A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 POESIA ERÓTICA...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3 ... 7 ... 14  Seguinte
AutorMensagem
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: POESIA ERÓTICA...   Qua Jun 03, 2009 1:31 pm

Coisa amar

Contar-te longamente as perigosas
coisas do mar. Contar-te o amor ardente
e as ilhas que só há no verbo amar.
Contar-te longamente longamente.

Amor ardente. Amor ardente. E mar.
Contar-te longamente as misteriosas
maravilhas do verbo navegar.
E mar. Amar: as coisas perigosas.

Contar-te longamente que já foi
num tempo doce coisa amar. E mar.
Contar-te logamente como doi

desembarcar nas ilhas misteriosas.
Contar-te o mar ardente e o verbo amar.
E longamente as coisas perigosas.

(Manuel Alegre)


Última edição por Anarca em Qua Jun 30, 2010 11:38 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Qui Jun 04, 2009 11:22 pm

Em teu crespo jardim, anêmonas castanhas

Em teu crespo jardim, anêmonas castanhas
detêm a mão ansiosa: Devagar.
Cada pétala ou sépala seja lentamente
acariciada, céu; e a vista pouse,
beijo abstrato, antes do beijo ritual,
na flora pubescente, amor; e tudo é sagrado.

(Carlos Drummond de Andrade)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Paulina



Mensagens : 7
Data de inscrição : 05/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sex Jun 05, 2009 12:40 pm

Anarca escreveu:
Em teu crespo jardim, anêmonas castanhas

Em teu crespo jardim, anêmonas castanhas
detêm a mão ansiosa: Devagar.
Cada pétala ou sépala seja lentamente
acariciada, céu; e a vista pouse,
beijo abstrato, antes do beijo ritual,
na flora pubescente, amor; e tudo é sagrado.

(Carlos Drummond de Andrade)

Tem grelinhos, tem grelinhos
Tem grelinhos no quintal
Não comas mais grelinhos
Que te podem fazer mal.

(Paulina)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sex Jun 05, 2009 5:28 pm

Orgassema

de semântica sêmea
se insinua o sêmen
na lacona lagoa lacunar
e da sádica sede se ressente
o sentido
no sentido cunar.

se sádica ou sábia
quem o saberá?
Se salubre salgado
o teu sabor a odre
é a onda do útero
é terra que remorde
a espera de esperma
nas ásperas paredes.

e o significado vem
da fricção rítmica e formal
entre as mucosas rubras
do pênis, da vulva, da boca
ou da anal.

E. M. de Melo e Castro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mónica Cacém



Mensagens : 4
Data de inscrição : 06/06/2009
Localização : IC 19, mesmo em frente ao Intermarché

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 06, 2009 4:09 am

cheguei sem avisar
cedo a casa nessse dia
ia te preparar
o jantar supresa que tu querias

mas algo estranho se passava
tinhas chegado antes de mim
e pelo chão roupa espalhada
e algumas peças de cetim

eu a tremer subi a escada
abri a porta e então vi

na minha cama com ela
tu e ela no meu quarto
perdido nos bracos dela
mesmo em frente ao meu retrato

na minha cama com ela
tu e ela na loucura
perdido nos bracos dela
e muito mais que uma loucura

o teu corpo junto ao dela
na minha cama com ela

hoje quero esquecer
esse quadro mas não posso
terei até morrer
estás nos lençois que eram nossos

tenho o desgosto tatuado
eternamente desde então
e cada vez está mais amargo
o sabor dessa traição

selei a porta desse quarto
mas tenho ainda essa visão

(não sei quem é o actor desta poesia, porque na altura andava muito chocada com esta situação, foi um grande desgosto de humor, nem quero que malembre)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango



Mensagens : 440
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 06, 2009 10:25 am

nunca impinei poesia
Sou um chamado inculto poetico
mas adoro Vozes bem atiradas da Garganta como OPERA e ballet
Porque ballet onde tudo parece obra de maricas
ahhhhh...ahhhh
Parece meninos
agarrar numa madame pela cintura rodopiar e atira-la ao ar parece simples
Exp+erimentem e verao
TECNICA imensa tecnica
Quem vos diz é um recordista lançador onde a suplesse tinha que funcionar senao nada feito
depois falta a prosa

Aí meus manos o Mango estica-se nas palavras nos contos nas descriçoes e na ironia .O Mango é um contador de historia
Alias tive um ganda mestre
A nora do Eça de Camões era visita do palacio ...tinha uns gostos estranhos ...tinha uma empregada para lhe fazer cocegas nos pés com uma pena
Prosadores para alem do Eça
Sommerte Maugham meus lindos nunca ninguem se aproximou do maricas ( ser maricas da nisto ...e ja o Shaspear tinha o mesmo gosto )

about
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Cabanas de Tavira



Mensagens : 16
Data de inscrição : 06/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 06, 2009 2:23 pm

Vitor mango escreveu:
A nora do Eça de Camões

Ai que rico! Você realmente é o MÁAAAAXIMO de cultura!! Eu também adoro a poesia do Eça de CAMÕES !!!! Mas olhe, esta gente aqui não SABE NADA!! O Eça de CAMÕES, tem coisas LINDÉRRIMAS, SUPER BLASÉ, mas você vai ao Gloogloogle e não sai nada! Nem na wikipipi, nem nada! Um horror.

E a nora dele, que era nora, porque ERA CASADA COM O NETO, e as mulheres dos netos são noras, NINGUEM SABE estas coisas a NÃO SER VOCÊ que é cultérrimo, são noras em linha directa, porque o Eça de CAMÕES, tinha escrito uma poesia FANTASTICA, que era a ILUSTRE CASA DOS LUSIADAS. Você leu?? Ora diga lá q'aquilo não é do mais é-pico-pico que se pode ver??? NÃO ACHA???





Vitor mango escreveu:
( ser maricas da nisto ...e ja o Shaspear tinha o mesmo gosto )

about

Você também é um fanatique do SHASPEAR???? JURE !!!!!!!! Tou a ver que também leu aquele chef-d'oeuvre dele, o "ABOUT to be, or be to be" !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 06, 2009 2:48 pm

Soneto

Cagando estava a dama mais formosa,
E nunca se viu cu de tanta alvura;
Mas ver cagar, contudo a formosura
Mete nojo à vontade mais gulosa!

Ela a massa expulsou fedentinosa
Com algum custo, porque estava dura:
Uma carta de amores de alimpadura
Serviu àquela parte mal cheirosa:

Ora mandem à moça mais bonita
Um escrito de amor que, lisonjeiro,
Afetos move, corações incita:

Para o ir servir de reposteiro
À porta onde o fedor e a trampa habita,
Do sombrio palácio do alcatreiro!

(Abade de Jazente)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 06, 2009 6:10 pm

Deus sabe que ninguém tem...

Deus sabe que ninguém tem
instrumento igual ao meu:
venham medi-lo e hão-de ver
o tesouro que El' me deu.
Tomai-o isso! Na mão:
é meu timbre de valor.
Quem o gosto lhe descobre
sucumbe de temo ardor.
Tão alto como um pilar
(como um pilar não encolhe)
visto ao longe na distância
de qualquer lado que se olhe.
Venham pegar, e apertá-lo
com força na vossa mão.
E levai-o à vossa tenda,
entre onde os montes estão.
Sede vós a lá guardá-lo
com vossa mão cuidadosa.
Vede quanto ergue a cabeça
como bandeira orgulhosa!
Nem dareis por sua entrada,
tão corajoso ele avança!
Jamais pende como a vela
quando o vento se descansa.
Que el' seja asa da panela
entre as pernas escondida,
tão vazia desde o fundo
até à borda cingida.
Venham ver a maravilha
que logo se ergue tão pronta!
Tão rara e tão portentosa,
tão rica de bens sem conta!
E vejam como endurece
tão forte e tão magistral:
E coluna dura e longa
de uma força sem igual.
Se quereis pega segura,
ou colher que bem remexa,
outra melhor não tereis
para panelas sem queixa.
Pegai nesta que ela esteja
na vossa panela ardente,
lá onde só um instrumento
haverá que vos contente!
Nem sonhais amores
o gosto que vos dará tal espada,
mesmo em panela de cobre
ou de prata chapeada.

(Abus Novas)

(Tradução de Jorge de Sena)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango



Mensagens : 440
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 06, 2009 7:21 pm

José Cabanas de Tavira escreveu:
Vitor mango escreveu:
A nora do Eça de Camões

Ai que rico! Você realmente é o MÁAAAAXIMO de cultura!! Eu também adoro a poesia do Eça de CAMÕES !!!! Mas olhe, esta gente aqui não SABE NADA!! O Eça de CAMÕES, tem coisas LINDÉRRIMAS, SUPER BLASÉ, mas você vai ao Gloogloogle e não sai nada! Nem na wikipipi, nem nada! Um horror.

E a nora dele, que era nora, porque ERA CASADA COM O NETO, e as mulheres dos netos são noras, NINGUEM SABE estas coisas a NÃO SER VOCÊ que é cultérrimo, são noras em linha directa, porque o Eça de CAMÕES, tinha escrito uma poesia FANTASTICA, que era a ILUSTRE CASA DOS LUSIADAS. Você leu?? Ora diga lá q'aquilo não é do mais é-pico-pico que se pode ver??? NÃO ACHA???





Vitor mango escreveu:
( ser maricas da nisto ...e ja o Shaspear tinha o mesmo gosto )

about

Você também é um fanatique do SHASPEAR???? JURE !!!!!!!! Tou a ver que também leu aquele chef-d'oeuvre dele, o "ABOUT to be, or be to be" !

VEjo que sabe da poda e topou logo a grafe
Eu ate sei que Eça se escreve com dois SS e os o Sacode a pera é ingles maricas assumido
Do Essa De camões li todas as cartas que ele escreveu aos amigos
Aconselho a todos . Exas a lamberem por aí
Dos Luisdas sei que joga a ponta esquerda mas eu de futebol pouco sei
sou mais versado ( de versos ) em giugrafia
Alias o termo ingles Camoni vem exactamente desse escritor que foi o Essa de Camoes
Camões = camoni
beijinhos ás madames senhora e ladies
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sam



Mensagens : 34
Data de inscrição : 06/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 06, 2009 7:30 pm

Vitor mango escreveu:
José Cabanas de Tavira escreveu:
Vitor mango escreveu:
A nora do Eça de Camões

Ai que rico! Você realmente é o MÁAAAAXIMO de cultura!! Eu também adoro a poesia do Eça de CAMÕES !!!! Mas olhe, esta gente aqui não SABE NADA!! O Eça de CAMÕES, tem coisas LINDÉRRIMAS, SUPER BLASÉ, mas você vai ao Gloogloogle e não sai nada! Nem na wikipipi, nem nada! Um horror.

E a nora dele, que era nora, porque ERA CASADA COM O NETO, e as mulheres dos netos são noras, NINGUEM SABE estas coisas a NÃO SER VOCÊ que é cultérrimo, são noras em linha directa, porque o Eça de CAMÕES, tinha escrito uma poesia FANTASTICA, que era a ILUSTRE CASA DOS LUSIADAS. Você leu?? Ora diga lá q'aquilo não é do mais é-pico-pico que se pode ver??? NÃO ACHA???





Vitor mango escreveu:
( ser maricas da nisto ...e ja o Shaspear tinha o mesmo gosto )

about

Você também é um fanatique do SHASPEAR???? JURE !!!!!!!! Tou a ver que também leu aquele chef-d'oeuvre dele, o "ABOUT to be, or be to be" !

VEjo que sabe da poda e topou logo a grafe
Eu ate sei que Eça se escreve com dois SS e os o Sacode a pera é ingles maricas assumido
Do Essa De camões li todas as cartas que ele escreveu aos amigos
Aconselho a todos . Exas a lamberem por aí
Dos Luisdas sei que joga a ponta esquerda mas eu de futebol pouco sei
sou mais versado ( de versos ) em giugrafia
Alias o termo ingles Camoni vem exactamente desse escritor que foi o Essa de Camoes
Camões = camoni
beijinhos ás madames senhora e ladies

Eu sou o Sam
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Dom Jun 07, 2009 12:44 pm

Entrevista

Um homem do mundo me perguntou:
o que você pensa do sexo?
Uma das maravilhas da criação eu respondi.
Ele ficou atrapalhado, porque confunde as coisas
e esperava que eu dissesse maldição,
só porque antes lhe confiara:
o destino do homem é a santidade.
A mulher que me perguntou cheia de ódio:
você raspa lá? Perguntou sorrindo,
achando que assim melhor me assassinava.
Magníficos são o cálice e a vara que ele contém,
peludo ou não.
Santo, santo, santo é o amor que vem de Deus,
não porque uso luva ou navalha.
Que pode contra ele o excremento?
Mesmo a rosa, que pode a seu favor?
Se "cobre a multidão dos pecados e é benigno,
como a morte duro, como o inferno tenaz",
descansa em teu amor, que bem estás.

(Adélia Prado)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Seg Jun 08, 2009 5:37 pm

XLVI

(Finjo que não vejo as mulheres que passam, mas vejo)

De súbito, o diabinho que me dançava nos olhos,
mal viu a menina atravessar a rua,
saltou num ímpeto de besouro
e despiu-a toda...

E a Que-Sempre-Tanto-Se-Recata
ficou nua,
sonambulamente nua,
com um seio de ouro
e outro de prata.

(José Gomes Ferreira)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Ter Jun 09, 2009 4:59 pm

Vi a porteira do mundo entre as pernas da mulher


Caindo em sono profundo
de repente eu tive um sonho
e nesse sonho bisonho
VI A PORTEIRA DO MUNDO
e descobri num segundo
que aquilo que o homem quer
tem mistério e tem mister
mas é fácil de se achar
é somente procurar
ENTRE AS PERNAS DA MULHER.

(José Honório)




--------------------------------------------------------------------------------
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Qua Jun 10, 2009 6:41 pm

Do teu cheiro

O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábios
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perder
em meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim...

(Ademir Antonio Bacca)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Qui Jun 11, 2009 3:17 pm

Menina, mulher amante

Menina, mulher amante,
com seus olhos brilhantes,
quero ter você por um instante,
e beber teu prazer constante...
Beijar o teu corpo gostoso,
lamber seu pescoço,
e ser grudento aos poucos...
Se te quero tanto assim,
nesta ilusão tão ruim,
é porque para mim,
és um castigo sem fim...
Na minha serra querida,
tu és a minha guia,
te quero nua de dia,
nem que seja por fantasia...

(Adolfo Capella)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sex Jun 12, 2009 7:38 pm

Poemas para a amiga (fragmento

Contemplo agora
o leito que vazio
se contempla.
Contemplo agora
o leito que vazio
em mim se estende
e se me aproximo
existe qualquer coisa
trescalando aroma em mim.

Onde o teu corpo, amante-amiga,
onde o carinho
que compungido em recebia
e aquela forma que tranquila
ainda ontem descobrias?

Agora eu te diria
o quanto te agradeço o corpo teu
se o me dás ou se o me tomas,
e o recolhendo em mim,
em mim me vais colhendo,
como eu que tomo em ti
o que de ti me vais doando.

Eu muito te agradeço este teu corpo
quando nos leitos o estendias e o me davas,
às vezes, temerosa,
e, ofegante, às vezes,
e te agradeço ainda aquele instante (o percebeste)
em que extasiado ao contemplá-lo
em mim me conturbei
� (o percebeste) me aguardaste
e nos olhos te guardei.

Eu muito te agradeço, amante-amiga,
este teu corpo que com fúria eu possuía,
corpo que eu mais amava
quanto mais o via,
pequeno e manso enigma
que eu decifrei como podia.

Agora eu te diria
o que não soubeste
e nunca o saberias:
o que naquele instante eu te ofertava
nunca a mim eu já doara
e nunca o doaria.

Nele eu fui pousar
quando cansado e dúbio,
dele eu fui tomar
quando ofegante e rubro,
dele e nele eu revivia
e foi por ele que eu senti
a solidão, e o amor
que em mim havia.

Teu corpo quando amava
me excedia,
e me excedendo
com o amor foi me envolvendo,
e nesse amor absorvente
de tal forma absorvendo,
que agora que o não tenho
não sei como permaneço nesta ausência
em que tuas formas se envolveram,
tanto o amor
e a forma do teu corpo
no meu corpo se inscreveram.

(Affonso Romano de Sant'Anna)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Sab Jun 13, 2009 3:47 pm

Aves sem pouso

Percorro o território do teu corpo
e um ninho, um pouso busca a boca cega
salivando saliências e reentrâncias
que dás e negas, tão cheia de graça,
e és tão cheia de ninhos, só que pairas
em páramos que esboças pelo teto
quando descerro as portas que me trancam
o coração, e o coração já voa
também por outros páramos, por onde
como soltos no espaço nós soltamos
essas aves que em vão buscam um pouso.

(Afonso Félix de Sousa)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Seg Jun 15, 2009 1:41 pm

Ele

Ele
Agarra-me os cabelos
Morde-me os braços
Beija-me os dedos
E não me diz nada
Não me toca sequer.
Mas para eu me sentir amada
E me sentir mulher
Bastam-me os seus olhos...

Até que eu solte de mim
O cio da fera
Que ando a mascarar de branca asa
E o arraste por fim
Sem pudor sem roupa
Para a minha casa!

(Julieta Lima)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Qua Jun 17, 2009 12:10 am

Uma menina

água, tua música de pele
e cheiro fluindo de florações
impalpáveis, chuva acesa
no centro do abismo, onde flutuam
manhãs

terra, teus passos tua voz teus
ruídos de amor e um gozo
além das cordilheiras do sonho
tecendo galáxias, vertiginosa
raiz

ar, teu gesto marinho, olhos
feitos do arremesso do mar
e a centelha invisível a mover
os labirintos do vento, cósmica
serpente

fogo, teu corpo de medusas
e feridas vivas, vulcões,
planeta todo luz, talvez paixão,
pássaro tatuado nas estrelas,
coração

(Afonso Henriques Neto)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Dom Jun 21, 2009 4:36 pm

Objecto de amor

De tal ordem é e tão precioso
o que devo dizer-lhes
que não posso guardá-lo
sem a sensação de um roubo:
cu é lindo!
Fazei o que puderdes com esta dádiva.
Quanto a mim dou graças
pelo que agora sei
e, mais que perdôo, eu amo.

(Adélia Prado)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Qua Jun 24, 2009 6:11 pm

Eu e Juliana

No tempo em que fui menino
não tinha televisão
por isso meu passatempo
era bodoque e pião
tomar banho lá no riacho
e pegar "aduvinhão".

No entanto eu fui crescendo
e já estando um rapaz
ajudava o velho Pedro
a cuidar dos animais
e também da plantação
lá do sítio de meus pais.

E nesse tempo eu ainda
sem ter mulher conhecido
de vez em quando eu sentia
algo em mim endurecido
quando chegava na mente
um pensamento atrevido.

Porém só fui descobrir
o prazer que ele traz
ao conhecer Juliana
(era bonita demais)
era mesma uma poltranca
que não esqueço jamais.

É dela que passo agora
a descrever o roteiro
e também do nosso caso
que é todo verdadeiro
muitas vezes repetido
no nordeste brasileiro.

No jardim da mocidade
o mundo tem mais olor
os dias são mais festivos
a noite tem mais primor
a mente é cheia de sonhos
e o peito cheio de amor.

Juliana foi a tara
que eu tive na adolescência
com ela foi que vivi
a primeira experiência
numa tarde de janeiro
na solidão da querência.

Momentos inesquecíveis
com Juliana eu passei
passeando pelos campos
de fazenda onde morei
e desses nossos passeios
eu jamais esquecerei.

Mesmo ficando caduco
agindo como criança
na minha senilidade
(que se não morrer, me alcança)
eu sei que Juliana vai
estar em minha lembrança.

Ela sempre me levava
pros passeios matinais
pelos rios, pelos campos,
por dentro dos matagais
e desses dias tão bons
sinto saudade demais.

E em nossas cavalgadas
vendo aguçado o sentido
fazia versos pra ela
cantando no seu ouvido
tendo o sol por testemunha
de nosso amor proibido.

Uma vez aconselhado
pelo "nego" Nicanor
levei Juliana pro mato
por entre ânsia e pavor
comecei a lhe alisar
mesmo com certo temor.

E ela naquele instante
pareceu compreender
aquilo que eu queria
pois ficou a se mexer
ficando assim, mais arisca
aumentando o meu querer.

Pus as mãos em suas ancas
e engatei na traseira
ela ficava impassível
satisfeita, prazenteira
saciando meus instintos
na bestial brincadeira.

Depois disso muitas vezes
levei pra junto do rio
aonde tinha um barranco
e então nesse baixio
eu pegava a Juliana
quando ela estava no cio.

Foi tão grande a atração
que por ela eu sentia
que me tornei um escravo
daquela égua vadia
cada vez mais penetrando
na sua ardente enchovia.

Nem o canto das sereias
que dizem ser sedutor
me faria desprezar
o prazer e o calor
que Juliana me dava
quando lhe fazia amor.

Foram dezenas de vezes
de conjugação carnal
pois tarei em Juliana
mas eu achava normal
Juliana era uma... égua
que não tinha outra igual.

Não queria nem saber
de almoçar e de jantar
só pensava em Juliana
ia pra todo lugar
que vida boa era aquela
como gosto de lembrar.

E nas horas vespertinas
quando o sol desvanescia
pegava sela e arreios
com Juliana eu saía
só voltava quando a noite
os campos verdes cobria.

O meu pai desconfiou
desse meu procedimento
e num dia de domingo
seguir-me teve o intento
e o fez bem sorrateiro
a tudo ficando atento.

E em flagrante delito
por meu pai fui apanhado
e levei um grande pito
que fiquei acabrunhado
mas o que houve depois
foi o golpe mais pesado.

Meu pai não se conformando
com a minha perversão
vendeu então minha égua
foi grande a decepção
ficou por mais de um mês
tristonho meu coração.

Não tendo mais Juliana
eu não quis substitutas
e passei a paquerar
as mais trigueiras matutas
me saciando nas zonas
com devassas prostitutas.

Mas ainda não achei
nenhuma mulher mundana
que seja bastante escrota
experiente e sacana
pra meu causar os prazeres
que tive com Juliana.

Este caso aqui contado
é um fato bem real
que inda hoje acontece
dentro do meio rural
e passa despercebido
do povo da capital.

Agradeço a todos que
me comprar um exemplar
pois comprando este folheto
ao autor vai ajudar
prestigiando o trabalho
do artista popular.

(José Honório)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Qui Jun 25, 2009 9:27 pm

Moça na cama

Papai tosse, dando aviso de si,
vem examinar as tramelas, uma a uma.
A cumeeira da casa é de peroba do campo,
posso dormir sossegada. Mamãe vem me cobrir,
tomo a bênção e fujo atrás dos homens,
me contendo por usura, fazendo render o bom.
Se me tocar, desencadeio as chusmas,
os peixinhos cardumes.
Os topázios me ardem onde mamãe sabe,
por isso ela me diz com ciúmes:
dorme logo, que é tarde.
Sim, mamãe, já vou:
passear na praça em ninguém me ralhar.
Adeus, que me cuido, vou campear nos becos,
moa de moços no bar, violão e olhos
difíceis de sair de mim.
Quando esta nossa cidade ressonar em neblina,
os moços marianos vão me esperar na matriz.
O céu é aqui, mamãe.
Que bom não ser livro inspirado
o catecismo da doutrina cristã,
posso adiar meus escrúpulos
e cavalgar no topor
dos monsenhores podados.
Posso sofrer amanhã
a linda nódoa de vinho
das flores murchas no chão.
As fábricas têm os seus pátios,
os muros tem seu atrás.
No quartel são gentis comigo.
Não quero chá, minha mãe,
quero a mão do frei Crisóstomo
me ungindo com óleo santo.
Da vida quero a paixão.
E quero escravos, sou lassa.
Com amor de zanga e momo
quero minha cama de catre,
o santo anjo do Senhor,
meu zeloso guardador.
Mas descansa, que ele é eunuco, mamãe.

(Adélia Prado)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Dom Jun 28, 2009 1:44 pm

Fascínio

Casado, continuo a achar as mulheres irresistíveis.
Não deveria, dizem.
Me esforço. Aliás,
já nem me esforço.
Abertamente me ponho a admirá-las.
Não estou traindo ninguém, advirto.
Como pode o amor trair o amor?
Amar o amor num outro amor
é um ritual que, amante, me permito.

(Affonso Romano de Sant'Anna)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca



Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   Seg Jun 29, 2009 9:43 pm

Vermelho

Tua,
de seda e feno
no transe da metáfora
a fenda soletrada-sol,
vala de luz, vocabulário

Tua, folhagem. O
olho
alcança o Olho,
desce aos infernos:

sonha o cabelo da urna,
o vermelho
da cifra, a ferida
no centro da fogueira

Tua, tua

(Age de Carvalho)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: POESIA ERÓTICA...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
POESIA ERÓTICA...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 14Ir à página : 1, 2, 3 ... 7 ... 14  Seguinte
 Tópicos similares
-
» eletricidade estática = FRIZZ
» Maquina automática de fazer pizza.
» Alguém utiliza camara climática para guardar as bolinhas de massa?
» CONHECENDO MELHOR OS INGREDIENTES COSMETICOS
» Batendo papo com um cristão, um fanático da CCB

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: MOMENTOS DE POESIA-
Ir para: