A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 OPERAÇÃO FACE OCULTA...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:29 am

Operação "Face Oculta" investiga empresas ligadas ao Estado

O Departamento de Investigação Criminal de Aveiro da Polícia Judiciária desencadeou hoje a operação "Face Oculta", que teve como alvos os domicílios e os locais de trabalho de cerca de 30 quadros médios e superiores de grandes empresas do sector público ou participadas.

Segundo avança a edição online do "Público", estes empresários estarão alegadamente envolvidos em esquemas de favorecimento de um grupo empresarial de Aveiro na adjudicação de obras.

O Económico sabe que as investigações que a PJ está a realizar nas instalações da REN e da Refer estão relacionadas com serviços prestados por empresas de construção e de manutenção de infra-estruturas.

"Estou completamente despreocupado, porque a REN é uma casa transparente", afirmou o presidente da REN, em Madrid, quando confrontado pelo Económico.

Entretanto, o "Diário de Notícias" avançou ao início da tarde na edição online que entre as empresas alvo de buscas encontravam-se também a Galp, a PT e a EDP. O BCP também foi referido, pelo "Correio da Manhã", como tendo sido alvo de buscas.

Empresas desmentem

Fonte oficial da Galp desmentiu que a empresa tenha sido alvo de buscas da PJ e o Económico também sabe que os escritórios da EDP não foram alvo de quaisquer buscas.

Fonte oficial do BCP afirmou, por seu turno, em declarações à "Lusa" que desconhece que a PJ tenha feito buscas nas suas instalações, no âmbito de uma operação relacionada com alegados crimes económicos.

"O banco não tem conhecimento de uma operação desta natureza envolvendo o Millennium BCP", afirmou à "Lusa" fonte oficial da instituição financeira.

Já a Portugal Telecom não quis comentar "algo que se calhar nem aconteceu".

(Diário Económico)


Última edição por Anarca em Qua Nov 18, 2009 1:41 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:32 am

Face Oculta: Supremo diz que escutas a Sócrates são nulas

O Supremo Tribunal de Justiça entendeu que as escutas feitas ao primeiro-ministro, José Sócrates, no âmbito do caso Face Oculta são nulas, noticia o semanário “Expresso” na sua edição online.

José Sócrates e Armando Vara teriam conversado sobre negócios da área da comunicação social

De acordo com o mesmo jornal, o tribunal presidido por Noronha do Nascimento argumentou que as escutas deveriam ter sido previamente validadas por um tribunal superior. Não tendo tal acontecido, o Supremo Tribunal de Justiça, órgão máximo da magistratura judicial em Portugal, já decidiu decretar a nulidade da certidão envolvendo escutas telefónicas em que aparece o primeiro-ministro.

De acordo com o noticiado, José Sócrates e Armando Vara teriam conversado sobre negócios da área da comunicação social, nomeadamente a venda da TVI por parte da Prisa. Noronha de Nascimento recebeu logo em Julho a primeira certidão enviada pelo procurador-geral da República referentes às conversas escutadas entre Armando Vara e José Sócrates.

A LPM, a agência de comunicação que faz a assessoria de imprensa do Supremo, não confirma esta informação.

O procurador recebeu a primeira certidão extraída do chamado processo Face Oculta referente a gravações de conversas telefónicas entre Armanda Vara e o primeiro-ministro, no passado dia 3 de Julho. Esta certidão, referente a cerca de 50 gravações e respectivas transcrições, mereceu despacho de Pinto Monteiro a 23 de Julho, despacho esse que foi enviado ao presidente do Supremo. Noronha do Nascimento, por sua vez, deu um despacho sobre essa certidão, a única que, por enquanto se sabe, envolve uma conversa com Sócrates, no dia 3 de Setembro.

Os dados divulgados pelo gabinete de imprensa da Procuradoria Geral da República desmentem as informações em como Pinto Monteiro estava na posse de certidões enviadas pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Aveiro, há quatro meses, sem lhes dar destino.

Desde o dia 30 de Outubro, aquando do início dos interrogatórios judiciais, um arguido foi colocado em prisão preventiva (o empresário Manuel José Godinho) e três outros foram suspensos de funções: Manuel Guiomar, quadro da Refer, Mário Pinho, funcionário da Repartição de Finanças de São João da Madeira, e José Lopes Valentim, também quadro da Refer-Rede Ferroviária Nacional.

A Polícia Judiciária (PJ) desencadeou no dia 28 de Outubro a operação Face Oculta em vários pontos do país, no âmbito de uma investigação relacionada com alegados crimes económicos de um grupo empresarial de Ovar que integra a O2-Tratamento e Limpezas Ambientais, a que está ligado Manuel José Godinho.

No decurso da operação foram efectuadas cerca de 30 buscas, domiciliárias e a postos de trabalho, e 15 pessoas foram constituídas arguidas, incluindo Armando Vara, vice-presidente do Millennium BCP (que suspendeu as funções), José Penedos e o seu filho Paulo Penedos, advogado da empresa SCI-Sociedade Comercial e Industrial de Metalomecânica SA, de Manuel José Godinho. Um administrador da Indústria de Desmilitarização da Defesa (IDD) também foi constituído arguido no processo Face Oculta, segundo o presidente da Empordef, a holding das indústrias de defesa portuguesas.

(Público)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:33 am

Almeidas do regime

Grandes almas, grandes homens estes que zelam de dia e de noite pelo pântano. Social, económico, político e judicial.
A normalidade e a tranquilidade estão prestes a regressar ao sítio. Depois de uns dias de grande agitação e de muita excitação, as autoridades do costume arregaçaram as mangas, puseram-se ao trabalho e, imagine-se, sacrificando um dia de merecido repouso, vieram dizer aos indígenas que podem ficar descansados, discutir à vontade o destino da selecção nacional e começar a preparar o Natal de todas as compras e hipocrisias.
Tudo bem, portanto. Pelo meio há umas coisinhas sem qualquer importância que o vento do Outono há-de levar para bem longe. Nada de relevante. Afinal, no meio de muita sucata, parece que aconteceram umas conversazinhas pouco edificantes que uns espiões políticos a soldo de uma qualquer força oculta, nacional ou estrangeira, sabe-se lá, puseram a circular para afectar a imagem do sítio e dos seus excelsos governantes. Esses terríveis espiões, que obviamente já têm o seu destino traçado, com um longo e merecido castigo, tiveram até o topete de desconfiar que o senhor presidente relativo do Conselho tinha cometido um atentado contra o Estado de Direito, crime punido até oito anos de cadeia. Almas venenosas, perversas, sem vergonha, que ousaram escutar e emitir certidões em que davam conta das suas suspeições.
É evidente que tal comportamento é inaudito, inadmissível e feriu os mais profundos sentimentos das almas que zelam, de dia e de noite, pela paz social e pelo bom-nome do senhor presidente relativo do Conselho. E assim, antes que seja tarde e a insídia chegue aos ouvidos dos indígenas, vá de destruir tais escutas e enterrar o mais rapidamente possível este triste e lamentável caso que enlameou uma das mais altas figuras do Estado. O sítio, manhoso, pobre, deprimido, cheio de larápios, recheado de mentirosos e obviamente cada vez mais mal frequentado, vai rapidamente retomar a sua vidinha triste e cinzenta. E as autoridades do costume vão imediatamente tomar as medidas necessárias e suficientes para impedir que algum espião perverso ao serviço de forças ocultas possa mais alguma vez perturbar os negócios, os arranjinhos, as vigarices e os tráficos de influência das mais altas figuras do Estado de Direito. É caso para dizer que o sítio não tem presente, não tem futuro, mas tem almeidas competentes e eficazes que no momento certo varrem o lixo para as profundezas do Inferno. Grandes almas, grandes homens estes que zelam de dia e de noite pelo pântano. Social, económico, político e judicial.

António Ribeiro Ferreira, Grande Repórter
Correio da Manhã
16 Novembro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:36 am

A dança da certidão em brasa

No Público, há bocado, 9-12-2009, é dito que afinal a recepção da certidão pelo procurador-geral da República ocorreu em 3 de Julho de 2009 (realmente, há quatro meses...):

«O Procurador Geral da República, Pinto Monteiro, recebeu a primeira certidão extraída do chamado processo “Face Oculta” referente a gravações de conversas telefónicas entre Armando Vara e o primeiro ministro, no passado dia 3 de Julho. Esta certidão referente a cerca de 50 gravações e respectivas transcrições, mereceu despacho de Pinto Monteiro a 23 de Julho, despacho esse que foi enviado ao presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Noronha de Nascimento. O presidente do STJ, por sua vez deu um despacho sobre essa certidão, a única que, por enquanto se sabe, envolve uma conversa com Sócrates, no dia 3 de Setembro.
São dados, divulgados pelo gabinete de imprensa da Procuradoria Geral da República, que desmentem as informações em como Pinto Monteiro estava na posse de certidões enviadas pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Aveiro, há quatro meses, sem lhes dar destino.
O caso teria ficado resolvido com a decisão de Noronha de Nascimento que ainda não foi tornada pública. Mas o DIAP de Aveiro continuou a enviar certidões para o PGR, as últimas das quais, no passado dia 30 de Outubro.
Como não incluíam transcrições nem são conhecidos os seus alvos, Pinto Monteiro pediu mais elementos ao DIAP, elementos esses que está à espera que lhos enviem para analisar. O que, para já, se deduz é que não estão relacionados com o processo conhecido como “Face Oculta”.
A última palavra sobre o destino das gravações que dizem respeito a Sócrates, cabe agora ao presidente do Supremo, como resulta da lei.»
Não se menciona o conteúdo dos despachos, nem sequer se menciona quando foram recebidas as últimas certidões, nem se dizem, ou não respeito ao primeiro-ministro. Alude-se à decisão do Presidente do Supremo, embora não se refira qual a decisão que... já tomou em 3 de Setembro... Menciona-se a questão política das conversas, quando aquilo que importa é o seu eventual relevo criminal que motivou a extracção de uma certidão para inquérito-crime sobre o primeiro-ministro de Portugal.

A batata quente foi atirada pelo procurador-geral para o outro lado da rede, o presidente do Supremo, que falta pronunciar-se publicamente sobre o assunto. Quando mais se fala, menos se diz; quando mais se explica, menos se esclarece.

O esclarecimento ao povo não pode ser um sofisma. Deixemos a questão do inquérito e do pré-inquérito (!), e o seu enquadramento legal, para os juristas. Basta responder de forma clara às seguintes questões:

1. O procurador-geral da República abriu, ou não, um inquérito-crime relativo à certidão sobre o senhor José Sócrates e o Dr. Armando Vara, enviada pelo coordenador do DIAP de Aveiro?
2. O procurador-geral arquivou, ou não arquivou, antes de abrir o inquérito, a referida certidão enviada pelo DIAP de Aveiro?
3. Qual foi o despacho do procurador-geral da República, de 23 de Julho?
4. Qual foi o despacho do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, de 3 de Setembro, emitido sobre o despacho do procurador-geral da República?

(Portugal Profundo)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:38 am

O povo português levou hoje mais um soco no estômago!

Lê-se no Blasfémias:

"O Supremo Tribunal de Justiça, órgão máximo da magistratura judicial em Portugal, já decidiu decretar a nulidade das certidões envolvendo escutas em que aparece o primeiro-ministro José Sócrates.
Segundo apurou o Expresso, a decisão do STJ, presidido por Noronha do Nascimento, baseou-se no facto de escutas envolvendo o primeiro-ministro terem de ser previamente validadas por um tribunal superior."

Há dois pontos a frisar:

1. Por uma tecnalidade conveniente,garante-se a impunidade,mais uma vez,do chefe da máfia.

2.Passa-se a mensagem a todo o aparelho judicial de que não devem perder tempo investigando os criminosos que dominam os orgãos de poder,porque lhes será inútil.

Mostrando-lhes que estão inexpugnáveis,escondidos atrás de leis produzidas pelos próprios.
Qualquer investigação à máfia socretina tem que passar pelos tribunais superiores,onde os tentáculos,meticulosamente colocados,bloquearão o processo e informarão de imediato o Capo,para que este possa retaliar sobre os investigadores independentes.

Há uns tempos atrás foi desencadeada uma operação pela máfia socretina,sobre os investigadores privados,que viram os seus escritórios e casas revistados,para lhes apreenderem material electrónico de escuta e vigilância.
Na altura todos os partidos zurraram de satisfação.
Eu chamei a atenção para que algo de nebuloso se escondia naquela operação.
Eles estvam aterrorizados de que alguém os escutasse e seguisse os seus passos.
Os portugueses,mais uma vez não tugiram nem mugiram.
Vão deixando que o laço se aperte,até que não possam mais respirar.

(Portugal Profundo - Audax | 10.11.09 - 1:32 pm)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:39 am

"Existe um, creio que ex-político e hoje Vice-Presidente de um conhecido banco, de apelido Vara, que hoje se encontra nas bocas do mundo. Não significará certamente o seu apelido que Sua Excelência é um simples aglomerado de porcos. Quanto muito, poderíamos pensar que a figura, fazendo juz ao apelido que tem, não passa de mais um porco daqueles que Abril deu à luz, ou, em linguagem técnica, que Abril pariu. Mas não. A língua portuguesa é muito traiçoeira, e a associação do Sr. Armando a um porco, será certamente uma mera coincidência.

Isto a propósito das suspeitas que agora recaem sobre aquele modesto ex-empregado de balcão da Caixa Geral de Depósitos na sua santa terrinha, sem qualquer habilitação especial de Gestor, que por força de se ter inscrito no sinistro Partido Socialista, conseguiu chegar a Ministro do Guterres do Pântano, criou uma Fundação com finalidades duvidosas chamada da Prevenção e Segurança, e que por actos ainda mais duvidosos ligados à dita Fundação "se viu obrigado" a saír do Governo, sem qualquer consequência que não fosse o ter reingressado na mesma Caixa Geral de Depósitos não no seguimento normal da sua carreira, mas sim "saltando" por cima de todos os seus colegas (que honradamente trabalham no dia-a-dia, e que podem ascender no máximo a Director de Balcão), tendo sido nomeado creio que Director de Património da mesma Caixa Geral de Depósitos, "o Banco de todos nós"... Daí a Administrador da mesma Caixa, foi um salto, e vêmo-lo agora de ar "emproado" como Vice-Presidente de um conhecido Banco Privado nacional, em regime de requisição à CGD...

Não é certamente o apelido que denomina as características morais de uma pessoa, e, que me perdoem os porcos, não é por o senhor se chamar Vara que lhe podemos chamar de Porco ao quadrado. Poderia ser considerado um insulto ao Sr. Armando, ou poderia porventura haver um porco qualquer que se sentisse indignado com a comparação. Tudo isto poderia dar mais um texto para La Fontaine ter escrito uma das suas famosas Fábulas...

Mas a Fábula aqui é outra, e a esse Sr. Armando poderemos sim chamá-lo de corrupto, de porco, e de ladrão, se se provar que fez o que a maioria dos políticos deste horroroso sistema costumam fazer: servir-se da política, para fazer tráfico de influências, servir-se da política para ter cargos de Gestão para os quais não têm qualquer qualificação, mas que servem ou podem servir os interesses obscuros de muita gente. Diz-se por aí que o Senhor Vara poderá ter-se vendido por uns míseros 10.000 EUROS. Não sei se é verdade ou mentira, pouco me importa. Mas que Sua Excelência é arguido num escandaloso caso de corrupção, é! O futuro ditará o qualificativo que lhe havemos de dar, se entretanto não acontecer o que sucede frequentemente: o processo prescrever...

A questão do enriquecimento das figuras políticas, é tema recorrente nos tempos que passam. Hoje em dia, a chamada "Causa Pública", é algo que poucos conhecem. Os políticos vão para os governos na sua maioria para se servir, e não para servir. Triste regime este, que democraticamente nos impõem há 35 anos...

Casos como o do BPN, do BPP, do Freeport, da Fundação Prevenção e Segurança, e muitos outros, seres como Armando Vara, Isaltino de Morais, Dias Loureiro, Valentim (também) Loureiro, Jorge Coelho, Fátima Felgueiras, Ferreira Torres ou outros, são o dia a dia da nossa vida política, e como que parecem naturais, normais... Os senhores começam pobres na sua santa terrinha, e em pouco tempo os vemos com ar de "baronetes do liberalismo", emproados e a cuspir dinheiro pelas costuras. Se aqui não existe corrupção, existe por certo milagre, ou competência em demasia...

Poderemos perguntar-nos se não há em Portugal Gestores competentes, não políticos, com especialização e experiência de Gestão, que possam ocupar os cargos de Gestão que são ocupados hoje em dia por simples traficantes de interesses, que vieram da política. A resposta será sem dúvida positiva, sabemos que há muita gente válida felizmente em Portugal, mas que, por não estar ligada aos partidos do regime, não consegue ascender a lugares no Governo, ou na Gestão das Empresas, públicas ou não. E com isto é Portugal que perde, em nome de favores que se pagam a uns e a outros. Favores muitas vezes obscuros.

Poderemos perguntar-nos o que sabe Jorge Coelho de Gestão ou de Engenharia, para ter ido Administrar a Mota Engil. Poderemos perguntar-nos o que sabia Dias Loureiro de Finanças ou de Gestão, para se ter envolvido na gestão do BPN, e ter feito a "obra" que dizem que fez...

Poderemos perguntar-nos o que sabe Armando Vara de Banca e de Gestão Bancária, para "saltar" de balconista para Administrador, e ser agora Vice-Presidente de um Banco.

O mesmo para muitos outros exemplos. As excepções, que as haverá, serão muito poucas.

Recordo-me que a seguir à malfadada data do 25 de Abril, diziam a alguém que eu conheço bem, que se não se inscrevesse em determinado Partido Político, a sua carreira não iria longe. Essa pessoa teimou em não se inscrever em nenhum partido, fez uma vida honesta, e reformou-se após muito trabalho e suor como simples Director da empresa de Engenharia onde havia trabalhado mais de 27 anos. Outros, menos competentes do que ele, rapidamente foram administradores dessa Empresa, que era de referência, e que hoje se reduz a 5 ou 6 funcionários, de cerca de 600 que tinha, e que está liquidada. Os dos Partidos, estão todos bem governados, e como muitos outros de muitas outras empresas que entretanto fizeram falir, passaram pela Maçonaria e pelos Partidos, e pelos governos, e são hoje gente "de bem" e abastada... Desses com quem nos cruzamos algumas vezes pela rua e dão vómitos só de os ver. De importantes que parecem.

A nossa Pátria está a saque. Da corrupção à pedofilia, passando pela homossexualidade exibicionista que agora se senta aberta e desavergonhadamente em S. Bento, tudo temos. Somos uma Nação adiada. Estamos com uma crise interna pior que a crise mundial que assolou o Mundo nos ultimos meses. A nossa crise actual é pior que a da 1ª República, que Salazar curou. Vivemos de facto num País aviltado com uma profunda crise de valores, de moral, e crise económica e financeira. Vivemos na lama. Nas eleições, preferem não votar mais portugueses do que aqueles que votam - o que põe em causa a legitimidade do regime. Estamos sem rumo, inconscientemente à espera de que alguém venha um dia "pegar nisto".

Os 35 anos de Democracia cleptocrata e impune que nos têm vindo a impôr, trouxeram-nos o descrédito internacional. Não existe no actual sistema uma linha política realmente interessada em ressarcir a Pátria do roubo e da traição de Abril. Do roubo territorial, do roubo moral, do roubo financeiro, do roubo da competência. Somos o País que Saramago merece ter. O do triunfo dos Porcos, de Orwel, que eu saiba não teve Nobel, nem se meteu a falar do que não sabia. Diria mesmo, o País do Vara dos porcos, ou um país gerido por uma verdadeira vara de porcos incompetentes que nos empurram para o abismo, enquanto enriquecem pessoalmente.

Que Deus seja louvado! Que venha nem que seja El-Rei D. Sebastião. Por Portugal, e mais nada! Chega de sofrer." - António de Oliveira Martins

(Portugal Profundo - Vera VF. | 10.11.09 - 2:54 pm)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:40 am

"A nossa Pátria está a saque."
"Somos uma Nação adiada."
Vera VF. | 10.11.09 - 2:54 pm

Cara Vera,
Não me leve a mal, apesar de assinar por baixo o seu comentário, nestes dois pontos não concordo nada consigo, e porquê, vai a minha Cara Amiga (permita-me esta proximidade), perguntar?
É simples, é porque nesta nossa Pátria já não há nada para roubar, o que se roubar hoje, é apenas aquilo que andamos a pedir agora para ser pago lá para as calendas gregas, ou seja, pelos nossos bisnetos, tretanetos ou coisa que o valha, tudo o que tínhamos nosso, "já foi com os porcos há muito tempo" (esta frase até me soa bem, não acham?).
Por outro lado, já não se pode falar em "Nação adiada", porque pura e simplesmente já não há Nação.
Nação, pressupõe, penso eu, que não tenho formação jurídica, antes de mais Soberania, aonde é que ela anda? Não foi vendida a troco de nos colocarem "democraticamente" à força na CEE/UE???
Aonde pára um dos principais factores de soberania e de independência, a MOEDA???
Caso fossemos postos fora da UE, como é que efectuávamos as nossas transacções com o exterior, com conchas, com pedras, com sacos de batatas (infelizmente, já nem isso temos)???
Pois é minha cara Vera, tudo isso já se foi, hoje, resta-nos a lembrança, a lembrança dos tempos em que apesar de sermos um tanto ou quanto ostracizados por muitos países devido à chamada guerra colonial, aceitavam o nosso dinheiro porque sabiam que ele tinha cobertura pelo ouro depositado no BP, os Escudos não eram simples cheques carecas como são hoje em dia o Euro e os seus primos, os Dólares.
Assim, já nem temos nada para roubar que seja verdadeiramente nosso, nem temos Nação adiada, porque também já não temos Nação.
Quanto aos tachos ocupados por indivíduos sem competência mas apenas por estarem ligados aos partidos (todos, sem excepção), mas claro, queria que fosse gente competente, queria que alguma coisa funcionasse a sério, sem a ajuda do Estado, ou melhor, sem que nós não entrássemos para pagar as favas???
Já que falou da Mota-Engil - quase um Estado dentro doutro Estado - pergunto-lhe já agora, depois daquele negócio da Liscount ou lá como se chama, sem ter havido um concurso público, porque é que agora também tem uma empresa ferroviária de transportes de mercadorias, a TAKARGO, que pura e simplesmente está a limpar à CP, o transporte de contentores e outras mercadorias se era um dos negócios rentáveis que a CP ainda tinha, e que ajudava, de alguma forma, a ter prejuízos um pouco menores do que aqueles que tem???
Qual a lógica disso? Porque é que a CP Carga, adquiriu há uns dois ou três anos uma catrefada de locomotivas eléctricas, a série 4700, especificamente para transporte de mercadorias, que custaram milhões e milhões de contos a todos nós, para ser agora uma empresa privada, dirigida por aquele tal de Coelho, que afirmou em tempos, "que quem se mete com o PS leva", a sacar esse negócio muito mais lucrativo do que andara a transportar meia dúzia de passageiros para nenhures, que é o que vai acabar por ficar na CP???
Pode até ser uma situação legal, mas não é moral, pois não é aceitável, que tudo que existe no Estado e que dê lucro se privatize para meia dúzia de mãos, quase sempre as mesmas, e no Estado, fique apenas o que dá prejuízo afundando ainda mais o país.
Se por outro lado, temos umas Forças Armadas que assistem impávidas e serenas ao destroçar da Nação, que; "tanto se lhes faz, como se lhes fez", se temos um PR que não fala, não vê, não ouve e não comenta, que esperanças podemos ter nós na continuidade de Portugal enquanto país, sequer???
Fala-me ainda então em: "Pátria a saque" e "Nação adiada"???
Vamos mas é comer umas castanhas e beber uma água-pé, que deste cantinho à beira-mar plantado, já não há nada para falar, evaporou-se!!!
Cumprimentos.

(Portugal Profundo - LUSITANO | 10.11.09 - 5:13 pm)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:42 am

VERGONHA...

"O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) decretou nulas todas as escutas telefónicas que envolvem o primeiro-ministro, José Sócrates, avançou a edição on-line do semanário 'Expresso'.

Ainda não se sabe o fundamento da decisão judicial, mas tudo indica que os magistrados tenham considerado que José Sócrates, enquanto primeiro-ministro, só poderia ter sido escutado se tal fosse previamente autorizado por aquele tribunal superior.

A obrigatoriedade do procedimento é uma alteração legal feita pelo Governo socialista, já quando Sócrates era primeiro-ministro.

Tal como o CM noticiou oportunamente, as escutas envolvem pelo menos José Sócrates e Armando Vara e dizem respeito, entre outros assuntos, a situações que indiciavam actos de corrupção e/ou tráfico de influências. Estavam em causa negócios que envolviam órgãos de comunicação social, designadamente a venda da TVI e a renegociação da dívida da Global Notícias."

...INSPIRAÇÃO...

http://www.youtube.com/watch? v=6...feature=related

...E HONRA!

http://www.youtube.com/watch?v=_...bus& feature=fvw

(Portugal Profundo - fb | 10.11.09 - 5:45 pm)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qua Nov 18, 2009 1:45 am

Para ler com atenção.

Um comentário elucidativo publicado no InVerbis:

Hoje vi na televisão algo que me impressionou. Ao chegar a Aveiro (para interrogatório, presumo), o arguido José Penedos vinha acompanhado de dois Ilustres advogados (os Drs. Galvão Telles e Rui Patrício). Ora, o Dr. Rui Patrício é vogal do Conselho Superior da Magistratura (CSM), indicado pela Assembleia da República. Não duvidando da honestidade de qualquer um dos referidos, penso que seria altura de se começar a discutir a possibilidade dos membros dos CSM exercerem as funções em exclusividade, naturalmente com remuneração. É que embora os juízes (e o que tem o processo em mãos) sejam certamente independentes, como se sentirão do ponto de vista da pressão psicológica quando o advogado de um arguido a quem pode aplicar medidas de coacção gravosas é membro do órgão responsável pela gestão da sua carreira e pelo exercício da acção disciplinar?

Ontem, em público, Ricardo Rodrigues, advogado, vice-presidente da bancada de deputados do PS, e membro do Conselho Superior do Ministério Público, produziu algumas afirmações que são inequívocas ingerências do poder político-legislativo na orgância e funcionamento do MP ( de que Rodrigues é parte pelo CSMP). Disse que a responsabilidade pela ineficácia do combate à violação de segredo de justiça, é do MP. E até ofereceu,- veja-se bem!- , os seus préstimos em nome do PS, para ajudar a combater esse flagelo que tanto tem atingido esse partido mártir, desde o processo Casa Pia.

Recorde-se que um dos visados mais importantes, denotou em conversa ouvida que se estava mesmo a "cagar" para tal segredo. Mas foi apenas um desabafo, como se sabe. E nenhum dos envolvidos nesse caso, nem os seus advogados, alguma vez violaram tal segredo. No caso das disquetes do envelope nove, por exemplo, foi certamente o MP quem violou tal segredo violentíssimo e o passou para o pasquim 24 Horas, do intrépido Tadeu, agora recolhido no convento da irrelevância.

Ricardo Rodrigues, agora, afiança que o partido mártir está disposto a "ajudar o MP a ter capacidade de investigação em relação às violações graves de segredo de justiça".

Que violações graves serão essas? As que prejudicam as investigações em curso e que encalacraram mais uma vez o PS? As que não poupam as figuras gradas do PS que assim se vêem constantemente envolvidos em trapalhadas que não conseguem explicar devidamente e só por espionagem se compreendem?

Não se sabe. Espera-se que sejam medidas de processo penal. Por exemplo, autorizar escutas para se apanharem os violadores de segredos que andam a investigar os que não querem que se violem os seus segredos...

Entretanto, o problema da independência dos juizes que aquele comentário denota estar em causa ou o problema da autonomia do MP que esta intervenção de Ricardo Rodrigues fustiga, esses são problemas menores. Meros fait-divers. Assuntos "comezinhos".

Ainda em tempo: outra medida processual de grande alcance, para apanhar violadores de segredo são as buscas inopinadas ao jornais. Já aconteceram. No caso do 24 Horas, deu uma barraca enorme com o Tadeu de mãos no ar, com ar de delinquente habitual. Os investigadores foram fustigados e os que agora clamam contra a violação de segredos, deitaram abaixo a PGR de Souto Moura.

Meses depois, por causa de uma operação de outra envergadura e com epicentro no Porto, a investigadora Morgado irrompeu igualmente portas adentro de um jornal e curiosamente nenhum clamor se ouviu, nenhuma voz alterada se notou e nenhum hipócrita crocitou.

Porque crocitam agora?

(Portugal Profundo - Português | 17.11.09 - 7:03 pm)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qui Nov 19, 2009 6:17 pm

Face Oculta: destruir já as escutas de Sócrates é «inconstitucional»

Penalista diz que intercepções só podem ser apagadas no final do inquérito, para que os visados tenham hipótese de as consultar

A destruição das seis escutas telefónicas em que Armando Vara, arguido no processo «Face Oculta» fala com o primeiro-ministro, José Sócrates, determinada pelo presidente do Supremo Tribunal de Justiça, mas ainda não executada, apenas poderá acontecer no final do inquérito sob pena de inconstitucionalidade.

Para o penalista Paulo Pinto de Albuquerque, ouvido pelo tvi24.pt, a Convenção Europeia dos Direitos do Homem, cujos princípios vigoram na ordem jurídica portuguesa, por via do artigo 8º da Constituição, estabelece que não se destroem as escutas telefónicas sem que o visado possa ter acesso ao seu conteúdo, e as possa até, se for o caso, utilizar em sua defesa. Ora, esse acesso apenas poderá ocorrer após o fim do segredo de justiça.

O mesmo penalista considera que a decisão do presidente do Supremo poderia ter sido alvo de recurso para a secção criminal do STJ, tendo em conta o princípio da recorribilidade de todas as decisões, salvo indicação expressa em contrário, mas o prazo para o efeito já se esgotou.

Recorde-se que a decisão de Noronha Nascimento, presidente do STJ, foi tomada a 3 de Setembro e, apesar de só em 30 de Outubro o procurador-geral da República a ter notificado ao procurador-geral distrital de Coimbra para que lhe desse cumprimento, a verdade é que «para efeitos de recurso, os 20 dias do prazo contam-se desde a data em que o primeiro membro do Ministério Público foi notificado», neste caso o procurador-geral da República, explica o professor de direito.

Mesmo a admitir-se que a notificação válida para efeitos de recurso seria a efectuada ao procurador do processo, a verdade é que dificilmente «numa estrutura una e hierarquizada como o Ministério Público, um procurador tomaria a iniciativa de afrontar uma posição do PGR».

Recorde-se que o presidente do Supremo Tribunal de Justiça julgou nulo o despacho do juiz de instrução criminal que autorizou e validou a extracção de cópias das conversas entre Vara e Sócrates e não validou a sua gravação e transcrição.

Já a 2 de Novembro, o PGR recebeu mais quatro certidões com 146 intercepções telefónicas, sendo que cinco também respeitam ao primeiro-ministro.

Pinto Monteiro anunciou no sábado uma decisão sobre estas certidões até ao final da semana.

(IOL Diário)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sex Nov 20, 2009 6:49 pm

Percebe-se o mesmo modus operandis usado no processo Casa Pia (entre outros). O Bibi - leia-se Godinho - já está na "pildra". A intelligenstsia, trabalhando na sombra, movimenta o que tem de movimentar para ludibriar. No velho esquema do dá, baralha, baralha e dá. Os tubarões apanhados no processo, juram a pés juntos inocência, bem suportados pelos arregimentados advogados do costume. Pelo meio, temos os observadores. Uns preocupados, outros a rirem-se às gargalhadas.

Razão tem o Padrinho quando diz que «é um problema comezinho»... De facto, não há dúvidas nenhumas!
Um povo que come tanto bacalhau e um país que mete água por todos os lados, a expressão "águas de bacalhau" é a marca singular que define fielmente o poder judicial em Portugal.

(Portugal Profundo - Odd Fellows | 20.11.09 - 3:54 am)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Dom Nov 22, 2009 2:29 pm

Pinto Monteiro arquiva escutas a José Sócrates

O procurador-geral da República, Pinto Monteiro, comunicou hoje através de uma nota que arquivou as oito certidões extraídas do processo Face Oculta com conversas entre Armando Vara e o primeiro-ministro José Sócrates.Enric Vives-Rubio (arquivo)

Segundo Pinto Monteiro, as cinco escutas não justificam a abertura de um procedimento criminal
Ao contrário do juiz de instrução criminal de Aveiro e do procurador titular do inquérito, João Marques Vidal, que entendiam haver indícios de um crime de atentado contra o Estado de Direito, Pinto Monteiro “considera que não existem elementos probatórios que justifiquem a instauração de procedimento criminal contra o senhor primeiro-ministro ou contra qualquer outro dos indivíduos mencionados nas certidões”.

O procurador-geral da República informa que remeteu as escutas para o presidente do Supremo Tribunal de Justiça, mas informa que essa avaliação em nada alterará o sentido da sua decisão. Esclarece ainda que o arquivamento destas certidões não colide com o processo principal da Face Oculta, que afirma ser “relevante para o saudável funcionamento das instituições democráticas”.

“Após cuidadosa e exaustiva análise de todos os elementos remetidos à Procuradoria-Geral da República [PGR], foi proferido pelo procurador-geral da República, com data de hoje, um despacho onde se considera que não existem elementos probatórios que justifiquem a instauração de procedimento criminal contra o senhor primeiro-ministro ou contra qualquer outro dos indivíduos mencionados nas certidões, pela prática de crime de atentado contra o Estado de Direito, que vinha referido nas mesmas certidões, pelo que ordenou o arquivamento do conjunto dos documentos recebidos”, lê-se na nota enviada pela PGR.

Pinto Monteiro adianta que “os produtos em que interveio o senhor primeiro-ministro foram entregues ao senhor presidente do Supremo Tribunal de Justiça para apreciação dos actos relativos à intercepção, gravação e transcrição das conversações e comunicações referidas”. Mas esclarece que se o “conteúdo desses cinco produtos, por hipótese, não vier a ser declarado nulo, em nada alterará o sentido da decisão já proferida, atenta a irrelevância criminal dos mesmos. “E é só isto, saliente-se, que compete ao procurador-geral da República apreciar”, regista a PGR.

O procurador-geral faz questão de frisar que a decisão de hoje “não colide em nada com o processo Face Oculta, já que os factos referidos nas certidões analisadas não respeitam à matéria que está na origem do processo e aí se investiga”. E acrescenta “O processo Face Oculta prosseguirá com todo o empenho e rigor, estando o procurador-geral da República solidário com o DIAP de Aveiro e os órgãos de polícia criminal que com ele colaboram, considerando-se extremamente relevante para o saudável funcionamento das instituições democráticas que sejam apurados todos os factos a que respeita a investigação por forma a poderem ser sancionados os eventuais responsáveis”.

(Público)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Dom Nov 29, 2009 2:00 am

Suspeitos foram avisados das escutas

Os arguidos no ‘processo Face Oculta’ deixaram de usar os seus telemóveis habituais a partir de 25 de Junho, no auge da polémica causada pelo negócio PT/ TVI, existindo a suspeita de uma fuga de informação nessa altura, quando começaram a chegar a Lisboa as primeiras certidões enviadas pelo DIAP de Aveiro

A Polícia Judiciária conseguiu, porém, descobrir os novos contactos dos arguidos e restabelecer as escutas, que se prolongariam durante pelo menos mais dois meses.

O empresário Manuel Godinho, figura-chave no caso, alguns dos seus mais próximos colaboradores e Armando Vara estão entre esses arguidos. A mudança de telefones pode confirmar-se pelas conversas que envolvem o primeiro-ministro, que constam das certidões enviadas ao procurador-geral da República (PGR), Pinto Monteiro.

Segundo o SOL apurou, nos últimos dias de Junho – quando, perante a polémica levantada pela possível compra da TVI pela PT, José Sócrates anunciou que decidira vetar o negócio –, os contactos passaram a realizar-se através de telemóveis ‘descartáveis’ (ou seja, sem assinatura e que só se podem localizar se os carregamentos forem efectuados com cartões de crédito).

Alguns arguidos passaram a usar não só novos cartões como também novos aparelhos. Mas Manuel Godinho e outros, com menos ‘ciência’ policial, apenas mudaram os respectivos cartões. Só que a PJ montara escutas também ao número de série identificador do aparelho – e assim, à medida que o empresário foi fazendo telefonemas, a Polícia foi identificando os novos números dos outros arguidos e de José Sócrates, conseguindo reconstituir toda a rede de contactos.

felicia.cabrita@sol.pt
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sex Dez 04, 2009 12:46 pm

Face Oculta - Sócrates troca de telemóvel

José Sócrates também trocou de telemóvel no mesmo dia em que Armando Vara e outros arguidos do processo ‘Face Oculta’ mudaram de aparelho. Entretanto, confirmando a notícia da última edição do SOL, o DIAP de Coimbra abriu inquérito a esta estranha coincidência de trocas de telemóvel

O primeiro.ministro mudou de telefone na mesma altura em que os arguidos do processo ‘Face Oculta’. Segundo o SOL apurou, a partir de 25 de Junho o primeiro-ministro passou a recorrer a outros telefones para continuar a contactar o seu amigo Armando Vara, o que originou a extracção de mais certidões que foram encaminhadas pelo DIAP de Aveiro para o procurador-geral da República (PGR).

Conforme o SOL noticiou na passada edição, a troca de telefones e de cartões pelos arguidos do ‘Face Oculta’ que estavam sob escuta registou-se no auge da polémica gerada pela notícia da possível compra da TVI pela PT. Suspeita-se de uma fuga de informação, que contribuiu para que o Governo anunciasse, de um dia para o outro, que iria impedir o negócio, quando este estava à beira de ser concretizado.

Até aí, nas conversas com Armando Vara, José Sócrates surgia como tendo tratado da compra da estação televisiva directamente com a administração da PT. A partir do dia 25 – e depois de no dia anterior ter garantido no Parlamento que desconhecia o caso -passou a assumir que não concordava com a transacção.

(felicia.cabrita@sol.pt)


PS: Mais uma cabala contra o homem...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sab Dez 05, 2009 1:16 am

O desespero é total...

Falsas escutas Sócrates/Vara chegaram à Net...

Que palhaçada...

Não passa de uma manobra para descredibilizar as escutas verdadeiras que vão acabar por vir a público...


http://fliscorno.blogspot.com/2009/12/as-falsas-escutas-socratesvara-que.html
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sab Dez 05, 2009 2:56 pm

"Bugging R us"

O seu novo serviço de escutas.

Vendem-se escutas das melhores proveniências e para todas as Bolsas, recolhidas pelo famosos equipamentos Big Brother, através do seu modelo topo de gama "Le voyeur c est moi".

Consulte o nosso catálogo on line em www.cusco_forever.ouv

Quer ouvir a sua namorada a falar com um amigo ?
Quer saber o que diz o seu patrão sobre si ?
Quer saber como o seu colega conseguiu comprar um BMW melhor que o seu ?
Quer saber porque é que a sua vizinha passa a vida a gemer ?
Quer saber o que almoça o seu chefe ?
Quer saber porque é que os seus vizinhos de cima não têm filhos ?
Quer saber o dinheiro que o seu cunhado tem na conta ?
Quer-se escutar a si próprio ?

Então, não perca tempo e contacte-nos !!

Saiba tudo sobre todos, já !

Não compre imitações, as nossas escutas são originais com o certificado de garantia da conhecida editora STJ representante das marcas PGR, DCIAP, MP, entre outras...

Fazemos orçamentos grátis.
Vamos a casa !

Aproveite a promoção especial:

Pack de 3 escutas com oferta grátis das escutas Sócrates-Vara em "Sensouround", com narração de Manuela Moura Guedes e prefácio da Dra. Manuela Ferreira Leite.

Sempre à escuta, é o nosso lema !!

(Portugal Profundo - jcrf09, em 2009-12-04 23:05:25)
Voltar ao Topo Ir em baixo
BuFFis



Mensagens : 587
Data de inscrição : 02/06/2009
Idade : 106
Localização : Aqui

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Ter Dez 08, 2009 1:53 pm

Armando Vara vai à Grande Entrevista, de Judite de Sousa (RTP1).

Deve ser para fazer o número de Magia:

- Aprenda a transformar sucata em robalos.


(e nós é ke pagamos a entrevista ...)



Neste país, é Carnaval todos os dias...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sex Dez 11, 2009 5:55 pm

Armando Vara devia ser preso depois da entrevista à RTP...

A entrevista é uma provocação ao Ministério Público...

As medidas de coacção foram uma caução de 25 mil euros e a proibição de entrar em contacto com quatro dos arguidos do processo Face Oculta...

A entrevista serviu para passar recados e deve por isso ser preso imediatamente sem admissão de caução...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sex Jan 01, 2010 2:02 pm

"O Dr. Noronha do Nascimento veio publicamente afirmar que José Sócrates não praticou qualquer ilícito..."

Quem é o Dr. Noronha do Nascimento para afirmar, perante o país, que José Sócrates praticou ou deixou de praticar?
É ele o Rei absoluto e os restantes são parolos?
Aquilo que ele diz é Lei?
Quer o presidente do Supremo, quer o procurador-geral da República não cumpriram, até hoje, um preceito constitucional que tem muita importância: o artigo 48.º da Constituição. É chamado "Participação na Vida Pública" e, no qual, depois de se dizer no n.º 1 "Todos os cidadãos têm o direito de tomar parte na vida pública", o n.º 2 acrescenta: "Todos os cidadãos têm o direito de ser esclarecidos objectivamente sobre os actos do Estado e de mais entidades públicas." Ora, esta situação não foi cumprida pelas duas mais altas instâncias do sistema de justiça.
Se acrescentarmos o bailarico que o Procurador e Noronha deram ao país, chega-se a conclusões tristes de mais...e por aqui me fico!

(O Sol - RingoLey, em 2009-12-31)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qui Fev 11, 2010 8:24 pm

Face Oculta

Sol está a ser impresso com título "O Polvo"

O Tribunal Cível de Lisboa aceitou o pedido de providência cautelar para evitar a revelação de mais escutas do processo Face Oculta

15:49 Quinta-feira, 11 de Fev de 2010

A edição desta sexta-feira do semanário "Sol" pode ser impedida de publicar mais notícias que estavam prontas para ser impressas.
O advogado de Rui Pedro Soares, administrador executivo da PT, cujo perfil publicamos na edição desta semana da VISÃO, encontra-se nas instalações do jornal para procurar impedir a publicação de mais notícias que envolvam as escutas do caso Face Oculta.
Segundo fonte do jornal citada pela Lusa, a providência cautelar destina-se ao director, José António Saraiva, e a duas jornalistas, Felícia Cabrita e Ana Paula Azevedo, mas ainda não foi possível notificar nenhum dos três.
Na edição on-line do Sol não surge qualquer notícia ou informação sobre esta providência cautelar ou a publicação de novas escutas.
Rui Pedro Soares é referenciado nas escutas já conhecidas como sendo o homem que estaria a negociar, em nome da Portugal Telecom, a compra da TVI.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Ter Mar 02, 2010 11:21 pm

Negócio TVI

Lacão diz que inquérito Parlamentar só serve para atacar Sócrates

O ministro dos Assuntos Parlamentares acusou hoje o PSD de precipitar uma comissão de inquérito sobre o negócio da TVI com o «único propósito» de promover um «ataque directo e pessoal» à figura do primeiro-ministro

O ministro Jorge Lacão disse estranhar a atitude do líder parlamentar do PSD por «precipitar uma comissão de inquérito» sobre um «tema que não tem outro propósito que não o ataque directo, pessoal, à pessoa do primeiro-ministro».

«Apenas há um objetivo e sempre o mesmo objetivo. Instrumentalizar procedimentos para alcançar um desiderato, combater a figura do primeiro-ministro e do Governo de Portugal», disse, em declarações aos jornalistas na Assembleia da República.

A criação de uma comissão de inquérito sobre o tema representa, reiterou, «uma instrumentalização das possibilidades da ação parlamentar».

O ministro afirmou que o líder parlamentar do PSD entrou numa «contradição de propósitos» sobre o tema, frisando que «há poucas semanas» José Pedro Aguiar Branco teria considerado prematuro criar uma comissão de inquérito antes de finalizadas as audições sobre «liberdade de expressão» que decorrem na comissão parlamentar de Ética.

«A verdade é que até ao momento nenhum facto foi aduzido que justificasse pôr em causa as afirmações do primeiro-ministro» - que alegou não ter sido informado da intenção da PT em comprar a TVI e que não deu instruções sobre o negócio - que «não foram desmentidas ou comprometidas até ao momento».

Questionado sobre se os membros do Governo estão disponíveis para prestar depoimento na comissão de inquérito, Lacão afirmou que o Governo tem «uma atitude de consideração pelo exercício das competências próprias da Assembleia da República».

«Uma coisa é a divergência em relação às atitudes políticas, outra coisa será respeitar o exercício normal das competências do Parlamento», disse.

Lusa / SOL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sex Mar 05, 2010 2:17 pm

Face Oculta - Conspiração no Governo

A ex-secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, foi pressionada por Mário Lino em 2007 e em 2009 para pôr fim ao conflito judicial entre a empresa pública Refer e Manuel Godinho, e restabelecer as relações comerciais com as empresas deste (o grupo O2). Lino terá mesmo salientado que as empresas de Godinho eram ‘amigas’ do PS

A ex-governante foi também contactada por outras pessoas da área do PS, que queriam ver destituído o presidente da Refer, Luís Pardal.

Se não o fizesse, Mário Lino proporia a exoneração em Conselho de Ministros. A ex-governante, ao que o SOL apurou, ameaçou demitir-se, caso Pardal tivesse de sair.

Estes factos que o SOL confirmou junto de diversas fontes governamentais lançam nova luz sobre as provas já reunidas pelo DIAP de Aveiro no processo Face Oculta.

Contactada pelo SOL, Ana Paula Vitorino recusou fazer comentários: «Não quero falar sobre esse tipo de assuntos».

Mário Lino, por seu lado, afirmou ao SOL, há duas semanas: «A administração da Refer foi por mim proposta e reconduzida em 2009. Sempre teve o apoio do Governo». E garantiu: «Nunca recebi nenhum pedido para exonerar o presidente da Refer».

(luis.rosa@sol.pt)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sex Mar 05, 2010 2:19 pm

O Povo estúpido e ignorante do meu país é o culpado por termos hoje, uma quadrilha legalizada que governa este Portugal.

Só um cego não vê as maningâncias e roubos descarados feitos por gente ligada ao Estado e Governo eque nunca têm um fim na Justiça e cujos aliados são exactamente aqueles Orgãos que deveriam proteger os cidadãos, a PGR e o Supremo Tribunal de Justiça. Aliás, este último já deveria ter sido extinto, é um orgão carregado de cheiros do antes do 25 de Abril de 1974.

Coincordo com Medina Carreira, no que disse ontem, que desde há 15/20 anos a esta parte, Portugal tem sido governado por gente canucada, sem conhecimentos, carneirinhos partidários, que não tem sentido de estado. Deu como exemplo a Assembleia da Redpublica, que entre duzentos e tantos deputados, só 30 têm competência para ocupar esse lugar. Eu concordo plenamente e nem percebo porque, podendo o Parlamento ter somente 175 deputados, se opta pelos duzentos e tais. É para darem lugar aos carneiros e boys partidários.
Venha a Revolução; na Grecia está à vista.

(Sol - Trol, em 2010-03-05)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Qui Mar 11, 2010 12:14 am

Sócrates sabia do negócio da PT para adquirir a empresa proprietária da TVI

Sócrates e os seus amigos do PS querem à fina força fazer crer aos portugueses que José Sócrates não sabia do negócio da PT para aquisição da TVI.
Só um parvo, uma pessoa sem qualquer formação política, podia acreditar que o inimigo de estimação do PS e de Sócrates - a TVI - seria negociado sem José Sócrates saber.
Desde logo quem sabe alguma coisa de política sabe que todos os partidos, e PMs, têm um cuidado extremo quanto à comunicação social e tentam sempre dominar o Poder Informativo, os meios de Informação.
Desde logo porque o Poder da Informação é de enorme importância política.
Quem domina a informação detém o Poder.
Depois, o Estado tem goden share na PT - precisamente porque é um sector estratégico , vital, a todos os níveis - e tem de saber tudo o que se passa.
O Poder Político-partidário, para se manter e perpectuar tem de saber lidar com a informação e dominá-la.
Domínio da comunicação social em vários níveis: Directores de Informação; publicidade institucional; renovação ou não de licenças, financiamento bancário; comissários políticos nos órgãos de informação, através da Maçonaria.
No caso das televisões há ainda outras formas de pressão, como é a ameaça de licenciamento de novas estações televisivas; impostos mais elevados; apoio a investimentos no estrangeiro.
Ora, o Estado tem golden share na PT, pelo que nenhum negócio como o em causa, a aquisição de um canal televisivo como é a TVI, seria negociado pela PT sem conhecimento prévio e a concordância do Governo.
Este post não é o local indicado para abordar tácticas e técnicas de dominio político dos meios de comunicação social, que todos os partidos têm, sobretudo os do Arco do *Poder.
Se Sócrates não tivesse conhecimento prévio do negócio da compra da TVI seria um mau político, um político desatento e ele não é desatento.
Estes negócios fazem-se em larga escala e em larga banda: negociações com o Governo Espanhol, todos os contornos burilados, para alterar o rumo da informação, de forma a aborecer o Governo e o PS.
Qualquer aprendiz de político sabe isto.
Para mim é mais que claro que Sócrates sabia do negócio, e até vou mais longe: foi Sócrates e o PS que o determinaram, que lhe moldaram os contornos.
Cristalino, elementar!
É tempo de novas eleições depois de uma moção de censura ao Governo.
O PSD , o CDS e o Bloco de Esquerda vão fazer cair o Governo, logo após as eleições no PSD.
Nem pode ser de outra forma!

Por Portugal!

Posto por José Maria Martins
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Sex Mar 26, 2010 12:54 pm

Face Oculta - Sócrates e Vara falavam em código

Numa conversa telefónica interceptada pelos investigadores do processo Face Oculta, a 6 de Agosto de 2009, já depois de Armando Vara saber que estaria sob escuta, José Sócrates e Vara falam numa estranha linguagem cifrada. O SOL reproduz a conversa na edição desta sexta-feira.

(Sol)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: OPERAÇÃO FACE OCULTA...   Hoje à(s) 6:52 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
OPERAÇÃO FACE OCULTA...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» As Mentiras da Bíblia: a Verdade Oculta Por Trás da Religião!
» As Mentiras da Bíblia: a Verdade Oculta por traz das Profecias de Daniel!
» Quando a Igreja resolve buscar a face de Deus (parte 1) Por Anderson Cassio de Oliveira
» Estatuto do Aluno do Curso de Operações Especiais (COEsp)
» Grupo No/Low Poo no Facebook

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: NOTICIAS E ACTUALIDADES-
Ir para: