A LIBERDADE É AMORAL

Local de discussão livre sobre todos os temas sociais.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 MOMENTO DE CULTURA...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sex Abr 23, 2010 4:55 pm

A origem da expressão "Par de chifres"...

Ao que parece, a expressão é muito antiga.

Os estudos etimológicos levam à cidade de Éfeso, no século II, onde o grego Artemidoro citou o termo kérata poiein, que significa "fazer corno a, enganar um marido".

Quer dizer, os gregos já eram cornos há centenas de milhares de anos...

"A ligação entre chifres e maridos traídos é tão antiga que não se tem referência exacta da sua origem", diz o dicionarista Paulo Geiger.

O mais provável é que a expressão tenha aparecido por analogia.

As fêmeas de animais chifrudos (carneiro, touro, bode) vivem ao redor de um macho único, o líder.

Quando esse macho perde a fidelidade de uma delas, ele se torna brigão e ciumento e coloca os chifres em posição de ataque, partindo para cima de tudo e todos

É o mundo animal explicando a natureza humana...


PS - A falha desta teoria é que os ditos, na sua maioria são até bastante mansos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sex Abr 23, 2010 4:55 pm

A origem da expressão "Par de chifres"...

Ao que parece, a expressão é muito antiga.

Os estudos etimológicos levam à cidade de Éfeso, no século II, onde o grego Artemidoro citou o termo kérata poiein, que significa "fazer corno a, enganar um marido".

Quer dizer, os gregos já eram cornos há centenas de milhares de anos...

"A ligação entre chifres e maridos traídos é tão antiga que não se tem referência exacta da sua origem", diz o dicionarista Paulo Geiger.

O mais provável é que a expressão tenha aparecido por analogia.

As fêmeas de animais chifrudos (carneiro, touro, bode) vivem ao redor de um macho único, o líder.

Quando esse macho perde a fidelidade de uma delas, ele se torna brigão e ciumento e coloca os chifres em posição de ataque, partindo para cima de tudo e todos

É o mundo animal explicando a natureza humana...


PS - A falha desta teoria é que os ditos, na sua maioria são até bastante mansos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sab Abr 24, 2010 9:21 pm

Halloween

A origem do Halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às actuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração.

Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão" na língua celta).

(Wikipédia)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qua Abr 28, 2010 4:40 pm

“O Inteligente”

Nas touradas, o “Inteligente” é o director da corrida, que manda tocar para a entrada e saída dos touros...

O nome “Inteligente” resulta do facto de se sentar em lugar cimeiro da praça, nunca correndo o risco de ser atingido por uma cornada...

É o menos exposto...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sex Abr 30, 2010 12:49 pm

F.U.C.K.

Na Inglaterra antiga, não se podia fazer sexo sem o consentimento do rei (a não ser que se tratasse de membros da família real).

Quando queriam fazer amor, tinham que pedir ao monarca, que lhes entregava uma placa, que deveriam colocar na porta do quarto enquanto estivessem a ter relações.

A placa dizia "Fornication Under Consent of the King".

É esta a origem da palavra Fuck...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Ter Maio 04, 2010 4:51 pm

O Rei Midas...

O toque de Midas na "digestão" de uma bactéria, ou a transformação de pó (de ouro) em pepitas verdadeiras.

Afinal os alquimistas não andavam assim tão longe da verdade, só não lhes chegou às mãos o bichinho certo para fazerem a tal transformação.

A bactéria é a Ralstonia metallidurans segundo um artigo publicado ontem Science sugere que a verdadeira alquimista é ela.

O que acontece, segundo os cientistas, é que a Ralstonia metallidurans, que existe no solo, absorve dele os metais pesados que ali se encontram - e que em grandes concentrações são tóxicos para ela, como para os seres vivos em geral - e transforma-os em formas sólidas (as tais pepitas) que deixam assim de ser nocivas para elas.

Esta ideia da origem microbiana de uma parte do ouro existente na Terra não foi retirada da cartola.

Observada ao microscópio, uma parte dos grãos ou pepitas de ouro que os mineiros escavam nas montanhas ou os prospectores de metais recolhem do areão dos rios tem uma estrutura que se assemelha a invólucros de bactérias.

Mais importante, algumas experiências demonstraram já que certas bactérias se defendem das partículas tóxicas de metais pesados aglutinando-as e transformando-as na sua forma metálica sólida.

Mas provar que o que acontece no laboratório reproduz exactamente o que acontece na natureza não é uma coisa linear.

(Diário de Notícias)


PS - Não vale a pena ir a correr despejar toneladas de Ralstonia metallidurans no quintal e esperar que nasçam pepitas na terra a menos que já lá exista ouro em pó.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qua Maio 05, 2010 1:21 pm

ANTON TCHECOV

Morreu em 1904, na Alemanha atacado pela tuberculose.

Tchecov ( um dos Mestres do conto moderno ) inventou uma nova forma de escrever contos:

“um mínimo de enredo e o máximo de emoção”.

Às histórias intrigantes, de desfecho inesperado, que predominavam entre os praticantes do gênero, ele preferiu criar atmosferas, registrando situações abertas que não se encerravam no fim dos relatos.

É o que chamamos hoje de conto moderno.

Com uma visão de mundo ora humorística, ora poética, ora dramática, Tchecov captou momentos ocasionais da realidade, fatias de vida, pequenos flagrantes do quotidiano, estados de espírito da gente comum.

A genialidade de sua arte está em transformar uma série de incidentes laterais e de pormenores aparentemente insignificantes da existência individual em representações perfeitas do destino humano.

PS - Não percam a oportunidade de ler alguns destes contos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qui Maio 06, 2010 12:12 pm

Teoria dos seis graus de separação

A partir de um estudo científico, criou-se o mito de que, no mundo, são necessárias no máximo seis laços de amizade para que duas pessoas quaisquer estejam ligadas.

No estudo, feito nos Estados Unidos, buscou-se, através do envio de cartas, identificar o números de laços de conhecimento pessoal existente entre duas pessoas quaisquer.

Cada pessoa recebia uma carta identificando a pessoa alvo e deveria enviar uma nova carta para a pessoa identificada, caso a conhecesse, ou para uma pessoa qualquer de suas relações que tivesse maior chance de conhecer a pessoa alvo.

A pessoa alvo, ao receber a carta, deveria enviar uma carta para os responsáveis pelo estudo.

A popularidade da crença no facto de que o número máximo de passos entre duas pessoas é 6 (seis) gerou, em 1990, uma peça de nome "Six Degrees of Separation", de John Guare
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Ter Maio 11, 2010 5:54 pm

Já foi uma das sete maravilhas do Mundo...

O Colosso de Rodes foi uma estátua de Hélios, deus grego do sol, construída entre 292 a.C. e 280 a.C. pelo escultor Carés de Lindos.

A estátua tinha trinta metros de altura, 70 toneladas e era feita de bronze.

Tornou-se uma das sete maravilhas do mundo antigo.

Com 30 metros de altura, toda de bronze e oca, a estátua começou a ser esculpida em 292 a.C. pelo escultor Carés, que a concluiu doze anos depois.

Na mão direita da estátua havia um farol que guiava as embarcações à noite.

Era uma estátua tão imponente que um homem de estatura normal não conseguiria abraçar o seu polegar.

O povo de Rodes mandou construir o monumento para comemorar a retirada das tropas do rei macedónio Demétrio, que promovera um longo cerco à ilha na tentativa de conquistá-la.

Demétrio era filho do general Antígono, que após a morte de Alexandre, herdou uma parte do império grego.

O material utilizado na escultura foi obtido a partir da fundição dos armamentos que os macedônios ali abandonaram.

A estátua ficou em pé por apenas 55 anos, quando um terremoto a atirou para o fundo da baía de Rodes onde ficou esquecida até à chegada dos árabes, no século VII, pois os habitantes de Rodes não o reconstruíram (isso deveu-se ao fato de que eles visitaram um oráculo próximo dali, e este recomendou-lhes não reconstruírem o colosso).

Os árabes, então, venderam-na como sucata.

Para se ter uma ideia do volume do material, foram necessários novecentos camelos para o transportar.

Aquela estátua, considerada uma obra maravilhosa, levou Carés a suicidar-se logo após tê-la terminado, desgostoso com o pouco reconhecimento público.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qua Maio 12, 2010 1:39 pm

Mais respostas de alunos - I

Estão são algumas das pérolas que, acredite-se ou não, aparecem em alguns testes ou simplesmente servem de resposta em algumas aulas.

Genocídio
" Pode dizer-me o que é um genocídio?"
- É a morte dos genes.
- Como?!
- É a morte dos genes e dos fetos.

Excreção
Pergunta numa prova global:
- Defina excreção.
Resposta de um aluno:
- Excreção é quando a gente se enfia todos num autocarro e vai passear.

O problema do 3º mundo
" O problema fundamental do terceiro mundo é a superabundância de desnecessidades"

Definição de terramoto
" Terramoto é um pequeno movimento de terras não cultivadas"

Remédio santo
"Para estancar uma hemorragia pelo nariz, este deve ficar muito mais baixo do que o corpo, até que o coração pare."

Leite fresco todos os dias
" Para que o leite não azede, deve ser mantido dentro da vaca."

Escandinásia
"Cadeira de Direito Internacional Público, numa universidade privada. O professor, desesperado com a vacuidade das respostas de certo aluno em orais da especialidade, resolve tentar ajudar, recorrendo à geografia. Revelou-se pior a emenda do que o soneto.
Questionado sobre a localização da Escandinávia, o aluno responde que fica algures na Ásia.
O examinador, rendido brinca agora:
- Podemos então passar a chamar-lhe Escandinásia.
- Se calhar, senhor doutor.
- Não sabe que a Escandinávia fica na Europa?!
- Pois, tem razão!
- E fica a Norte ou a Sul?
- A Sul.
- E sabe apontar-me alguma característica dos escandinavos?
O aluno depois de longa pausa:
- Bem, eu acho que eles não são pretos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sex Maio 14, 2010 4:24 pm

Respostas de alunos - Parte II

Respiração
"A respiração compõe-se de duas fases: a Inspiração e a Expectoração"

Definição: Linhas Paralelas
"Linhas paralelas nunca se encontram a não ser que uma, ou ambas, se curvem..."

Outra forma de Condensação
"O processo de transformar o vapor em água chama-se conversação"

Os números solares
"Muitas pessoas sabem ver as horas olhando apenas o Sol.
Eu nunca lhe consegui ver os números"

Definição: Insónia
"A insónia consiste em dormir ao contrário."

Animais Irracionais
"Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se for empalhado."

Sem nada que fazer
"As nuvens andam em volta da Terra, porque não têm nada que fazer."

Democracia Grega
"Na Grécia, a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam de acordo envenenavam-se."

Nervo Óptico
"O nervo óptico transmite ideias luminosas ao cérebro."

Serras
Professora: Quais são as duas Serras algarvias?
Aluno: A Serra de Monchique e a Serra da Panela.
Professora: Não. É a Serra de Monchique e a Serra do Caldeirão.
Aluno: Eu sabia que era onde se fazia comida.

Produto Vegetal
Pergunta de um professor numa universidade de economia:
- Qual é o mais importante produto vegetal do continente africano?
Resposta: É o marfim!

Hitler
" Qual era o nome próprio de Hitler?
- Heil."

(ROBINA)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Seg Maio 17, 2010 1:34 pm

Las Tapas , um pouco de história...

Quando em toda a Espanha se generalizaram as licorerias e tabernas em pleno reinado de Alfonso X "el sabio", era costume servir-se um copo ou um jarro de vinho "tapado" com uma rodela de presunto ou queijo, que tinha como finalidade evitar que caíssem impurezas ou insectos no vinho e faciltar ao cliente empapar o álcool com um alimento sólido, como aconselhava Alfonso X.

Esta foi a origem do nome desta tradição espanhola tão arreigada, "la tapa", o alimento sólido com que se tapava o copo ou o jarro de vinho...


PS - Quantos almoços não fiz apenas com "tapas"...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Ter Maio 18, 2010 1:15 pm

Provérbios

Um verdadeiro intelectual não diz os provérbios como se fosse do povinho...

Exemplos:

Expõe-me com quem deambulas e a tua idiossincrasia augurarei.
(Diz-me com quem andas e te direi quem és)

Espécime avícola na cavidade metacárpica, supera os congéneres revolteando em duplicado.
(Mais vale um pássaro na mão, que dois a voar)

Ausência de percepção ocular, insensibiliza órgão cardial.
(Olhos que não vêem, coração que não sente)

Equídeo objecto de dádiva, não é passível de observação odontológica.
(A cavalo dado não se olham os dentes)

O globo ocular do proprietário torna obesos os bovinos.
(O olho do amo engorda o gado)

Idêntico ascendente, idêntico descendente.
(Tal pai, tal filho)

Descendente de espécime piscícola sabe locomover-se em líquido inorgânico.
(Filho de peixe sabe nadar)

Pequena leguminosa seca após pequena leguminosa seca atesta a capacidade de ingestão de espécie avícola.
(Grão a grão enche a galinha o papo)

Tem o monarca no baixo ventre
(Tem o rei na barriga)

Quem movimenta os músculos supra faciais mais longe do primeiro, movimenta-os substancialmente em condições excepcionais.
(Quem ri por último ri melhor)

Quem aguarda longamente, atinge o estado de exaustão.
(Quem espera desespera)


PS: Como epitáfio, quero que escrevam : Nascido para ensinar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qua Maio 19, 2010 7:01 pm

A moda dos rapazes usarem as calças por baixo do rabo

Porque é que entrou na moda os rapazes usarem as calças por baixo do rabo? É de facto algo fora do normal e de facto algo de muito mau gosto! Andar com os boxers à mostra!

A VERDADEIRA HISTÓRIA

Esta tendência nasceu nas prisões dos Estados Unidos.
Os reclusos que estavam receptivos a relações sexuais com outros homens tiveram que inventar um sinal que passasse despercebido aos guardas prisionais para não sofreram consequências...
Por isso, quem usasse calças descaídas por baixo do rabo estava somente a mostrar que estava disposto a ter sexo anal com outros homens...
Look super cool!...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sex Maio 21, 2010 9:12 pm

Mais Pérolas dos nossos Estudantes

Respiração
"A respiração compõe-se de duas fases: a Inspiração e a Expectoração"

Definição de Linhas Paralelas
"Linhas paralelas nunca se encontram a não ser que uma, ou ambas, se curvem..."

Outra forma de Condensação
"O processo de transformar o vapor em água chama-se conversação"

Os números solares
"Muitas pessoas sabem ver as horas olhando apenas o Sol. Eu nunca lhe consegui ver os números"

Definição de Insónia
"A insónia consiste em dormir ao contrário."

Animais Irracionais
"Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se for empalhado."

Sem nada que fazer
"As nuvens andam em volta da Terra, porque não têm nada que fazer."

Democracia Grega
"Na Grécia, a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam de acordo envenenavam-se."

Nervo Óptico
"O nervo óptico transmite ideias luminosas ao cérebro."

Serras
Professora: Quais são as duas Serras algarvias?
Aluno: A Serra de Monchique e a Serra da Panela.
Professora: Não. É a Serra de Monchique e a Serra do Caldeirão.
Aluno: Eu sabia que era onde se fazia comida.

Produto Vegetal
Pergunta de um professor numa universidade de economia:
- Qual é o mais importante produto vegetal do continente africano?
Resposta: É o marfim!

Hitler
" Qual era o nome próprio de Hitler?
- Heil."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Seg Maio 24, 2010 1:40 pm

Prova Escrita

Algumas respostas datas em testes/fichas de trabalho de Língua Portuguesa.

Os Lusíadas
"Os Lusíadas foram escritos pelo cantor Luís de Camões que os dividiu em 10 cantos e que assim deu trabalho a 10 cantores, tendo contribuido para a diminuição do desemprego em Portugal. É por isso que o Camões é tão importante no nosso país e tem um dia só para ele."

Gil Vicente
"Eu não tenho dúvidas que o Gil Vicente é muito importante, a pesar de nunca ter ganhado o campionato de futebol. É importante porque às vezes ganha ao Benfica, otras ao Sporting e otras ao Porto tirando a eles o primeiro logar. E também por isto é que a sua obra é dramática - porque é um drama para os benfiquistas, os sportinguistas e os portistas quando ganha."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Ter Maio 25, 2010 1:29 pm

Provas Orais

Faculdade de Ciências, numa aula de Biologia:
O professor estava a falar sobre o alto teor de glicose encontrado no sémen.
Uma caloira levantou o braço e perguntou:
- Se eu entendi bem, o senhor está a dizer que se encontra muita glicose no sémen assim como no açucar?
- Sim - respondeu o professor.
- Então porque é que o gosto não é doce?
A princípio um silêncio de estupefacção, depois a classe toda arrebentou numa gargalhada. A pobre rapariga ficou roxa de vergonha, assim que percebeu quão impensada foi a sua pergunta.
A resposta do professor, entretanto, foi clássica:
- O gosto não é doce porque as papilas gustativas que reconhecem o sabor doce encontram-se na ponta da língua e não no fundo, perto da garganta...

Um aluno de Direito a fazer um exame oral:
- O que é uma fraude?
Responde o aluno:
- É o que o professor está a fazer.
O professor muito indignado:
- Ora essa, explique-se...
Diz o aluno:
- Segundo o Código Penal comete fraude todo aquele que se aproveita da ignorância do outro para o prejudicar.

Aluna, 3º ano de Relações Internacionais questionada sobre o 25 de Abril de 1974:
- Foi um golpe levado a cabo pelos militares, liderados por Salazar, contra Marcelino Caetano.
(o professor, já disposto a divertir-se)
- E como enquadra o processo de descolonização nesse contexto?
- Bem, a guerra em África acabou quando Sá Carneiro, que entretanto subiu ao poder, assinou a paz com os líderes negros moderados. Foi por causa disso que ele e esses líderes morreram todos em Camarate.
- Já agora, pode dizer-me quem era o presidente da República Portuguesa antes de 1974?
- Samora Machel.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qui Maio 27, 2010 1:21 pm

A importância da pontuação...

'Um homem rico estava muito mal, agonizando...

Pediu papel e caneta e escreveu:

'Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a
conta do padeiro nada dou aos pobres.'

Morreu antes de fazer a pontuação. A quem deixava ele a fortuna? Eram
quatro concorrentes.

1) O sobrinho fez a seguinte pontuação :
Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito:
Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a
conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

3) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele:
Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será
paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta
interpretação:
Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres.

Moral da história:

Assim é a vida...

Pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras...

Nós é que colocamos a pontuação, e isso faz toda a diferença.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Dom Maio 30, 2010 2:47 pm

MENTIRAS E VERDADES SOBRE O ALCOOL

1- O USO CONTÍNUO DO ÁLCOOL PODE LEVAR AO USO DE DROGAS MAIS PESADAS?
Não, o álcool é a mais pesada das drogas, apenas uma garrafa de cerveja, pesa cerca de 900 gramas.

2- A CERVEJA CAUSA DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA?
Não. 89,7% dos psicólogos e psicanalistas entrevistados afirmam que preferem whisky.

3- MULHERES GRÁVIDAS PODEM BEBER SEM RISCO?
Sim. Está provado que nas blitz da polícia, eles nunca pedem pra fazer o teste nas gestantes... E quando elas tem que andar em linha reta, os guardas acham que ela está torta pelo peso da barriga.

4- CERVEJA PODE DIMINUIR OS REFLEXOS DOS MOTORISTAS?
Não. Uma experiência foi feita c/ mais de 500 motoristas: foi dada 1 caixa de cerveja para cada um, e, em seguida, colocaram um por um diante de um espelho. Em nenhum dos casos, os reflexos foram alterados.

5- EXISTE ALGUMA RELAÇÃO ENTRE BEBIDA E ENVELHECIMENTO?
Sim. A bebida envelhece muito rápido. Para se ter uma idéia, se você deixar a cerveja aberta em cima da mesa por muito tempo sem um acondicionamento especial, ela perde o seu sabor em aproximadamente quinze minutos.

6- A CERVEJA ATRAPALHA NO RENDIMENTO ESCOLAR?
Não, pelo contrário. Alguns donos de faculdade estão aumentando suas rendas com a venda de cerveja nas proximidades de bares universitários.

7- BEBIDA MATA?
Sim. Anos atrás, soube-se que um rapaz, ao passear pelas ruas, foi atingido por 1 caixa de cerveja que caiu de um caminhão, levando-o à morte instantânea. Além disso, casos de enfarte do miocárdio em idosos têm sido associados às propagandas de cervejas com modelos gostosas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sex Jun 11, 2010 1:49 pm

ENGUIA (Anguilla anguilla)

"A enguia possui corpo serpentiforme, cilíndrico anteriormente e comprimido na parte posterior.

As escamas são pequenas, embebidas no tegumento.

Barbatanas dorsal, caudal e anal contínuas.

Sem barbatanas pélvicas.

Mandíbula mais longa que a maxila superior (ao contrário do Safio – Conger conger – com o qual poderia confundir-se).

Adultos com dorso verde-acastanhado e ventre amarelado (“enguia dourada”), alterando-se respectivamente para negro e prateado com a aproximação da maturidade sexual (“enguia prateada”).

As fêmeas atingem até 150 cm de comprimento, e os machos cerca de 50 cm.

Há enguias no Mediterrâneo e Mar Negro.

No Atlântico, distribuem-se de Marrocos até ao Norte da Escandinávia e Islândia, e penetram em quase todos os cursos de água portugueses.

A enguia é uma espécie migradora catádroma, as larvas leptocéfalas, pelágicas, atingem as costas europeias onde se metamorfoseiam em angulas (meixão), e penetram nas embocaduras dos cursos de água, migrando para montante em quantidades muitas vezes consideráveis.

A fase de permanência em água doce pode durar entre 6 e 12 anos, no caso dos machos, ou entre 10 e 20 anos no caso das fêmeas.

A enguia é um peixe carnívoro.

Quando adultas alimentam-se de outros peixes, crustáceos, e larvas de insectos.

Com a maturidade sexual, o tubo digestivo regride e cessa a actividade alimentar.

A reprodução ocorre no Mar dos Sargaços, em águas profundas.

Os ovos e larvas leptocéfalas são planctónicos, vagueando arrastados pela Corrente do Golfo através do Atlântico, durante cerca de 3 anos, até atingirem o litoral europeu.

A enguia é uma espécie de alto valor comercial, sendo excessivamente capturada com rapetas e telas na fase de “meixão”, e com nassas e anzol na fase adulta.

É considerada “comercialmente ameaçada” no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal e encontra-se em regressão em todas as Bacias Hidrográficas onde existem Barragens.

A enguia também é conhecida pelos nomes vulgares de “eiró” e “meixão” (juvenis)."

in Sobral, D. & Gomes, J. 1998. “Peixes Litorais”. Edição do ICN – Instituto da Conservação da Natureza, página 22 /88.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Seg Jun 28, 2010 11:06 pm

Mulher, dona, dama, matrona.

Mulher é palavra generica, que se contrapõe a homem, e significa a criatura racional do sexo feminino, e por excellencia a que esta casada.

Dona é a corrupção de domina, senhora, e significa senhora de respeito casada, viuva, religiosa, de certa idade, etc., e por isso serve de distinctivo que se dá a uma senhora de qualidade junto a seu nome.

Em significação secundaria designa a mulher que já conheceo varão, (…)

Dama é originariamente a mesma palavra dona, vinda de domina pela francesa dame, mas teve sempre a significação certa de mulher nobre e de qualidade conhecida, talvez como hoje dizemos fidalga;

Teve porém depois uma significação secundaria differente de dona, isto é, mulher galanteada de algum cavalheiro, e degenerou até significar manceba, concubina, com o mesmo valor que maitresse entre os francezes; (…)

Matrona é a palavra puramente latina, e significa a mulher mãi de familia, nobre e virtuosa

in ROQUETE, J.I., O.F.M. (1885) Diccionario dos synonymos poeticos e de epithetos da lingual portugueza
Paris: Guillard, Aillaud, imp. Tomo II. Pag. 444
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qua Jun 30, 2010 1:38 pm

Respostas em Provas Orais...

O Convento dos Capuchos foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do monte.

A História divide-se em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje

Quando o olho vê, não sabe o que está a ver, então ele amanda uma foto eléctrica para o cérebro que lhe explica o que está a ver.

O nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e até verdes!

Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam entre os dez primeiros.*

O teste do carbono 14 permite-nos saber se antigamente alguém morreu.

O pai de D. Pedro II era D. Pedro I, e de D. Pedro I era D. Pedro 0*

Em 2020 a caixa de previdência já não tem dinheiro para pagar aos reformados, graças à quantidade de velhos que não querem morrer.

A Terra vira-se nela mesma, e esse difícil movimento chama-se arrotação.

Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.

Para fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qui Jul 01, 2010 1:23 pm

Gramática Portuguesa!

Redacção feita por uma aluna de Letras, que obteve a vitória num concurso interno promovido pelo professor da cadeira de Gramática Portuguesa.

Era a terceira vez que aquele substantivo e aquele artigo se encontravam no elevador.
Um substantivo masculino, com aspecto plural e alguns anos bem vividos pelas preposições da vida. O artigo, era bem definido, feminino, singular. Ela era ainda novinha, mas com um maravilhoso predicado nominal. Era ingénua, silábica, um pouco átona, um pouco ao contrário dele, que era um sujeito oculto, com todos os vícios de linguagem, fanático por leituras e filmes ortográficos.
O substantivo até gostou daquela situação; os dois, sozinhos, naquele lugar sem ninguém a ver nem ouvir. E sem perder a oportunidade, começou a insinuar-se, a perguntar, conversar. O artigo feminino deixou as reticências de lado e permitiu-lhe esse pequeno índice.
De repente, o elevador pára, só com os dois lá dentro.
Óptimo, pensou o substantivo; mais um bom motivo para provocar alguns sinónimos. Pouco tempo depois, já estavam bem entre parênteses, quando o elevador recomeçou a movimentar-se. Só que em vez de descer, sobe e pára exactamente no andar do substantivo.
Ele usou de toda a sua flexão verbal, e entrou com ela no seu aposento.
Ligou o fonema e ficaram alguns instantes em silêncio, ouvindo uma fonética clássica, suave e relaxante. Prepararam uma sintaxe dupla para ele e um hiato com gelo para ela.
Ficaram a conversar, sentados num vocativo, quando ele recomeçou a insinuar-se. Ela foi deixando, ele foi usando o seu forte adjunto adverbial, e rapidamente chegaram a um imperativo.
Todos os vocábulos diziam que iriam terminar num transitivo directo.
Começaram a aproximar-se, ela tremendo de vocabulário e ele sentindo o seu ditongo crescente. Abraçaram-se, numa pontuação tão minúscula, que nem um período simples, passaria entre os dois.
Estavam nessa ênclise quando ela confessou que ainda era vírgula.
Ele não perdeu o ritmo e sugeriu-lhe que ela lhe soletrasse no seu apóstrofo. É claro que ela se deixou levar por essas palavras, pois estava totalmente oxítona às vontades dele e foram para o comum de dois géneros.
Ela, totalmente voz passiva. Ele, completamente voz activa. Entre beijos, carícias, parónimos e substantivos, ele foi avançando cada vez mais.
Ficaram uns minutos nessa próclise e ele, com todo o seu predicativo do objecto, tomava a iniciativa. Estavam assim, na posição de primeira e segunda pessoas do singular.
Ela era um perfeito agente da passiva; ele todo paroxítono, sentindo o pronome do seu grande travessão forçando aquele hífen ainda singular.
Nisto a porta abriu-se repentinamente.
Era o verbo auxiliar do edifício. Ele tinha percebido tudo e entrou logo a dar conjunções e adjectivos aos dois, os quais se encolheram gramaticalmente, cheios de preposições, locuções e exclamativas.
Mas, ao ver aquele corpo jovem, numa acentuação tónica, ou melhor, subtónica, o verbo auxiliar logo diminuiu os seus advérbios e declarou a sua vontade de se tornar particípio na história. Os dois olharam-se; e viram que isso era preferível, a uma metáfora por todo o edifício.
Que loucura, meu Deus!
Aquilo não era nem comparativo. Era um superlativo absoluto. Foi-se aproximando dos dois, com aquela coisa maiúscula, com aquele predicativo do sujeito apontado aos seus objectos. Foi-se chegando cada vez mais perto, comparando o ditongo do substantivo ao seu tritongo e propondo claramente uma mesóclise-a-trois.
Só que, as condições eram estas:
Enquanto abusava de um ditongo nasal, penetraria no gerúndio do substantivo e culminaria com um complemento verbal no artigo feminino.
O substantivo, vendo que poderia transformar-se num artigo indefinido depois dessa situação e pensando no seu infinitivo, resolveu colocar um ponto final na história. Agarrou o verbo auxiliar pelo seu conectivo, atirou-o pela janela e voltou ao seu trema, cada vez mais fiel à língua portuguesa, com o artigo feminino colocado em conjunção coordenativa conclusiva.

Fernanda Braga da Cruz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Sex Jul 02, 2010 1:36 pm

Mais respostas em Provas Orais...

A água tem uma cor inodora.

O telescópio é um tubo que nos permite ver televisão de muito longe.

O sul foi posto debaixo do norte por ser mais cómodo.

Os rios podem escolher desembocar no mar ou na montanha.

Os escravos dos romanos eram fabricados em África, mas não eram de boa qualidade.

A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.

Ao princípio os índios eram muito atrasados mas com o tempo foram-se sifilizando.

A Terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados do mundo.
Caudal de um rio, é quando um rio vai andando e deixa um bocadinho para trás!

Princípio de Arquimedes: qualquer corpo mergulhado na água, sai completamente molhado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anarca

avatar

Mensagens : 13405
Data de inscrição : 02/06/2009

MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   Qua Jul 14, 2010 4:56 pm

A ORIGEM DAS PALAVRAS - I

Já a formiga tem catarro
Significado: Diz-se a quem pretende ser mais do que é, sobretudo dirigido a crianças ou inexperientes.

Fazer tijolo
Significado: Morrer.
Origem: Segundo se diz, existiu um velho cemitério mouro para as bandas das Olarias, Bombarda e Forno do Tijolo. O almacávar, isto é, o cemitério mourisco, alastrava-se numa grande extensão por toda a encosta, lavado de ar e coberto de arvoredo.
Após o terramoto de 1755, começando a reedificação da cidade, o barro era pouco para as construções e daí aproveitar-se todo o que aparecesse.
O cemitério árabe foi tão amplamente explorado que, de mistura com a excelente terra argilosa, iam também as ossadas para fazer tijolo. Assim, é frequente ouvir-se a expressão popular em frases como esta: 'Daqui a dez anos já eu estou a fazer tijolo '.
in 'Dicionário de Expressões Correntes' ; Orlando Neves

Fila indiana
Significado: enfiada de pessoas ou coisas dispostas uma após outra.
Origem: Forma de caminhar dos índios da América que, deste modo, tapavam as pegadas dos que iam na frente.

Andar à toa
Significado: Andar sem destino, despreocupado, passando o tempo.
Origem: Toa é a corda com que uma embarcação reboca a outra. Um navio que está "à toa" é o que não tem leme nem rumo, indo para onde o navio que o reboca determinar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: MOMENTO DE CULTURA...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
MOMENTO DE CULTURA...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 7 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
 Tópicos similares
-
» .Momento de reflexão .....Veja a hierarquia Jorge Couri no Brás
» Saudação com a Santa Paz de Deus ou santa paz do Senhor - quando e em que momento devemos negar??
» (Tiago 4:7) Se levante nesse momento e declare sua vida abençoada, cheia do poder de Deus
» ORE DEUS QUER TE OUVIR!!!
» NO MOMENTO, NO TCM!! Os Pioneiros 4 TEMPORADA! COMENTE AQUI

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A LIBERDADE É AMORAL :: E O VERBO SE FEZ PALAVRA...-
Ir para: