A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 THE TOP OF TOPS...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 11, 12, 13  Seguinte
AutorMensagem
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Ter Jun 09, 2009 10:03 pm

A CULTURA AJUDA UM POVO A LUTAR COM AS PALAVRAS, EM VEZ DE O FAZER COM AS ARMAS.
(GLUGIERMO FERRERO)

PERGUNTEM AOS JOVENS: ELES SABEM SEMPRE TUDO.
(PROVÉRBIO CHINÊS)

O MAL DA IGNORÂNCIA É QUE VAI ADQUIRINDO CONFIANÇA À MEDIDA QUE SE PROLONGA.
(AUTOR DESCONHECIDO)

"OS PARAÍSOS PERDIDOS ESTÃO SOMENTE EM NÓS MESMOS."
(MARCEL PROUST)

"TUDO IMPORTA NA ARTE, EXCEPTO O ASSUNTO."
(OSCAR WILDE)

"TODAS AS PESSOAS QUE NÃO FAZEM BARULHO SÃO PERIGOSAS."
(LA FONTAINE)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qua Jun 10, 2009 6:59 pm

Criança dada para adopção tem 30 anos e é divorciado

O Trintão de Elvas, nome de guerra dado pela imprensa, teve uma vida atribulada.

Três meses depois de nascer, foi entregue a um casal para efeitos de adopção.

Passado alguns anos, os pais biológicos requerem a tutela do filho com base em boatos de homossexualidade do pai adoptante.

Os pais biológicos ganham a causa mas passado uns meses, decidem vender o filho, depois de uma proposta irrecusável de um casal de alemães inférteis.

O Trintão de Elvas acabou por não ser vendido porque o cheque era sem cobertura e foi dado a uma tia dos pais biológicos que requereu a tutela do miúdo apresentando, como prova, uma fotocópia do cheque.

Depois o rapaz intervalou entre a casa tia, os pais biológicos e a Casa do Gaiato.

O rapaz foi posteriormente adoptado pela filha do casal candidato a adoptante e não voltou a ser disputado porque os pais biológicos faleceram.

(João Henrique)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qua Jun 10, 2009 7:13 pm

A pedido do cómico Mário Lino – entertainer de almoços e de convívios de autarcas do Oeste – está a organizar-se, para um dos próximos sábados, um passeio ao Oásis Alcochete.

A concentração está prevista para a porta do Ministério das Obras Públicas - à Sé - de onde partirá a caravana de jipes 4X4 que atravessará a Ponte Vasco da Gama com destino ao Deserto a Sul do Tejo.

A primeira paragem será na Área de Serviço da Margem Sul, onde os nossos experientes motoristas necessitam baixar a pressão dos pneus, necessária à circulação nas dunas.

O trajecto até ao Oásis, onde serão servidos carapaus assados e enguias do Tejo, poderá ser feito, por escolha e conveniência dos participantes, quer continuando na caravana de jipes ou em dromedário (uma só bossa), o que torna a aventura muito mais excitante, pois tirando os beduínos tratadores e a areia, os participantes não encontrarão: "pessoas, escolas, hospitais, hotéis, indústria ou comércio"!

Reunidos os participantes será servido o almoço, em tendas, com pratos tradicionais do Oásis Alcochete.

À tarde, a seguir ao pôr-do-sol no deserto - espectáculo sempre deslumbrante - será servido um chá de menta, após o que, a caravana regressa nos jipes, com paragem na área de Serviço da Ponte Vasco da Gama, para reposição da pressão dos pneus.

ALERTA: O tempo urge.

Segundo as sábias e oportunas declarações do Dr. Almeida Santos, M. I. Presidente do PS as pontes são alvos dos terroristas pois podem ser dinamitadas a qualquer momento, pelo que não se devem construir novas, devemos antes aproveitar as que temos, enquanto estão de pé.

Contamos convosco para esta inesquecível aventura ao Deserto a Sul do Tejo!

MUITA ATENÇÃO: A cada participante será exigida uma declaração por escrito em que se compromete a, durante toda a aventura, não referir qualquer das seguintes palavras: diploma, curso, Independente, engenheiro, fax e inglês técnico.

PS – Lamento informar só estarem disponíveis dromedários (1 bossa). Segundo o humorista Mário Lino, os camelos andam por aí à solta.

(Kuasimudo)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qui Jun 11, 2009 3:20 pm

Em 1787, numa estalagem perto de Moulins, estava a morrer um velho, amigo de Diderot, formado pelos filósofos.

Os padres das redondezas estavam extenuados: tinham tentado tudo em vão; o homenzinho recusava os últimos sacramentos.

O Sr. de Rollebon, que passou por ali e que não acreditava em nada, apostou com o pároco de Moulins que, em menos de duas horas, seria capaz de converter o doente aos sentimentos cristãos.

O pároco aceitou a aposta, e perdeu: atacado às três horas da manhã, o doente confessou-se às cinco e morreu às sete.

«Sois, na verdade, muito forte na arte da controvérsia», reconheceu o pároco; «levais a palma aos nossos!»

«Não o controverti», respondeu o Sr. de Rollebon, «meti-lhe medo com o Inferno.»

(J. P. Sartre, A Náusea.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Sex Jun 12, 2009 12:00 pm

Para Bill Gates a estupidez é a nova "regra de ouro" para atingir o sucesso...

Aqui estão alguns conselhos - 11 regras que os estudantes não aprenderão na escola - que o Bill deu numa conferência numa escola secundária:

Regra 1
A vida não é fácil, acostumem-se a isso.

Regra 2
O mundo não está preocupado com a vossa auto-estima.
O mundo espera que vocês façam alguma coisa útil por ele ANTES de vocês se sentirem bem convosco próprios.

Regra 3
Vocês não vão ganhar 5.000 EUR por mês assim que saírem da Universidade. Vocês não serão directores de uma empresa com carro e telefone à disposição antes de terem conseguido comprar o vosso próprio carro e telefone.

Regra 4
Se vocês acham que os vossos professores são rudes, esperem até terem um Chefe.
Ele não vai ter pena de vocês.

Regra 5
Vender jornais velhos ou trabalhar nas férias não está abaixo da vossa posição social.
Os vossos Avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam-lhe oportunidade.

Regra 6
Se vocês fracassarem, a culpa não é dos vossos Pais.
Por isso não os culpem dos vossos erros, aprendam com eles.

Regra 7
Antes de vocês nascerem, os vossos Pais não eram tão críticos como agora.
Eles só ficaram assim por pagar as vossas contas, lavar as vossas roupas e ouvir vocês dizerem que eles são "ridículos".
Antes de quererem salvar o planeta para a próxima geração, desejando consertar os erros da geração dos vossos Pais, tentem limpar o vosso próprio quarto.

Regra 8
A vossa escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim.
Em algumas escolas vocês não chumbam mais de um ano e têm tantas chances quantas vocês precisarem até acertar.
Isto não tem NADA a ver com a vida real.
Se pisarem o risco, são despedidos...
Façam bem à primeira !

Regra 9
A vida não é dividida em semestres.
Vocês não terão sempre os verões livres e é pouco provável que os outros empregados vos ajudem a cumprir as vossas tarefas no fim de cada período.

Regra 10
A televisão NÃO é a vida real.
Na vida real, as pessoas têm que largar o "barzinho" ou a boite e ir trabalhar.

Regra 11
Seja simpático com os "estudiosos" - aqueles estudantes que muitos julgam que são uns idiotas.
Existe uma grande probabilidade de vocês virem a trabalhar PARA eles um dia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Sab Jun 13, 2009 3:37 pm

Ninguém me fará calar.
Gritarei sempre que se abafe um prazer, apontarei os desanimados, negociarei em voz baixa com os conspiradores, transmitirei recados que não se ousa dar nem receber, serei, no circo, o palhaço, serei médico, faca de pão, remédio, toalha, serei bonde, barco, loja de calçados, igreja, enxovia serei as coisas mais ordinárias e humanas, e também as excepcionais...
Tudo depende da hora e de certa inclinação feérica, viva em mim qual um insecto.

(Carlos Drummond de Andrade)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Dom Jun 14, 2009 5:00 pm

"O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo."

(Bertolt Brecht)

"Ser capaz de sentir indignação contra qualquer injustiça cometida contra qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo. É a qualidade mais bela de um militante."

(Ernesto "Che" Guevara)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Seg Jun 15, 2009 8:39 pm




Este quadro chama-se “Bad Boy” e é do pintor americano Eric Fischl, que o pintou em 1981.

Fischl, já anteriormente havia chocado as boas consciências, transportando para a arte um sentido voyeur e ilícito, quando em 1979 pintou o “Sleepwalker”, quadro que mostra um rapaz adolescente de pé, numa piscina de jardim, em pleno acto de masturbação.

Com este “Bad Boy”, Fischl pregou mais uma cavilha no puritanismo americano.

Como sempre e antes da consagração, o pintor foi repudiado e declarado maldito.

Hoje faz parte de qualquer colectânea de pintura moderna, embora não certamente da colectânea da Irmã Wendy Becket, que até o Balthus relega para segundo plano.

Neste “Bad Boy”, o voyeurismo e a transgressão sexual invadem a tela.

O rapaz vê a mulher e nós vemos tudo.

A mulher, madura e nua, plena de luxúria, permanece na cama, indiferente ao tempo e à pressa.

Não parece haver culpa da parte dela.

Ao invés, o rapaz vestiu-se à pressa.

Está completamente vestido e pronto a sair.

Pela pressa da vestimenta, transparece alguma culpa no rapaz, a qual, contudo, o não demove de meter a mão na massa.

As cores usadas por Fischl são escuras e frias, mas o quadro transborda de calor e desejo.

As persianas reflectem-se no corpo da mulher, num gradeamento sugestivo de prisão.

O puto é novinho, macaco, mas está-se nas tintas para as bananas e prefere o roubo da carteira.

Joga jogo duplo, certamente descansado de que não vai haver acusação pública.

A cena é tabu, obscena e perversa.

Fischl transpõe nas suas telas o eterno jogo da transgressão, na arte como na vida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Ter Jun 16, 2009 1:25 pm

Hare Krishna...

Num mosteiro budista habitado por monges carecas vestidos com túnicas de cores laranja e amarelo que meditam silenciosamente, o Grande Dalai Rama levita na posição de lótus quando é subitamente, interrompido pelo jovem e tímido discípulo.

- Mestre, perdoa-me esta interrupção...

- Sim, meu filho. Que inquietação é essa que te leio no rosto e te leva a interromperes o momento divino da meditação em que a alma e o corpo por momentos se fundem e são um só?

- Perdoai-me mais uma vez, Venerável Mestre, por perturbar a Divina Reflexão, mas uma dúvida inquieta-me o espírito e impede-se de atingir a placidez do Nirvana.

- Diz então, meu filho, o que tanto te inquieta, para teres decidido perturbar o estado de plenitude que partilhavávamos com Vishnu.

- Mestre, tenho uma dúvida que me atormenta: é verdade que uma pérola se pode furar pelos seus dois orifícios, enquanto uma mulher apenas se deixa furar por um...

- Sim, meu filho, é verdade. E qual é a tua dúvida?

- Mas, venerável e santo Mestre, ao que parece, há mulheres que se deixam furar pelos dois orifícios! Sendo assim, Mestre, qual é a diferença entre uma pérola e uma mulher?

- É que isso, meu filho, não é uma mulher, mas uma pérola.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Ter Jun 16, 2009 9:33 pm

MENSAGEM PARA OS IDOSOS...

A 3ª idade pode ser a maravilhosa idade da sabedoria, das experiências vividas e do amor despreendido dos avós. Aprenda a gozar os seus anos dourados. Idoso é quem tem o previlégio de viver uma longa vida...

Velho é quem perdeu a jovialidade.

A idade causa a degenerescência das células...
A velhice causa a degenerescência do espírito.

É idoso quando sonha...
É velho quando apenas dorme.

É idoso quando ainda aprende...
É velho quando já nem ensina.

É idoso quando faz exercício...
É velho quando só descansa.

É idoso quando tem planos...
É velho quando só tem saudades.

Para o idoso a vida renova-se a cada dia que começa...
Para o velho a vida acaba-se a cada noite que termina.

Para o idoso o dia de hoje é o primeiro do resto de sua vida...
Para os velhos todos os dias parecem o último de uma longa jornada.

Para o idoso o calendário está repleto de amanhãs...
Para o velho o calendário só tem ontens.

Não esqueça: Quando idoso viva uma longa vida, mas nunca fique velho...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qua Jun 17, 2009 12:06 pm

Momento Cultural

Pessoa e os heterónimos...

Lisboa. 26 de Novembro de 1935

No quarto passa a noite debruçado à secretária.

Confundimo-lo com os livros, papéis, também lápis minúsculos que só ele consegue manusear.

O cinzeiro cheio de pontas de cigarro.

Escreve, compulsivamente, ao jovem amigo Casais Monteiro:

"…Desde criança tive a tendência para criar em meu torno um mundo fictício, de me cercar de amigos e conhecidos que nunca existiram. (Não sei, bem entendido, se realmente não existiram, ou se sou eu que não existo. Nestas coisas, como em todas, não devemos ser dogmáticos.)"

A carta vai a todo o vapor quando Pessoa começa a receber visitas inesperadas.

Caeiro, Reis, Campos e Soares.
Chegam um a um.
É madrugada e já estão todos reunidos.

São surpreendidos por um Pessoa emocionado, papéis em punho.
Terá recebido más notícias? perguntam, preocupados.
O poeta tenta desconversar.
É confuso, perde-se nas palavras, coisa que nunca acontecera antes.
Mas também nunca recebera visitas em tão adiantada hora.

É obra do "Grande Arquitecto do Universo", pensa.
Então que se cumpra o destino...
Aos solavancos:
- Adiei a verdade quanto pude. É chegada a hora de deixar cair a máscara.

Os quatro ansiosos.
Quem está sentado levanta-se, quem está de pé senta-se ou passeia pelo quarto.
Pessoa e o seu discurso enviesado, interrompido por dores e gemidos:
- Numa carta confidenciava a um amigo tudo o que agora sinto que devo dizer-vos.
Um gole de coragem e solta:
- Vocês não existem.

Consternação na assistência.
- É isso, vocês não são mais que personagens da minha criação. Morro e levo-os comigo.

- Só pode ser delírio. Desatino. (diz Álvaro de Campos, ofendido).

- Vou-lhes contar como tudo aconteceu. "Num dia em que finalmente desistira - foi em 8 de Março de 1914 - acerquei-me de uma cómoda alta, e, tomando um papel, comecei a escrever, de pé, como escrevo sempre que posso.
E escrevi trinta e tantos poemas a fio, numa espécie de êxtase cuja natureza não conseguirei definir.
Foi o dia triunfal da minha vida, e nunca poderei ter outro assim.
Abri com um título, O Guardador de Rebanhos.
E o que se seguiu foi o aparecimento de alguém em mim, a quem dei desde logo o nome de Alberto Caeiro.

Aparecido Alberto Caeiro, tratei logo de lhe descobrir - instintiva e subconscientemente - uns discípulos.

Arranquei do seu falso paganismo o Ricardo Reis latente, descobri-lhe o nome, e ajustei-o a si mesmo, porque nesta altura já o via.

E, de repente, e em derivação oposta à de Ricardo Reis, surgiu-me impetuosamente um novo indivíduo.

Num acto, e à máquina de escrever, sem interrupção, nem emenda, surgiu a Ode Triunfal de Álvaro Campos - a Ode com esse nome e o homem com o nome que tem."

- Então, todo este tempo não passámos de uma mentira? (pergunta Ricardo Reis).
Bernardo Soares responde:
O poeta é um fingidor
Mente tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

- Pois esta é a chave, explica Pessoa.

- Não aceito. Morra em paz o meu criador, porque eu cá continuarei vivinho, poetando como sempre (desafia Álvaro de Campos).

- Arre! Que a criação agora vira-se contra o próprio criador.
Deveria ter suspeitado (lamenta-se Pessoa).
E quanto a si, Caeiro?

- Gosto de tudo que seja real e que tudo esteja certo; E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente, porque tudo é real e tudo está certo.

Álvaro de Campos:- Não entendo a sua complacência.

Não está a ver, Caeiro, que Pessoa usou-nos e, principalmente, usou-o.

Compelido a vencer o seu subjectivismo lírico decadentista, venceu-o de forma tão súbita e agressiva que não teve remédio senão dar um nome a esse crítico.

É ai que você surge, para salvá-lo.

Caeiro não esconde seu desgosto.

Pessoa então revela:
- Escrevi, com sobressalto e repugnância, o poema oitavo do Guardador de Rebanhos, com a sua blasfémia infantil e antiespiritualista.
A cada personalidade que consegui viver dentro de mim, dei uma índole expressiva, e fiz desta personalidade um autor, com livros, com as ideias, as emoções, e a arte dos quais eu, autor real, nada tenho, salvo o ter sido, no escrevê-las, o médium de figuras que eu próprio criei.

- Você não tinha esse direito (insiste Campos).

Ainda Pessoa:
- Negar-me o direito de fazer isto seria o mesmo que negar a Shakespeare o direito de dar expressão à alma de Lady Macbeth.
Se assim é das personagens fictícias de um drama, é igualmente lícito das personagens fictícias sem drama, pois que é lícito porque elas são fictícias e não porque estão num drama.
Parece escusado explicar uma cousa de si tão simples e intuitivamente compreensível.
Sucede, porém, que a estupidez humana é grande, e a bondade humana não é notável.

Ricardo Reis, que assistira mudo à revelação, pergunta:
- Mas por que é que você nos inventou? Qual a origem de tudo?

Pessoa, pacientemente, tenta explicar-lhe:
- É o fundo traço de histeria que existe em mim.
Não sei se sou simplesmente histérico, se sou, mais propriamente, um histero-neurastênico.
Seja como for, a vossa origem mental está na minha tendência orgânica e constante para a despersonalização e para a simulação.
Se eu fosse mulher - na mulher os fenómenos histéricos rompem em ataques e coisas parecidas - cada poema do Álvaro de Campos (o mais histérico de mim) seria um alarme para a vizinhança.
Mas sou homem - e nos homens a histeria assume principalmente aspectos mentais; assim tudo acaba em silêncio e poesia…

A resposta não convence, não agrada.
Longe está o tempo em que fora loquaz.
Agora fazem-lhe ouvidos moucos.
Pessoa é todo angústia.
O silêncio que o rodeia.
A incompreensão, mágoa e até o desprezo dos seus outros "eu".
Vira-se para um último apelo.

Fica só com a sua verdade.

(Mirna Queiroz recorrendo a originais de Fernando Pessoa)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qua Jun 17, 2009 9:41 pm

Um homem foi ao cinema e ficou perplexo ao encontrar uma senhora com um cäo pastor alemäo sentado ao colo.

Ainda mais admirado ficou ao reparar que o cão ria quando a cena era para rir.

- Desculpe - disse o homem à senhora - mas estou perfeitamente abismado por o seu cäo gostar tanto do filme.

- Também eu - respondeu a senhora. - Ele detestou o livro!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qui Jun 18, 2009 11:51 am

Uma adivinha...

Há quem dê uma por dia,
Há quem dê duas ou três.
Há quem dê uma por semana,
Há quem dê uma por mês,

E há até quem não dê.
Para complicar a questão,
Aqui fica o berbicacho:
Quem dá fica por cima,
Quem recebe fica por baixo.

O que é?...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qui Jun 18, 2009 11:52 am

Calma...

É a esmola...

PS - A mente é lixada...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qui Jun 18, 2009 10:06 pm

DICIONÁRIO INGLÊS-MADEIRENSE-PORTUGUÊS

(Ler com sotaque Madeirense)

CAN'T
Significa que não está frio Exemplo: O café está can't.

CAN
Usado por quem sofre de amnésia Exemplo: Can sou eu ?

TO SEE
Onomatopeia que representa tosse Exemplo: Eu nunca to see tanto na minha vida.

CREAM
Significa roubar, matar. Exemplo: Ele cometeu um cream.

DARK
Significa generosidade, dar. Exemplo: É melhor dark receber.

ICE E
xpressão de desejo. Exemplo: Ice ela me beijasse !

MAY GO
Pessoa dócil, afável. Exemplo: Ele é muito may go !

MONDAY
Vocábulo usado para ordenar. Exemplo: Ontem monday lavar o carro.

MUST GO
Significa mastigar Exemplo: Ele colocou a pastilha na boca e must go

NEW
Sem roupa Exemplo: Ele saíu de casa new.

PART
Lugar para onde mandamos as pessoas Exemplo: Vá para o raio que o part !

PACKER
Prefixo que indica bastante Exemplo: Eu gosto dela packer-amba !

PAINT
Artefacto para pentear o cabelo Exemplo: Empresta-me o paint !

RIVER
Pior que feio Exemplo: Ele é o river !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Sex Jun 19, 2009 1:10 pm

Uma solução para cada caso...

Num convento das Carmelitas uma jovem mulher aparecia todas as manhãs a rezar junto ao altar da Virgem Maria...

Intrigada, um dia a madre superiora perguntou-lhe o motivo da súplica, ao que a devota respondeu:

- Venho aqui rezar duas ave-marias a pedir um filho.

- E já experimentou um padre nosso? - indagou a madre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Sex Jun 19, 2009 9:32 pm

NÃO ME FALEM EM BANDEIRAS DE PORTUGAL NAS JANELAS...

Só meto uma Bandeira na janela:

Quando Portugal deixar de ser o país da Europa com maior índice de abandono escolar, analfabetismo e corrupção ;

Quando em Portugal ninguém, que trabalhe ou queira trabalhar ou tenha trabalhado toda a vida ou que não possa trabalhar, passe fome;

Quando se construirem menos Centros Comerciais maiores da Europa do que Centros de Saúde, Hospitais, Escolas e Infantários;

Quando nas escolas e ESBAL, os alunos não tenham que ir para as aulas com um balde para apanharem a àgua que escorre dos tectos;

Quando acabar a pouca vergonha do Estado quando gasta 3.500.000€ (com o dinheiro de todos nós) em transportes dos Deputados, enquanto que milhares de cidadãos não têm dinheiro nem para comprar o passe;

Quando as crianças e os velhos forem tratados com dignidade, pelos pais, filhos, professores, educadores, instituições e políticos;

Quando os papás ensinarem os filhos que os Professores devem ser respeitados;

Quando todos os professores forem competentes;

Quando se investigar como é que aquele senhor arranjou dinheiro para comprar o Ferrari;

Quando a violência doméstica, a pedofilia, a violação e todos os crimes cometidos contra crianças, forem punidos com 50 anos de cadeia;

Quando os novos submarinos forem trocados por equipamento para apetrechar condignamente todos os hospitais e escolas do país, e com o que sobrar, se poder comprar tractores e traineiras;

Quando as mães portuguesas deixarem de ter de ir ter os filhos a Badajoz;

Quando a selvajaria anual de Barrancos, acabar por falta de espectadores;

Quando não houver 700.000 portugueses com reumatismo, 1 milhão com asma, 500.000 impotentes, 350.000 c/ osteoporose, 800.000 c/ transaminase pélvica, 430.000 c/ tuberculose, 685.000 c/ deficiência renal, 6.780.000 c/hipertensão, 2 milhões c/sinusite claustrofóbica, 843.000 c/ panaríceos isquémicos galopantes, 2.400.000 c/ problemas auditivos, 300.000 com hérnias discais, 210.000 c/ béri-béri abdominal, 780.000 c/ diversos tipos de cancro 600.000 c/ hipersíase traqueovisceral crónica;

Quando não houver nenhum 1º Ministro que tenha a lata de abandonar o País à má fila, em plena crise, para ir sôfregamente atrás de um qualquer tacho mais aliciante;

Quando o nº de óbitos motivados por incompetência ou negligência médica for de 0%;

Quando a maioria dos Jornalistas souber falar e escrever português, e deixar de fazer constantemente perguntas idiotas aos entrevistados;

Quando a população deixar de eleger para Presidentes da Câmara indivíduos fugidos à justiça;

Quando houver, no estrangeiro, tantas pessoas que conheçam o Eusébio, o Figo, o Cristiano Ronaldo e o Mourinho, como o Camões, o Prof. Agostinho da Silva, O Maestro Vitorino de Almeida, O Prof. Vitorino Nemésio, o Fernando Pessoa e muitos, muitos outros que nunca deram um pontapé numa bola;

Quando houver tantos portugueses que sabem quem são a Maria João Pires e a Helena Vieira da Silva, como os que sabem quem são o Pinto da Costa, o Valentim Loureiro, o Luis Filipe Vieira, o Manuel Goucha, a Cátia Vanessa, o Pedro Abrunhosa, a Júlia Pinheiro, a Quicas Vanzeler, e o Mantorras;

Quando as Helenas Vieira da Silva não tiverem que emigrar para fazer carreira em países civilizados;

Quando o peixe não chegar às mesas, de quem o pode comprar, 10 vezes mais caro do que foi vendido nas lotas, para que mais pessoas o possam comer e menos intermediários se possam encher;

Quando os caçadores deixarem de, sistemáticamente, abandonar os cães no fim da época da caça ou, forem presos se o fizerem;

Quando os pequenos e médios Empresários Portugueses não comprarem o 2º Mercedes e a casinha no Algarve, antes de pagarem os ordenados que devem aos Trabalhadores, as Facturas que devem aos Fornecedores, e as contribuições que devem à Segurança Social e ao Fisco;

Quando projectos como o Aeroporto da Ota e o TGV, tiverem sido, unicamente, brincadeiras de mau gosto;

Quando o Estado e as Câmaras Municipais pagarem os milhões que devem aos Fornecedores e outras Entidades credoras;

Quando os alunos dos diversos graus de ensino, passarem de ano por terem tido notas para isso, e não porque os papás apresentaram recursos idiotas e os Professores e os membros dos Conselhos Directivos tiveram medo de perder o Emprego;

Quando nenhum ministro, professor ou jornalista disser tanhamos ou póssamos;

Quando não for possível assistir ao espectáculo deprimente, com direito a transmissão em directo pela televisão, de um 1º Ministro ir a Tróia, com toda a comitiva, para a varanda de um apartamento alugado e pago com o dinheiro dos nossos impostos, carregar num detonador faz-de-conta (de cartão e esferovite), para teatralizar a implosão de um prédio abandonado, como se se tratasse do lançamento de uma nave para a lua, com 3 astronautas portugueses a bordo;

Quando as obras públicas deixarem de custar sistemáticamente mais do dobro do que foi orçamentado e adjudicado e que a palavra "derrapagem" seja substituída pela palavra "roubo";

Quando nas greves, deixe de ser possível, sistemáticamente, o Governo ou as Administrações das Empresas dizerem que houve uma adesão de 15% e os Sindicatos dizerem que a adesão foi de 95% (um deles, ou os dois, estão a fazer de nós palhaços);

Quando os Polícias não tiverem medo dos ladrões, os ladrões tiverem medo dos polícias e os cidadãos comuns não tiverem medo dos polícias;

Quando figuras ridículas do tipo Zés Castelo Branco, Cinhas e outros Jardins, Hermans Josés (pós 1995), Lilis Caneças e mais 5000 figuras destas que aparecem na televisão e nas Revistas, bem como os Editores das mesmas, estiverem internadas em Unidades de Saúde Mental;

Quando os médicos fizerem greve para obrigar os Governos a dar condições de assistência digna aos cidadãos, em vez de as fazerem exclusivamente por motivos financeiros;

Quando os professores fizerem greve para obrigar os Governos a transformarem o ensino numa actividade digna, para eles e para alunos, e não só por motivos financeiros e outros interesses pessoais;

Quando os Trabalhadores e Médicos que validam baixas fraudulentas, forem presos;

Quando as Empresas deixarem de adulterar as Contas, para fugir ao Fisco;

Quando as áreas de serviço das auto-estradas deixarem de ter clientes, por as pessoas não gostarem de ser escandalosamente exploradas;

Quando não houver mais telemóveis topo de gama do que cidadãos;

Quando todos os comentadores da bola, que debitam verdadeiros tratados de futebol na televisão e na rádio e que escrevem nos pasquins, forem contratados para treinadores dos maiores clubes, pois só assim esses clubes poderão ser todos campeões;

Quando os médicos deixarem de se pavonear nos corredores e nos bares dos hospitais, com o estetoscópio pendurado ao pescoço, pelo mesmo motivo porque os informáticos não andam com o rato, as costureiras não andam com a fita métrica, os boxeurs não andam com as luvas de boxe, os jogadores de snooker não andam com os tacos e os bombeiros não andam com as mangueiras ao ombro;

Quando os milhares de dirigentes das milhares Fundações, fizerem alguma coisa útil para além de receberem o ordenado;

Quando não for verdade que os Deputados faltaram, em massa, ao trabalho para irem passar um fim de semana prolongado ao Algarve, e isso ser a coisa mais natural da vida;

Quando nenhum médico operar o pé esquerdo que está são, de um doente que tem um problema grave no pé direito e, no fim, justificar-se com: "até foi bom, porque assim, já não vai ter o problema no pé esquerdo", sem ser imediatamente expulso da Ordem dos Médicos;

Quando só houver palhaços, nos circos;

Quando a Publicidade enganosa levar os seus anunciantes à prisão;

Quando os projectos de construção forem efectuados por Arquitectos e Engenheiros, e os construtores civis só tratarem da construção;

Quando se souber o resultado de UM SÓ inquérito, que se diz ter sido levantado a diversas figuras públicas e Entidades oficiais, pela presunção de diversos crimes;

Quando as jóias, os Rolls, os Ferrari, os Maserati, os Porshes, os Veleiros, os Rolex, os telemóveis topo de gama, as lagostas, o caviar, os visons, etc, forem taxados a 500% de IVA, os automóveis de 1000cc a 5% e as batatas, o arroz, o azeite, o leite, o açúcar, a fruta, as couves, o pão, os ovos, os frangos, e os transportes públicos a 0%;

Quando encontrar num restaurante ou num café em Portugal, mais empregados portugueses do que estrangeiros;

Quando o futebol voltar a ser um desporto;

Quando os nossos deficientes que vão aos Jogos Paralímpicos, não precisem de andar a fazer peditórios públicos para arranjarem dinheiro para as despesas de deslocação, e tenham direito a ser falados em caixa alta, nos jornais, nas rádios/televisões, quando estão a competir e quando regressam, carregados ou não de medalhas;

Quando entre os indivíduos que têm poder para instalar sinais de trânsito, não haja nenhum pateta entre eles;
Quando ninguém for ao aeroporto, à chegada da selecção nacional, eliminada do campeonato do mundo, só para ofender selváticamente o seleccionador nacional;

Quando nas escolas de condução se ensinar realmente as pessoas a conduzir, em vez de ensinarem a fazer inversão de marcha, arrumar o carro ou não deixar o motor ir a baixo;

Quando os Joões Pintos, os Sabrosas, os Decos, que proliferam no futebol português, apanharem 20 jogos de suspensão de cada vez que simulam um penalty, da mesma forma que quem rouba uma carteira vai preso;

Quando os meus filhos e todos os outros Portugueses da sua geração, puderem planear a vida a mais de 3 meses, e os meus netos e os dos outros Portugueses, tiverem alguma perspectiva de viver um futuro com dignidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Sab Jun 20, 2009 8:59 pm

CURIOSIDADES...

Se alguém gritar durante 8 anos, 7 meses e cinco dias, terá produzido energia sonora suficiente para aquecer uma xícara de café.

O coração humano produz pressão suficiente para jorrar o sangue para fora do corpo a uma distância de 10 metros.

O orgasmo de um porco dura 30 minutos.

Uma barata pode sobreviver 9 dias sem sua cabeça até morrer de fome.

Bater a sua cabeça contra a parede continuamente gasta em média 150 calorias por hora.

O louva-deus macho não pode copular enquanto a sua cabeça estiver conectada ao corpo. A fêmea inicia o ato sexual arrancando-lhe a cabeça.

A pulga pode pular até 350 vezes o comprimento do próprio corpo. É como se um homem pulasse a distância de um campo de futebol.

Alguns leões acasalam até 50 vezes em um dia.

As borboletas sentem o gosto com as patas.

O músculo mais forte do corpo é a língua.

Pessoas destras vivem em média 9 anos mais do que as canhotas.

Os Elefantes são os únicos animais que não conseguem pular.

A urina dos gatos brilha quando exposta à luz negra.

O olho de um avestruz é maior do que o seu cérebro.

A Estrela-do-mar não têm cérebro.

Os Ursos polares são canhotos.

Seres humanos e golfinhos são as únicas espécies que fazem sexo por prazer.

PS: São estes conhecimentos que fazem a diferença num almoço chato...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Dom Jun 21, 2009 11:31 am

Um africano tinha de ir a uma festa mascarado.

Pede então à mulher, uns dias antes, para lhe comprar uma fantasia.

Ao chegar a casa, à noite, vai ao quarto e vê uma fantasia de Super-Homem em cima da cama.

Muito chateado, diz à mulher:

- Mas que merda dos fantasia é essa que tu arranjaste? Tu já alguma vez viu Super-Homem preto? Tu vai trocar essa merda já!

A mulher, lá foi trocar o fato, e desta vez trouxe um fato do Batman. Quando chegou a noite veio novamente gritaria:

- Mulher, tu é burra!!! Tu já viu Batman preto??? Tu vai trocar essa merda outra vez!

Na noite seguinte, quando o marido chega a casa, vai ao quarto e encontra três grandes botões brancos, um cinto branco e um pedaço de madeira comprido. O marido estranha e pergunta:

- Mas que merda dos máscara é esta?

A mulher responde:

- Tu tira os roupa, tu cola os botão nos frente do corpo e tu vai fantasiado de peça de dominó. Se tu não gosta, tu põe os cinto branco e vai vestido de bolacha Oreo! Se tu ainda não gosta, tu pega nos pau, tu enfia os pau no cú, e tu vai mascarado de Magnum!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Seg Jun 22, 2009 10:28 pm

O psicólogo dirige-se ao candidato e diz:

- Vou aplicar-lhe o teste final para a sua admissão.

- Perfeito, diz o candidato.

O psicólogo pergunta:

- Você está numa estrada escura e vê ao longe dois faróis vindo na sua direcção. O que você acha que é?

- Um carro, diz o candidato.

- Um carro é muito vago. Que tipo de carro, um BMW, um Audi, um Volkswagen ?

- Como posso saber?...

- Hum..., diz o psicólogo, que continua:

- Vou ter de fazer uma outra pergunta. Você está na mesma estrada escura e vê só um farol vindo na sua direcção, o que é?

- Uma moto, diz o candidato.

- Sim mas que tipo de moto, uma Yamaha, uma Honda, uma Suzuki?

- Sei lá , numa estrada escura,como posso saber (já meio nervoso).

- Hum..., diz o psicólogo. - Aqui vai a última pergunta: Na mesma estrada escura você vê de novo só um farol, menor que o anterior você percebe que vem bem mais lento. O que é?

- Uma bicicleta.

- Sim mas que tipo de bicicleta, uma Caloi, uma Monark?

- Não sei...

- Você foi reprovado, diz o psicólogo.

Então o candidato dirige-se ao psicólogo e diz:

- Interessante este teste. Posso lhe fazer uma pergunta também?

- Claro que pode. Pergunte.

- O senhor está numa rua iluminada. Vê uma moça com maquiagem bastante carregada e com uma mini-saia vermelha curtissima, com a mala a girar, o que é ?

- Ah! - diz o psicólogo - é uma prostituta.

- Sim, mas quem ? A sua irmã, a sua mulher, a sua mãe?...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Ter Jun 23, 2009 10:01 am

O RICO E O POBRE....

Rico de unhas pintadas: Playboy
Pobre de unhas pintadas: Maricas

Rico com sandálias: Turista
Pobre com sandálias: Mendigo

Rico que come muito: Gourmet
Pobre que come muito: Glutão

Rico a ler o jornal: Intelectual
Pobre a ler o jornal: Desempregado

Rico vestido de branco: Médico
Pobre vestido de branco: Vendedor de gelados

Rico a subir o morro: Faz rapel
Pobre a subir o morro: Volta para casa

Rico no restaurante: Cliente
Pobre no restaurante: Criado

Rico de fato: Empresário
Pobre de fato: Defunto

Rico na Loja: Quanto custa?
Pobre na loja: Estou só a olhar...

Rico a ler este post: Patrão
Pobre a ler este post: Empregado baldando-se ao serviço...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Ter Jun 23, 2009 6:05 pm

Mentiras do dia a dia...


Advogado: - A gente ganha esse processo bem rápido

Ambulante: - É garantido. Qualquer coisa, volta aqui que a gente troca.

Anfitrião: - Mas, já vai?! É tão cedo! Fica mais um pouco.

Aniversariante: - Não tem problema não trazer presente? Sua presença é o que importa.

Bebado: - Sei perfeitamente o que estou dizendo.

Casal sem filhos: - Visite-nos sempre; adoramos suas crianças.

Construtor: - Está quase pronto.

Governante: - Tudo será apurado e os responsáveis serão punidos exemplarmente.

Dentista: - Fique tranquilo. Não vai doer nada.

Desiludida: - Nunca mais! Eu não quero mais saber de homem!

Devedor: - Pago amanhã, sem falta!

Canalizador: - O problema é muita pressão que vem da rua...

Filha de 17 anos: - Vou dormir na casa de uma colega...

Filho de 18 anos: - Volto logo. Antes das 11 estarei estou em casa.

Gerente de Banco: - Nossas taxas de juros são as mais baixas do mercado.

Inimigo do Morto: - No fundo, era um bom sujeito.

Jogador de Futebol: - Foi um bom jogo, nada está perdido.

Ladrão: - Não sei. Isso aqui foi um homem que me deu.

Mecânico: - É a rebibela da parafuseta.

Comerciante: - É muito bom e tem garantia de fábrica.

Namorada nova: - Pra dizer a verdade, nem beijar eu sei...

Namorado: - Você foi a única mulher que eu realmente amei.

Noivo: - Vamos casar o mais rápido possível!

Orador: - Vou dizer apenas umas poucas palavras...

Pobre: - Se eu ficasse rico eu dava dinheiro a quem precisasse...

Recém Casado: - Te amarei até que a morte nos separe.

Sapateiro: - Depois de usar um pouco, ele alarga no pé.

Sogra: - Em briga de marido e mulher não me meto.

Vagabundo: - Faz 3 anos que estou procurando emprego mas não acho.

Viciado: - Essa vai ser a última...Eu juro

Marques Mendes : - Eu, baixava os impostos.

Ministro da saúde: - Vamos melhorar e alargar os cuidados de saúde.

Sócrates: - Vamos criar 150.000 empregos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Ter Jun 23, 2009 11:02 pm

Um autocarro cheio de políticos bate numa árvore numa estrada alentejana perto de um monte.

O dono do monte, que testemunha o acidente, aproxima-se e encarrega-se de enterrar todos os políticos.

Alguns dias depois chega um investigador, que vê o autocarro espatifado e pergunta ao dono do monte o que aconteceu aos políticos que estavam no autocarro.

Enterrei-os, disse o homem.

Mas estavam TODOS mortos, pergunta o investigador?

O homem responde: Havia alguns que diziam que não, mas você sabe como os políticos são mentirosos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Qua Jun 24, 2009 9:13 pm

"Após cavar a 100 metros de profundidade em solo britânico, cientistas ingleses acharam vestígios de fios de cobre, com cerca de 500 anos, e concluíram que seus antepassados já possuíam uma rede de telefones".

Na semana seguinte, para não ficarem para trás, os franceses cavaram 200 metros de profundidade nos subúrbios de Paris, e a manchete dos jornais deles foi a seguinte: "Após escavar a 200 metros em solo parisiense, cientistas franceses encontraram vestígios de fibra ótica, com 600 anos, e concluíram que seus antepassados já possuíam uma rede de telefonica de alta qualidade".

Daí, os portugueses, dias depois resolveram cavar a 300 metros de profundidade em terras portuguesas, e logo os jornais de Lisboa noticiaram o seguinte: "Após escavações a 300 metros de profundidade em solo lusitano, e sem nada encontrar, cientistas portugueses concluíram que seus antepassados já utilizavam telemóveis há 700 anos".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Sex Jun 26, 2009 2:49 pm

TVI vai lançar Morangos com Açúcar - Geração rebelde no Iraque

Moniz anunciou o novo formato depois do conhecimento público de que quinze soldados britânicos, com menos de 18 anos, foram enviados para o Iraque, entre os quais quatro raparigas.

O exército de menores inova na questão da lista dos menores Iraquianos mais procurados.

Em vez de Ás de copas e Valete de paus, temos o Morangoska, o Tequilla Bum Bum e o Tecla 3.

Os soldados matam iraquianos depois de se envolverem em actividades típicas de adolescentes.

Tozé aparece no primeiro episódio a matar o Caipirissíma, alegando que este se agarra muito à bola.

Pipas vai assassinar Pizzaburguer porque este ficou em primeiro lugar no concurso de onanismo e Cámolas descobriu que Sadick Brocas era o autor dos comentários insultuosos anónimos no seu blogue.

Bé, interpretada por Diana Chaves, vai queimar uma tenda cheia de pitas Iraquianas depois de ter sabido que elas andavam a dizer aos tropas menores italianos que ela era gorda e pindérica.

(João Henrique)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: THE TOP OF TOPS...   Hoje à(s) 11:30 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
THE TOP OF TOPS...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 13Ir à página : Anterior  1, 2, 3, ... 11, 12, 13  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: E O VERBO SE FEZ PALAVRA...-
Ir para: