A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Sab Jul 25, 2009 8:35 pm

CARTA ABERTA AO SR. EMÍDIO RANGEL

Exmo. Sr. Rangel:

Não sou uma figura pública como V. Exa., nem tenho um jornal que acolha as minhas opiniões. Felizmente existe hoje a blogosfera e os amigos para publicar o mais possível a nossa opinião; espero que esta carta chegue até si!

Sou apenas um dos 143 000 professores deste país e um dos 100 000 que estiveram na Marcha da Indignação no dia 8 de Março, dia em que fui brindado com o seu artigo de opinião a que batizou de «HOOLIGANS EM LISBOA». Ei-lo:

Como deve estar à espera, depois daquilo que escreveu, ou coloca uma venda nos olhos e uns tampões nos ouvidos ou terá de ver e ouvir os argumentos dos visados. Como quem não se sente não é filho de boa gente, e fui um dos seus alvos, o seu artigo merece-me uma resposta, bem ao estilo político e jornalístico, em dez breves pontos. Está preparado? Cá vai:

1) A sua legitimidade para me chamar «hooligan» é a mesma que eu tenho para lhe chamar palerma, idiota e atrasado mental! Repito: a legitimidade é exactamente a mesma!

2) A sua legitimidade para me chamar comunista e que o Prof. Mário Nogueira (não é Sequeira, sr. Rangel) é um assalariado do PCP e que tal partido alugou 600 autocarros para a manifestação, é a mesma que eu tenho para lhe chamar fascista, assalariado do PS e alugado por este partido para emitir estas imundas alarvidades. Repito: a legitimidade é exactamente a mesma!

3) Os professores e os empregados da Lisnave são cidadãos dignos, que trabalham toda a vida para sustentar as suas famílias com ordenados por vezes miseráveis, não são jornalistas de segunda que andam à crava de pequenos tachos de ocasião, depois de fracassarem pessoal e profissionalmente à frente de grandes cadeias de televisão, com ordenados de rei para gastar em opulentas noitadas algarvias!

4) A maioria dos professores que V. Exa diz ainda terem dignidade, comparando-os aos seus, somos todos nós, Sr. Rangel, porque somos 143 000, estavam lá 100 000, sendo que dos 43 000 que não estavam certamente 40 000 não estiveram apenas de corpo e os restantes 3000, ou por aí, serão os inevitáveis fundamentalistas partidários, cuja religião PS lhes ofusca a lucidez!

5) V. Exa nunca pertenceu à nossa classe! V. Exa foi professor, mas universitário e, não lhe retirando mérito pela formação que isso permitiu, fique sabendo que ser professor universitário nada tem a ver com o que se passa nas nossas salas de aula, onde todas as crianças e jovens têm lugar, os bons, os maus, os educados, os mal-educados, os civilizados, os selvagens, os ricos, os pobres, os inteligentes, os deficientes, os meus filhos, os seus filhos… Enfim, não se trata de um lugar onde uma clivagem por resultados escolares, permite que tenhamos uma sala com 20 ou 30 alunos com toda a socialização feita e a quem basta dar bibliografia e pouco mais!

6) V. Exa ignora por completo o que o ME quer impor nas escolas e aos professores, pois isso sim, é que favorecerá a incultura, deseducação, a anarquia pedagógica, em que o obrigatório facilitismo formará uma geração de humanoides completamente ocos de valores, cultura e sabedoria; eu sou um produto do sistema que V. Exa acusa de iníquo e sei o que significa dignidade, respeito, admiração, ponderação, civismo, tolerância… enfim, tudo o que V. Exa não revela, na sua miserável crónica!

7) Vergonha devem sentir os cidadãos portugueses de terem de levar com opiniões de jornalistas ( esses sim, é que são pseudo) completamente esventrados de sensatez, isenção e responsabilidade. Este artigo de V. Exa é o epíteto do desnorte e testemunho de um intoxicado intelecto!

8 ) A Ministra é corajosa e determinada? Estamos de acordo. Acontece que V. Exa confunde estes conceitos com clareza, responsabilidades e, sobretudo, com justiça e sentido de visão estratégica para a Educação. Todos os grandes facínoras políticos da História eram corajosos e determinados!

9) Todos os que V. Exa chama estúpidos e que, sendo do PSD, do PCP ou daquilo que o você quiser, apoiam e compreendem a causa dos professores, se o fazem por antipatia política ou oportunismo, e sei que os há, tal adjectivo assenta-lhes que nem uma luva; aos restantes, que são infinitamente mais, não os confunda com um espelho!

10) V. Exa pertence, ou pelo menos pertenceu, a uma recente classe de portugueses, muito inferior à dos professores, quer em número quer em dignidade, cujo novo – riquismo aliado ao corrupto mercado da imagem, fazem de vós uma praga infestante para o cidadão comum, que luta todos os dias contra as dificuldades de um país minado por políticos fajutos e incompetentes e por um jornalismo bacoco e de algibeira, do qual V. Exa é um belo protagonista!

Paulo Carvalho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Sab Jul 25, 2009 8:37 pm

Citações de Emílio Rangel:

«Moniz perdeu a tramontana. Será que ele não vê o 'Jornal Nacional de sexta Feira'?»
CM 25.Abril.2009

«Fui banido da SIC e isso magoa-me»
Sábado 31.Out.2007

«O Dr. Balsemão estragou um dos projectos mais fascinantes do mundo da comunicação [a SIC].»
CORREIO DA MANHÃ, 14 Jan 2007

«As televisões tem a obrigaçao de oferecer programas de entretenimento, mas não os que violam a condição humana.»
in 24horas, 28.09.2006
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Sab Set 05, 2009 10:10 pm

Emídio Rangel elogia decisão de acabar com espaço que «envergonha jornalistas»

O antigo director da RTP e SIC, Emídio Rangel nega, em declarações à TSF, contactos por parte da Prisa para ocupar qualquer lugar na TVI, critica a forma «irresponsável» como reagiram os partidos da oposição ao fim do Jornal Nacional da TVI e elogia a decisão de acabar com um espaço que «envergonha os jornalistas».

(TSF)


PS: Já estava admirado por este infeliz não botar faladura...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Qua Abr 07, 2010 6:40 pm

Juízes e magistrados do Ministério Público processam Emídio Rangel

A Associação Sindical dos Juízes (ASJ) e o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMM) vão processar Emídio Rangel, devido ao teor das declarações do jornalista e ex-director da SIC e da RTP no Parlamento, ontem

Ontem, na audição parlamentar na Comissão de Ética, Sociedade e Cultura, Emídio Rangel acusou a ASJ e o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público de descredibilizarem o jornalismo sério, passando documentos processuais aos jornalistas.

Os sindicatos, alegou Rangel, «obtêm documentos de processos e trocam esses documentos com jornalistas nos cafés».

Reagindo à agência Lusa, o presidente da ASJ, António Martins, considerou as afirmações do jornalista «completamente falsas e difamatórias», que «ofendem o bom nome da associação».

Pelo que, adiantou o juiz, a ASJ vai apresentar uma queixa-crime contra Emídio Rangel, com um pedido de indemnização cível. António Martins acrescentou que a Associação Sindical dos Juízes está disponível para prestar os esclarecimentos necessários aos deputados.

Também o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMM) vai seguir o mesmo caminho, denunciando acusações «ofensivas» e «profundamente lamentáveis» contra a instituição.

Em comunicado, o SMMM refuta «com veemência as imputações ofensivas e profundamente lamentáveis» que lhe são dirigidas, pelo que vai «agir juridicamente» visando «repor a imagem» do sindicato «deliberadamente atingida».

Emídio Rangel foi ouvido no âmbito das audições sobre o exercício da liberdade de expressão em Portugal e de um alegado plano do Governo para controlar a comunicação social.

(Lusa / SOL)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Qua Abr 07, 2010 6:46 pm

Geralmente, as pessoas vão avançando pela idade e vão-se tornando mais sensatas, o que é próprio da natureza humana e fruto do aculumar de experiências vividas e observadas.
Há outros, por sua vez, confundindo o elixir da juventude com senilidade precoce, se tornam autênticos pátós. E esta forma desbocada de confrontar a realidade e a vida é mais um sintoma da parvalheira em que se arrastam, talvez intrínseca, mas já assumida e fora de controle.
Quere-me cá parecer que este senhor carece urgentemente de injecções de lítio. Digo eu!

(Sol - OldPirate, em 2010-04-07)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Qua Abr 07, 2010 6:48 pm

Emídio Rangel reitera acusações a sindicatos dos juízes e magistrados

O jornalista Emídio Rangel reiterou hoje as acusações que fez no Parlamento, apesar de os visados - Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMM) e Associação Sindical dos Juízes (ASJ) - terem anunciado que o vão processar.

«Mantenho tudo o que disse ontem [terça-feira]», afirmou hoje Emídio Rangel em declarações à Lusa.

Na terça-feira, na audição parlamentar na Comissão de Ética, Sociedade e Cultura, Emídio Rangel acusou a ASJ e o SMMM de descredibilizarem o jornalismo sério, passando documentos processuais aos jornalistas.

Os sindicatos, alegou Rangel no Parlamento, «obtêm documentos de processos e trocam esses documentos com jornalistas nos cafés».

Na sequência dessas declarações, o SMMM e a ASJ anunciaram que vão processar Emídio Rangel por acusações «ofensivas», «profundamente lamentáveis» e «completamente falsas e difamatórias» que «ofendem o bom nome» das instituições.

Emídio Rangel defendeu hoje que «a justiça deve ser prudente e exercer com recato as suas funções», algo que estas duas instituições «não permitem que aconteça».

«É estranho que a justiça esteja sempre em primeiro plano, esteja sempre em bicos de pés a querer ter protagonismo. É esse protagonismo que eu critico. É este protagonismo que conduz a uma situação pouco vulgar que nós em Portugal não estávamos habituados. Conduz necessariamente à ideia da participação política, eu disso não tenho dúvidas absolutamente nenhumas», afirmou.

Para o ex-director da SIC, RTP e TSF, as duas instituições que critica «querem ter uma participação política», que em sua opinião é «desaconselhável no caso da justiça».

(Lusa / SOL)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Qua Abr 07, 2010 6:52 pm

O Sr. Rangel (Emílio) deve andar a ressacar. Já se percebeu que está em todas as causas do PS, mesmo as moribundas - Carrilhos e afins. O PS deve fornecer a dose do dia.

Recordo-me, por exemplo, como manipulava a informação na SIC e TSF no sentido de desacreditar Cavaco Silva que tinha tido 2 maiorias absolutas. Com a ajuda de gente deste tipo (jornalistas?), passou de besta a bestial. Recordo-me de, por alturas do businão na ponte, passar sem paragem alguma por um carro da TSF que, em directo relatava o trânsito completamente bloqueado em ambos os sentidos. Isto sim, é MENTIRA jornalistica. Campanhas bem orquestradas por Jorge Coelho nos jantares tardios do Snob.

Com tamanhas audiências, achou que tinha o poder de "criar" um Presidente à sua medida. Acabou por criar um Guterres.

E andamos agora a pagar a herança do Estado Providência que esse senhor nos deixou. Bom proveito.

A chatice é que calha a todos, mesmo a quem nunca votou neles (ou votou noutros tempos, quando Mário Soares era uma figura de relevo da Democracia).

(Sol - CapCoast, em 2010-04-07)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Sab Abr 24, 2010 5:31 pm

Ó Sr. Emídio Rangel:

O senhor, para além de escolher muito bem o título das suas babosas crónicas, pois «Coisas de Circo» assenta muito bem no palhaço, hoje acertou também no título deste artigo; apenas errou o sentido!

Arre que é de mais! Mas porque raio hão-de os dignos professores deste país ter de o aturar? Já sei… Porque somos 150000 e sempre conseguimos aquilo que uma só pessoa não conseguiu!

Que pena não aceitar ser governante! Pois… percebo… é melhor aceitar dos governantes, não é?

Já que trabalha 17 horas por dia, trabalhe só 16 e não estrague uma hora diária a urdir ofensas gratuitas! Se olhar para baixo encontrará uma pança calejada de tão coçada, pelas alvíssaras que lhe dão, para vomitar para cima de nós. Como há-de o senhor ter ingratidão aos políticos, como nós temos?

Neste país veêm-se jornalistas transformarem-se em muita coisa, mas confesso que em moço de recados, é inédito!

Não está hoje claro, sr. Emídio, que os professores transformam os seus alunos em gangs do ovo; o que está claro como água é a podridão cerebral que o assola! Tal como na miserável crónica de Março, o senhor faz afirmações tresloucadas que, não podendo provar, atestam o seu avançado estado de decomposição intelectual!

Fala de Alberto João Jardim? Pois nem de propósito! O senhor é o Jardim dos opinantes! Escreve o que lhe apetece, não lhe acontece nada, todos têm medo de si; mas há uma diferença, sr. Emídio: Os professores não têm medo de si e se o senhor continuar a insultar-nos do modo sujo e ordinário como faz, conte sempre que do outro lado está gente que tem os pés onde o senhor tem a cabeça!

Já agora, faça o favor de desinfectar a boca quando fala de Manuel Alegre, o único político livre e com coluna vertebral em Portugal; quando o senhor for alguém na vida, ou no PS, terá metade da dignidade de Manuel Alegre!

Por fim, sr. Emídio, que sorte a deste país ter ficado sem um jornalista traidor e ter ganho um troglodita opinante!

Paulo Carvalho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Qua Jul 14, 2010 5:39 pm

Eleição do “lambe botas” do ano 2009

O nomeado, mais pela intenção do que pelo jeito, é Emídio Rangel pelo seguinte comentário no Correio da Manhã:

"A campanha terminou mas ainda se vai gastar mais tinta com este processo eleitoral. Desde logo a situação decorrente do chamado “caso das escutas”, que está longe de estar clarificado. Antes diria que a partir de segunda-feira se inicia o processo que há-de conduzir ao esclarecimento cabal desse imbróglio.

O País espera com grande expectativa que o Presidente da República explicite o que aconteceu, nomeadamente se Fernando Lima terá actuado isolado ou se agiu com o beneplácito de Belém para ferir o primeiro-ministro; por que foi Fernando Lima afastado das responsabilidades na área da Comunicação Social; como aparece agora ligado a outro sector de igual importância no gabinete de Cavaco Silva. Como quer que seja, esta foi só a última “inventona”.

Houve muitas mais ao longo do mandato de Sócrates. A procura desesperada de o atingir na sua honra e na sua dignidade brada aos céus. Primeiro, a questão das suas habilitações académicas; depois o caso Freeport, a seguir a “asfixia democrática”; e por último as escutas ao Palácio de Belém.

Eu espero que esta tenha sido a última vez que um partido tenha adoptado como seu programa eleitoral um cardápio de conspirações, invenções, calúnias e mentiras para ganhar vantagem em tempo de eleições. Foi a primeira vez que tal vi. Um programa eleitoral sem ideias e sem propostas para resolver os problemas do País, um programa sem soluções nem caminhos para percorrer depois da mais grave crise económica dos últimos oitenta anos, um programa vazio e sem alternativas.

Eu espero que não volte nunca mais a acontecer campanhas ‘ad hominem’, para as quais a matéria substantiva faz apelo aos baixos instintos do Homem, com uma acção meticulosamente programada para desespoletar campanhas de ódio atrás de campanhas de ódio que só lançam a confusão junto do eleitorado e não interessam nada ao País.

Desta vez os arquitectos desta espiral tiveram azar. Tudo o que programaram para ser amplificado pela Comunicação Social foi desactivado a tempo, antes de provocarem grandes estragos. Acontece uma vez em cada cem, mas acontece. Choram hoje lágrimas de crocodilo pelo inêxito da sua malvadez. Mas quem fica a ganhar é mesmo o povo português, porque se livra de pessoas sem escrúpulos na condução dos destinos do País.

O futuro não é risonho nem fácil, mas com pessoas de boa vontade as saídas hão-de ser encontradas, em democracia e em liberdade."

(Por:Emídio Rangel, Jornalista)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Seg Ago 09, 2010 7:41 pm

Emídio Rangel, o vendedor de Presidentes

13.03.2008

"É tão fácil vender um Presidente como vender um sabonete."

Nesta forma lapidar, com este cinismo, resume Emídio Rangel a sua maneira de estar na vida. Gosta de sentir o respeito e mesmo o medo de uma classe política impreparada e demagógica, carente dos seus serviços. Faz-se pagar regiamente e tem no sector público os seus principais clientes. Pelo êxito que tem tido, tenderia a concordar, pelo menos em parte, com ele. Só que alguns acontecimentos recentes vieram perturbar, certamente contra sua a vontade, o desempenho das suas artes de feitiçaria.

Na véspera da marcha da indignação, eis que Emídio Rangel perde as estribeiras. Olá! Pensei para comigo. Quando alguém se zanga, já deixou ficar a razão algures pelo caminho. Bastou um pouco de efervescência social, a subida de uns poucos graus da temperatura, um pequeno ajuste de contas de um sector profissional para com a tutela, para que Emídio Rangel reconhecesse que nesse ambiente, nada feito: nem sabonetes, nem presidentes. Sobra um Emídio Rangel desfeito, sem glória, incapaz de raciocinar, presa dos seus próprios fantasmas, exibindo um verdadeiro terror de existir.

Como tudo era diferente quando parecia que todos dançavam ao mavioso som do seu canto de sereia. Pessoas que pareciam ajustadas ao seu figurino de embrutecimento, em lamento contínuo, incapazes de distinguir a fonte dos seus próprios males, necessitadas urgentemente de evasão ou, pelo menos, da ilusão da evasão.

Caro Emídio Rangel: o seu acto irreflectido fê-lo baixar uns pontos a cotação na bolsa. Com essa precipitação, permitiu que entrasse na cabeça dos seus hipotéticos clientes uma dúvida terrível sobre a sua capacidade e eficiência profissional, sobre a sua mensagem de confiança domesticadora. Não é legítimo pedir aos Rasputines deste mundo que salvem governantes incapazes, mas escusava de mostrar os seus medos de forma tão prematura quanto desastrada.

(António Chaves Ferrão)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   Dom Fev 05, 2012 3:16 pm

Emídio Rangel tem reforma de 27 mil euros

04.02.2012

Emídio Rangel, ex-director de Informação da SIC e ex-director-geral da RTP, tem uma reforma ilíquida da Segurança Social no valor de 27 097 euros. "Eu tenho uma excelente reforma", reconheceu, ontem, ao Correio da Manhã, Rangel. E explicou porquê: "Eu tenho uma carreira contributiva de mais de 40 anos em Angola e aqui em Portugal" durante a qual "cheguei a ganhar, na SIC, 50 mil euros brutos por mês."

O antigo homem forte da SIC e da RTP pediu a passagem à aposentação em 2003, depois de ter saído da televisão pública. Tinha então 57 anos, mas já trabalhava desde os 17. "A minha reforma foi tratada pela Caixa de Previdência dos Jornalistas [que foi extinta pelo Governo anterior]", explicou Emídio Rangel.

O valor da pensão de Rangel corresponderá à média dos 10 melhores salários dos últimos 15 anos de actividade laboral, regime aplicado aos trabalhadores da Segurança Social até ao final de 2006. Com base neste regime, o montante da reforma é mais elevado, dado que, regra geral, a maioria dos trabalhadores beneficia de remunerações mais elevadas nos últimos anos da sua actividade profissional.

O próprio jornalista admitiu que a sua reforma terá sido calculada com base nesse regime, até porque na SIC e na RTP contou com um vencimento mensal de montante elevado. E, a propósito dos seus descontos para a Segurança Social, foi categórico: "Fiz sempre questão que tanto as minhas retenções para o Fisco, como os meus descontos para a Segurança Social fossem cumpridos escrupulosamente. [pela entidade patronal]."

Dado o elevado valor da pensão de reforma, Emídio Rangel faz ainda questão de referir que "é tudo muito claro: basta ver o que eu contribui para a Segurança Social e quantos anos é que trabalhei." E para realçar ainda mais a sua posição, é peremptório: "Eu não devo favor nenhum a ninguém."

(Correio da Manhã)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
EMÍDIO RANGEL - O BLACK & DECKER
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» lista produtos liberados mais com amodimethicone
» REVELATION ROAD : The Black Rider
» Saturação do fio por nutrição
» Volume!!!
» BLACK BOX (ex-AVARICE ex-GIVE ME ONE REASON)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: GRANDES PORTUGUESES-
Ir para: