A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Sab Set 18, 2010 7:28 pm

Casa Pia, como exemplar e nauseabunda distorção da Realidade Portuguesa

15.09.2010

O tema é-me penoso, e nunca deixará de o ser, mas o país está mergulhado nele, aliás, vive, há quase dez anos, gerido só por ele e por todos os seus arredores.

Suponho que, com o acordão do "Casa Pia", documento que nunca lerei, porque tenho mais que fazer, se acabaram de vez, as lamentações do coitadinho do Carlos Cruz, que está inocente, as opiniões e os palpites das peixeiras da Ribeira e do Bolhão, as indignações das donas da rua, de cabelo platinado, dentes gordurosos de torrada e verniz desgastado das unhas: havia, de facto, uma enorme porcaria, e, para mais, continua a haver uma enormíssima porcaria, e essa porcaria domina o pretenso Estado de Direito, que Portugal já não é, definitivamente, desde o dia de hoje.

Há um condutor, um Bibi, um típico português do usucapião, que usou e abusou, como em todos os internatos, do sistema instalado: carne nova é necessariamente pasto do gado mais velho, e toda a gente, ou sabe disto, ou é estúpida, e ainda acredita em Fátimas, Futebóis e Saramagos.
Até aqui, a coisa está no idiossincrático: desde o padre ao homem das obras, o Português de base é pedófilo, o que quer dizer que apenas espera a ocasião para brincar um bocadinho aos/às enfermeiros/as, seja com a respetiva prole, ou a prole do vizinho.
Este é, como diria o Padre António Vieira, o peixe da arraia miúda, mas nós, povo sórdido e sem rumo, da Cauda da Europa, capaz de tudo, e do além do tudo, parou aqui na alegoria, e instalou o socialismo da manjedoura, o que, trocado por miúdos, quis dizer que, mal o peixe médio e o peixe graúdo descobriram que havia alimento, imediatamente se ajoelharam à mesma mesa, e começaram a comer, com as mãos, e outras partes do corpo, tudo o que ali havia.
Somos desprezíveis, e habituamo-nos a desprezar o nosso próximo, no momento em que não vem dos estratos bem pensantes, bem alimentados, e bem frequentados da nossa sociedade. Por outras palavras, os intermediários, embora o ignorem, estão, desde o início, condenados à eliminação, mal soe a sineta do alarme.
A Pedofilia é uma patologia sem horizontes. Como pulsão, não se insere na longa prateleira dos exercícios sexuais: a Pedofilia é um ato que usa os órgãos sexuais, não para obter prazer, mas para regredir a estádios pré humanos, no qual se inserem a Zoofilia e o Canibalismo, e é isto que é tremendo, pois sendo o instinto sexual o centro da nossa existência, é penoso admitir que exista quem force os órgãos do sexo a atividades de pura e cega violência.

Como nas esferas cerradas da Droga, a conivência é o elo de proteção, e o deslize, a Morte. Qualquer pedófilo sabe suficientemente que saber ver-se envolvido num jogo de profanação de um corpo de 4 , 6 ou 10 anos imediatamente o exclui do palco do respeito humano, e, mais ainda, lhe retira a designação de humanidade. Ele negará até ao fim, e olhará para as câmaras, olhos nos olhos, e negará, até que a garganta lhe doa, porque nada lhe resta, senão negar, pela impossibilidade de qualquer reintegração humana. E será sempre frio.

Este é o retrato do monstro, mas ainda há o monstro do monstro, que é podermos supor existirem sociedades secretas que integrem, nos seus rituais de fratria, a violação de corpos-objeto, a sua hóstia maçónica, da qual depois se descartam, pelos processos que não vêm escritos nesse penoso acordão, mas que são sabidos e públicos: uma vez viciada a criança na droga, tal como os proxenetas viciam as suas prostitutas, para as manterem agarradas, é fácil libertar-se dela: uma vez declarada usada, inútil, incómoda, ou fora de prazo, nada melhor do que lançá-la no circuito da prostituição, onde a doença, o crime, o abate ou o suicídio, o farão desaparecer do mapa.

Há, nisso, um enorme manto de luto, no alto do Parque Eduardo VII, onde reinam o "Eleven" e aquela indecente bandeira de uma República que protegeu todo este estado de coisas.

Pouco há a fazer: o comum dos mortais aprenderá a distinguir o Carlos Silvino, que jogava as regras da casa, dos tubarões que usavam o isco Silvino, para pescar o pequeno peixe para as suas enormes piscinas. Há o nível histriónico e romano de Ferreira Dinis, enlevado entre o pré efebo e o efebo, que se despe no seu consultório, o impotente Jorge Ritto, que brincava aos Tibérios na sua Capri do Restelo, para lhe lamberem as peles da glande flácida, o seboso Hugo Marçal, com a compulsividade toda estampada na cara, o Abrantes, protetor dos vícios de gente tão grande e poderosa, e Dona Gertrudes, porque há sempre uma badalhoca ligada a estas coisas, a fazer de Duclos, neste sórdido "Salo", à Portuguesa.

Estes nomes, como agora já sabem, não são mais do que uns ligeiros canapés de uma coisa mais grave, que se perfilava acima, e da qual Carlos Cruz não é senão a entrada de uma vasta ementa. Violentar crianças pode ser um "intermezzo", para apagar a tensão do tráfico das armas, da coca e do plutónio. De quando em vez, um BPN, e uma Dona Branca, chamada BPP, para dar juros de 10% ao mês. E quando é preciso que alguém morra, lá está a Noite do Porto, as Donas Rosalinas e o Carlos Motas, perdidos nas terras do Brasil, onde tudo (ainda) pode acontecer.

Parte do Poder Político não presta e a outra ainda presta menos: esse Senhor Eanes, com a sua fêmea, convencido de que o buraco era para procriar, e o outro que se lhe seguiu, o ceguinho de Boliqueime, que colocou a Defesa Nacional nas mãos de Eurico de Melo; de Soares, muito mais vivaço, mas que inaugurou a tradição de colocar Jaime Gama nos Negócios Estrangeiros, do Ferro Rodrigues, que é a nossa cara na OCDE; do asqueroso Sampaio, que sabia, e sabia bem, o que é que estava a proteger, e nessa longa e repelente lista de Segundas Figuras de Estado, como o da bengalinha, o Coxo, que sempre que batia na porta da "Casa dos Érres", já tinha, como em Pasolini, os miúdos ajoelhados, em semicírculos, a tremerem, à espera das desumanidades rituais.

No fundo de cada ser humano reside uma besta. No fundo de cada besta pode residir um político, alguém que lhe sorri na televisão, e, calmamente, se senta, para decretar o degradar do seu conforto, a sua idade de reforma, o seu salário, a destruição do seu espaço de lazer, a perseguição classista, a chacota do Sistema Jurídico, de Saúde, de Educação, o roubo, estupro e a violação dos seus direitos de cidadania, o destruir da Identidade Nacional. Numa velha tática, a sua ordem é semear o MEDO, para que você viva com medo e se esqueça de todos os atos ignóbeis que ele, e as sociedades secretas a que pertence, pratiquem. Isto, se ainda não percebeu, é aquilo que lhe quiseram vender como Realidade, durante 10 anos. Não abra os olhos, e ser lhe á vendida durante uma eternidade. Para um povo entorpecido, qualquer versão da Mentira serve, e tudo pode ser mistificado, até o horror, porque há mais horrores, para além da Pedofilia: nas câmaras de gás, quanto se recolhiam os mortos, verificava-se que as crianças tinham sido esmagadas, em pirâmide, pelos mais velhos, na ânsia de uma última golfada de oxigénio. Eu sei que isto o inquieta, mas foi grafado no História, e não desapareceu: tem 50 anos; mais cedo, ou mais tarde, a História encarrega-se de levantar os pesados véus com que as seitas a tentam encobrir, e aqui vai mais um, a daqueles sete ocupantes -- eu sei que você nunca soube -- cujos braços tiveram de ser quebrados, porque decidiram morrer assim, abraçados, no elevador do afogamento, daquele centro comercial do Funchal, tão perto de nós, e que a Comunicação Social ignorou. Também, um dia, os verdadeiros rostos do hediondo crime do Casa Pia, não os canalhas Carlos Cruz nem afins, mas os outros, verão os seus rostos refletidos no espelho da longa crónica da Miséria Humana. É a esse dia que eu dedico este texto, como (impossível) ressarciação dos pobres objetos humanos da Casa Pia.

(Quatro cantos de profundo luto e asco, no "Arrebenta-SOL", no "Democracia em Portugal", no "Klandestino" e em "The Braganza Mothers")
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Sab Set 18, 2010 7:36 pm

Bento XVI aborda pedofilia na homilia na catedral de Westminster

18.09.2010

O Papa Bento XVI abordou hoje de novo em Londres o tema dos escândalos de pedofilia, evocando «o imenso sofrimento provocado pelos abusos cometidos nas crianças».

«De novo, penso no imenso sofrimento provocado pelos abusos cometidos nas crianças, especialmente no seio da Igreja e pelos seus ministros», declarou o Papa na homilia na catedral de Westminster, retomando assim um dos temas dominantes da visita de quatro dias.

«Exprimo antes de tudo a minha profunda aflição às vitimas inocentes destes crimes inomináveis, esperando que o poder da graça de Cristo e o seu sacrifício de reconciliação lhe dêem uma profunda paz».

«Reconheço também, convosco, a vergonha e a humilhação das quais todos sofremos por causa destes pecados», disse.

Desde o primeiro dia da visita, na quinta-feira, Bento XVI tinha reconhecido que «a autoridade da Igreja (o Papa e os bispos) não tinha sido suficientemente veloz e firme para tomar as medidas necessárias», adiantou.

A publicação em Novembro de 2009 de um relatório que revelava centenas de sevícias sexuais em crianças cometidas por padres na Irlanda e cobertos pela hierarquia, conduziu a mais grave crise da Igreja nos últimos anos. Escândalos semelhantes surgiram, nomeadamente na Alemanha e na Bélgica.

Na sexta-feira, durante um discurso perante responsáveis dos estabelecimentos católicos britânicos, o Papa pediu-lhes para «assegurarem nas nossas escolas um ambiente seguro para as crianças e para os jovens», numa nova alusão transparente aos escândalos de pedofilia envolvendo padres.

Segundo membros do Vaticano, que acompanham o Papa nesta visita de Estado, Bento XVI deverá encontrar-se em Londres ainda hoje com uma dezena de vítimas britânicas, provavelmente na nunciatura.

Bento XVI também se encontrou com vítimas de abusos sexuais nas precedentes visitas a Malta, aos Estados Unidos e à Austrália.

Entretanto, o Vaticano rejeitou qualquer tipo de preocupação coma detenção em Londres de 6 pessoas, suspeitas de prepararem um atentado durante a visita do Papa.

Um porta-voz garante que Bento XVI está feliz com esta viagem e absolutamente tranquilo.

A polícia anti-terrorista está em alerta máximo por causa da visita do Papa, em Londres.

(DN)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Sab Set 18, 2010 7:38 pm

Vítimas de abusos de padres pedem indemnizações à Igreja Católica

12.09.2010

As vítimas dos padres belgas acusados de pedofilia, meio milhar, de acordo com o relatório conhecido sexta-feira, pediram indemnizações à Igreja Católica.

O advogado de 30 das vítimas, Walter Van Steenbrugge, declarou que os seus clientes procuram justiça pela via civil, dado que a maioria dos delitos prescreveram uma vez que os factos aconteceram nos anos sessenta, setenta e oitenta.

«As vítimas têm direito ao reconhecimento [dos crimes] e a serem compensadas», disse o advogado ao canal belga RTBF.

Esta sexta-feira foram apresentadas as conclusões da comissão, dirigida pelo pedopsiquiatra Peter Andriassen, que investigou os abusos sexuais no seio da Igreja belga, revelando que 475 crianças sofreram abusos e 13 dessas se suicidaram.

Ao longo de 200 páginas sucedem-se testemunhos de antigos alunos internados em colégios religiosos que foram vítimas de abusos e que denunciaram uma lei de silêncio na cúpula da hierarquia eclesiástica, que conheceria os casos.

Dois dias depois da apresentação das conclusões, o cardeal belga Godfried Danneels disse sentir-se «chocado» com o acontecido, numa das poucas reacções da Igreja belga.

A dimensão dos abusos levou mesmo Andriassen a afirmar que este é «o caso Dutroux da Igreja», em referência ao assassino e pedófilo belga Marc Dutroux.

No sábado foi conhecido que o antigo bispo da cidade belga de Bruges, Roger Vangheluwe, pediu a reforma da sua antiga diocese.

Vangheluwe foi o primeiro religioso a ser demitido do cargo na sequência do escândalo de pedofilia, depois de ter sido conhecido que abusou de crianças na sequência do escândalo que desde novembro de 2009 abalou a Igreja Católica belga.

Num comunicado, o antigo bispo, de 73 anos, afirmou que está a deixar a comunidade de Westvleteren, onde encontrou refúgio nos últimos meses, para se retirar para «outro lugar, fora da diocese de Bruges».

O antigo bispo de Bruges exprimiu novamente o seu arrependimento e pediu desculpas à sua vítima e à família.

(DN)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Sab Set 18, 2010 7:41 pm

Cem anos de pedofilia

Na Grécia e no Império Romano, o uso de menores para a satisfação sexual de adultos foi um costume tolerado e até prezado. Na China, castrar meninos para vendê-los a ricos pederastas foi um comércio legítimo durante milênios. No mundo islâmico, a rígida moral que ordena as relações entre homens e mulheres foi não raro compensada pela tolerância para com a pedofilia homossexual. Em alguns países isso durou até pelo menos o começo do século XX, fazendo da Argélia, por exemplo, um jardim das delícias para os viajantes depravados (leiam as memórias de André Gide, “Si le grain ne meurt”).

Por toda parte onde a prática da pedofilia recuou, foi a influência do cristianismo - e praticamente ela só - que libertou as crianças desse jugo temível.

Mas isso teve um preço. É como se uma corrente subterrânea de ódio e ressentimento atravessasse dois milênios de história, aguardando o momento da vingança. Esse momento chegou.

O movimento de indução à pedofilia começa quando Sigmund Freud cria uma versão caricaturalmente erotizada dos primeiros anos da vida humana, versão que com a maior facilidade é absorvida pela cultura do século. Desde então a vida familiar surge cada vez mais, no imaginário ocidental, como uma panela-de-pressão de desejos recalcados. No cinema e na literatura, as crianças parecem que nada mais têm a fazer do que espionar a vida sexual de seus pais pelo buraco da fechadura ou entregar-se elas próprias aos mais assombrosos jogos eróticos.

O potencial politicamente explosivo da idéia é logo aproveitado por Wilhelm Reich, psiquiatra comunista que organiza na Alemanha um movimento pela “libertação sexual da juventude”, depois transferido para os EUA, onde virá a constituir talvez a principal idéia-força das rebeliões de estudantes na década de 60.

Enquanto isso, o Relatório Kinsey, que hoje sabemos ter sido uma fraude em toda a linha, demole a imagem de respeitabilidade dos pais, mostrando-os às novas gerações como hipócritas sexualmente doentes ou libertinos enrustidos.

O advento da pílula e da camisinha, que os governos passam a distribuir alegremente nas escolas, soa como o toque de liberação geral do erotismo infanto-juvenil. Desde então a erotização da infância e da adolescência se expande dos círculos acadêmicos e literários para a cultura das classes média e baixa, por meio de uma infinidade de filmes, programas de TV, “grupos de encontro”, cursos de aconselhamento familiar, anúncios, o diabo. A educação sexual nas escolas torna-se uma indução direta de crianças e jovens à prática de tudo o que viram no cinema e na TV.

Mas até aí a legitimação da pedofilia aparece apenas insinuada, de contrabando no meio de reivindicações gerais que a envolvem como conseqüência implícita.

Em 1981, no entanto, a “Time” noticia que argumentos pró-pedofilia estão ganhando popularidade entre conselheiros sexuais. Larry Constantine, um terapeuta de família, proclama que as crianças “têm o direito de expressar-se sexualmente, o que significa que podem ter ou não ter contatos sexuais com pessoas mais velhas”. Um dos autores do Relatório Kinsey, Wardell Pomeroy, pontifica que o incesto “pode às vezes ser benéfico”.

A pretexto de combater a discriminação, representantes do movimento gay são autorizados a ensinar nas escolas infantis os benefícios da prática homossexual. Quem quer que se oponha a eles é estigmatizado, perseguido, demitido. Num livro elogiado por J. Elders, ex-ministro da Saúde dos EUA (surgeon general — aquele mesmo que faz advertências apocalípticas contra os cigarros), a jornalista Judith Levine afirma que os pedófilos são inofensivos e que a relação sexual de um menino com um sacerdote pode ser até uma coisa benéfica. Perigosos mesmo, diz Levine, são os pais, que projetam “seus medos e seu próprio desejo de carne infantil no mítico molestador de crianças”.

Organizações feministas ajudam a desarmar as crianças contra os pedófilos e armá-las contra a família, divulgando a teoria monstruosa de um psiquiatra argentino segundo a qual pelo menos uma entre cada quatro meninas é estuprada pelo próprio pai.

A consagração mais alta da pedofilia vem num número de 1998 do “Psychological Bulletin”, órgão da American Psychological Association. A revista afirma que abusos sexuais na infância “não causam dano intenso de maneira pervasiva”, e ainda recomenda que o termo pedofilia, “carregado de conotações negativas”, seja trocado para “intimidade intergeracional”.

Seria impensável que tão vasta revolução mental, alastrando-se por toda a sociedade, poupasse miraculosamente uma parte especial do público: os padres e seminaristas. No caso destes somou-se à pressão de fora um estímulo especial, bem calculado para agir desde dentro. Num livro recente, “Goodbye, good men”, o repórter americano Michael S. Rose mostra que há três décadas organizações gays dos EUA vêm colocando gente sua nos departamentos de psicologia dos seminários para dificultar a entrada de postulantes vocacionalmente dotados e forçar o ingresso maciço de homossexuais no clero. Nos principais seminários a propaganda do homossexualismo tornou-se ostensiva e estudantes heterossexuais foram forçados por seus superiores a submeter-se a condutas homossexuais.

Acuados e sabotados, confundidos e induzidos, é fatal mais dia menos dia muitos padres e seminaristas acabem cedendo à geral gandaia infanto-juvenil. E, quando isso acontece, todos os porta-vozes da moderna cultura “liberada”, todo o establishment “progressista”, toda a mídia “avançada”, todas as forças, enfim, que ao longo de cem anos foram despojando as crianças da aura protetora do cristianismo para entregá-las à cobiça de adultos perversos, repentinamente se rejubilam, porque encontraram um inocente sobre o qual lançar suas culpas. Cem anos de cultura pedófila, de repente, estão absolvidos, limpos, resgatados ante o Altíssimo: o único culpado de tudo é... o celibato clerical! A cristandade vai agora pagar por todo o mal que ela os impediu de fazer.

Não tenham dúvida: a Igreja é acusada e humilhada porque está inocente. Seus detratores a acusam porque são eles próprios os culpados. Nunca a teoria de René Girard, da perseguição ao bode expiatório como expediente para a restauração da unidade ilusória de uma coletividade em crise, encontrou confirmação tão patente, tão óbvia, tão universal e simultânea.

Quem quer que não perceba isso, neste momento, está divorciado da sua própria consciência. Tem olhos mas não vê, tem ouvidos mas não ouve.

Mas a própria Igreja, se em vez de denunciar seus atacantes preferir curvar-se ante eles num grotesco ato de contrição, sacrificando pro forma uns quantos padres pedófilos para não ter de enfrentar as forças que os injetaram nela como um vírus, terá feito sua escolha mais desastrosa dos últimos dois milênios.

(Olavo de Carvalho - O Globo)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Seg Set 20, 2010 3:08 pm

Santo Tirso: Menor violado em WC

18.09.2010

Um menor, de 16 anos, queixou-se à PSP de ter sido violado por um homem, que aparentava 40, ontem, às 18h00, numa casa de banho pública do largo Coronel Baptista Coelho, em Santo Tirso.

O estudante, que se deslocou ao WC, foi empurrado para dentro do mesmo, onde foi forçado a praticar sexo oral e anal. Depois da violação, o menor deslocou-se à esquadra de Santo Tirso. A vítima seguiu horas depois com inspectores da PJ para o IML para realizar exames e para serem recolhidos vestígios.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Ter Set 21, 2010 8:43 pm

Teoria da conspiração pedófila? Qual a verdade? Falta prender muita gente...

21.09.2010

Coloco tal e qual recebi.

Srs. jornalistas, não me venham ligar a pedir as fontes pois não tenho... circula na net. Façam o vosso trabalho e investiguem!

E porque motivo os outros pedófilos não foram julgados?
Porque motivo o Tribunal não julgou Paulo Pedroso, Ferro Rodrigues e Paulo Portas?
O que impediu a Justiça de funcionar? Em que País vivemos nós?

Se nada disto for verdade onde é que ela está e pela ansiedade de muita gente a explosão deve queimar gente muito importante...

1 - Eurico de Melo é o deputado europeu identificado no Caso do Parque. Chegou a ser assinalado por comportamento pedófilo em Bruxelas pela Interpol.
Desapareceu da vida política por isso. Porque é que Cunha Rodrigues e Laborinho Lúcio abafaram o caso?

2 - Porque é que vários prostitutos do Parque Eduardo VII (alguns da Casa Pia) identificaram Paulo Portas e a PJ os ignora?

3 - Porque é que se reacende a "ligação" Paulo Portas/Cinha Jardim?

4 - Porque é que o Conselho de Ministros manteve completo silêncio até hoje sobre a denúncia do Le Point, reiterada por Rui Araújo na SIC, de que há dois ministros pedófilos no governo?

5 - Porque é que Adelino Granja e principalmente Pedro Namora pediram tão insistentemente a demissão do ministro da Saúde?

6 - Que ligações existem entre Jorge Coelho e Paulo Portas?

7 - Porque é que Jorge Coelho, enquanto ministro da Administração Interna telefonou às 4 da manhã para o Director Nacional da PSP para obrigar os agentes que levaram Paulo Portas para a esquadra a "esquecer"tudo? Os dois agentes surpreenderam Portas no Parque Eduardo VII, ignoraram o seu estatuto de deputado e levaram-no para a esquadra?

8 - Qual o papel da Dr.ª Fátima Galhardas, mulher do ex-director do SIS, Telles Pereira, na escolha da "Casa de Elvas"? Ela é a Delegada do Ministério Público em Elvas e a responsável pela entrega de crianças aos cuidados das amas da Segurança Social. Gertrudes Nunes, dona da "Casa de Elvas", era ama da Segurança Social - que coincidência!

9 - Porque é que há alunos da Casa Pia que não quiseram voltar à PJ para serem interrogados de novo?

10 - Porque é que os interrogatórios feitos por Dias André e Rosa Mota a alunos da Casa Pia não foram gravados em vídeo ou pelo menos em áudio como acontece em qualquer país civilizado? Tiveram medo de registar a violência? Leia-se Barra da Costa, ex-investigador da PJ, no Correio da Manhã de 4 a 8 de Agosto.

11 - Que relações existem entre o inspector Dias André e o Eng.ª Miguel Paes do Amaral com Felícia Cabrita no meio?

12 - Qual o papel da TVI e o Portugal Diário (Media Capital=Paes do Amaral) neste processo?

13 - Que sabe a PJ sobre José Eduardo Moniz enquanto Director de programas da RTP, sua sociedade com Vasco Lourinho em Espanha quando este era correspondente da RTP e com um ex-director da TV Globo, a quem comprava as telenovelas, e que é seu actual sócio com António Parente e Paes do Amaral, no Brasil?

14 - Quem são os jornalistas envolvidos neste complot? Quem são os colaboradores da PJ e quem são os que são pagos? Porque é que Tânia Laranjo só agora descobre que andou a ser enganada pela sua muito credível fonte do Ministério Público?

15 - Porque é que a TVI não consegue ou não pode aprofundar o caso do barco Apollo?

16 - Quem são as figuras públicas que aparecem num vídeo feito a bordo de um iate ao largo da Madeira e que está guardado ou foi destruído pela PJ?

17 - Quem é a sorridente figura pública que arranjava rapazinhos para o embaixador Carlucci, pedófilo tão compulsivo que chegava a ter ataques de fúria quando não o "serviam"?

18 - Porque é que Lisa Albarran era visita regular da Casa Pia e é amiga íntima do célebre "Valquíria", o monitor Paulo César, proxeneta e pedófilo do Colégio Nuno Álvares?

19 - Porque é que Lisa Albarran declarou numa entrevista à revista Ego que "também podia dizer que o Artur engatava rapazinhos... o difícil é provar"?

20 - Porque é que Lisa Albarran escreveu uma carta de conforto a Bibi e o quis ir visitar? Porque é que a direcção da Cadeia não autorizou?

21 - Porque é que José Martins, advogado de Bibi, é o novo advogado de Lisa Albarran?

22 - Porque é que Catalina Pestana afirmou que havia jornalistas e outras pessoas a pagar a alunos para, mentindo, denunciar certas pessoas e nunca disse quem são esses jornalistas nem os outros que pagavam? E porque é que de repente, passou a dizer que os alunos não mentem?

23 - Porque é que Dias André e Rosa Mota mostraram fotos de Valente de Oliveira, Narana Coissoró e Mota Amaral a Bibi e a alunos da Casa Pia? Porque é que mudaram para as fotos de José Sócrates e João Soares? E depois só Paulo Pedroso?

24 - Quem não "permitiu" que Ferro Rodrigues fosse preso e constituído arguido tendo esse acto levado à prisão de Paulo Pedroso?

25 - Onde pára o mega-processo contra António Moura Santos (ex-cunhado de Guterres) abafado por Cunha Rodrigues que o entregou a Souto Moura? Processos de corrupção que ainda vêm do tempo da Alta Autoridade.

26 - Que ascendente (s) tem João Guerra sobre Souto Moura? Que segredos lhe conhece?

27 - Que segredos de Souto Moura tem Cunha Rodrigues?

28 - Que sabe ou que ligação tem Cunha Rodrigues ao tráfico de órgãos humanos na Casa Pia? (A notícia do Semanário tem fundamento.)

29 - Que segredos unem Cunha Rodrigues a Laborinho Lúcio?

30 - Onde param as fotos "eróticas e pornográficas" de Felícia Cabrita com o Capitão Roby? E que outros telhados de vidro tem ela que a obrigam a "colaborar"?

31 - Que é feito do processo do envio de crianças abusadas da Casa Pia de Lisboa para Angola (1975/76) pela Dr.ª Odete Sá (PCP) que agora é braço direito de Catalina Pestana que até aqui detestava?

32 - Quem é o senhor Meira, Presidente do Casa Pia Atlético Clube e porque é que convidou Demétrio Alves para o discurso de abertura do ano lectivo em 2001?

33 - Porque é que Demétrio Alves, que arranjou emprego a Pedro Namora (PCP) na Câmara de Loures, afirmou nesse discurso que daí um ano "esta Casa Pia não existiria"?

34 - Porque é que Catalina Pestana se foi oferecer a Bagão Félix para ser ela a Provedora depois da saída de Luís Rebelo, cortando assim as hipóteses de Demétrio Alves que tinha tudo preparado para o "assalto" com Pedro Namora, Odete Sá e talvez Adelino Granja embora este seja visto como "inferior e tontinho" pelos outros?

36 - Que ilegalidades tem a Quinta do Infantado em Loures, construída em terreno agrícola no tempo de Demétrio Alves?

37 - Quantos quilos de cocaína negoceia por ano Bibi, o do Benfica? Que ligações tem ele na PJ que até lhe escondem o cadastro?

38 - Que ligações tem Demétrio Alves com Pedro Namora? Porque é que o vereador do Turismo (PCP) de Odivelas levou para lá Pedro Namora?

39 - A Maçonaria perdeu controle da Casa Pia para a Opus Dei?

40 - Porque é que o procurador João Guerra perguntou a vários interrogados: você é da Maçonaria?"

41 - Porque é que quis saber se João Soares Louro é da Maçonaria?

42 - Porque é que os casapianos ilustres estão calados? Por exemplo: João Soares Louro (Maçonaria), Maldonado Gonelha (Maçonaria), Videira Barreto (Maçonaria).

43 - Porque é que Videira Barreto vive aterrorizado e não fala, sabendo tudo o que se passava na CPL?

44 - Existe uma "Santa Aliança" dentro da Casa Pia entre os Católicos (Opus Dei ou não) PCP?

45 - Porque é que João Guerra está a "eliminar" juizes para que não lhes seja distribuído o processo, utilizando o truque de os ouvir como testemunhas sobre "assuntos laterais" (já lá vão três!) e assim impossibilitando-os legalmente?

46 - Porque nem o CDS/PP nem o PSD têm indiciados de pedofilia?

47 - Porque é que Durão Barroso fez questão em demonstrar tanta confiança em Souto Moura e Jorge Sampaio chama tão frequentemente o PGR?

48 - Qual o verdadeiro significado das palavras de António Costa para Ferro Rodrigues sobre o PGR, no telefonema entre os dois recentemente divulgado? O que prometeu Souto Moura?

49 - Porque é que o juiz Rui Teixeira andou à procura de alguém que denunciasse Narana Coissoró e não conseguiu?

50 - Porque é que uma funcionária da Casa Pia não diz o que ouviu certa noite, cerca das 9 horas, o Mestre Américo a dizer a umas crianças, numa camarata, obrigando-os a levantarem-se?

51 - O que sabe o Bibi de Adelino Granja e Pedro Namora e não quer confessar (um casapiano não denuncia os seus irmãos?...)

52 - Se Bibi transportava elementos do Casa Pia Atlético Clube (presidido pelo Sr. Meira) e da Banda de Música, sempre com requisição, de um Director ou responsável como qualquer motorista; e se ninguém podia sair sem autorização do Director, que o porteiro conferia, quem o autorizava a sair, na carrinha, com alunos para os seus "clientes"?

53 - Se o porteiro tinha que registar 24 horas por dia as saídas e entradas de qualquer veículo (mesmo exterior à Casa Pia) como é que o Bibi podia fugir a esse controle?

54 - Quem foi a senhora toda chique, com ar de "tia" que foi visitar o Bibi a Caxias e implorar-lhe para que não falasse do seu grupo?

55 - Quem paga os advogados de Bibi?

56 - Que segredos guarda a meia-irmã de Bibi, Isabel Raposo, na Holanda? De que é que tem medo e que acordo fez com Dias André e Rosa Mota?

Ou é a verdade ou deviam estar a escrever argumentos para Hollywood...

Enfim, fico sem saber o que dizer. Mas posso garantir duas coisas:

1) O dono de uma empresa que detém laboratórios de análises clínicas confirmou-me que Ferreira Diniz utilizava o seus serviços para efectuar análise de hepatites e outras doenças sexuais a miúdos (ele nunca chegou a saber quem eram).

2) A pessoa responsável pela logística das deslocações da equipa de futebol da Casa Pia viu, por diversas vezes, Carlos Cruz a falar com Bibi.

(Democracia em Portugal - Izabel Benz)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Sab Out 16, 2010 6:19 pm

Mais um pedófilo EM LIBERDADE

Seis anos de prisão e cinco mil euros de indemnização foi a pena aplicada ontem pelo Tribunal de Macedo de Cavaleiros a Jaime Castelo, 64 anos, condenado por um crime de violação agravada, um de abuso sexual na forma consumada e dois de abuso sexual de forma tentada de um menino de 12 anos. Pedófilo e vítima vivem na mesma aldeia. A defesa vai recorrer.

Revoltada e a chorar, a mãe da criança disse ao CM que esperava uma condenação mais pesada: "Fico satisfeita que seja preso, mas seis anos não chegam para pagar a dor que causou a toda a família e principalmente ao meu filho."

Como vivemos neste país de trampa, o gajo mete recurso, e sai em LIBERDADE!!!

(Democracia em Portugal)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Ter Nov 16, 2010 3:46 pm

Guia do pedófilo

12.11.2010

"O Guia do Pedófilo para o Amor e Prazer" estava disponível a 5,60 euros, em formato digital, na Amazon, a conhecida livraria online.

A obra chama-se The Pedophile's Guide to Love and Pleasure . "O Guia do Pedófilo para o Amor e Prazer", em tradução livre, estava disponível a 5,60 euros, em formato digital, na Amazon , a conhecida livraria online. O editorial do Guia justificava a sua repugnante missão educadora: o livro serve para "tornar as situações pedófilas mais seguras para os jovens que nelas estiverem envolvidos, estabelecendo certas regras para os adultos seguirem". E esperava conseguir o objectivo, "apelando ao melhor da natureza dos pedófilos, na esperança de que, ao fazê-lo, haverá menos ódio e talvez menos possibilidades de serem apanhados". Ficamos a saber pela Amazon.com que há um "melhor" na natureza dos pedófilos. O pior nós imaginamos. Se não foram apanhados nas malhas da justiça, serão almas santas.

O Guia ainda não chegou a Portugal. Se tivesse chegado vinha com, pelo menos, seis anos de atraso. O que não se poupava em incómodos aos predadores, e agora perdedores, dos petizes da Casa Pia condenados pelo Tribunal e de outros, indiciados ou condenados, que enxameiam os jornais?

Os da Casa Pia têm de penar agora à coca de uma vírgula, ou de um certo dia da semana para, de manobra dilatória em manobra dilatória, o processo prescrever. E beatificados serão.

Voltando ao Guia do Pedófilo, um abjecto objecto, por enquanto apenas Guia virtual, esteve a ser vendido pela Amazon.com, até ontem. Mas dificilmente deixará de continuar a ser replicado, negociado e consultado.

O mal-estar e revolta que a obra estava a criar entre os utilizadores da Amazon.com - expressa nos comentários deixados na página e apelando ao boicote da compra do título e pedindo que a Amazon.com o retire da sua lista de vendas - pesou, e muito, na decisão de o retirar do catálogo.

A Amazon.com quando promovia o abjecto objecto justificava-se afirmando que não promovia "actos de ódio ou criminais". Mas, no entanto, apoiava "o direito de cada um tomar as suas decisões individuais de compra".

A Amazon.com recusou-se, quanto pôde, a tirar das suas prateleiras virtuais um guia que tem por objectivo tornar as práticas pedófilas "mais seguras" (sic), acabou por ter de o fazer, depois de dias de polémica e de reclamações. Os eventuais danos comerciais, da manutenção da venda do abjecto objecto, devem ter pesado mais do que os lucros previstos na decisão de o retirar do mercado.

Mas a indecisão e o recuo posterior não abonam em nada as supostas convicções da Amazon. Convicções afoitas, em nome das supremas liberdades. A de violar menores, a de violentar vidas inocentes. E, porque não, imaginamos nós, muitas outras "liberdades"como, por exemplo, a de cada um matar o próximo? A Amazon.com parece ter a segura crença de que para o negócio, hoje em dia, vale tudo. E a verdadeira liberdade vale nada!

Nunca fui comprador de livros pela Internet. Mas para ajudar no negócio sugeria ao colectivo da administração da Amazon, a montar banca, não virtual mas real, na Amazónia, o paraíso toponímico ideal para desenvolver actividades livrescas sem escrúpulos nem remorsos, pelo menos na área temática do Guia.

Na selva quente e húmida, como convém a certas práticas íntimas, a banca poderia aí cumprir a sua meritória acção cultural e de educação e aconselhamento espiritual e sexual, potenciando dividendos chorudos.

Ali, nos tempos livres, que devem ser muitos, recomendava-lhes a leitura e memorização intensiva do Guia do Pedófilo, à semelhança do que faziam os personagens de Farenheit 451, de Ray Bradbury, e que foi transposto por François Truffaut, em 1966, para o cinema. Nesta obra ficcional os livros estavam proibidos e eram destruídos em fogueiras purificadoras como as da Inquisição e cada pessoa decorava uma obra para sobreviver à purga e passar à posteridade.

Inspirados neste exemplo, e nuzinhos, em pelota, poderiam desenvolver aí a sua educativa missão, assimilando os ensinamentos do Guia do Pedófilo. Ao mesmo tempo pregavam, como o Padre António Vieira o fez no Maranhão, à beira da selva amazónica, o sermão de Santo António aos peixes.

Sim porque um pedófilo não deve ser apenas amigo das criancinhas. Também o deve ser dos peixinhos. E se estes, as piranhas do Amazonas, lhes poderem dar um gozo total, roendo-lhes os orgãozinhos e o resto dos seus corpinhos de prazer, porque não? As piranhas também têm direito ao prazer, à vida, à ausência de censura, à ausência de limites, à liberdade total.

Se a Amazon instalar banca na Amazónia, conto lá ir folhear uns livritos. Não prometo que me torne cliente. Mas pelo menos irei constatar, in loco, se os simpáticos peixinhos tiveram muito prazer. É que corpinho de administrador sem escrúpulos deve dar muito gozo.

(Expresso)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Dom Nov 21, 2010 10:21 pm

COMO SE TRATAVAM OS VIOLADORES...

SENTENÇA JUDICIAL DATADA DE 1833 - PROVÍNCIA DE SERGIPE

"Ipsis litteris, ipsis verbis" - TRATA-SE DE LINGUA PORTUGUESA ARCAICA

PROVÍNCIA DE SERGIPE

O adjunto de promotor público, representando contra o cabra Manoel Duda, porque no dia 11 do mês de Nossa Senhora Sant'Ana quando a mulher do Xico Bento ia para a fonte, já perto dela, o supracitado cabra que estava de em uma moita de mato, sahiu della de supetão e fez proposta a dita mulher, por quem queria para coisa que não se pode trazer a lume, e como ella se recuzasse, o dito cabra abrafolou-se dela, deitou-a no chão, deixando as encomendas della de fora e ao Deus dará. Elle não conseguiu matrimonio porque ella gritou e veio em amparo della Nocreto Correia e Norberto Barbosa, que prenderam o cujo em flagrante. Dizem as leises que duas testemunhas que assistam a qualquer naufrágio do sucesso faz prova.

CONSIDERO:

QUE o cabra Manoel Duda agrediu a mulher de Xico Bento para conxambrar com ela e fazer chumbregâncias, coisas que só marido della competia conxambrar, porque casados pelo regime da Santa Igreja Cathólica Romana;

QUE o cabra Manoel Duda é um suplicante deboxado que nunca soube respeitar as famílias de suas vizinhas, tanto que quiz também fazer conxambranas com a Quitéria e Clarinha, moças donzellas;

QUE Manoel Duda é um sujeito perigoso e que não tiver uma cousa que atenue a perigança dele, amanhan está metendo medo até nos homens.

CONDENO:

O cabra Manoel Duda, pelo malifício que fez aa mulher do Xico Bento, a ser CAPADO, capadura que deverá ser feita a MACETE. A execução desta peça deverá ser feita na cadeia desta Villa.

Nomeio carrasco o carcereiro.

Cumpra-se e apregue-se editais nos lugares públicos.

Manoel Fernandes dos Santos
Juiz de Direito da Vila de Porto da Folha Sergipe, 15 de Outubro de1833.

Fonte: Instituto Histórica de Alagoas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Ter Nov 23, 2010 4:03 pm

«Uma dor silenciosa» - vítima do caso Casa Pia publica livro sobre os abusos e a rede.

23.11.2010

Francisco Guerra, vítima e testemunha principal do caso Casa Pia, publica livro sobre os abusos sofridos e a rede de abusos sexuais de menores.

«Testemunha-chave do processo Casa Pia diz que "rede internacional de pedofilia" está ativa em Portugal.

Francisco Guerra, uma das testemunhas-chave do processo Casa Pia, garante que "está ativa em Portugal uma rede internacional de pedofilia que envolve as crianças e os adolescentes da instituição".

A denúncia consta do livro "Uma dor silenciosa", que será lançado no dia 25 deste mês e apresentado pela antiga provedora da Casa Pia de Lisboa Catalina Pestana.»

Na livraria virtual Wook, onde o livro «Uma Dor Silenciosa» pode ser comprado, pode ler-se o seguinte excerto:
«Desde os anos 70, pelo menos, que está activa também em Portugal uma rede internacional de pedofilia que envolve as crianças e os adolescentes da Casa Pia. No nosso país há personalidades do mundo da política, do futebol, empresários e artistas, alguns deles ainda no activo e outros não, que estão implicados na rede. Agora, por causa do processo, todos esses pedófilos e os seus cúmplices estão quietos. Mas a rede não foi desmantelada. Em lugares-chave da Casa Pia estão funcionários que dentro de um ou dois anos, tenho a certeza, activarão mais uma vez este polvo medonho porque, cá fora, estão os pedófilos que nunca foram a tribunal e que continuarão a querer crianças por perversão. Infelizmente, eu sou apenas um empregado de mesa, sem dinheiro. Não tenho quem me proteja e não tenho quem me defenda. Preocupo-me com o que possa acontecer no futuro às crianças que estão na Casa Pia e a outras crianças portuguesas que, não sendo alunas da Casa Pia, também poderão ser apanhadas nesta rede, como aconteceu no passado.» «Conto a minha história por três razões: a primeira de todas é para que a Casa Pia não seja esquecida e não deixe de estar na mira do país inteiro e, sobretudo, de quem deve zelar por ela […]; em segundo lugar, para que toda a gente saiba a verdade sobre o que realmente se passou; em terceiro, e esta é a menos importante das três razões, porque talvez seja uma maneira de eu conseguir encerrar um capítulo muito triste e muito doloroso da minha vida. Embora saiba que nunca conseguirei esquecer o que se passou...»

A dor já não é silenciosa. Há silêncios que gritam de tão fundos e injustos que são. Um dia, que esse dia chegará, o contexto da rede será combatido pelo Estado livre e a verdade do Casa Pia I e do Casa Pia II será exposta, sem cobertura, sem boicote mediático, sem pseudónimo, nem figuras de estilo. Crua, dura e libertadora. Portugal precisa.

Parabéns ao Francisco Guerra, por ter conseguido denunciar os abusos que sofreu, por ter aguentado a ordália do julgamento e as perseguições sofridas, por ter conseguido expor-se publicamente, por não ter desistido e por ter publicado este livro.

(Portugal Profundo)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Qui Jan 06, 2011 10:46 pm

Predadores sexuais libertados por juízes

06.01.2010

Quase todos os dias, o predador sexual de 29 anos esperava por ela ao final do dia, junto à secundária D. José I, na Musgueira, em Lisboa, e obrigava--a à prática de actos sexuais. O sofrimento da criança foi longo, mas o agressor, casado e actualmente desempregado, foi preso pela PJ. Presente ontem no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, o juiz colocou-o em liberdade. Isto no mesmo dia em que Paulo, o homem de 32 anos anteontem detido pela PSP no Barreiro, foi solto depois de ser apanhado em flagrante a tentar violar um rapaz de nove anos.

No caso da menina de 12 anos, os abusos eram consumados junto à escola, sem que professores ou colegas se apercebessem. Contactada ontem à tarde pelo CM, os responsáveis da instituição de ensino escusaram-se a prestar quaisquer declarações, acrescentando que não tinham conhecimento do assunto. "Não podemos comentar uma situação que não nos foi participada", disse uma dirigente. Vítima e agressor conheceram-se em Setembro numa festa. O homem convenceu a menina a dar-lhe o número de telemóvel, pedido a que esta acedeu – nunca imaginando o sofrimento que ia passar. Desde então, o predador sexual não mais a largou. Vigiava-a à entrada da escola e no final das aulas estava à sua espera. Depois levava a menor para as imediações do edifício onde a abusava sexualmente.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   Qua Jan 12, 2011 1:39 pm

Açores: Menina de seis anos violada atrás da igreja

12.01.2011

Quando a menina, de apenas seis anos, chegou a casa, na freguesia de Fenais da Ajuda, na Ilha de São Miguel, Açores, apresentava-se ensanguentada e mal conseguia andar. Mal entrou a porta, fez uma pergunta. "Ó mãe, vais bater-me? É que um senhor fez-me coisas más". A menina tinha acabado de ser violada junto à igreja por um vizinho, de 27 anos, que teve de fugir do local e entregar-se na esquadra da PSP da Maia, uma vez que os populares, revoltados, ameaçavam linchá-lo.

No domingo, decorriam naquela localidade as festas da Igreja dos Santos Reis Magos, pelo que as ruas se encontravam cheias de pessoas. No entanto, os planos do agressor eram outros. Uma vez que é conhecido da menina abusada, e depois de a ter aliciado com algumas guloseimas, conseguiu atraí--la até uma zona isolada nas traseiras da igreja, onde acabou por violar a menor.

A vítima ficou de tal maneira maltratada, que foi transportada ao Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, onde foi mesmo suturada na zona genital. Teve alta durante o dia de ontem. "A minha neta estava suja de sangue, até na boca, e bastante ferida", disse a avó da menina vítima de abuso.

Tudo terá acontecido ao final da tarde de domingo. Durante a procissão, a menina decidiu ir brincar um pouco para a rua. Aliciada pelo violador, um homem solteiro – vive separado da companheira e tem uma menina – e desempregado, a criança foi levada para uma zona erma, onde foi consumada a violação. O acto foi de tal maneira violento, que a menina ficou bastante ensanguentada.

O homem ter-se-á então deslocado a casa para tirar a camisa manchada, e foi para um café, onde negou sempre ter feito qualquer mal à criança. No entanto, teve de fugir dos populares e entregar-se na PSP. Presente a tribunal, recolheu em prisão preventiva.

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
PEDÓFILIA - A PERVERSÃO DA MODA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» CREATIVE CRAZY COLORS ALTA MODA É...ALFAPARF
» Nova no Forum
» Ultimas Noticias!Mais Nepotismo! NA CCB
» Agora a nova moda da CCB na internet é combater a corrupção na igreja!
» Virou moda - Padre é preso por dirigir bêbado e nu, entre outras 'coisitas' mais.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: NOTICIAS E ACTUALIDADES-
Ir para: