuar a ser, uma verdadeira trampa, mas eles acabam de mostrar que preferem chafurdar na porcaria a encontrar soluções verdadeiras, competentes, dignas e limpas. A democracia é assim. Terão o que merecem e é muitíssimo bem feito.

O País acaba de mostrar que prefere a arrogância e a banha de cobra. Pois besunte-se com elas que há-de ter um lindo enterro.

A partir de agora, só haverá mais do mesmo. Com os socialistas no Governo, Portugal não sairá da cepa torta nos próximos anos, ir-se-á afundando cada vez mais no pântano dos falhanços, das negociatas e dos conluios, e dentro de pouco tempo nem sequer será digno de ser independente.

Sejam muito felizes."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sex Jan 15, 2010 9:42 pm

Já perecebi porque é que temos estes políticos...

Quando estava a procurar uma casa para comprar, o meu irmão perguntou à vendedora da imobiliária de que lado era o mar, porque segundo ele lhe explicou, queria que o sol lhe entrasse pelas janelas da casa todos os finais de tarde.
A vendedora perguntou-lhe: "O sol põe-se no mar?"
Quando o meu irmão lhe disse que sim, ela sacudiu a cabeça e disse: "Ah... sabe, não me mantenho actualizada a respeito desse tipo de coisas"

Este tipo de gente VOTA

Trabalhei num centro de atendimento a clientes, e um dia recebi um telefonema de uma pessoa que me perguntou qual era o horário em que o centro de atendimento se encontrava aberto.
Eu respondi-lhe: "O número que o senhor marcou está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana"
Ele perguntou: "Pelo horário do Continente, ou da Madeira?"
Querendo acabar com o assunto rapidamente respondi-lhe: "Pelo horário dos Açores"

Ele também VOTA

Tenho uma amiga que tem uma ferramenta no carro para cortar o cinto de segurança se ficar presa nele. Só que ela diz que o guarda na mala do carro!!!

A minha amiga também VOTA

Eu e os meus amigos fomos comprar cerveja, e reparamos que se comprássemos uma grade tínhamos um desconto de 10%. Como a cerveja era para uma festa, decidimos aproveitar e comprar duas grades.
O empregado da caixa multiplicou 10% por 2, e deu-nos um desconto de 20%

Ele também VOTA

Enquanto andava na rua com um amigo, vimos uma mulher com um piercing no nariz, agarrado a um brinco através de uma corrente. O meu amigo perguntou-me: "Será que a corrente não dá um puxão cada vez que ela vira a cabeça?"
Expliquei-lhe que o nariz e a orelha de uma pessoa permanecem à mesma distância, independentemente do lado para o qual se vire a cabeça.

O meu amigo também VOTA

Depois de uma viagem de avião, não consegui encontrar a minha bagagem no aeroporto. Fui até ao sector de bagagens extraviadas, e disse à funcionária que as minhas malas não tinham aparecido.
Ela sorriu, e disse-me: "Não se preocupe, porque sou uma profissional treinada, e você está em boas mãos"
A seguir perguntou-me: "Informe-me apenas... o seu avião já chegou?"

Ela também VOTA

Estava com um colega a almoçar num restaurante perto da empresa, quando ouvi, por acaso, uma administrativa a falar sobre as queimaduras que o sol provoca. Ela dizia que tinha apanhado um escaldão enquanto passeou de carro no fim-de-semana à beira-mar. Ela disse que o carro era descapotável, mas que pensou que não ficaria queimada por o carro estar em movimento.

Ela também VOTA

Agora já sei quem elege os políticos que temos!

ESTÁ EXPLICADO!...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Seg Jan 25, 2010 9:45 pm

OS POLÍTICOS E O CONDE DE GOUVARINHO...

O Eça continua actual...

Os Maias - O Conde de Gouvarinho

Era ministro e par do Reino.
Tinha um bigode encerado e uma pêra curta.
Era voltado para o passado.
Tem lapsos de memória e revela uma enorme falta de cultura.
Não compreende a ironia sarcástica de Ega.
Representa a incompetência do poder político (principalmente dos altos cargos).
Fala de um modo depreciativo das mulheres.
Revelar-se-á, mais tarde, um bruto com a sua mulher.


PS: Hoje, o Conde de Gouvarinho estaria no Partido Socialista...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Ter Jan 26, 2010 3:31 pm

PORQUE PRECISAMOS DOS POLÍTICOS?...

As necessidades de afiliação dos seres humanos leva-os a escolher pessoas onde depositam toda a sua afectividade...

No caso de pessoas mais frágeis psicológicamente, os "eleitos" são intocáveis e qualquer ataque a essas figuras são assumidas como ataques pessoais...

Por isso é que quando se assiste neste País a posições mais radicais ou mesmo violentas, é dever dos mais consciêntes empregarem uma pedagogia serena, tendo em vista ajudar...

Esta democracia da mediocridade só irá cair, quando tivermos a consciência dos nossos verdadeiros interesses, e não andarmos a adorar Sócrates, Santanas Lopes, Paulos Portas, Ferros Rodrigues, Durões Barrosos, Valentins Loureiros, etc...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Dom Jan 31, 2010 11:15 pm

Governos constitucionais desde 1976

PS 1976-1978
PS+CDS 1978
Iniciativa presidencial NOV 1978 a JULHO 1979
Iniciativa presidencial JULHO 1979 a JANEIRO 1979
PS, CDS e PPM DEZEMBRO 1979 a JANEIRO 1981
PS, CDS e PPM JANEIRO a SETEMBRO 1981
PS, CDS e PPM SETEMBRO 1981 a JUNHO 1983
PS+PSD JUNHO 1983 a NOVENBRO 1985
PSD NOVEMBRO 1985 a AGOSTO 1987
PSD AGOSTO 1987 a OUTUBRO 1991
PSD OUTUBRO 1991 a OUTUBRO 1995
PS OUTUBRO 1995 a OUTUBRO 1999
PS OUTUBRO 1999 a ABRIL 2002
PSD+PP (ex-CDS) ABRIL 2002 a DEZEMBRO 2004
PS desde JANEIRO de 2005

Só estes governos cumpriram a legislatura mais o menos completa:

PSD AGOSTO 1987 a OUTUBRO 1991
PSD OUTUBRO 1991 a OUTUBRO 1995
PS OUTUBRO 1995 a OUTUBRO 1999

PS: Depois dizem que foram os outros...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Qua Mar 03, 2010 3:45 pm

Depois de andar vários anos a defender a abstenção, fico feliz por constatar que o meu sonho pode tornar-se realidade...

"Paulo Esperança, funcionário público, do Porto, é o primeiro a dar a cara por este movimento que que até já pôs o seu manifesto a circular na Internet, tanto na blogosfera como por correio electrónico. O título desse documento (Pedem-nos votos, diremos não) não deixa dúvidas sobre os objectivos do apelo que vai ser lançado aos eleitores portugueses. Porque "não votar nem sempre é preguiça", afirma Paulo Esperança, em declarações ao PÚBLICO. Neste caso, será "um voto de protesto e de denúncia", argumenta.

No manifesto já aprovado e que hoje estará em discussão num encontro a realizar na biblioteca dos Operários da Sociedade Geral, em Lisboa (e que tem início agendado para as 14h), o movimento afirma que "reduzir a participação eleitoral aos que alimentam e se alimentam do sistema, transformá-los em criadores, actores e espectadores da sua própria encenação poderá ser uma interessante tarefa revolucionária".

Distanciar-se do conteúdo e da forma das mensagens dos partidos é, em síntese, outro dos objectivos desta plataforma que não fará campanha, porque não têm dinheiro, "nem funcionários políticos", nem "direito a férias para fazer campanha". Por isso, a aposta do movimento vai para reuniões abertas, a realizar por todo o país, tentando alargar a base de apoio deste movimento que, para já, se circunscreve a grupos e individualidades oriundos da esquerda "libertária", descreve Paulo Esperança.

Por outras palavras, anarquistas "sem complexos políticos" que não se revêem nos partidos nem na democracia representativa - "a menina dos olhos do sistema capitalista" -, pessoas da extrema-esquerda que, segundo o mesmo representante, estão "abertas ao contributo de todos os interessados".

Consideram o processo eleitoral "um embuste" que "serve para legitimar as arbitrariedades do sistema" partidário, acrescenta Paulo Esperança, lembrando que nenhuma força política aceita "a legitimidade de os cidadãos se sentirem defraudados com o que [os partidos] fazem do seu voto". "Nas eleições, os candidatos descem à terra, dão beijinhos à saída das missas, mas depois estão quatro anos distantes dos eleitores", critica Paulo Esperança. Por isso, a melhor opção é não comparecer às urnas, realça este representante do movimento, cujo manifesto pode ser encontrado aqui."

Fonte: o Público
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Dom Mar 07, 2010 10:19 pm

Os nossos políticos...

A propósito de certos figurões que aparecem frequentemente nos media a impingir decisões, e políticas, e medidas, e programas milagrosos que afectam toda a gente e nunca os próprios, é sempre bom ter presente que esses senhores e seus amigos, foi-lhes cedido o poder decisório em eleições democráticas.

Foram legitimamente eleitos, e estão a zelar pelo seu bem com a confiança da maioria de todos os que votaram...

A iluminação que possuem, fruto de vida inteira de dedicação às causas públicas e privadas, permite-lhes vislumbrar mais alto e mais além, e interpretar as diferenças que são fundamentais para que ocorra o seu progresso.

Ou seja, quando estão a lixar o pagode, não estão a fazê-lo com má intenção, ou motivados por qualquer ideologia má...

Somente exercem um direito que lhes foi oferecido.

Um número de cidadãos eleitores deixou de ir um dia à praia e escolheu-os para tomar decisões, ou seja para mandar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Ter Mar 09, 2010 12:24 am

ANTES E DEPOIS...

ANTES DA POSSE

Nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar nossos ideais
Mostraremos que é grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo de nossa acção.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos nossos propósitos mesmo que
os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.


DEPOIS DA POSSE

Basta ler o mesmo texto acima, DE BAIXO PARA CIMA...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Dom Maio 09, 2010 11:06 pm

VOTAR PARA QUÊ?...

Segundo o Correio da Manhã, 83 dos 230 deputados eleitos em Fevereiro de 2005 já mandaram bugiar o hemiciclo, trocando-o por actividades presumivelmente de maior prestígio e mais rendosas.

Aqui ficam os nomes de alguns dos deputados, acrescidos das funções que os levaram a dizer adeuzinho a São Bento:

FERNANDO GOMES.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora administrador da GALP.

JOSÉ MANUEL RIBEIRO.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora presidente do Instituto do Consumidor.

HENRIQUE TRONCHO.
Eleito pelo PS (Évora).
É agora presidente da EDIA - Alqueva.

JOÃO CRAVINHO.
Eleito pelo PS (Faro).
É agora administrador do Banco Europeu de Desenvolvimento.

DIAS LOUREIRO.
Eleito pelo PSD (Lisboa).
É agora presidente não-executivo da Sony Ericsson para a Península Ibérica.

PINA MOURA.
Eleito pelo PS (Guarda).
É agora presidente da Iberdrola e administrador da Media Capital.

PIRES DE LIMA.
Eleito pelo CDS (Porto).
É agora presidente do conselho de administração da Unicer.

LUÍS BRAGA DA CRUZ.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora administrador do grupo italiano ENI.

GUILHERME D'OLIVEIRA MARTINS.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora presidente do Tribunal de Contas.

NUNO MORAIS SARMENTO.
Eleito pelo PSD (Castelo Branco).
Dedica-se à advocacia.

CARLOS LAGE.
Eleito pelo PS (Porto).
É agora presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional da Região Norte.

VÍTOR CRUZ.
Eleito pelo PSD (Açores).
É agora gestor do grupo açoriano Bem Saúde.

ÁLVARO CASTELO-BRANCO.
Eleito pelo CDS (Porto).
É agora vice-presidente da Câmara Municipal do Porto.

JORGE COELHO.
Eleito pelo PS (Lisboa).
Dedica-se a actividades empresariais.

CRISTINA GRANADA.
Eleita pelo PS (Castelo Branco).
É agora vereadora da Câmara de Castelo Branco.

EUGÉNIO MARINHO.
Eleito pelo PSD (Braga).
É agora vice-presidente da Câmara Municipal de Fafe.

MARCO ANTÓNIO COSTA.
Eleito pelo PSD (Porto).
É agora vice-presidente da Câmara Municipal de Gaia.

LUÍS CARITO.
Eleito pelo PS (Faro).
É agora vereador da Câmara Municipal de Portimão.

RUI CUNHA.
Eleito pelo PS (Lisboa).
É agora presidente da Santa Casa da Misericórdia.

PS - Querem mais?...
Voltar ao Topo Ir em baixo
The Great Mexican Virus



Mensagens : 69
Data de inscrição : 07/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Seg Maio 10, 2010 1:28 am

Citação :
PS - Querem mais?...

Não, não, obrigado! Fiquei com tonturas...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Qui Nov 11, 2010 10:40 pm

JÁ POSSO MORRER, QUE VOU FELIZ...

Depois de andar vários anos a defender a abstenção, fico feliz por constatar que o meu sonho pode tornar-se realidade...

Paulo Esperança, funcionário público, do Porto, é o primeiro a dar a cara por este movimento que que até já pôs o seu manifesto a circular na Internet, tanto na blogosfera como por correio electrónico. O título desse documento (Pedem-nos votos, diremos não) não deixa dúvidas sobre os objectivos do apelo que vai ser lançado aos eleitores portugueses. Porque "não votar nem sempre é preguiça", afirma Paulo Esperança, em declarações ao PÚBLICO. Neste caso, será "um voto de protesto e de denúncia", argumenta.

No manifesto já aprovado e que hoje estará em discussão num encontro a realizar na biblioteca dos Operários da Sociedade Geral, em Lisboa (e que tem início agendado para as 14h), o movimento afirma que "reduzir a participação eleitoral aos que alimentam e se alimentam do sistema, transformá-los em criadores, actores e espectadores da sua própria encenação poderá ser uma interessante tarefa revolucionária".

Distanciar-se do conteúdo e da forma das mensagens dos partidos é, em síntese, outro dos objectivos desta plataforma que não fará campanha, porque não têm dinheiro, "nem funcionários políticos", nem "direito a férias para fazer campanha". Por isso, a aposta do movimento vai para reuniões abertas, a realizar por todo o país, tentando alargar a base de apoio deste movimento que, para já, se circunscreve a grupos e individualidades oriundos da esquerda "libertária", descreve Paulo Esperança.

Por outras palavras, anarquistas "sem complexos políticos" que não se revêem nos partidos nem na democracia representativa - "a menina dos olhos do sistema capitalista" -, pessoas da extrema-esquerda que, segundo o mesmo representante, estão "abertas ao contributo de todos os interessados".

Consideram o processo eleitoral "um embuste" que "serve para legitimar as arbitrariedades do sistema" partidário, acrescenta Paulo Esperança, lembrando que nenhuma força política aceita "a legitimidade de os cidadãos se sentirem defraudados com o que [os partidos] fazem do seu voto". "Nas eleições, os candidatos descem à terra, dão beijinhos à saída das missas, mas depois estão quatro anos distantes dos eleitores", critica Paulo Esperança. Por isso, a melhor opção é não comparecer às urnas, realça este representante do movimento, cujo manifesto pode ser encontrado aqui.

Fonte: o Público
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Sab Nov 13, 2010 10:14 pm

A CLEPTOCRACIA...

«A palavra Cleptocracia, de origem grega, significa literalmente “Estado governado por ladrões”.

A cleptocracia ocorre quando uma nação deixa de ser governada por um Estado de Direito imparcial e passa a ser governada pelo poder discricionário de pessoas que tomaram o poder político nos diversos níveis e que conseguem transformar esse poder político em valor económico, por diversos modos.

Ferraz da Costa, que foi presidente da Confederação Industrial Portuguesa durante cerca de 20 anos, afirmou por diversas vezes, que não se fazia nenhuma obra pública em Portugal sem uma contribuição generosa para os cofres dos partidos.

Num programa televisivo em que se discutia a corrupção em Portugal (Prós e Contras), estando todos os partidos representados, foi assumido que o principal motor da corrupção eram os próprios partidos.

Ontem, na comissão de inquérito parlamentar ao BPN, Miguel Cadilhe afirmou que a nacionalização do banco foi um acto político levado a cabo na véspera do total apuramento dos actos ilícitos praticados.

Helena Roseta, no Diário de Notícias de 14 de Janeiro, escreveu:

"É no triângulo partidos-autarquias-obras públicas que se geram as maiores oportunidades de clientelismo, financiamento partidário ilegal e corrupção."

Sobre as denúncias apontadas acima caiu um silêncio sepulcral; os médias estiveram e estão calados, nenhum político, nenhum deputado, nenhum ministro, nenhum Presidente da República veio a terreiro para, pelo menos, se fingir indignado! Toda a classe política, incluindo o PGR, assobia para o lado!

Vamos correr com esta gente!

Não votem...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: VOTAR PARA QUÊ?...   Hoje à(s) 6:50 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
VOTAR PARA QUÊ?...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Sites de produtos para cabelo em Geral
» Filtro Solar para Cabelo
» Escova Denman e similares para definir cachos
» ESTILIZAÇÃO E PRODUTOS PARA CACHOS 3A,B, C
» CANTINHO DO DESABAFO (cantinho para falarmos de tudo e mais um pouco!)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: POLÍTICA-
Ir para: