A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 NICOLAU MAQUIAVEL

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: NICOLAU MAQUIAVEL   Qua Ago 19, 2009 6:37 pm

Nicolau Maquiavel, em italiano Niccolò Machiavelli, (Florença, 3 de Maio de 1469 - Florença, 21 de Junho de 1527) foi um historiador, poeta, diplomata e músico italiano do Renascimento. É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna, pela simples manobra de escrever sobre o Estado e o governo como realmente são e não como deveriam ser. Os recentes estudos do autor e da sua obra admitem que seu pensamento foi mal interpretado historicamente. Desde as primeiras críticas, feitas postumamente por um cardeal inglês, as opiniões, muitas vezes contraditórias, acumularam-se, de forma que o adjectivo maquiavélico, criado a partir do seu nome, significa esperteza, astúcia.

Niccolò di Bernardo dei Machiavelli viveu a juventude sob o esplendor político de Florença durante o governo de Lourenço de Médici e entrou para a política aos 29 anos de idade no cargo de Secretário da Segunda Chancelaria. Nesse cargo, Maquiavel observou o comportamento de grandes nomes da época e a partir dessa experiência retirou alguns postulados para sua obra. Depois de servir em Florença durante catorze anos foi afastado e escreveu suas principais obras. Conseguiu também algumas missões de pequena importância, mas jamais voltou ao seu antigo posto como desejava.

Como renascentista, Maquiavel se utiliza de autores e conceitos da Antiguidade Clássica de maneira nova. Um dos principais autores foi Tito Lívio, além de outros lidos através de traduções latinas, e entre os conceitos apropriados por ele, encontram-se o de virtù e o de fortuna.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Qua Ago 19, 2009 6:39 pm

Vale Mais Ser Amado ou Temido?

Vale mais ser amado ou temido (na chefia)? O ideal é ser as duas coisas, mas como é difícil reunir as duas coisas, é muito mais seguro - quando uma delas tiver que faltar - ser temido do que amado. Porque, dos homens em geral, se pode dizer o seguinte: que são ingratos, volúveis, fingidos e dissimulados, fugidios ao perigo, ávidos do ganho. E enquanto lhes fazeis bem, são todos vossos e oferecem-vos a família, os bens pessoais, a vida, os descendentes, desde que a necessidade esteja bem longe. Mas quando ela se avizinha, contra vós se revoltam. E aquele príncipe que tiver confiado naquelas promessas, como fundamento do ser poder, encontrando-se desprovido de outras precauções, está perdido. É que as amizades que se adquirem através das riquezas, e não com grandeza e nobreza de carácter, compram-se, mas não se pode contar com elas nos momentos de adversidade. Os homens sentem menos inibição em ofender alguém que se faça amar do que outro que se faça temer, porque a amizade implica um vínculo de obrigações, o qual, devido à maldade dos homens, em qualquer altura se rompe, conforme as conveniências. O temor, por seu turno, implica o medo de uma punição, que nunca mais se extingue. No entanto, o príncipe deve fazer-se temer, de modo que, senão conseguir obter a estima, também não concite o ódio.

Nicolo Maquiavel, in 'O Príncipe'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Qua Ago 19, 2009 6:57 pm

Mas a ambição do homem é tão grande que, para satisfazer uma vontade presente, não pensa no mal que daí a algum tempo pode resultar dela.
Fonte: "Discursos de Tito Lívio"
Tema: Ambição

Uma guerra é justa quando é necessária
Fonte: "Pensamentos"
Tema: Justiça

Tornamo-nos odiados tanto fazendo o bem como fazendo o mal
Tema: Ódio

Os homens quando não são forçados a lutar por necessidade, lutam por ambição
Tema: Ambição

Onde há uma vontade forte, não pode haver grandes dificuldades
Tema: Vontade

Os homens hesitam menos em ofender quem se faz amar do que em ofender quem se faz temer; porque o amor é mantido por um vínculo de obrigação que, por serem os homens pérfidos, é rompido por qualquer ocasião em benefício próprio; mas o temor é mantido por um medo de punição que não abandona jamais
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Amor

O desejo de conquista é coisa realmente muito natural e comum; e, sempre que os homens conseguem satisfazê-lo, são louvados, nunca recriminados; mas, quando não conseguem e querem satisfazê-lo de qualquer modo, aí estão o erro e a recriminação
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Desejo

Quanto mais próximo o homem estiver de um desejo, mais o deseja; e se não consegue realizá-lo, maior dor sente
Fonte: "Clizia"
Tema: Desejo

Julgo poder ser verdadeiro o facto de a sorte ser árbitro de metade das nossas acções, mas que, mesmo assim, ela permite-nos governar a outra metade ou parte dela
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Sorte

Estou convencido de que é melhor ser impetuoso do que circunspecto, porque a sorte é como a mulher; e, para dominá-la, é necessário bater nela e contrariá-la
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Sorte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Qui Ago 20, 2009 5:31 pm

Regras Gerais da Arte da Guerra

Estou consciente de vos ter falado de muitas coisas que por vós mesmos haveis podido aprender e ponderar. Não obstante, fi-lo, como ainda hoje vos disse, para melhor vos poder mostrar, através delas, os aspectos formais desta matéria,e, ainda, para satisfazer aqueles - se fosse esse o caso - que não tivessem tido, como vós, a oportunidade de sobre elas tomar conhecimento. Parece-me que, agora, já só me resta falar-vos de algumas regras gerais, com as quais deveis estar perfeitamente identificados. São as seguintes:
- Tudo o que é útil ao inimigo é prejudicial para ti, e, tudo o que te é útil prejudica o inimigo.
- Aquele que, na guerra, for mais vigilante a observar as intenções do inimigo e mais empenho puser na preparação do seu exército, menos perigos correrá e mais poderá aspirar à vitória.
- Nunca leves os teus soldados para o campo de batalha sem, previamente, estares seguro do seu ânimo e sem teres a certeza de que não têm medo e estão disciplinados e convictos de que vão vencer.
- É preferível vencer o inimigo pela fome do que pelas armas. A vitória pelas armas depende muito mais da fortuna do que da virtude.
- Nenhuma decisão é melhor do que aquela que permanece em segredo até ao momento da sua execução.
- Nada há de maior utilidade na guerra do que saber reconhecer uma oportunidade e não a deixar fugir.
- A natureza produz poucos homens valentes; em contrapartida, a astúcia e o treino fornecem bastantes.
- Na guerra, a disciplina vale bem mais do que a exaltação.
- Quando do exército inimigo saem homens para vir para o teu serviço, se forem fiéis tratar-se-á sempre de uma boa aquisição, porque as forças do adversário enfraquecem muito mais com a perda dos que desertam do que com a dos que morrem, ainda que a designação de desertor seja suspeita para os novos amigos e odiosa para os antigos.
- Na organização para uma batalha, é preferível constituir, atrás da primeira frente, uma reserva, que possa prestar auxílio, do que, para tornar a frente maior, dispersar as suas tropas.
- Dificilmente é derrotado todo aquele que consegue avaliar correctamente as suas forças e as do inimigo.
- Vale mais a virtude dos soldados do que o seu número; algumas vezes, porém, o valor da posição ocupada supera a virtude dos combatentes.
- As coisas inesperadas e repentinas perturbam os exércitos; as coisas habituais e graduais impressionam muito menos; por conseguinte, antes de travar batalha com um inimigo desconhecido, farás o teu exército habituar-se a ele através de pequenas escaramuças.
- Perseguir desordenadamente um inimigo já derrotado é correr o risco de passar de vencedor a vencido.
- Aquele que não prepara devidamente os abastecimentos necessários à vida do exército é derrotado sem o recurso às armas.
- Quem confia mais na cavalaria do que na infantaria, ou mais na infantaria do que na cavalaria, que saiba escolher o terreno em conformidade.
- Quando, durante o dia, quiseres verificar se algum espião se introduziu no acampamento, faz com que cada soldado recolha ao seu alojamento.
- Muda o plano de operações quando te aperceberes de que o inimigo foi capaz de o prever.
- Antes de tomares uma decisão, aconselha-te com muitos; quando souberes o que vais fazer, partilha a decisão com poucos.
- Quando estão aquartelados, os soldados dominam-se com o temor e as punições; depois, quando se conduzem ao combate, com a esperança e as recompensas.
- Os grandes capitães nunca vão para uma batalha senão quando a isso são constrangidos ou quando a oportunidade o impõe.
- Esforça-te para que os teus inimigos não saibam como vais organizar o teu exército para o combate. Seja qual for essa organização, faz com que as primeiras linhas possam ser recolhidas pelas segundas e pelas terceiras.
- Se não queres criar confusão, não atribuas a uma batalha, durante o combate, uma missão diferente daquela que inicialmente lhe estava atribuída.
- Enquanto os incidentes imprevistos com dificuldade se remedeiam, os esperados com facilidade se resolvem.
- Os homens, o ferro, o dinheiro e o pão constituem o nervo da guerra, mas, destes quatro, os dois primeiros são os mais necessários, porque os homens e o ferro, juntos, encontram o dinheiro e o pão, mas dinheiro e pão, somados, não encontram os homens e o ferro.
- Um rico desarmado é o prémio do soldado pobre.
- Acostumai os vossos soldados a desprezar o viver delicado e o vestir luxuoso.

Nicolo Maquiavel, in 'A Arte da Guerra'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Sex Ago 21, 2009 12:26 pm

Citações de Maquiavel :

Faz-se a guerra quando se quer, põe-se-lhe termo quando se pode.

Os homens quando não são forçados a lutar por necessidade, lutam por ambição.

Mas a ambição do homem é tão grande que, para satisfazer uma vontade presente, não pensa no mal que daí a algum tempo pode resultar dela.

Todos os profetas armados venceram, e os desarmados foram destruídos.

As armas devem ser usadas em última instância, onde e quando os outros meios não bastem.

Nunca foi sensata a decisão de causar desespero nos homens, pois quem não espera o bem não teme o mal.

Como é perigoso libertar um povo que prefere a escravidão!

O ódio é o produto tanto das boas obras como das infames.

Em todas as coisas humanas, quando se examinam de perto, demonstra-se que não se pode afastar os obstáculos sem que deles surjam outros.

A perda de toda devoção e religião atrai um sem-número de inconvenientes e desordens.

Os preconceitos têm raízes mais profundas que os princípios.

O homem esquece mais facilmente a morte do pai do que a perda do patrimônio.

Os homens prudentes sabem tirar proveito de todas as suas ações, mesmo daquelas a que são obrigados pela necessidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Sex Ago 21, 2009 12:29 pm

A Dificuldade do Poder Obtido sem Esforço

Aqueles que, só pela mão da fortuna, de vulgares cidadãos se tornam príncipes alcançam o mando com pouca fadiga, mas só com muito esforço o conseguem manter. Não experimentam dificuldades na caminhada para o poder, parecendo que para lá vão voando. As dificuldades surgem depois de serem entronizados. É o que sucede com aqueles a quem é dado um estado a troco de dinheiro ou por graça de quem o concede (...) Os que assim sobem à condição de príncipe ficam dependentes da vontade e da fortuna de quem lhes proporcionou o trono, que são duas coisas assaz volúveis e instáveis, não sabendo nem podendo garantir a sua conservação. Não sabem - porque, a menos que seja um homem de grande habilidade e virtude, não é razoável que, tendo sempre vivido como vulgar cidadão, saiba comandar; não podem - porque não dispõem de forças que lhes possam ser amigas e fiéis. Além disto, os estados que surgem de repente, como todas as outras coisas da natureza que nascem e crescem rapidamente, não desenvolvem as raízes, o tronco e os ramos, sendo destruídos pelo primeiro temporal. Isto, a menos que aqueles que, como eu disse, de repente se tornaram príncipes possuam tanta virtude como a fortuna que tiveram quando o estado lhes caiu no regaço e saibam, rapidamente, preparar-se para o conservar. E aqueles pressupostos que outros preencheram antes de se tornarem príncipes sejam por eles reunidos posteriormente.

Nicolo Maquiavel, in 'O Príncipe'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Seg Ago 24, 2009 12:47 pm

Os homens devem ser adulados ou destruídos, pois podem vingar-se das ofensas leves, não das graves; de modo que a ofensa que se faz ao homem deve ser de tal ordem que não se tema a vingança
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Vingança

Precisando, portanto, um príncipe, de saber utilizar bem o animal, deve tomar como exemplo a raposa e o leão: pois o leão não é capaz de se defender das armadilhas, assim como a raposa não sabe defender-se dos lobos
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Força

São tão simples os homens e obedecem tanto às necessidades presentes, que quem engana encontrará sempre alguém que se deixa enganar
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Engano

Quem se torna senhor de uma cidade habituada a viver em liberdade e não a destrói, espere para ser destruído por ela
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Liberdade

As injúrias devem ser feitas todas de uma só vez, a fim de que, saboreando-as menos, ofendam menos: e os benefícios devem ser feitos pouco a pouco, a fim de que sejam mais bem saboreados
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Ofensa

Nunca se deve deixar que aconteça uma desordem para evitar uma guerra, pois ela é inevitável, mas, sendo protelada, resulta em tua desvantagem
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Guerra

Os que vencem, não importa como vençam, nunca conquistam a vergonha
Fonte: "História de Florença"
Tema: Vitória

Os homens esquecem mais rapidamente a morte do pai do que a perda do património
Fonte: "O Princípe"
Tema: Dinheiro

Uma república sem cidadãos de boa reputação não pode existir nem ser bem governada; por outro lado, a reputação dos cidadãos é motivo de tirania das repúblicas
Fonte: "Discursos sobre a primeira década de Tito Lívio"
Tema: Governo

Quem seja a causa de alguém se tornar poderoso, desgraça-se a si próprio: pois esse poder é produzido por si quer através de engenho quer de força; e ambos são suspeitos para aquele que subiu à posição de poder
Tema: Poder


Última edição por Anarca em Seg Ago 24, 2009 12:49 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Seg Ago 24, 2009 12:48 pm

Imitar o Melhor Exemplo

Caminhado os homens quase sempre pelos caminhos já por outros percorridos, e tendendo, nas suas acções, a proceder por imitação, não podem, contudo, seguir inteiramente a mesma via nem alcançar a virtude daqueles que pretendem imitar. Por tal motivo, um homem avisado deve procurar seguir as vias percorridas por grandes homens e imitar aqueles que atingiram o mais elevado patamar de excelência, de modo que, se não pudermos igualar a sua virtude, deles vos fique, ao menos, o perfume do seu valor. É o que fazem os archeiros habilidosos, os quais, parecendo-lhes muito distante o alvo que desejam atingir, e, conhecendo bem as limitações de alcance do seu arco, fazem pontaria para um ponto muito mais alto do que o alvo, não para aí acertar com as suas flechas, mas, sim, para, com a ajuda de tão elevada mira, poderem bater o alvo pretendido.

Nicolo Maquiavel, in 'O Príncipe'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Ter Ago 25, 2009 12:27 pm

Citações de Maquiavel :

Nada é mais difícil de executar, mais duvidoso de ter êxito ou mais perigoso de manejar do que dar início a uma nova ordem de coisas. O reformador tem inimigos em todos os que lucram com a velha ordem e apenas defensores tépidos nos que lucrariam com a nova ordem."

"Os homens ofendem mais aos que amam do que aos que temem."

"O desejo de conquista é algo muito natural e comum; aqueles que obtêm êxito na conquista são sempre louvados, e jamais censurados; os que não têm condições de conquistar, mas querem fazê-lo a qualquer custo, cometem um erro que merece ser recriminado."

"Nada faz o homem morrer tão contente quanto o recordar-se de que nunca ofendeu ninguém, mas, antes, beneficiou a todos."

"Quem do prazer se priva e vive entre tormentos e fadigas, do mundo não conhece os enganos."

"Todos os profetas armados venceram, e os desarmados foram destruídos."

"Os preconceitos têm mais raízes do que os princípios."

"A ambição é uma paixão tão imperiosa no coração humano, que, mesmo que galguemos as mais elevadas posições, nunca nos sentimos satisfeitos."

"O homem que tenta ser bom o tempo todo está fadado à ruína entre os inúmeros outros que não são bons."

"Todos vêem aquilo que pareces, poucos sentem o que és."

"Onde a força de vontade é grande, as dificuldades não podem sê-lo."

"Na medida em que o soberano legítimo tem menos necessidades de ofender seus súbditos, é natural que seja por estes mais querido; e, se não tem defeitos extraordinários que o tornem odiado, é perfeitamente natural que o povo lhe queira bem."

"Nenhum indício melhor se pode ter a respeito de um homem do que a companhia que freqüenta: o que tem companheiros decentes e honestos adquire, merecidamente, bom nome, porque é impossível que não tenha alguma semelhança com eles."

"O homem esquece mais facilmente a morte do pai do que a perda do patrimônio".

"Em política, os aliados de hoje são os inimigos de amanhã."

"Assim, um príncipe sábio pensará em como manter todos os seus cidadãos, e em todoas as circunstâncias, dependentes do Estado e dele; e aí eles serão sempre confiáveis."

"Quando os homens não são forçados a lutar por necessidade, lutam por ambição."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Qua Ago 26, 2009 5:39 pm

O primeiro método para estimar a inteligência de um governante é olhar para os homens que tem à sua volta
Tema: Liderança

Uma mudança deixa sempre patamares para uma nova mudança
Tema: Mudança

Eu creio que um dos princípios essenciais da sabedoria é o de se abster das ameaças verbais ou insultos
Tema: Sabedoria

Toda a acção é designada em termos do fim que procura atingir
Tema: Acção

Precisando um príncipe de saber usar bem o animal, deve tomar como exemplo a raposa e o leão; pois o leão não é capaz de se defender das armadilhas, assim como a raposa não se sabe defender dos lobos. Deve, portanto, ser raposa para conhecer as armadilhas e leão para espantar os lobos
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Políticos

Todos os profetas armados venceram, e os desarmados foram destruídos
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Políticos

Dizem a verdade aqueles que afirmam que as más companhias conduzem os homens à forca
Fonte: "A Mandrágora"
Tema: Companhia

Nunca foi sensata a decisão de causar desespero nos homens, pois quem não espera o bem não teme o mal
Fonte: "História de Florença"
Tema: Desespero

Quando um homem é bom amigo, também tem amigos bons
Tema: Amigo

Os homens prudentes sabem sempre tirar proveito dos actos a que a necessidade os constrangeu
Tema: Prudência
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Qui Ago 27, 2009 12:25 pm

Conquista e Governação

Quando os estados que se conquistam têm a tradição de viver segundo as suas leis e em liberdade, para a sua conservação existem três opções: a primeira é a sua destruição; a segunda é ir para lá viver o príncipe conquistador; e a terceira consiste em deixá-los viver de acordo com as suas leis, mas exigindo-lhes um tributo e criando no seu seio uma oligarquia que vos garanta a sua fidelidade. Porque, sendo este novo poder uma criação daquele príncipe, sabem os seus mandatários que não podem sobreviver sem a sua amizade e apoio, tudo havendo de fazer para manter o novo regime. E mais facilmente se conserva uma cidade habituada a viver livre através do consenso dos seus cidadãos do que de qualquer outro modo.

(...) Na verdade, o único modo seguro de conservar uma cidade conquistada é a sua destruição. Quem se torna senhor de uma cidade habituada a viver livre e a não desfaça, pode preparar-se para ser por ela desfeito, porque sempre encontrarão grande receptividade no seio da rebelião a recordação da liberdade e das antigas instituições, as quais nem pela acção do tempo nem pela concessão de benesses se apagarão da sua memória. O que quer que se faça ou se disponha, se não se dividirem e dispersarem os habitantes, fará reviver a ideia de liberdade e a antiga ordem, pois logo as evocam a cada incidente que ocorra. (...) No entanto, quando as cidades estão acostumadas a viver sob o domínio de um príncipe e o seu sangue tenha sido extinto, verifica-se que os habitantes - habituados a obedecer, não existindo mais o antigo príncipe nem logrando um acordo para escolher outro - não sabem viver em liberdade, de modo que são mais demorados a pegar em armas, pelo que um príncipe mais facilmente os conseguirá aliciar e conquistar a sua confiança. Mas nas repúblicas há mais vitalidade, mais ódio, mais desejo de vingança, o que não permitirá que os seus cidadãos apaguem a memória da antiga liberdade. De modo que a maneira mais segura de as dominar é destruí-las ou ir para lá residir.

Nicolo Maquiavel, in 'O Príncipe'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Sex Ago 28, 2009 1:30 pm

Para bem conhecer a natureza dos povos, é necessário ser príncipe, e para bem conhecer a dos príncipes, é necessário pertencer ao povo
Tema: Povo

Os homens esquecem a morte do pai antes que a perda do património
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Cobiça

Um povo corrompido que atinge a liberdade tem maior dificuldade em mantê-la
Tema: Liberdade

O que tem começo, tem fim
Fonte: "Histórias Florentinas"
Tema: Fim

Os preconceitos têm mais raízes do que os princípios
Tema: Preconceito

Todos vêem o que pareces, poucos percebem o que és
Fonte: "O Príncipe"
Tema: Aparência

E poder-se-ia num longo discurso mostrar como são melhores os frutos da pobreza que os da riqueza e como uma tem trazido honra às cidades, às províncias e aos partidos, enquanto a outra os tem arruinado, se este assunto já não tivesse sido tratado muitas vezes por outras pessoas
Fonte: "Discursos sobre a Primeira Década de Tito Lívio"
Tema: Pobreza

O fim justifica os meios
Tema: Fim

Não é a violência que restaura, mas a violência que arruína que é preciso condenar
Fonte: "Discursos sobre a primeira década de Tito Lívio"
Tema: Violência
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Seg Set 14, 2009 1:06 pm

Como Lidar com a Adulação

Não quero deixar de abordar uma questão que reputo de importante e um erro do qual os principes com dificuldade se guardam, se não são prudentes ou se não têm cuidado nas escolhas que fazem. Trata-se dos aduladores, espécie de que as cortes se encontram cheias. É que os homens comprazem-se de tal modo com as coisas que lhes dizem respeito e de um modo tão ilusório, que só muito dificilmente se precavem contra esta peste. E querendo precaver-se, corre o risco de se tornar desprezível. Porque não tendes outro modo de vos protegerdes da adulação a não ser logrando convencer os outros homens de que vos não ofendem dizendo a verdade. Todavia, quando alguém vos diz a verdade, sentis a falta da reverência.

Consequentemente, um príncipe prudente deve dispor de uma terceira via, escolhendo no seu estado homens sábios, devendo só a esses conceder livre arbítrio para lhe falarem verdade. E, apenas, sobre as coisas que lhes perguntardes, não de outras. Mas deve fazer perguntas sobre todas as coisas, ouvir as suas opiniões e, depois, decidir por si próprio, a seu modo. E com estes conselhos e com cada um dos conselheiros, portar-se de maneira que cada um deles perceba que, quanto mais livremente falar, tanto mais será pelo príncipe bem aceite. Fora disto, não dar ouvidos a ninguém, cumprindo com determinação as suas deliberações. Quem procede de maneira diferente, ou se deixa perder nas mãos dos aduladores ou está constantemente a mudar de opinião, conforme os pareceres que ouve, empobrecendo a estima que lhe é tributada.

Nicolo Maquiavel, in 'O Príncipe'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Ter Set 15, 2009 12:45 pm

Corrupção Intemporal

Não existe república, qualquer que seja a maneira como é governada, onde haja mais de quarenta a cinquenta cidadãos que chegam a postos de comando. Ora, como é um número muito pequeno, é fácil mantê-los sob controle, seja tomando a decisão de suprimi-los, seja dando a cada um a parcela de honras e empregos que lhes convém.

Nicolo Maquiavel, in 'Discursos sobre a Primeira Década de Tito Lívio'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Qua Set 16, 2009 12:03 pm

A Biblioteca

Chegada a noite, volto a casa e entro no meu escritório; e, na porta, dispo a roupa quotidiana, cheia de lama e de lodo, e visto trajes reais e solenes; e, vestido assim decentemente, entro nas antigas cortes dos homens antigos, onde, recebido amavelmente por eles, me alimento da comida que é só minha, e para a qual nasci; onde eu não me envergonho de falar com eles e de perguntar-lhes as razões das suas acções. E eles com a sua bondade respondem-me; e, durante quatro horas, não sinto tédio nenhum, esqueço-me de toda a ansiedade, não temo a pobreza, nem a morte me assusta: transfiro para eles todo o meu ser.

Nicolo Maquiavel, in 'Carta a Francesco Vettori'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Qui Set 17, 2009 1:33 pm

Citações de Maquiavel:

Alianças
Deves te precaver de não estabelecer uma aliança com alguém mais poderoso que tu para atacar os outros, a não ser que te vejas forçado a isto. A razão é que, em caso de vitória, te tornas seu prisioneiro e os príncipes devem evitar, na medida do possível, ficar à mercê dos outros. Também se adquire prestígio quando se é um verdadeiro amigo ou um verdadeiro inimigo, isto é, quando se coloca resolutamente em favor de alguém contra outro. Esta forma de agir sempre é mais útil que permanecer neutro, porque quando dois estados vizinhos entram em guerra, o vencido haverá de temer o vencedor. O vencedor não quer amigos duvidosos que não o defendam na adversidade; o derrotado não te concede refúgio por não ter querido compartilhar sua sorte com as armas em mão.

A Arte da Guerra
O príncipe que não se preocupa com a arte da guerra, além das calamidades que possam lhe acontecer, jamais poderá ser apreciado por seus soldados nem confiar neles.

Castigos
Com pouquíssimos castigos, porém exemplares, [o príncipe] será mais clemente que aqueles que, por excessiva clemência, permitem que a desordem continue, da qual surge, sempre, assassinatos e rapinas.

Crueldade
A crueldade pode ser bem ou mal usada. Bem usadas pode-se dizer daquelas (se do mal for lícito falar bem) que se fazem repentinamente, pela necessidade de se garantir (ou precaver), e, depois, não se repetem, tornando-as da maior utilidade possível para os súditos. Mal usadas são aquelas que, mesmo poucas a princípio, vão aumentando no decorrer do tempo ao invés de diminuir.

Delegar as medidas impopulares
Os príncipes devem executar, através dos outros, as medidas que possam lhes acarretar ódio, e executar por si mesmo aquelas que lhes angariam o favor dos súditos. Deve estimar os nobres, mas não se fazer odiar pelo povo.

Eleição e manipulação dos conselheiros
Não há outro meio de se defender das adulações do que fazer os homens compreender que não te ofendem se te dizem a verdade, mas, quando todo mundo pode te dizer a verdade, te falta reverência. Um príncipe prudente deve ter uma terceira opção: escolhendo homens sensatos e concedendo somente a eles a liberdade de lhe dizer a verdade, mas unicamente sobre aqueles assuntos que ele questionar e nenhum outro.

Entreter o povo
Ademais, deve, nas épocas convenientes do ano, distrair o povo com festas e espectáculos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Seg Set 21, 2009 2:14 pm

Citações de Maquiavel :

Evitar o ódio do povo
O príncipe deve inspirar temor de forma que, se lhe for impossível ganhar o amor do povo, consiga evitar o ódio, porque pode se combinar perfeitamente o fato de ser temido com o de não ser odiado. O príncipe deve evitar tudo aquilo que possa torná-lo odioso ou desprezível.

Fidelidade à palavra dada
Um senhor prudente não pode, nem deve, manter sua palavra quando tal fidelidade se vire contra si mesmo e tenham desaparecido os motivos que determinaram sua promessa. Se todos os homens fossem bons, este preceito não seria correto; mas, posto que são maus e não manteriam sua palavra para contigo, também não deves manter a tua.

Generosidade
Tem de ser generoso com aqueles de quem não tira nada - que são muitíssimos - e avarento com aqueles que nada dá, que são poucos. Com aquilo que não é teu nem dos teus súditos podes ser consideravelmente mais generoso. Gastar o que é dos outros não tira a reputação, ao contrário, a aumenta.

Imitar os grandes homens
Um homem prudente deve discorrer (ou percorrer), sempre, os caminhos trilhados pelos grandes homens e imitar aqueles que têm se destacado extraordinariamente dos demais, para que mesmo que não alcance sua virtude, algo de sua essência permaneça.

Injustiças e favores (o mal é rápido e o bem é lento)
As injustiças devem ser feitas todas de uma só vez, a fim de que, pouco saboreadas, ofendam menos, ao passo que os favores devem ser feitos aos poucos, para que sejam melhor apreciados. Quando os homens recebem o bem de quem esperavam o mal, sentem uma obrigação maior pelo benfeitor, o povo exige mais daquele que foi conduzido ao principado sem o seu apoio.

Natureza humana
Pode se dizer dos homens o seguinte: são ingratos, volúveis, simulam o que não são e dissimulam o que são, fogem do perigo, estão ávidos de ganância. E, enquanto lhes fazes favores são totalmente teus, te oferecem o sangue, os bens, a vida e os filhos, quando a necessidade está distante; quando esta se aproxima, te viram a cara. Os homens esquecem com maior rapidez a morte do seu pai que a perda do seu patrimônio.A natureza dos homens é contrair obrigações entre si, tanto pelos favores que fazem como pelos que recebem.

O que se deve fazer
Quem deixa de lado o que faz pelo que deveria fazer, conhece antes sua ruína que sua preservação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Ter Set 22, 2009 6:41 pm

Citações de Maquiavel :

Prestígio
Também ajuda bastante dar exemplos surpreendentes em sua administração dos assuntos internos, de forma que quando algum subordinado praticar uma ação extraordinária (boa ou má) lhe confira um prêmio ou um castigo que dê suficiente motivo para que dele se fale. Temos de ser ardilosos para que cada uma de nossas ações nos proporcione fama de grandes homens e de talento excelente. Muita gente julga que um príncipe sábio deve, quando tiver a oportunidade, fomentar com astúcia alguma oposição a fim de que, uma vez vencida, brilhe a maior altura sua grandeza.

Prudência
Aquele que não detecta os males quando nascem, não é verdadeiramente prudente.

Qualidades do príncipe
Há certas qualidades que o príncipe poderia ter - inclusive me atreverei a dizer que se as têm e as observa, sempre são prejudiciais – porém, se aparenta tê-las são úteis; por exemplo, parecer clemente, leal, humano, íntegro, devoto e de fato sê-lo, porém, ter o ânimo predisposto de tal forma que se for necessário não sê-lo, possa e saiba adotar a qualidade contrária.

Quando iniciar o combate
Jamais deve se permitir a continuação dos problemas para evitar uma guerra; não se evita, apenas se retarda, ficando, porém em desvantagem.

Recompensas
Quem acredita que novas recompensas farão os grandes homens esquecer as antigas injustiças de que foram vítimas, engana-se.

Resistência às mudanças
Os homens vivem tranqüilos se mantidos nas antigas formas de vida. Sua incredulidade faz com que acreditem no novo somente quando adquirem uma sólida experiência dele. A natureza dos povos é muito inconstante: é fácil convencê-los de alguma coisa, porém é difícil mantê-los convictos.Simulação e dissimulaçãoÉ necessário ser um grande simulador e dissimulado: e os homens são tão simples e se submetem a tal ponto às necessidades presentes que aquele que engana encontrará sempre quem se deixe enganar. Cada um enxerga o que aparenta ser, mas poucos tentam conhecer o que tu és realmente. A pouca prudência dos homens os impulsiona a iniciar uma coisa e, pelas vantagens imediatas que ela apresenta, não percebem o veneno que por debaixo está escondido.

Vingança
Os homens devem ser afagados ou esmagados, porque se vingam das pequenas ofensas já que das graves não podem fazê-lo. A afronta deve ser tal que não gere a ocasião de temer a vingança.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: NICOLAU MAQUIAVEL   Hoje à(s) 6:51 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
NICOLAU MAQUIAVEL
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» O Maior Escândalo de toda Historia da CCB e lembrando o Funeral de José Nicolau ex Presidente mundial da CCB
» José Nicolau - Inocente ou culpado ?
» O Maior Escândalo de toda Historia da CCB - Relembrando
» Ajude a Divulgar e combater a Corrupção!na CCB
» Caso José Nicolau na Integra Vitima de injuria, calunia e difamação

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: POLÍTICA-
Ir para: