A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Out 06, 2010 3:42 pm

Telma : “O meu marido masturba-se!”

“Sou casada há quase 15 anos e descobri que o meu marido se masturba com regularidade. Temos uma vida sexual activa e mesmo assim o meu companheiro sente essa necessidade.”

Cara leitora, uma boa parte dos homens praticam a masturbação com frequência, mesmo quando têm parceira. Por isso, o facto de o seu marido se masturbar não significa que não esteja satisfeito com a vossa vida sexual, antes prende-se, provavelmente, com o facto de que ele sempre se masturbou desde a adolescência. A masturbação é algo que faz parte da sexualidade masculina e feminina, independentemente de a pessoa ter um parceiro ou não. Não deixe que esta descoberta seja uma fonte de desacordo entre ambos. Converse sobre o assunto.


Última edição por Anarca em Dom Out 10, 2010 8:17 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qui Out 07, 2010 11:17 am

Não amo o meu marido e encontrei outro homem...

Caro Dr. Coração:

Minha história é um tanto longa e complicada...Vou tentar resumí-la o máximo possível: Eu estava separada do meu marido por uns tempos quando conhecí esse rapaz, o Rodrigo. Mas justamente quando o conhecí, eu já estava voltando pra casa,para voltar a viver com meu marido, mesmo não o amando mais (decidimos tentar mais uma vez em nome do nosso filho).
Entretanto, o casamento continuou não dando certo e combinamos então de vivermos na mesma casa, porém como amigos. E nesse meio tempo, eu e Rodrigo, o rapaz que mencionei, fomos nos aproximando cada vez mais, pois começamos a trabalhar juntos. Fui me sentindo cada vez mais atraída por ele, até que um dia me declarei.
A primeira reação de Rodrigo foi questionar minha atitude, dizendo que eu era casada, então expliquei a ele minha situação com meu marido. Ele então se declarou bastante atraído por mim também, e começamos um romance intenso, nos demos muito bem sexualmente. E eu me apaixonei por Rodrigo como nunca havia me apaixonado antes.
Passamos a nos encontrar mais ou menos de 3 em 3 semanas, e ele sempre dizendo que eu simplesmente o enlouquecia...E um detalhe: desde o começo deixamos claro um para o outro que não seria nada além de encontros, por causa da minha situação; e Rodrigo também sempre me dizia que não queria um relacionamento mais sério com ninguém.
Acontece porém, que depois de um tempo Rodrigo começou a me tratar com uma certa frieza, e quando fui falar sobre isso com ele, ele disse que era melhor pararmos, porque ele não queria problemas e que estava tudo ficando "perigoso" demais. Eu fiquei péssima, mas respeitei a decisão dele e não o procurei mais; passamos a nos falar somente na internet, e sobre trabalho.
E eu continuei morando com o pai do meu filho, ainda que infeliz.
Algum tempo depois, numa dessas conversas pela internet com Rodrigo, decidi perguntar se ele estava namorando alguém, e para minha surpresa e decepção, ele disse que sim! Depois disso, decidí não ter mais esperanças em relação a ele.
Entretanto, alguns dias depois, Rodrigo voltou a me procurar, inventando desculpas para eu ir à casa dele...e fui. E assim, voltamos a ficar juntos, e ele então disse que simplesmente não conseguia me esquecer. E quanto à namorada, ele dizia que já não aguentava mais, que ela não o completa e que não é a mulher da vida dele.
E assim estamos até hj...e como eu estou muito apaixonada por esse homem, eu gostaria de obter uma ajuda, uma luz, principalmente em relação aos sentimentos de Rodrigo por mim, uma vez que ele é uma pessoa bastante fechada e evita o tempo todo falar de sentimentos...fico sem saber o que pensar, como agir em relação a ele, pois o que mais quero é resolver minha situação com o pai da minha filha e poder ter Rodrigo junto de mim. Conto com a sua ajuda e desde já agradeço!

Celina, 28 anos


Cara Celina:

Tu tens de tomar uma decisão muito importante na tua vida. Parece-me claro que tu já não amas o teu marido e que ele também já não gosta de ti. Sendo esse o caso, o melhor que tens a fazer é separar-te do teu marido. As coisas não estão a funcionar e tu tentas encontrar o amor junto de outra pessoa e essa pessoa nunca se envolverá mais profundamente contigo enquanto fores casada.
Por isso, tens de acabar com o teu casamento e seguir com a tua vida, independentemente do resto. Quando a tua vida estiver mais calma, aí poderás perceber se esse rapaz que gosta de ti, estará disposta a começar uma relação contigo. Ele tem receio de dizer o que sente, pois tu ainda és casada e ele não está disposto a investir em algo que nunca terá um futuro, pois tu ainda estavas a viver com o teu marido. Com a separação, os sentimentos dele irão de certeza ser mais fortes por ti e poderá abrir mais o seu coração.
Tens assim de pensar no que queres para o teu futuro e o que te faria mais feliz. A decisão não é fácil, e seja qual for a decisão, alguém irá sair magoado. Mas é assim a vida...

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qui Out 07, 2010 3:52 pm

Julieta : “Não atinjo o orgasmo”

“Sou casada há três anos mas nunca consigo atingir o orgasmo quando tenho relações sexuais com o meu marido. Mas quando me masturbo atinjo-o sempre.”

Cara leitora, não se deve culpar por só conseguir atingir o clímax aquando da masturbação, acredite que a penetração nem sempre é a maneira mais fácil de obter um orgasmo. Esta é uma situação bastante comum, não deve sentir-se envergonhada ou pensar que algo não está bem consigo. Tenha em conta que, como conhece o seu corpo e as zonas mais sensíveis, é mais fácil para si estimular-se a si própria. Aconselho que, juntamente com o seu marido, tente fazer jogos de sedução, de modo a melhorar a vossa cumplicidade e intimidade.


Última edição por Anarca em Dom Out 10, 2010 8:17 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Out 08, 2010 12:47 pm

Sou muito ciumenta...

Caro Dr. Coração:

Eu morro de ciúmes do meu namorado. Eu amo-o muito... temos três meses de namoro mas já não consigo imaginar minha vida sem ele...ele é muito sincero e verdadeiro..mas o facto é que eu sou a segunda namorada dele , eu moro numa cidade a duas horas de distância e a ex dele mora na mesma cidade...eu sei q ele nunca irá me trair mas eu não concigo deixar de pensar..."será q ele esqueceu-a mesmo, será q eu o faço mais feliz, será ???"
Uma vez entrei no msn como se fosse outra rapariga... fiz charme pra cima dele... mas ele disse para a tal rapariga q amava muito a namorada dele... Então eu não tenho motivos para desconfiar, ele é sincero e verdadeiro.
Mas o q eu faço para controlar meus ciúmes?

Anónima


Cara Anónima:

Numa relação tem de existir confiança entre ambas as partes. Por mais que duas pessoas gostem uma da outra, se uma delas está sempre a desconfiar da outra, mesmo que essa pessoa nada o tenha feito para merecer essas desconfiança, a relação mais cedo ou mais tarde irá terminar.
Tens de fazer um esforço para confiar mais nele, senão correso risco de o afastar. Ele escolheu estar contigo e o passado é o passado. Não podes deixar o passado controlar a tua vida e tens de preocupar-te em aproveitar de melhor forma o tempo que estás com ele e fortalecer os vossos laços. Se continuares a desconfiar dele, mais cedo ou mais tarde ele irá deixar-te... não porque tenha encontrado outra mulher, mas sim porque tu o afastaste com o teu ciúme. Espero que penses no que te disse.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Out 08, 2010 6:46 pm

José : “Não quero misturar trabalho com prazer”

“Sou divorciado, tenho 47 anos e sou advogado. Sempre tive o sentido de ética profissional muito apurado mas desde que entrou uma assistente no escritório tenho-me sentido atraído por ela. Penso que é recíproco, pois ela provoca-me. Não sei o que fazer, pois não quero misturar a vida profissional com a amorosa.”

Caro leitor, parece ter noção dos malefícios que podem advir de ter um relacionamento com a sua assistente, caso contrário não estaria com dúvidas. Dessa forma, pense bem antes de tomar o primeiro passo. Se, de facto, pretender ter uma relação com a sua assistente, não existe nada que o impeça. Mas essa relação poderá ter repercussões difíceis de resolver. O leitor está numa posição de poder em relação à sua assistente, por isso, para evitar problemas, aconselho-o a esperar que o trabalho dela deixe de estar directamente relacionado consigo antes de iniciar uma relação com ela. Evite ter muito contacto com ela a nível profissional, para não ser acusado, por colegas ou empregados, de estar a favorecê-la nem correr o risco de ser acusado de assédio sexual caso a relação não resulte. Demonstre o seu interesse por ela mas não a faça sentir-se pressionada a sair consigo só porque o leitor é seu superior.


Última edição por Anarca em Dom Out 10, 2010 8:18 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sab Out 09, 2010 1:50 pm

O meu marido está muito frio comigo...

Caro Dr. Coração:

Estou triste. Ultimamente, o meu marido está frio comigo, irrita-se muito fácilmente,diz que não entendo o seu cansaço e que estou chata. Como sei se ele ainda gosta de mim e se não gostar ,existe ainda alguma hipótese para nós?

Anónima


Cara Anónima:

Numa realação, quando existem problemas, os dois parceiros deverão conversar sobre os problemas que estão a ter, em vez de evitar os problemas. Se ele se irrita facilmente contigo, é porque existe algo que não está bem no vosso casamento. Tens por isso de conversar com ele e perceber o que podes fazer para mudar o que não está a correr bem. Se ele estiver disposto a terem essa conversa, é um sinal de que ele ainda gosta de ti e que está disposto a fazer algo para que as coisas mudem. O tempo muda os sentimentos que uma pessoa sente por outra e pode ser isso o que esteja a acontecer com o teu marido. Mas só falando com ele poderás perceber se será esse o caso dele.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Dom Out 10, 2010 7:35 pm

O meu namorado estava a andar com três mulheres...

Caro Dr. Coração:

Sou divorciada, tenho 38 anos e há 3 anos e tenho 2 filhas, o final do meu casamento foi trágico, pois só fiquei sabendo do relacionamento por meio da amante. Há aproximadamente 1 ano me relacionei com um rapaz 5 anos mais novo do que eu, ele também era separado e tem 2 filhos, estávamos vivendo juntos e tudo estava maravilhoso.. uma vida de casada novamente até que há mais ou menos 1 mês descobri novamente que ele tinha um caso com uma mulher há 3 anos e uma namorada há 2 meses.
Resumindo ele possuía 3 mulheres e o pior que ele havia mentido sobre o seu passado. Entretanto a iniciativa de sair de casa foi dele, pois apenas descubri sobre toda esta confusão 2 semanas após ele ter saído de casa, apenas dizendo que estava muito confuso. O que faço? Estou muito perdida.

Anónima, 38 anos


Cara Anónima:

Não me parece que possas encontrar novamente a felicidade com esse homem. Ele já te traiu várias vezes e tu deverás afastar-te dele. Ele não gosta a sério de ti, pois caso contrário, teria abandonado as amantes por ti. Não foi isso que ele fez. Tu mereces melhor. Tu mereces alguém que te ame a sério e que encontre em ti tudo o que ele procura numa mulher. Não deves falar mais com ele e deves continuar com a tua vida. Caso o não faças, irás continuar a sofrer e a não encontrar a felicidade.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Dom Out 10, 2010 8:09 pm

Paula : “Não sei se sou virgem”

“Tenho 15 anos e masturbo-me frequentemente. Sinto muito prazer ao fazê-lo mas tenho alguma vergonha, porque não sei se assim me posso considerar ainda virgem.”

Cara leitora, se nunca houve penetração, pode considerar-se ainda virgem. Só após a penetração durante o acto sexual é que se perde a virgindade. A masturbação é um acto perfeitamente normal, não se deve envergonhar ou ter qualquer tipo de preconceito por praticá-la. A masturbação é uma maneira saudável e natural de conhecer o seu próprio corpo e a partir daí descobrir os seus pontos mais sensíveis, que a irão ajudar a atingir o ponto máximo de prazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Out 11, 2010 12:25 pm

Conheci-o na net, mas ele vive longe de mim...

Caro Dr. Coração:

Conheci um rapaz ha 10 meses e estou completamente apaixonada por ele...conheci-o na net..mas ele mora muito longe de mim e o q mais tenho vontade é de estar perto dele...sinto muita falta dele.. ele me liga tds os dias e quer muito q eu vá vê-lo, mas tenho medo de me apegar de mais e sofrer muito...
Anónima


Cara Anónima:

Tu sentes algo por esse rapaz, mas o facto de não viverem perto um do outro, dificulta muito o sucesso de uma relação. Não me parece que devas continuar a pensar nele, pois apenas estás a fazer com que sofras. Tu conheceste esse rapaz na net, mas nada te garante que na vida real as coisas funcionariam. E a distância não facilita a situação, pelo que são muito remotas as possibilidades de estarem juntos. Tens de seguir em frente com a tua vida e tentar esquecê-lo. Caso o não faças, poderás estar a perder a oportunidade de encontrar outro rapaz que também goste de ti, mas com quem será mais fácil ter uma relação a sério. Eu sei que não será fácil admitir, mas se continuares a pensar nele, corres o risco dos teus sentimentos ficarem mais fortes por alguém que muito dificilmente estará contigo. Tu mereces melhor, pelo que te peço que penses no que te disse.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Ter Out 12, 2010 12:47 pm

Luísa : “Receio revelar que gosto de jogos eróticos”

“Não consigo mostrar aquilo de que sou capaz a nível sexual. Receio que a pessoa faça juízos precipitados acerca do meu comportamento.”

Cara leitora, é normal que fique preocupada com o que o seu namorado possa pensar acerca de si e das suas atitudes. Mas pensar que por ser uma pessoa sensual e fogosa leva o seu namorado a concluir que já teve muitos parceiros sexuais isso é um pensamento errado. É que não é através da líbido que se avalia quantos companheiros uma pessoa teve. Parece-me que a leitora está a projectar no seu companheiro aquilo que realmente sente em relação a si mesma. Sendo esse o caso, o meu conselho é que procure um psicólogo para resolver o que está por detrás dessa imagem negativa que tem de si. Deve aprender a aceitar a sua sexualidade sem preconceitos e libertar-se aos poucos pois nunca se sentirá completamente feliz numa relação na qual está a reprimir os seus desejos. A leitora deve relaxar e conversar com o seu namorado acerca do que gosta ao nível da sexualidade. Vai ver que ele até vai gostar das suas ideias.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Out 13, 2010 1:57 pm

A minha namorada traiu-me e deixei-a...

Caro Dr. Coração:

Olá, Sou o Rui e tenho 23 anos, namoro ha 2 anos e meio com uma rapariga, ela vive em outra cidade por isso não podemos estar juntos todos os dias, mas desde que começamos a namorar nunca ficamos sem nos ver-mos mais de uma semana, a nossa relação nunca foi muito estável devido a umas traições iniciais de ambas as partes, a confiança nunca foi o nosso forte, e como dizem, um casal sem confiar um no outro não têm grande futuro, nos nessa primeira fase tivemos uma conversa na qual desabafamos os nossos "pecados" e prometemos um ao outro que dai em diante íamos ser fieis e verdadeiros, foi essa ideia que me fez manter o namoro porque pensei que como o nosso namoro era recente tinha-mos direito a uma nova oportunidade, já nessa altura ela dizia-me que me amava e acho que eu a amava também, mas só notei mais tarde que o sentimento que sentia por ela era realmente amor, não conseguia olhar para mais nenhuma mulher, seria incapaz de a trair novamente, aquele desabafo fez-me ver que a traição era uma coisa errada e que estávamos a magoar quem mais queria-mos, acho que aprendi a lição. O nosso namoro a partir dai começou a crescer, ela muitas vezes fica em minha casa, nas festas de família estamos sempre juntos, a confiança começou a renascer
Até que há cerca de 2 meses atrás descobri que ela me tinha traído, fiquei sem saber o que fazer, ela disse que não passou de beijos mas isso já não me interessava, só pensava como ela teve coragem de umas horas antes de estar comigo e de dormir cmg teve com ele, queria acabar o namoro não havia condições para continuar, depois de 2 anos se ela me voltou a trair e porque nunca conseguira mudar, ela implorava para eu não fazer isso, não desistia de me fazer mudar de ideias, dizia que foi um erro que nunca vai voltar a fazer, chorava muito, dizia que o que aconteceu lhe fez ver que era eu quem ela amava e que queria ficar para o resto da vida, disse-me que nunca mais me ia mentir muito menos me voltar a trair com essa conversa eu disse-lhe que a perdoava, na semana seguinte el
Eu gosto muito dela, não consigo não gostar, mas já não lhe digo coisas bonitas não consigo lhe dizer...
A minha vida já não é a alegria que era, nunca pensei que uma coisa dessa me ia afectar assim tanto, sempre pensei que se um dia isso acontecesse que acabava tudo e seguia a minha vida para a frente, não foi isso que fiz..
Precisava que me dissesse se a minha escolha foi a mais acertada, se algum dia vou esquecer e se os meus pesadelos vão acabar com o tempo?
Agradecia que me respondesses.

Rui, 23 anos


Caro Rui:

Muitas vezes tomamos decisões na nossa vida. E muitas são as vezes em que pensamos se tomámos a decisão certa e continuamos sempre a reviver na nossa cabeça o que poderia ter acontecido caso tivessemos agido dessa forma. Mas no teu caso, acho que tomaste a decisão certa. A confiança é uma das coisas mais importantes numa relação. E essa confiança foi quebrada por várias vezes. Tu perdoaste-a na primeira vez. Mas ela acabou por trair-te novamente. E isso deixou-te muito magoada e incapaz de confiar nela. Se tivesses continuada com ela e perdoado-a novamente, muito provavelmente, ela iria trair-te novamente. Tens de pensar que ela procurou noutro homem algo que não estava a encontrar em ti, e por mais que tu fizeste, ela iria sempre encontrar o que faltava com outro homem. Muitas vezes não basta o amor para duas pessoas ficarem juntas. Se ainda estivessem juntos, tu irias sempre estar a desconfiar dela, mesmo que ela não estivesse a fazer nada de mal. A confiança é como uma jarra. Uma vez quebrada, podemos sempre tentar restaurá-la, mas nunca iria voltar à sua condição normal.
Tens de seguir em frente e deixar de duvidar da tua decisão. Tu mereces estar numa relação com alguém que goste realmente de ti e que encontre em ti tudo o que precisa para ser feliz. O tempo ajuda a curar a dor que sentes agora, e um dia, irás esquecer e concentrar-te mais no futuro e em ser feliz.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Out 13, 2010 11:53 pm

Sara : “Gostava de ser algemada”

“Há anos que tenho um fetiche que gostaria de experimentar com o meu namorado. Queria que ele me algemasse à cama mas não quero que ele ache que sou tarada sexual!”

Cara leitora, a melhor forma de conseguir realizar a sua fantasia será conversar com o seu namorado. Considera-se este tipo de jogos como fazendo parte do chamado sadismo, no qual a pessoa que controla tem prazer através do sofrimento do outro, embora o sadismo faça parte integrante das relações humanas mais elementares e seja vivido consoante os preconceitos de cada indivíduo. Nos jogos sado-masoquistas, de acordo mútuo, a cada sádico corresponde uma vítima, o masoquista, e é necessário haver por parte de ambos um acordo. É necessário que tenham atenção aos instrumentos utilizados, para que os actos não provoquem dor. Como tal, em vez de utilizar algemas, que poderão provocar ferimentos, usem gravatas ou lenços em que os nós sejam fáceis de desapertar se, por qualquer razão, for necessário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qui Out 14, 2010 12:42 pm

Não consigo esquecer o meu ex-marido...

Caro Dr. Coração:

Amo o meu ex marido que está fazendo questão de me dizer sempre que não me quer mais.
Que não me ama , que ta feliz com sua nova namorada, mais não consigo esquece-lo.

Anjo Ferido


Cara Anjo Ferido:

Infelizmente, penso que tu não vais ser feliz enquanto não fizeres um esforço para seguir em frente com a tua vida e esquecer o teu ex-marido. Ele já não sente o mesmo por ti e já te disso isso várias vezes e encontrou o amor junto de outra pessoa. Tu mereces alguém que goste de ti como tu gostas dele. Mas nunca irás encontrar essa pessoa enquanto tiveres esperanças de voltar para ele. Tens por isso de seguir em frente pois quanto mais tempo continuares a pensar nele, mais tempo continuarás infeliz e sem encontrar o amor. Vocês passaram por bons momentos no passado que nunca irão esquecer... Mas o passado é o passado e ele nunca irá fazer parte do teu futuro. Espero que penses no que te disse.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Out 15, 2010 1:13 am

Jaime : “Não quero ficar impotente”

“Tenho tido dificuldade em manter a erecção quando estou a fazer amor com a minha mulher. Estamos casados há 20 anos, será por isso?”

Caro leitor, a dificuldade em manter a erecção, só por si, não significa que esteja a ficar impotente. As explicações para que tal aconteça podem ter origem em vários factores, sendo as mais frequentes o cansaço, o ‘stress’, a monotonia, problemas de saúde como os de coração ou diabetes e os efeitos secundários de medicamentos. Aconselho-o a consultar um médico para determinar a causa da dificuldade em ter erecções. Peça o apoio da sua esposa nesta fase difícil da sua vida. É também normal que, passados alguns anos de casados, as coisas comecem a esfriar, resultando em falta de desejo sexual, o que faz com que a erecção não aconteça. Deste modo, cabe a si e à sua esposa fazer os possíveis para que o sexo não deixe de ser novidade. Com o avançar da idade poderá tornar-se difícil para si ter uma erecção mas isso não é sinónimo de impotência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Out 15, 2010 1:33 pm

Ela não quer fazer amor comigo...

Caro Dr. Coração:

A minha dama ta indecisa em fazer amor comigo. Ela ainda e virgem e ja andamos a 7 meses. pk e k ela ainda ta indecisa?

Anónimo


Caro Anónimo:

Se tu gostas realmente da tua namorada, deverás ter paciência e esperar que ela esteja preparada. Parece-me óbvio que ela tem dúvidas em iniciar a sua vida sexual, não por causa de ti, mas porque ela ainda tem dúvidas sobre se será altura de perder a virgindade. Deves dar algum tempo ao tempo, e tenho a certeza de que se ela gosta realmente, de ti, irá no futuro dormir contigo.
Tu não a deverás pressionar, pois isso apenas a afastará de ti. E se queres continuar a namorar com ela, deverás respeitar os sentimentos dela. Caso não estejas disposto a esperar por ela, mais vale acabar a vossa relação. A decisão é toda tua.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sex Out 15, 2010 7:22 pm

Carlos : “Não gosto de perder tempo com preliminares”

“Sou casado há cinco anos e a nossa vida sexual foi sempre muito activa, no entanto não tenho muita paciência para perder tempo com preliminares. A minha mulher reclama desta minha atitude e afirma que não lhe dou prazer suficiente quando temos relações sexuais.”

Caro leitor, embora esta atitude não abone a seu favor, também não precisa de ficar desesperado com a situação. Aconselho-o a estabelecer um elo mais íntimo com a sua esposa durante as relações. É muito importante saber aquilo que mais a satisfaz e não tenha preconceitos em satisfazê-la pois se o fizer é garantido que você também irá tirar maior prazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Sab Out 16, 2010 4:21 pm

O meu marido não me procura...

Caro Dr. Coração:

Ando muito triste pois o meu marido nao me procura na cama sei q nao existe mais ninguem e q tem tido varios problemas profissionais , mas tambem nao me explica o porque de falta de apetite sexual.
Gostava de um conselho seu.

Anónima


Cara Anónima:

Infelizmente, não te vou conseguir ajudar, pois este não é um consultório sexual, mas um consultório sentimental. Mas acho que tu deverias falar com o teu marido e tentar perceber os motivos pelos quais ele não te procura como dantes. Numa relação tem de existir confiança entre ambas as partes e tem de existir uma grande abertura para falarem dos problemas que surgem no decorrer de uma relação e tentar resolve-los. Por isso, cabe a ti tentar falar com ele. Desculpa não te ajudar mais.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Dom Out 17, 2010 7:16 pm

O meu marido bateu-me mas ainda o amo...

Caro Dr. Coração:

O meu marido e eu discutimos muito e na nossa ultima discussão eu sai de casa. Estou a morar com os meus pais so que agora ele disse que esta arrependido e quer voltar, gosto dele mas estou com medo de voltar e continuar a ser magoada.
Nao sei o que fazer porque agora os meus pais nao querem que eu volte antes que ele mude... so que meu marido falou que tempo ele nao dé esse tempo. ou eu volto ou a gente separa-se. o motivo de sair de casa foi porque fiquei com medo que ele me batesse pois numa das nossas discussões ele deu-me um soco no braço.
Estou confusa nao sei quem escuto se meus pais,meu marido,meu coração ou a minha razao?

Anónima


Cara Anónima:

O facto de teres discutido continuamente com o teu marido, é um sinal de que o vosso casamento tem ultrapassado por vários problemas. AInda por cima, ele agrediu-te no passado. Mas o pior, é o facto de tu achares que ele poderá repetir essa situação. Parece-me que tu deverias dar algum tempo ao tempo até decidires se queres voltar ou não para o teu marido. Não te deves deixar pressionar, nem pelo teu marido, nem pelos teus pais. Terás de ser tu a tomar essa decisão.
Mas parece-me que pelo histórco,muito dificilmente, a relação entre os dois voltará a ser a mesma. E não basta o teu marido dizer que está arrependido para mudar a situação. Por isso, deves ter calma e esperar um pouco até tomar uma decisão, não só com o coração, mas também com a razão. Espero que as coisas corram bem.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Dom Out 17, 2010 10:33 pm

Mariana : “Tenho medo de estar grávida”

“Tenho 16 anos e o meu namorado também. Na semana passada, fizemos amor pela primeira vez e usámos preservativo. Mas tenho medo de que possa ter rompido e que esteja grávida, pois tenho o período dois dias atrasado.”

Cara leitora, se a sua menstruação não é regular não pode esperar que neste mês o seja, por isso não há motivo para preocupações. Além do mais, se o preservativo tivesse rompido teriam reparado, pois sairia esperma quando o deitaram fora. Se o seu namorado não disse nada, penso que a sua preocupação é mais por insegurança em estar agora a iniciar a sua vida sexual.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Out 18, 2010 12:38 pm

Estou apaixonada pelo meu cunhado...

Caro Dr. Coração:

Acho que estou apaixonada pelo meu cunhado, já nos aproximamos 2 vezes e foi muito bom ele disse que parece que acordou que se sentiu vivo, amado e qdo estamos só nós 2 nao conseguimos nos controlar e logo acende a paixão novamente de beijos e caricias, mas desde ontem tento ligar pra ele e acho que ele desliga o telefone. O que eu faço? ele é casado e eu tb sou.

CTN


Cara CTN:

Não me parece que vocês os dois consigam ter um futuro em conjunto. Ambos sabem que iriam causar muito sofrimento aos vossos parceiros se eles descobrissem o que tem acontecido. Parece-me que ele se arrependeu do que fez e será esse o motivo pelo qual ele não te tem atendido os teus telefonemas.
Não me parece justo para o teu marido continuar a enganá-lo. Se tu realmente, já não acreditas no teu casamento, deves ao teu marido dizer-lhe a verdade. Mas se ainda gostas do teu marido, deves fazer um esforço para esquecer o teu cunhado e tentar resolver os problemas que existem no teu casamento.
Seja qual for a decisão que tomes, não me pareces que tenhas hipóteses de ter algo mais duradouro com o teu cunhado. Mas a decisão da tua vida cabe apenas a ti.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Out 18, 2010 7:48 pm

A minha namorada quer ficar virgem até ao casamento...

Caro Dr. Coração:

Eu tenho 15 anos e namoro ha cerca de 9 meses e o que se passa é o seguinte eu e a minha namorada mantemos relações sexuais, mas só sexo anal e oral e o que se passa é que tanto eu como a minha namorada somos virgens e queremos fazer amor mas ela insiste em ser virgem ate ao casamento como é que eu faxo para convênce-la a fazer amor?

Nos já chegamos ambos ao orgasmo e eu ja a penetrei mas ela sempre que eu a estou a penetrar ela diz pára. E é também o seguinte eu pratico sexo oral com a minha namorada mas a minha namorada insiste em não fazer sexo oral comigo isto porque diz que tem nojo. Como é que eu faxo para convênce-la a fazer-me sexo oral?

Anónimo, 15 anos


Caro Anónimo:

Este não é um consultório sexual, pelo que não irei responder à tua pergunta. Mas posso dizer-te que numa relação, tem de existir o respeito pelo outro parceiro. E isso implica respeitar os desejos dela. Tens de ter paciência e não fazer ou dizer nada que a possa pressionar.

Se realmente gostas dela, não a deves convencer a fazer algo que claramente ela não quer. Se não for esse o caso, então deverás acabar com a tua namorada e encontrar alguém que esteja disposta a fazer o que tu queres.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Seg Out 18, 2010 10:05 pm

Carlos : “A mãe do meu amigo”

“Tenho 33 anos, vivo com a minha companheira há oito e sempre fui fiel. Mas desde que comecei a frequentar a casa de um colega da faculdade senti-me muito atraído pela mãe dele e acabámos por envolver-nos. O que devo fazer?”

Caro leitor, a situação em que se encontra está a conduzi-lo a uma condição de instabilidade emocional. Sente-se culpado pela situação gerada pois, como relata, tem um relacionamento sério e não vê qualquer razão para fazer o que fez. Todavia, o padrão da relação extraconjugal que mantém distancia-se da forma como o seu relacionamento é conduzido. A relação que mantém com a sua companheira é baseada em algo sólido tal como a amizade, carinho e companheirismo, enquanto a relação que mantém com a mãe do seu amigo é baseada em algo passageiro e superficial, que é o desejo e a atracção sexual. Cabe a si reflectir e averiguar em qual das relações se sente melhor e quais as suas metas. Deve evitar continuar a viver nesse dilema em que tem estado ultimamente, pois viver relações simultâneas não é justo nem correcto para nenhuma das partes envolvidas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Ter Out 19, 2010 11:49 am

Rita : “Estou obcecada por um colega”

“Há alguns dias conheci um colega de trabalho que me despertou atenção e por quem fiquei bastante atraída. Mas tenho um namorado há quatro anos, amo-o muito, mas não consigo deixar de ter vontade de fazer sexo com o meu colega de trabalho.”

Cara leitora, embora a atracção que sente pelo seu colega seja bastante intensa, não pode deixar que essa atracção comande a sua vida. Aconselho-a a reflectir muito bem naquilo que quer fazer, pois poderá estar a pôr a sua relação em risco se decidir ceder a essa tentação. Caso opte então por ceder e envolver-se com o seu colega, seja sincera com ele, deixando bem claro que não tenciona que ele seja o seu namorado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Ter Out 19, 2010 5:45 pm

Dormi com um homem casado e ele deixou-me...

Caro Dr. Coração:

Ando meio ansiosa. Estou desempregada e muito triste. Há alguns meses envolvi-me com um homem casado e ele me fez sofrer muito. Contou para todos o que fazia na cama comigo!

Anónima


Cara Anónima:

Tu tens de fazer um esforço para esquecer o que se passou e seguir em frente com a tua vida. Não existe nada que possas fazer para mudar o que fizeste e não podes controlar o que esse homem diz. Tens de abstrair-te deste assunto e tentar encontrar alguém que goste realmente de ti. Esse homem não foi a pessoa certa para ti e tu sabes bem disso. Por isso, tens de ter alguma paciência, pois mais cedo ou mais tarde irás encontrar alguém que te ame de verdade e que te trate bem. Continuar a pensar no passado apenas te fará sofrer. Tens de lutar e ter esperança no futuro. Se assim o fizeres, irás ser feliz novamente.

Dr. Coração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   Qua Out 20, 2010 12:07 pm

Alberto : “Após a histerectomia a minha mulher ficou mesmo imparável”

“Há alguns meses, a minha mulher foi submetida a uma histerectomia. Assim que lhe foi possível retomar a nossa vida sexual, ela ficou mais activa e agora só pensa em sexo. Chego a julgar que já não a consigo satisfazer...”

Caro leitor, a histerectomia consiste na ablação do útero e ovários, o que pode afectar a mulher a vários níveis. Algumas mulheres ficam deprimidas, pois sentem-se menos femininas ou menos sedutoras, e outras tornam-se mais desinibidas e descontraídas a nível sexual. Parece-me ser este o caso da sua mulher. Aproveitem e fortaleçam a relação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
REVISTA MARIA, E NÃO SÓ - PODEM ACREDITAR...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 5 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Joquebede mãe de Moisés e Maria mãe de Jesus
» Jardim santa maria - zona leste de são paulo - capital
» Revista CTA - Volume 2 - para todos
» Revista 103 dicas e macetes em eletrônica
» As irmãs já podem tocar na Orquestra da CCB Vitória das mulheres! Gloria Deus!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: E O VERBO SE FEZ PALAVRA...-
Ir para: