A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 MANUEL PINHO - O CORNUDO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MANUEL PINHO - O CORNUDO   Qui Jul 16, 2009 5:11 pm

O poder dos cornos
Se as mentiras valessem tanto como um par de cornos já não havia ministros. E muito menos presidente do Conselho.

Vamos ser só um bocadinho sérios. Só um bocadinho, porque os tempos que correm não estão para isso e até são altamente penalizadores para quem imagina que a seriedade é um valor que compensa. Não compensa. Antes pelo contrário. A rapaziada que anda por aí a enganar o próximo, a encher os bolsos a torto e a direito, a usar os dinheiros públicos para negócios privados, e que mente com todos os dentes que tem na boca, tem sucesso garantido e a compreensão dos que emitem imensa opinião em rádios, televisões e jornais. Mas vamos tentar ser um bocadinho sérios, apesar de a seriedade ser um bem fora de moda.

O senhor ministro da Economia do Governo do senhor presidente do Conselho não devia ter sido despedido por ter feito um par de cornos ao senhor deputado comunista Bernardino Soares. Não. Se isto fosse um sítio a sério com gente séria, o senhor Manuel Pinho há muito que não era ministro, e muito menos ministro da Economia. Bem pode o senhor presidente do Conselho andar por aí a dizer que política é cruel, com umas lagriminhas ao canto do olho, a gabar a excelsa obra do seu ex-ministro em vários domínios.

A factura dos negócios promovidos, forçados, propagandeados e anunciados ao longo destes anos pelo senhor Manuel Pinho, com mais ou menos PIN pelo caminho, com salvações de empresas que afinal acabaram por fechar, há-de chegar, mais cedo do que se imagina, aos bolsos dos indígenas deste sítio pobre, deprimido, manhoso, cheio de larápios e obviamente cada vez mais mal frequentado. E, no fim das contas, o senhor Manuel Pinho do fim da crise e da mão-de--obra barata só foi despedido em directo pelo senhor presidente do Conselho para defender a imagem do seu Governo. Sempre a imagem. Foi assim no negócio da PT com a TVI, foi assim no despedimento de Manuel Pinho, é assim a toda a hora, em qualquer lugar.

A imagem, a propaganda e a mentira estão acima de tudo e nada fará recuar o senhor presidente do Conselho na defesa destes valores que regem a acção não só do PS como do seu Governo que ainda tem mais três meses de vida, com ministros fartos, cansados, desorientados, nervosos e desesperados. A cena no Parlamento até acabou por ser divertida e aliviou os estados de alma dos indígenas, que estão cada vez mais angustiados com a sua vidinha. Mas a verdade é que se as mentiras valessem tanto como um par de cornos já não havia ministros. E muito menos presidente do Conselho.

(António Ribeiro Ferreira, Jornalista)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MANUEL PINHO - O CORNUDO   Qua Jul 22, 2009 2:14 pm

Os cornos do Pinho...

O comum dos mortais tem uma ideia redutora sobre esta matéria apaixonante...

Vejamos o que pensam os "famosos":

Cornos que dão de comer, deixai-os crescer.
(Agustina Bessa-Luís)

Os cornos são como os dentes. Dóem quando crescem. Depois comemos com eles.
(Rodin)

É por dois serem mais fortes que um, que o homem é cornudo.
(Cesar Oudin)

Nem todos os que têm cornos têm a cabeça destapada.
(Margarida de Navarra)

Todo o homem casado está em perigo de se tornar cornudo. A infidelidade conjugal é um privilégio natural do casamento.
(François Rabelais)

É melhor ser cornudo do que cego. Pelo menos vêem-se os confrades.
(Guillaume Apollinaire)

Na "corneação" mútua o único problema real é um problema de horários.
(Agostino Aurélio)

Aquilo que nos faz furiosos quando somos cornudos é pensar que há alguém que vai saber com o que nos contentávamos.
(Sacha Guitry)

Vou fazer trinta cornudos de uma vez. Vou dormir com a minha esposa.
(Ancelot)

É melhor ser cornudo do que ministro. Não somos obrigados a assistir às sessões.
(Leo Campion)

É melhor ser cornudo do que viúvo. Há menos formalidades.
(Alphonse Allais)

Eu conheci uma mulher muito virtuosa. Ela casou com um cornudo. Depois disso, dorme com toda a gente.
(Sacha Guitry)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MANUEL PINHO - O CORNUDO   Qua Jul 07, 2010 1:35 pm

O jardim de Manuel Pinho

2.7.2010

No dia em que passa exactamente um ano após Manuel Pinho, ex-ministro da Economia, ter feito corninhos em pleno Parlamento, é homenageado em Aljustrel. O nome do ex-governante será a partir de hoje o nome de um jardim público.

Manuel Pinho esteve precisamente nesta vila das pirites alentejanas há pouco mais de um ano. Nessa altura, não foi visitar as minas e muito menos o jardim onde irá hoje e que agora recebe o seu nome. Foi, sim, para entrar no campo do Sport Clube Mineiro Aljustrelense e anunciar um donatido de 5000 euros da EDP. Um tema que na altura originou forte polémica.

Agora, a autarquia e as forças vivas locais reconhecem o seu trabalho enquanto governante e o seu esforço para tentar reanimar a economia da terra ao longo dos últimos anos.

(Expresso)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MANUEL PINHO - O CORNUDO   Qui Jul 22, 2010 6:04 pm

Manuel Pinho na Administração da Fundação Arpad Szenes-Vieira

24.06.2010

O Ministério da Cultura nomeou Manuel Pinho presidente do conselho de administração da Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva.

Manuel Pinho, ex-ministro da Economia e coleccionador de arte, vai substituir António Vitorino, que deixou o cargo em Fevereiro, onde estava desde Dezembro de 2007. António Vitorino saiu da administração da Fundação Arpad Szenes quando foi nomeado representante do Estado, no conselho de administração da Fundação de Arte Moderna e Contemporânea – Colecção Berardo.

O ex-ministro da Economia disse ter aceitado o convite, endereçado pela ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, «com grande prazer» e «sem qualquer hesitação», cita o Público. De acordo com a directora do museu da Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, Marina Bairrão Ruivo, o despacho do Ministério da Cultura com a nomeação de Manuel Pinho foi enviado à entidade esta terça-feira, 22 de Junho.

A Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva foi criada a 10 de Maio de 1990, com o objectivo de promover a divulgação e o estudo da obra do casal, acolhendo o acervo da pintora proveniente de França, onde vivia quando faleceu, em 1992. A Fundação gere um museu na Praça das Amoreiras, em Lisboa, e um centro de investigação e de documentação.

(Expresso)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MANUEL PINHO - O CORNUDO   Qui Out 21, 2010 10:03 pm

Patrocínio da EDP a seminário de Manuel Pinho dá polémica

04.10.2010

PSD quer esclarecimentos sobre patrocínios "generosos" da EDP a seminário de Pinho. Empresa nega valores.

O PSD quer saber se é tradição na EDP patrocinar entidades do ensino superior, quais apoiou nos últimos anos e os montantes envolvidos, perguntas que serão dirigidas ao Governo e entregues segunda-feira no Parlamento.

Segundo disse à Lusa o deputado social-democrata Luís Campos Ferreira, as perguntas serão dirigidas aos ministérios da Economia e das Finanças, uma vez que a EDP tem uma participação de 20% da Parpública e de 5,7% da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Estas questões surgem na sequência da divulgação do donativo de três milhões de euros que a EDP terá concedido à Universidade de Columbia e que inclui o patrocínio ao seminário do ex-ministro da Economia Manuel Pinho.

De acordo com Luís Campos Ferreira, o PSD vai ainda questionar tanto o Ministério da Economia como o das Finanças sobre se, caso seja tradição na EDP atribuir tais donativos, "englobava a condição de indicar um professor que leccionasse um seminário ou uma cadeira". "Num tempo em que o Governo está a pedir tantos sacrifícios aos portugueses, é para o PSD fundamental saber onde as empresas que têm forte participação do Estado, e por isso dos contribuintes, estão a gastar esse dinheiro", afirmou Campos Ferreira.

Ontem, ao início da noite, a empresa deixou uma resposta ao PSD - e ao Correio da Manhã, que ontem retomou uma notícia do Jornal de Negócios. A EDP esclareceu que o valor avançado de três milhões para o apoio ao seminário do ex-ministro é "mais de o dobro daquele que totaliza o protocolado com todas as 52 universidades" apoiadas pela eléctrica portuguesa.

"No âmbito da sua Estratégia Global, a EDP tem feito um esforço de aproximação com Universidades/Instituições de Ensino nos principais mercados onde opera (Portugal, Espanha, Brasil, Reino Unido e Alemanha), tendo actualmente Acordos/Protocolos com 52 Universidades/Instituições de Ensino", refere a instituição. "No caso da Universidade de Columbia, encontra-se no quarto principal mercado onde a EDP opera, sendo, nesse mercado, o terceiro maior player [operador] nas renováveis", acrescenta.

(Público)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: MANUEL PINHO - O CORNUDO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
MANUEL PINHO - O CORNUDO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» poste aqui imagens engraçadas
» FELIZ ANIVERSÁRIO MANUEL GONÇALVES!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: GRANDES PORTUGUESES-
Ir para: